História Talvez a verdade - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura. 💫🍃

Capítulo 6 - Capítulo seis.


O tempo passou, e tudo voltou ao "normal", a menina fez seus treze anos, conheceu novas pessoas, e junto dessas pessoas, surgiu uma em especial, Luana, a menina linda dos olhos castanhos. 

A menina havia se fechado para os sentimentos, havia se fechado para o mundo, mas ainda se relacionava com as pessoas, com um pouco mais de dificuldade, passou odiar abraços, preferia somente os apertos de mãos, passou a não gostar de tanto contato físico, ela só não queria magoar, nem ferir ninguém, só não queria ser ruim, a menina se sentia uma bomba, prestes a explodir e levar aos ares todos a sua volta. 

Voltando ao assunto da menina dos olhos castanhos, Luana, doce Luana, foi com ela seu primeiro beijo de verdade, e seu primeiro e longo namoro de dois anos. A menina até tentou se relacionar com garotos, mas não deu muito certo, houve traição; ela não queria nem outro relacionamento, mas a garota de olhos castanhos lhe insistia tanto, dava atenção, arrancava sorrisos, coisa que ninguém mais fazia, e ela resolver ceder, o que haveria de mal não é mesmo? 

Namoraram dois longos anos, e durante esse tempo, a menina conheceu um garoto, vamos chama-lo de Wan, viraram amigos, ele era engraçado, entendia as piadas da menina, assim como ela a deles, se tornaram próximo, mas próximo na medida do possível, mas com o passar do tempo, ela passou a confiar nele, e deixou criar raízes. 

Ela se mudou com os pais para outra casa, conheceu cinco pessoas, que se tornaram quase uma família pra ela no futuro.

Com o passar do tempo, o namoro "nos conformes", ela passou a ouvir coisas, de outros amigos próximo dela, da namorada, e de Wan, mas não deu muito importância, até que um dia, em uma festa, ela viu algo, algo que afundou mais seu coração naquele sentimento ruim, a namorada e o amigo, digamos que quase melhor amigo, estavam se beijando, e um beijo pra lá de beijo. A segunda vez que foi traída. Ela foi embora, e se afastou de todos eles, todos, sem exceção, os excluiu da sua vida, não foi justa afinal, os outros amigos não tinham nada haver, mas o mundo não é justo não é mesmo? Era isso que os pensamentos diziam, "eles te foderam, não seja idiota, não de novo."

Mas passou um tempo, e ela voltou a falar com eles, não com a ex e o tal amigo, mas com o resto do pessoal, e houve frustração e mais frustração.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...