História Take me out of here - Mark Tuan - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, JB, Mark
Visualizações 23
Palavras 621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura keridex

Capítulo 9 - Preocupações...


-Me diz como foi que você soube disso Jae._Diz o moreno numa postura um tanto  relaxada.
-Ligaram para o meu celular._ O rapaz mantinha um semblante desconhecido pela pergunta totalmente 'sem nexo' feito pelo amigo.

Segundos depois ouvira seu amigo murmurar e correr para dentro da delegacia. Ficara um tempo até assimilar um ao outro e voltar para o  estabelecimento  também.




                     
Apavorado e perdido Mark não sabia para onde correr, estava desesperado. Se desesperava só de pensar como o velho cafetão havia descobrido o número de JB. Na verdade não sabia bem com o que se preocupava, com o fato da garota estar internada ou pela possibilidade da profissão que lutara tanto para conseguir estar indo por água abaixo. Sinceramente pensava em chorar feito uma criança e esperar que as coisas se resolvessem sozinhas. Como uma criança faz quando quebra um objeto preferido do pai.






                                     •





Sentado em sua mesa de madeira corroída por alguns cupins, com um copo de um whisky vagabundo, num  cômodo fedendo a cigarro, bebidas e até vômito, mantinha um velho desesperado. Se preocupava com as dividas que arrumara comprando drogas, não podia mais utilizar 'suas garotas' de pagamento, não depois do que ocorrera a S/n, se preocupava com o fato da garota ser de uso privado, nem sequer sabia o que ou como iria dizer para o 'dono' da garota o que havia ocorrido.




-Chefe?_Um fio de voz chamava o agora bêbado velho.

Um suspiro profundo foi ouvido_Hum?!

-Bom é sobre a garota lá... A S/n? É isso.

-O que tem ela?_ Perguntava enquanto acendia um cigarro.


-É... Que..._ O rapaz que bricava com seus dedos ficara sem jeito pra dizer, tomar providências sem ter a aprovação de um cafetão poderia acabar o matando não é?_ Bem eu... liguei para o colega do dono dela avisando sobre o estado dela.

A última frase saira tão rápida da boca do jovem que o outro demorou alguns segundos para entender que sua vida estava entregue para seja lá o que.

-VOCÊ FEZ O QUE?_ Gritou enquanto levantava da cadeira velha.


Parou um momento e respirou fundo para encarar o rapaz parado na porta. Andava enquanto continuava encarando o homem com um olhar de ódio e um fio de preocupação, até chegar na frente desse que assim que o fez agarrou seu pescoço o fazendo ficar sem respirar.



-Vai aprender a não botar o dedo onde não foi chamado hum?!_Sorriu desferindo um tapa mediano na face do mais novo o puxando pelo cabelo.






                                    •






Um... dois... e três, respirou fundo e tentou pensar com cautela, falar com seu chefe seria uma boa idéia porém correria o risco de ser ridicularizado pelo mesmo, ser chamado de inúmeras palavras por não fazer seu trabalho como devia, mas também podia receber a ajuda do superior...

-Hey Mark?_ Disse tirando o outro de seus pensamentos atormentados._ Acho melhor a gente ir la no hospital o horário de visitas não dura muito.

-JaeBum, eu não estou preocupado com o horário de visitas eu estou preocupado com a merda da nossa segurança, me diz como foi que descobriram seu número?  Eles com certeza vão suspeitar da gente e vai acabar nos matando._Suspirava inteiramente preocupado nem se deu tempo de ter S/n como sua noiva, como a mulher de seus sonhos, como sua jóia mais preciosa igual sonhara na noite anterior.

-Eu tenho certeza que vai ficar tudo bem, na nossa primeira noite na boate eu já tinha passado meu número pra um carinha lá, e foi ele mesmo que me ligou, olha esta tudo bem a S/n esta em estado grave? Tá! Mas analisando bem a gente ta no lucro._ Sorria como as coisas estivessem mesmo perfeitas.


-Ora seu....




                                 


Notas Finais


Obrigade por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...