1. Spirit Fanfics >
  2. Take on Me >
  3. Tribus

História Take on Me - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!!! Finalmente eu voltei! E voltei com mais um capítulo pra todos vocês. Nesse as coisas estão mais suaves e plenas, porém prometo a vocês que coloraquei umas boas tretas haha!

Atenção! Essa imagem não me pertence, todo o crédito ao autor da foto abaixo.

Perfect Man — BTS
https://youtu.be/KfdgIt7cG28

Boa leitura! =3

Capítulo 3 - Tribus


Fanfic / Fanfiction Take on Me - Capítulo 3 - Tribus

No dia seguinte, Irina acordou tendo a brilhante ideia de apresentar sua mais nova convidada aos seus amigos do santuário, mas ela precisa trocar as roupas da menina, pois elas estão desgastadas e sujas, pensou se tinha algo dentro de seu guarda roupa para a garotinha vestir, por sorte encontrou um vestido que não servia mais em si, ele é ideal para Selina, sendo branco e tendo um laço em volta da cintura, combinando perfeitamente com a face angelical da menina. Enquanto Selina ainda dormia, Irina foi se aprontar adequadamente para dar uma boa treinada hoje no campo, como o dia estava bastante quente, decidiu mostrar um pouco sua pele, colocou um short preto juntamente de uma regata vermelha. 

–Bom dia. - A semideusa virou-se vendo Selina coçar os olhos ainda sonolenta.

–Bom dia. - Sorri a loira enquanto amarra o cadarço do tênis. –Eu separei uma roupa para você vestir. 

–Ah, obrigada… - Agradece a garota olhando a mulher de cima a baixo. –Você vai sair?

–Eu vou treinar um pouco no campo, quer vir comigo? - Irina se levanta depois de terminar de se arrumar.

Selina pensou na proposta e, porque não ir? Ela sempre quis assistir um treino de pessoas do santuário, mas não sabe ao certo se Irina é alguma amazona, mas se ela está aqui, provavelmente deve ser alguma cavaleira, também não quer ficar aqui mofando sem fazer absolutamente nada, gostaria de saber mais sobre este lugar sagrado. 

–Claro! - Selina levanta da cama pegando o vestido e indo até o banheiro se aprontar. 

Enquanto isso, Irina esperou a garota do lado de fora do dormitório. Passou poucos segundos até a castanha sair pela porta totalmente pronta para ambas irem. Desse modo elas foram andando até a arena, mas em pleno silêncio, pois Selina estava olhando tudo em volta admirada.

–Irina-san, você é uma amazona? - A menina pergunta com seus olhinhos brilhando.

–Bom… Eu meio que sou um pouco diferente das Amazonas do santuário. - Na realidade Irina não sabia como dizer que era uma semideusa.

–Entendo, então você é especial? 

–Isso! Exatamente! - Sorriu a filha de Zeus pela fala da menina. 

As duas passaram mais uns poucos minutos conversando, Selina perguntava e Irina respondia da melhor maneira possível, até que chegaram no local dito antes pela loira. A menina deu de cara com muitos homens e mulheres lutando todos entre si, mas Irina continuou andando em linha reta, a seguiu e encontrou outro grupo de pessoas, eles estavam mais afastados dos outros visto anteriormente. 

–Olá, pessoal. - Acenou a semideusa.

–Veio treinar hoje? - Um alto e musculoso homem se pronunciou.

–Claro, Aldebaran, preciso voltar a forma. 

–E quem é essa daí do seu lado? - O cavaleiro de Leão fala largando o peso no qual segurava. 

–Essa é a Selina. 

A menina deu um passo à frente e acenou para os homens que lhe deram um "Seja bem-vinda" Olá" "Ela é muito fofa" e coisas do tipo, Irina lhe disse que eles são os cavaleiros de ouro do santuário, os mais fortes de todos, isso a deixou de boca aberta, visto que nunca viu um dourado de perto, apenas bronze e prata que apareciam na cidade.

–Não sabia que tinha uma irmã. - Mú disse sorrindo docemente para a castanha, ele adora crianças.

–Eu não tenho. - Respondeu deixando todos ali confusos, pois acharam que aquela menina seria sua irmã caçula. –É uma longa história...

Irina pediu para que Selina se sentasse na arquibancada onde poderia observá-los ou até mesmo dar uma volta por aí, mas ela precisa andar por perto onde a semideusa possa senti-la, portanto a garota decidiu os observar, assim a loira entregou um belo sanduíche para comer, porque a menina acabou de acordar e deve estar morrendo de fome.

–Vamos batalhar, Irina? - Máscara da morte disse olhando a mulher na sua frente.

–Claro. - Ela se coloca em posição assim como o cavaleiro. 

O canceriano iniciou o combate correndo rapidamente na direção da mulher na intenção de lhe golpear, porém Irina conseguiu conter o punho do homem antes que atinja sua face. Com isso uma luta corporal se faz presente, os golpes são rápidos demais para Selina, que está na arquibancada, poder acompanhar. Mas parece que sua salvadora se distraiu um pouco quando um certo rapaz apareceu no campo, ele tinha cabelos azuis violetas que se dividem em uma pequena franja na frente e olhos azuis escuros levemente esverdeados, desse modo ela acabou levando um ataque cósmico vindo do cavaleiro de câncer fazendo uma fumaça cinza surgir pelo campo.

–Maldição! - Xingou Irina a si mesma, quem imaginaria que uma única desviada de olhar lhe custaria a vitória, mas não deixará ser vencida tão facilmente, Máscara da Morte não sabe com quem está lidando.

–Nunca se distraia em uma luta. - Disse ele convencido por ter conseguido atacar a semideusa.

–Ah mano, ela tava indo tão bem. - Suspira Milo, no qual está acompanhando a batalha junto dos outros cavaleiros, cruzando os braços. 

–Pode crê! Pô Saga, só foi você chega. - Diz Aiolos voltando sua atenção na luta.

–Mas, o que eu fiz? - O geminiano pergunta confuso, ele acabou de chegar, então o que poderia ter feito.

–Sua presença estrago. - Milo respondeu rude.

–Ai seu grosso! Depois que eu mando pra outra dimensão não sabe porquê. - Depois dessa fala, o escorpião baixou a bola, pois não queria ser levado pra lá outra vez. 

Posteriormente todos voltaram sua atenção na luta, nisso a fumaça se dissipou e a figura de Irina apareceu intacta sem nenhum arranhão, nisso ela começou a alongar seus braços como se nada tivesse acontecido, e também confessa que o fez para tirar sarro da cara do canceriano.

–Ué, se não tinha perdido? - Máscara a questiona incrédulo.

–Eu? Ah não, tava só me aquecendo. - Diz simples e direta enquanto faz movimentos circulares com a cabeça.

–Vish. Oh Máscara! Eu acho que você deveria desistir. - Aldebaran Rio da cara do amigo, ele não mexia nenhum músculo e ainda tinha uma feição engraçada.

–Agora, sim vamos lutar pra valer. - Irina diz sorrindo fitando o homem a frente.

–Acho que ele travou. - Aioria fala para Saga que concordou, pois o leonino viu que o canceriano estava dando o seu melhor na luta passada.

–Droga, se concentra! - Máscara chacoalha sua cabeça e corre para atacar o corpo da mulher que não se moveu nenhum centímetro.

–Irina, ele vai te acertar! - Mú grita, porém ela continuou na mesma posição e o cavaleiro se aproxima cada vez mais.

–Ondas do Infer… - Antes que o homem pudesse terminar sua fala, Irina foi mais rápida e lhe deu uma rasteira fazendo ele cair no chão, assim ela retirou de dentro do colar seu raio branco e o apontou no pescoço do homem caído no solo. 

–Uhuuuu! - Selina comemorou a Vitória da loira na arquibancada. A menina gostou muito de ver sua salvadora lutar, ela é realmente muito poderosa, e não pode deixar de pensar que futuramente gostaria de ser igual a Irina, a ideia de se tornar amazona subiu a mente de Selina, quer saber lutar e também ser forte como sua salvadora, mas o seu maior objetivo criado neste momento é de um dia poder superar Irina. 

–Isso aí! - Milo comemorou. 

–Que alívio, pensei que naquela hora você tinha perdido mesmo. - Aioria se aproximou do campo junto dos outros cavaleiros. 

Selina desceu da arquibancada correndo até a loira abraçando a mesma, não sabe ao certo o porque tudo isso, mas ela está pegando muito amor pela semideusa, mesmo que tenha a conhecido por muito pouco tempo. Irina estranhou o ato, mas sorriu retribuindo o abraço da menina, pode se dizer que a semideusa também está se apegando muito a criança. 

–Acho que vou vomitar arco-íris. - Aldebaran disse, olhando as duas meninas se abraçarem, com a mão no coração.

Irina balançou a menina no ar e logo a soltou, um pouco mais afastado estava Saga observando a cena sorridente, mas logo decidiu se aproximar do pessoal reunido. Selina perguntou sobre o que a filha de Zeus segurava em mãos, foi aí que decidiu com para ela quem é de verdade. No começo a criança ficou sem entender, mas depois de receber uma explicação, compreendeu. 

–Ah, entendi… Eu posso tocar nele? - Se referiu ao raio na mão esquerda da mulher.

–Claro. Veremos se o raio te considera digna. - Sorriu e entregou a arma na mãozinhas da menina. 

–Que bonito. - Selina admirava aquelas faíscas brancas com os olhos brilhando, nos pensamentos da garota ela não tinha palavras para poder descrever o que está em mãos.

–Acho que o Milo vai sujar o raio de tão impuro que ele é. - Brincou Máscara da morte, rindo em seguida.

–Falou o santo do pau oco. - Respondeu o escorpiano dando um soco no ombro do cavaleiro. 

–Como funciona esse negócio de ser digno ou não? - Pergunta Aioria interessado no assunto.

–Bom… A diferença do raio com as armaduras de ouro é que as armaduras quando escolhem seu cavaleiro olham o seu coração por inteiro. Assim que você coloca suas mãos no raio, ele vai olhar o mais profundo e interior de sua alma, se houver algum resquício de maldade ou qualquer coisa do gênero, o raio lhe considera indigno, recusando você de empunhá-lo, assim ele fica sem forma em suas mãos e some voltando para dentro do meu colar, ficando lá até que alguém o chame novamente. Quando se é digno o raio lhe responde, se conectando com você de corpo e alma, assim você pode empunhá-lo. E pelo visto a Selina é digna de segurá-lo. - Irina termina a explicação orgulhosa da menina.

–Gostei, quero tentar! - Diz Aiolos indo pegar a arma em mãos.

Selina entrega o raio na mão dele e os outros esperam atrás do mesmo, fazendo uma pequena fila. O raio não voltou para o colar de Irina, então Aiolos é digno. 

–Ah moleque! Tô me sentindo muito poderoso. - Ri convencido o homem. 

Assim todos da fila foram pouco a pouco pegando no raio Mestre de Zeus, mas nem todos os cavaleiros estavam lá, então os outros poderem fazê-lo uma outra hora. 

–Me conte mais, se eu for digno ele vai ser meu? - Milo perguntou curioso, pois quem não queria uma arma tão poderosa dessa em seus domínios.

–Não, você é digno apenas de empunhá-lo, não de usar seu poder. - Explica Irina. 

–Ah, então não posso usar nadinha? - Milo faz bico desapontado.

–Nadinha, Milo. O raio é quem escolhe seu dono, antes Zeus e atualmente eu que sou o mestre. 

–Poxa, agora tô chateado. - Milo saí da fila, ele conhece a si mesmo e não daria o gostinho de máscara da morte zuar contigo porque não é digno de pegar aquela arma.

–Como se derrota isso? - Saga pergunta também curioso. 

–Tão querendo saber demais. - Irina sorri. –Mas confio em vocês. Bom, Ártemis o destruiu, então é possível derrotá-lo, mas mesmo se você o destruir ele pode ser reconstruído, e assim vai. 

–Como você trouxe ele de volta? - Aioria questiona prestando atenção em cada palavra.

–Pra ser sincera, nem eu sei como. 

–Estou adorando, aulas com a professora Irina. - Aiolos sorri divertido.

–E que professora! - Milo deu um sorriso malicioso, mas logo o mesmo sumiu por ter surgido uma expressão de dor, o motivo é que havia recebido uma cotovelada no estômago dado pelo geminiano. 

–Te orienta não, viu Milo!? - Saga diz discretamente para não ser notado, logo voltando a sua face serena, como se não tivesse feito nada.

Todos os dourados tocaram no poderoso raio de Zeus, e por incrível que pareça a maioria havia sido digno de o empunhar. Irina se despediu dos amigos e foi com Selina até rodório, onde compraria roupas novas para a menina. No caminho ambas conversavam sobre os novos conhecidos da criança, ela gostou muito deles e espera o mesmo dos cavaleiros, mas algo que aquela garota disse fez semideusa engasgar com a própria saliva.

–Irina, você gosta de alguém? - Pergunta curiosa para saber a resposta da mais velha.

–H-Hã… Eu gosto sim, mas como sabe? 

–Ah, eu vi quando aquele cara apareceu no campo fazendo você quase perder a luta. Você gosta dele, né? 

Irina pensou se realmente irá dizer seus sentimentos para a menina, mas agora ela é da sua família, então o que tem de mal falar? Só espera que Selina não a meta em situações constrangedoras.

–Sim, eu gosto dele e muito. - Revelou deixando a menina encantada.

–Uah, um príncipe e uma princesa, tão lindos, já até consigo imaginar os dois. Ele segurando sua mão e você as dele, nisso os dois dançam juntos na frente de todos e ele te pede em casamento… 

Selina para de falar quando percebe Irina com as mãos no rosto pensativa e completamente ruborizada, acredita que ela deve estar imaginando mais a cena do que a própria criança.

–Irina-san?! - Chamou a mais velha. 

–A-Ah, desculpe, eu tava…tava… - Não terminou, porque a castanha interrompeu sorrindo de canto.

–Pensando naquele moço. 

–Aish, vamos mudar de assunto! Olha aquela loja ali, parece perfeita.

Irina puxou o braço direito de Selina para correr até uma das loja de roupas, ela queria mudar de papo o mais rápido possível, não sabe como lidar com tudo isso, sempre que pensa no geminiano acaba olhando num canto fixo e sempre acaba corada. Porém a menina sabia que ela está mudando o ritmo da conversa, analisar as pessoas somente por seus movimentos e ações era algo muito perceptível para a criança, mesmo a Filha de Zeus observando os vários cabides de roupa sem levantar nenhuma suspeita, Selina sabe muito bem que está pensando novamente naquele moço que havia aparecido no campo, porque ela está vermelha mais uma vez. Descobriu isso enquanto caminhavam, na maioria das vezes, a loira se distraia olhando para o nada e sempre ruborizada, então agora pode identificar em quem Irina está pensando, todavia sempre que a castanha tenta voltar novamente ao assunto anterior, A filha de Zeus dizia algo completamente diferente. Todavia não vai esquecer tão facilmente esse assunto, aliás gostaria de saber muito mais sobre a semideusa, e até mesmo saber sobre o homem que ama. 




Notas Finais


Acabou!! Haha, O Saga ficou pistola com o Milo, não mexe com a mina dele não, se não morre! Vocês conseguiram entender a explicação sobre o raio? Se não, qualquer dúvida deixe nos comentários que irei responder :) Irina pensando no príncipe encantado, vulgo Saga de gêmeos, Selina só tá de olho na loira, essas duas ainda prometem. Mas a pergunta é... Será que Selina vai conseguir superar Irina se ela começar a treinar e virar amazona? O que vocês acham?

Espero que tenham gostado do capítulo de hoje, no próximo as coisas vão ficar cada vez melhores. Bom, espero que estejam se cuidando, até a próxima!

Roupa Selina
https://pin.it/7xon1HX

Bjs ~ Ceramuns


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...