1. Spirit Fanfics >
  2. Talking to the moon >
  3. 20 capitulo

História Talking to the moon - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - 20 capitulo


Fanfic / Fanfiction Talking to the moon - Capítulo 20 - 20 capitulo

~Bruno on~

Já estou aqui no parque alguns minutos sentado de baixo de um arvore esperando a Alisson chegar olho para algumas crianças que brincavam um pouco mais a frente e começo a sentir falta desse tempo quando tudo era mais fácil ouço uma voz me chamando por trás me viro para conferir Alisson se aproxima

Alisson- oi -me sento ao seu lado-

Bruno- você acha que aqui e seguro?

Alisson- porque não seria? Não somos nenhum fugitivo da policia

Bruno- eu não sei só quero tomar cuidado o que vamos conversa e algo serio

Alisson- relaxa ninguém vai nos ouvir aqui –silêncio curto- você já pensou em algo ?

Bruno- bom eu já pensei em várias possibilidades mas a única que fez sentido pra mim e fugir com ela

Alisson- FUGIR ? –grito-

Bruno- xiiiu porra Alisson

Alisson- fugir ? –falo baixo- você está louco Bruno ?

Bruno- não estou, eu já pensei em tudo tenho um plano não vou discutir detalhes com você

Alisson- eu preciso saber Bruno, pra onde vocês vão? como vão sobreviver ? aonde vão morar ? Bruno eu tenho dinheiro em posso ajudar você sabe

Bruno- Alisson eu já pensei em tudo isso, fica tranquila que a Kaila vai estar mais bem cuidada comigo do que com os pais dela

Alisson- falando nisso como ela está ?

Bruno- não parecia ela, ela estava magra deprimida

Alisson- coitada da minha amiga

Bruno- por isso o melhor e tira-la de lá

Alisson- eu concordo com você mas eu fico preocupada a Kaila e minha melhor amiga eu tenho medo de algo acontecer com ela

Bruno- Alisson eu defenderia aquela mulher mais do que a minha própria vida

Alisson- eu sei disso Bruno e vou ajudar vocês contem comigo

Bruno- valeu

[fico encostado na arvore olhando pro horizonte quando vejo algo que me chama atenção]

Bruno- Alisson aqueles não ali são a kaila e seus pais ? -aponto e a Alisson olha-

Alisson- puta merda são eles Bruno

Bruno- eu vou la -me levanto irritado-

Alisson – está louco Bruno ? – me levanto o contendo-

Bruno- eu preciso fazer alguma coisa

Alisson- e vai mais na hora certa agora não vai adiantar nada você ir la, o que ? você vai chegar la se sentido o super-herói da um murro na cara de cada um e sair correndo ? se os pais dela te vê vão piora as coisas pra kaila pode ter certeza

Bruno- você está certa

Alisson- vamos sair daqui estamos muito expostos

[saímos andando pelo parque os seguindo de uma forma bem discreta era tão evidente que mesmo de longe se podia enxerga a tristeza no olhar da kaila]

Alisson- ela está tão acabada

Bruno- eu te disse

~kaila on~

E bom sentir o vento no meu rosto a grama nos meus pés o sol em minha pele pequenas coisas do dia a dia que so damos valor depois que perdemos eu estou gostando de tudo isso por mais que minhas companhias sejam horríveis

Gael- essa volta no parque e necessária a kaila não poderia ficar tanto tempo trancada as pessoas iriam desconfiar

[ouço meu pai falando com a minha mãe]

Kaila- então e isso ? você não me trouxe pensando no meu bem estar e sim no que as pessoas vão achar ? –meu olho se enche de lagrima-

Gael- sem showzinho agora por favor kaila

[minha vontade era fazer um show mesmo gritar saír correndo pedir ajuda mas isso custaria minha liberdade quem sabe pra sempre meu pai e um homem horrível, ele gosta de ter as pessoas em suas mãos submissão e sua droga ele e viciado em se sentir o mais poderoso o rei da selva]

Kai- alguém quer sorvete ?

Kaila- não obrigada so quero que essa tortura acabe logo

Gael- vai la compra pra todo mundo –tiro dinheiro da minha carteira e entrego pra ele- vai com seu irmão kaila

Kaila- claro –reviro os olhos-

[caminho ao lado do kai calada ate o sorveteiro]

Kai- sabe kaila eu estive pensando por que você não vai pro canada mora comigo ? dois picolé de morango por favor você quer do que ?

Kaila- me vê um de limão, o que te faz pensar que eu quero morar com você kai ?

Kai- sei la –pego os picolé e pago pelos mesmo- obrigado, você poderia recomeçar –caminhamos de volta-

Kaila- muito obrigada mas eu não quero recomeçar eu só quero minha vida de volta

Kai- pensa kaila seria –ela me interrompe-

Kaila- PARA –me altero- eu já disse que não quero kai me deixa em paz ok ?

[voltamos pra perto dos meus pais e ficamos mais algumas horas naquele parque fingindo ser a família perfeita quando voltamos pra casa]

Gael- kaila pro seu quarto

Kaila- ótimo

[subo as escadas me fecho no meu quarto me deito na cama e fico pensando sobre várias coisas em um instante eu me pego alisando minha barriga, um filho ? isso não pode acontecer, não agora não nessas condições, será que o Bruno vem me vê hoje? eu preciso tanto falar com ele, preciso tanto dele aqui comigo eu me sinto vulnerável de alguma forma o Bruno me da forças para aquentar mais um dia]

~Bruno on~

Já anoiteceu e agora e o momento em que eu saio para me encontrar com a Kaila eu sei que e perigoso que eu não deveria fazer isso mas eu não posso deixa-la ela precisa de mim, saio de casa bem devagar do mesmo jeito da noite passada com as pedrinhas em sua janela, já estou em seu quarto

Kaila- oi meu amor

Ela sempre me abraça tão forte e eu sinto o desespero em seu toque

Bruno- como você está ? –ainda abraçados-

Kaila- bem estou bem –afasto um pouco- eu preciso falar com você

Bruno- eu também, temos que conversa

Kaila- vem senta aqui

[nos sentamos na cama de mãos dadas eu a olho serio]

Bruno- kaila você sabe que eu prometi a você que eu ia pensar em alguma coisa pra te ajudar

Kaila- e ai você teve alguma idéia ?

Bruno- pode parecer loucura mas kaila vamos fugir desse lugar eu e você

Kaila- Bruno fugir ? isso não e muito radical ?

Bruno- eu não conseguir pensar em outra coisa

Kaila- mas pra aonde a gente iria ?

Bruno- Los Angeles

Kaila- Bruno Estados Unidos e loucura

Bruno- Kaila a gente pode começar nossa vida longe daqui longe da sua família eu tenho conhecidos la que podem me da um emprego um lugar para morar provisório ate a gente se acerta se casar ter nossa família pensa nisso meu amor

[Kaila começa a chorar entre sorrisos]

Kaila- meu amor você sabe que com você eu vou até o fim do mundo eu te amo- o abraço forte-

Bruno- eu também te amo, você tinha alguma coisa pra me falar? – a olho-

Kaila- não, tá tudo bem -sorrio-

[Vocês devem estar pensando porque eu não falo logo a verdade pra ele, pensa bem e só uma suspeita ainda meio fraca ele não precisa de mais uma preocupação e se a gente estiver longe se tudo der certo como queremos essa criança será muito bem vinda em nossas vidas mas isso ainda pode espera um pouco]

Bruno- kaila- passo a mão na sua coxa e aperto-

Kaila- Bruno –vou abrindo meu shorts

~Bruno on~

Eu sei que a péssimo a kaila está nesta situação mas eu não sei o que acontece quando eu estou perto dela, aquela frase nunca fez tão sentindo “o proibido e mais gotoso” cada encontro nosso aqui no seu quarto escondidos me deixa louco eu não posso me conter e eu sei que ela também sente o mesmo eu acho que o medo e o perigo nos excita e se amamos por horas

Bruno- eu tenho que ir

Kaila- amanhã você volta não volta ?

Bruno- eu vou tentar amor, você sabe que não e fácil eu vim aqui e por mais que eu queira não e bom a gente se encontrar todos dias

Kaila- eu entendo –abaixo a cabeça-

Bruno- eu vou preparar tudo e quando chegar no momento certo e agente some daqui tudo bem ?

Kaila- tudo bem amor –sorrio de canto-


Notas Finais


eu espero que a ideia do Bruno de tudo certo esses dois merece toda felicidade do mundo
.
.
.
Boa Leitura


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...