História Talvez... Na hora certa - Capítulo 1


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino
Tags Adrienette, Adrinette, Miraculous
Visualizações 56
Palavras 490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey galerinha, tudo bem?
Espero que sim.
Por favor leiam notas finais, tenho uns avisinhos.
Boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo um: Nossas histórias


Fanfic / Fanfiction Talvez... Na hora certa - Capítulo 1 - Capítulo um: Nossas histórias

POV'S MARINETTE

A vida não é um mar de rosas, e eu dou graças a Deus por isso.
Por que?
Simples, eu odeio rosas, se a vida fosse um mar delas, eu a odiaria.
E se a vida realmente fosse fácil, não chegariamos onde chegamos, e nem teriamos descoberto quem somos.
Minha história começou, de vez, assim...
Flashback On
Era uma noite fria e estrelada, aos 8 anos de idade, eu e meus pais Sabine Cheng e Tomas Dupain estávamos jantando, mamãe tinha feito massa chinesa, era a que eu mais gostava.
Estávamos felizes, quem visse lá fora diria que éramos a família perfeita, e até aquele momento, às 20:34 p.m, nós éramos uma família perfeita.
Ouvimos um barulho de tranca, e papai, desconfiado, pediu para que eu subisse para o quarto e trancasse o mesmo, com medo do que poderia acontecer.
Isso foi o meu pior erro, não digo por obedecer meu pai, mas sim, por deixa-los irem pra bem longe de mim.
Ouvi gritos e barulhos de tiro, fechei meus olhos com força, e quando o silêncio tomou conta do local, desci até a sala, me deparando com uma imagem totalmente traumatizante.
Meus pais, no chão, molhados pelo próprio sangue, com um tiro na testa. Foi assustador, comecei a chorar e fui pedir ajuda para a vizinhança.
Um tempo depois, a polícia chegou, e disse que faria o máximo possível para achar o assassino, e que eu teria que ir para a China, morar com a minha tia.
Na China,eu sofria bullying na escola por ser órfã, e morar com a minha tia. Os sorrisos direcionados a mim cheios de deboche me machucavam, e avisar a direção do colégio não adiantava mais.
E eu não iria mais tolerar aquilo, então, conversei com a minha tia, e tomei uma decisão: Ir para Paris, a cidade das luzes...
Flashback off
E agora, aos 15 anos, aqui estou eu, pegando o avião, e partindo para Paris.



POV'S Adrien

Eu estou cansado, simplesmente cansado, cansado de toda a barreira de perfeição que me cerca.
Todos acham que a minha vida é perfeita, sou filho de um dos maiores estilistas de Paris, e eu sou o Teen Model mais desejado de toda a França, mas eu não gosto disso, não gosto de todo esse luxo.
Isso atrai amizades falsas, sorrisos falsos, e não é isso que eu quero.
Quero amigos verdadeiros, aqueles que gostam de mim do jeito que eu sou, e não pelo que eu tenho.
Eu queria que meu pai fosse amoroso, desde o desaparecimento da minha mãe ele tem sido extremamente frio, e eu sinto falta de carinho materno.
Faz quase três anos que ela sumiu, e Nathalie, a assistente do meu pai, assume um papel de mãe para mim, eu sou grato por isso.

POV'S NARRADORA

Nossas histórias são nossas, ninguém deve opinar, temos o controle das nossas vidas, e somente nós podemos dar um rumo a ela.
Reflita...

Continua?
  


Notas Finais


Pessoinhas, tenho alguns avisos...
1- As capas dos capítulos e a da fic são de minha autoria
2- Vocês querem que eu apareça como personagem, mostrando um pouco da minha personalidade pra vocês?
3- Se gostou, por favor dê sua opinião, aceito sugestões e conselhos.
É isso, bye...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...