História Tales of Eldarya - Awakening - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Keroshane, Leiftan, Lynn, Nevra, Personagens Originais
Tags Eldarya
Visualizações 60
Palavras 1.464
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Aqui está mais um capítulo, espero que vocês gostem.
Boa leitura ♡

Capítulo 26 - Tente me entender


  Tanto Lynn quanto Ysera estavam dormindo no sofá, carrega-las não foi uma tarefa fácil para os meninos, mas é claro que eles nunca diriam isso a elas.

Ysera acordou procurando se localizar, o que não demorou muito.

- Eu estava me perguntando quanto tempo demoraria - disse Thomas ajudando Ysera a se levantar.

- Eu desmaiei?

- Sim, é normal visto a quantidade de energia que você usou.

- Eu já curei antes, quando Ezarel estava ferido, e não tive esse problema.

- Antes você curou um corte, dessa vez você trouxe alguém de volta a vida, é diferente.

- E ele? - perguntou Ysera indicando Armin com a cabeça - o que vamos fazer?

- A gente pode chamar a Stella, ela consegue apagar memórias recentes.

- Minha professora de educação física? - perguntou Armin com a expressão mais aterrorizada que já tinha feito.

- Ele vai guardar esse segredo, pela Lynn - respondeu Thomas rindo.

- Obrigado - disse Armin a Ysera - por trazer a Lynn de volta, quando eu a tirei da água ela estava toda gelada e azul, eu…

- Você não podia ter feito nada antes, mas tenho certeza que depois de hoje ela vai precisar de alguém pra conversar, esteja lá - disse Ysera sorrindo - eu vou tomar sol lá fora, minhas roupas ainda estão molhadas.

Ysera saiu da casa e se sentou na varanda, pensou em sentar na cadeira de balanço que estava lá mas sentia que Eleanor podia chegar a qualquer momento e sentar naquela cadeira, como ela fazia quando Ysera era pequena.

A garota se lembrava vagamente do que aconteceu depois que saiu da água, se lembrava de Thomas a ajudar a sair, de vomitar toda água que estava dentro de si deixando apenas o ar fluir, de ir até lynn e fazer de tudo para salva-la. Felizmente conseguiu usar seus poderes e a curou, apenas deixou a energia fluir de suas mãos para o corpo da garota, que levantou para retirar a água de seus pulmões e depois desmaiou. Pelo menos dessa vez estava respirando.

- O que esta te preocupando? - Perguntou Thomas a Ysera.

- Eu tive um sonho, foi bem estranho - Thomas fez um sinal para que ela prosseguisse e assim fez - eu estava no fundo do mar com a sereia, a pedra vermelha que ela tinha no peitoral brilhava muito. Ela me mostou uma caverna, na entrada estava escrito Graak e ela me disse que era pra lá que tínhamos que ir.

- Graak, isso não é estranho pra mim - disse Thomas pensativo.

- Pra mim também não, só não sei o que ela quis dizer, ou se foi só um sonho sem sentido.

- Nunca é completamente sem sentido para nós. Sabe como eu descobri que era um dragão? - disse Thomas fazendo uma pausa de suspense - O oráculo me disse. Eu sonhei com o oráculo e ela me dizia que eu era um dragão, que eu tinha uma forte ligação com a Terra e que meu "poder" era dorminar as forças que estão além da nossa compreensão.

- A magia - disse Ysera.

- Sim, o mesmo aconteceu com Stella. E tem mais, foi desse mesmo jeito que o oráculo nos mostrou você, e disse pra gente te proteger a todo custo, porque você tinha uma missão muito importante e a nossa é proteger você.

- Então vocês são meus amigos porque o oráculo disse? - Perguntou Ysera.

- Talvez, você é muito chata sabe… Ysera riu e encostou a cabeça no ombro de Thomas, que a abraçou de volta - Mas apesar disso nós te amamos, e estamos juntos.

- Eu te vi, aquele dia - disse Lynn parada na porta - Você é a Ysera… Ysera Navia Dupain.

- Sim, sou eu - disse Ysera um pouco sem graça.

- Nós passamos a vida inteira achando que minha bisavó era louca, ela falava muito sobre você. Uma garota com as mesmas características físicas que ela, vivendo aventuras com elfos, sereias, ninfas... - Lynn olhava para a garota como se não acreditasse no que via - onde você estava?

- Ela se lembrava de mim? Ela não me esqueceu?

- Porque ela esqueceria?

- Eu não acho que você vá entender.

- Já tem muita coisa que eu não entendo, estou cansada de não entender nada, me explica como puder, por favor - pediu Lynn.

As duas se sentaram na varanda e Ysera começou a contar sua história para Lynn desde o momento que entrou no círculo de cogumelos até os recentes ataques, contou também sobre o que achava que devia fazer para proteger Eldarya.

- Isso é demais pra mim... você esta bem? Digo, de enfrentar tudo isso? - perguntou Lynn.

- Sim, eu também tenho amigos que vão me ajudar, não estou sozinha nisso.

- Eu já volto - disse Lynn correndo pra dentro da casa e voltando com uma caixa enorme nas mãos - a bisa deixou isso pra você, eu não consegui abrir, nem Armin, mas você pode tentar a sorte.

Ysera colocou a caixa sob seu colo e passou as pontas dos dedos sobre os símbolos que diziam "a nossa força esta aqui". Conseguiu facilmente abrir a caixa, dentro havia uma grande espada branca, com dois dragões talhados na base e uma pedra azul em cada dragão. Ysera pegou a espada e sentiu uma forte corrente elétrica passar por seu corpo, logo a colocou de volta na caixa e a fechou.

- Tudo bem? - perguntou Lynn.

- Sim, isso é algo que eu estava procurando a um tempo, só preciso descobrir o que ela faz.

- É uma espada, então ela deve cortar algo não é...

- Agora que achei isso posso ir embora.

- A gente nem se conheceu, eu acabei de descobrir que tenho uma irmã e já vou perder ela?

- Você sabe como deixei o lugar que moro agora, não posso demorar muito pra voltar. Porém eu aprendi algo. Agora eu sei abrir portais, e quando tudo acabar lá, eu voltarei pra te ver. Eu prometo.

- Isso tudo ainda é bem estranho mas aceito, não tenho nada a perder - disse Lynn rindo.

- Tem alguém que pode vir te buscar aqui?

- Sim, o nome dele é Lysandre, talvez eu te fale um pouco dele quando você voltar.

Lynn saiu da varanda afim de achar seu telefone, Thomas também ligou para Stella e a informou que Ysera havia achado seu objeto e que eles estavam prontos para irem embora. Alguns minutos depois ela chegou carregando duas malas enormes, seguida de um carro preto simples de onde Lysandre e Leigh saíram.

O clima de despedida nunca era bom, Stella se despediu afetuosamente de seus alunos mesmo que só por alguns dias, Leigh pediu para falar com Ysera antes de partir.

- Posso perguntar algo? - perguntou Leigh a Ysera, a garota assentiu - eu me lembrei de muitas coisas sobre nós, mas não sei se vou me lembrar de tudo, então...

- Quer saber como acabamos? - disse Ysera com um sorriso nostálgico no rosto - Nós queríamos coisas diferentes, então preferimos seguir direções opostas.

- Porque não demos um jeito de conciliar nossas vidas e objetivos?

- Sabe o que aconteceu um mês depois que terminamos? - Disse Ysera fazendo uma pausa - Você conheceu a Rosa. Eu não gosto de pensar que a gente terminou porque o amor entre nós acabou, eu ainda te amo, você foi muito importante pra mim. Eu prefiro acreditar que nos separamos pra poder encontrar a pessoa certa. Aquela pessoa que nos deixa feliz só por existir, que nos faz perdoar todos os erros, dos bobos aos mais sérios, que nos faz sentir saudade quando ela vai no banheiro, entre outros clichês. A Rosa é essa pessoa pra você.

- Eu não tenho dúvidas disso - disse Leigh com um sorriso bobo - eu te disse que quando conheci a Rosa, parecia que eu já a conhecia e tinha algumas lembranças com ela, mas era um pouco confuso pois não era o jeito dela, não totalmente. Eu não sei porque esqueci você e tudo que vivemos, mas entendo que não devo fazer mais perguntas.

- Eu tenho que ir agora, foi um prazer rever você.

- Boa sorte, Ysera.

Ysera assistiu Leigh, Armin, Lynn e Lysandre partirem, se despediu da casa e em parte, de sua bisavó também.

- Mostre tudo que você aprendeu - disse Stella ao lado de Ysera esperando que ela abrisse o portal.

Ysera se concentrou e juntou energia o suficiente para abrir o portal. Os três conseguiram atravessar com toda a bagagem que carregavam, mas quando o clarão passou, se deram conta que não estavam em Eldarya.

- Pra onde você trouxe a gente - perguntou Stella.

- Eu não sei, eu estava pensando em Eldarya. Acho que eu estava muito fraca ainda - disse Ysera olhando ao redor.

- Estamos na Terra dos dragões...


Notas Finais


É isso pessoal, espero que vocês estejam gostando.
Desculpem qualquer erro ortográfico e me avisem.
Comentem o que vocês estão achando e o que querem que aconteça.
Obrigada por lerem até aqui, até o próximo capítulo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...