História Take In Your Heart Now Lover - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Gorillaz, Meninas Super Poderosas (The Powerpuff Girls)
Personagens 2-D, Ace, Docinho, Florzinha, Lindinha, Noodle, Russel Hobbs
Visualizações 60
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


COÉ COEEÉ

Capítulo 1 - Começo da minha liberdade.


Fanfic / Fanfiction Take In Your Heart Now Lover - Capítulo 1 - Começo da minha liberdade.

•°•°•°•°P.O.V S/N.°•°•°•°•

- Porra! Finalmente pude sair daquela maldita prisão, por mais que foi divertido no final das contas, consegui umas boas amigas, estava andando pela rua calmamente, pensando no que poderia fazer agora que estou livre como um pássaro, talvez ir a Londres? Mas precisaria de uma boa grana...Eu posso trabalhar, sempre trabalhei de qualquer forma, continuei andando até que alguém esbarra em mim, fazendo tanto eu quanto a pessoa cair.- Caralho! Olha por onde anda!- Eu digo estressada me levantando, ao olhar para a pessoa, era um cara de cabelo um pouco maior que o "normal", óculos escuros e roupas bregas, sua pele era meio esverdeada.- Eu não tenho tempo pra isso!- Ele diz se levantando.- Desculpe ok, agora tenho que ir.- Ele diz rapidamente voltando a correr, que esquisito, a seguir passou três meninas voando rapidamente, eram apenas as meninas super poderosas, ignorei e continuei andando, cheguei em casa, destranquei a porta e entrei, continuava como sempre foi.- Lar, doce lar.- Eu digo para mim mesma sorrindo. Depois de descansar um pouco, fui procurar algo para comer, peguei uma maçã e me sentei em uma das cadeiras da mesa de jantar, peguei meu celular e comecei a fuçar nas redes sociais, algo que não faço faz muito tempo, logo recebo mensagem de duas amigas ao mesmo tempo, as duas eram virtuais, traduzindo: nunca as vi na vida, uma eu conhecia por FuckingButtercup e a outra por JapaneseGuitarist, comecei a conversar com as duas, até que o tédio bateu e eu fiquei offline, olhei para um canto qualquer e comecei a pensar no que poderia fazer primeiro depois de tanto tempo presa.- Vamos ver...marcar um encontro com as duas? Nah, a J mora em Londres.- Eu digo.- E viajar pra Londres é muito caro pra ir, por agora, ainda preciso de grana.- Eu digo coçando o queixo.- Ah! Foda-se, vou apenas sair por aí ouvindo música.- Eu digo me levantando e indo em direção do banheiro.- Hora de tomar banho de verdade!- Eu digo tirando minhas roupas e entrando no box, eu tomo um banho longo e confortante, logo saio pois a conta de água é cara, me enrolo na toalha e vou em direção ao meu quarto, abro o armário e coloco a mão no queixo.- Hmmmmmm.- Após uns minutos eu pego e visto uma camiseta do Gorillaz, um short jeans normal e um tênis vermelho da Nike.- Pronto!- Eu digo sorrindo para o espelho que tem em meu armário. Vou para sala e pego meu headphone o colocando no pescoço e meu celular, plugo o cabo no celular e encaixo o headphone em minhas orelhas, olho em volta para ver se não me esqueci de nada e lembro de pegar minha bolsa, pego minha bolsa eu confiro se tudo está alí.- Porra! Minha carteira!- Eu digo de forma estressada.- Aposto que foi aquele pepino de merda que esbarrou em mim! Agora vou ter que tirar a porra dos meus documentos de novo! Argh!- Eu digo batendo a palma da minha mão na testa.- Bem, vou sair mesmo assim.- Eu digo fechando a bolsa e pondo nos ombros. Saio de casa e começo a andar pela cidade ouvindo música, estava tocando Miss Jackson, cantarolava mentalmente enquanto caminhava de forma calma, mas, alegre. Após uns minutos andando pelo quarteirão, sinto alguém tocar em meu ombro, me viro, era o cara de antes, tiro meu headphone o colocando no pescoço.- Sabia que era você!- Ele diz sorrindo, ele estava me procurando?- Você acabou derrubando sua carteira quando nos esbarramos.- Ele diz, que mentira! Aposto que ele pegou.- Na verdade, eu peguei sua carteira propositalmente.- Eu sabia!- Mas resolvi devolver.- Ele diz me entregando minha carteira.- Uh, obrigado.- Eu digo pegando e a colocando na bolsa rapidamente, ele continuou parado olhando para mim?- Algum problema?- Eu pergunto desconfiada.- A..ah!- Ele diz saindo do transe.- Você tá indo pra algum compromisso?- Ele pergunta meio tímido.- Sinceramente, não, porque?- Eu pergunto.- Bem, que tal sairmos para tomar algo, por minha conta!- Ele diz, eu dou um sorriso meio debochado.- Pode ser.- Eu digo, ele sorri da mesma forma.- Então, vamos?- Ele diz.- Vamos.- Eu digo, começamos a andar por aí, até chegarmos num barzinho, nós entramos e nos sentamos na bancada, o barman vem até nós.- Olá, o que vão querer?- Ele diz sorrindo.- Trás duas cervejas.- Ace diz, o Barman vai e volta com duas latinhas, Ace pega uma e me dá a outra, eu pego e abro.- Aí, qual seu nome?- Eu pergunto dando um gole na latinha.- Ace.- Ele diz.- Belo nome.- Eu digo.- O seu também, S/N.- Ele diz, eu penso um pouco.- Você viu meus documentos, é?- Eu digo.- Óbviamente.- Ele diz sorrindo de forma malandra.- Pode me chamar de S/A.- Eu digo dando mais um gole na latinha.- Então, o que fazia pela rua na hora que nos esbarramos?- Ele pergunta curioso.- Tinha acabado de sair da prisão.- Eu digo.- Ui, então você é dessas?- Ele diz de forma debochada, eu dou uma risada fraca.- Foi presa porque?- Ele pergunta.- Assassinato, matei uma mulher por justiça mas foi considerado injustiça.- Eu digo.- Não quero falar sobre.- Eu digo dando outro gole.- E você? O que estava fazendo quando nos esbarramos?- Eu pergunto sorrindo.- Fugindo das pirralhas super poderosas.- Ele diz em tom de deboche.- Fez o que pra chamar a atenção delas?- Eu pergunto.- Roubei um colar, tá comigo até agora.- Ele diz sorrindo de forma maligna.- Boa.- Eu digo sorrindo da mesma forma, logo começamos a rir, continuamos conversando, Ace é um cara legal, nós dois temos muito em comum, até o gosto musical, bem, quase. Já eram umas onze da noite quando nós dois saímos do barzinho, Ace estava embreagado, então, tive que ouvir papo de bêbado durante todo o caminho, eu aproveitei que ele estava vulnerável e peguei o número dele, falando nisso, ele tem um belo wallpaper de patinhos, eu dei risada quando vi, continuamos andando até que eu cheguei perto da minha rua, me despedi dele e fui em direção a minha casa, entrei e me sentei no sofá e comecei a buscar energias para me levantar novamente, depois de arrancar energias do cu, me levantei e fui em direção ao banheiro, tomei um banho rápido e coloquei um pijama qualquer, me deitei e comecei a pensar no dia de hoje, direcionando meu pensamento ao Ace.- Ele é atraente...pera! Não! Ele é um pepino de merda, nada atraente! No máximo divertido, interessante... Não! Continua sendo um pepino de merda! Mas ele é legal de qualquer forma.- Eu penso, por fim acabo dormindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...