História Talvez ninguém saiba - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 684
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


+18

Capítulo 35 - Gotas de suor


Eu sentia me indurecer, talvez como conseguia sentir Keila, mesmo com três tecidos de distância sentia o calor vindo de dentro dela, ela corava um pouco n tanto quanto Wendy corava, mas a pela dela parecia trocar de tonalidade.

"Ah já me ia esquecendo." Ao ouvir Keila dizer isso ela sai de cima de mim e coloca a chave das algemas sobre a mesa do outro lado da sala e sai, eu nessa altura pensei em dar uma de filme e ir tentar sair daquele problema, mas sabia q n ia dar serto então fiquei deitado enquanto olha Wendy a dormir embebedáda no nosso sofá.

Quando Keila volta coloca algo q eu n vi em cima da mesa perto da chave, ela pega  Wendy calmamente e com cuidado de cima do sofa e levá-a para o quarto de casal onde estava Marcos e volta a sala pegando o objeto mistérioso q estava na mesa, era um preservativo (camisinha) e indo em direção a mim.

"Então vamos lá ver melhor oq é q o nosso amiguinho Nautilus tem aqui, sempre pensei q fosse um pouco maior, mas está na medida perfeita." Enquanto dizia isso ela retirava me a única pessa de roupa q me restava, nessa mesma altura finalmente precebia q ela n estava para brincadeira.

Então Keila retira também as suas roupas, os seios dela eram enormes comparados aos de Wendy, então lá colocou-se de gatas na zona das minhas pernas, comessando a pegar no meu membro, ela lábia-o como quem lambe um gelado, eu comessava de me sentir muito mais desconfortável doque já estava, eu próprio já estava a perder o controle sobre mim mesmo, Keila entre aquelas lambidelas ia soltando pequenos gemidos e eu mesmo n querendo ia também soltado pequenls gemidos de homem.

"Então vamos fazer assim,se fizeres tudo oq eu mandar sertinho sem contestar, eu solto-te e deixo te um pouco mais avontade." Disse ela enquanto se levantava colocando se de gatas, mas desta vez com o sua parte inferior sobre a minha cara ao alcance da minha boca. "Eu agora vou continuar a dar te prazer, mas n podes ser só tu a te divertir, por isso vais me dar prazer em troca de um pouco mais de liberdade."

Eu não tinha escolha, tinha de lhe obedecer, então comesso a sentir os seios dela sobre a minha barriga e começou a perceber me que ela n está a lamber tanto agora, ela cada vez colocava-me mais para dentro dela, fazendo movimentos ascendentes e descendentes com a boca, então eu também comessava a lambela e ia colocando a minha língua cada vez mais dentro dela, ela mesmo assim ia gemendo com o meu membro dentro de sua boca

N tinha passado muito tempo e eu já n aguentava mais. "Acho q estou quase a..." Nem tive tempo de cabar a frase e soltei-me dentro da boca dela, ela abria a boca e deixava escorrer aquilo sobre o meu membro. "Tem um sabor diferente." Dizia ela, voltado a posição enicial, de gatas sobre as minhas pernas ela voltava-me a lamber mas desta vez com jeito de me limpar, eu por fora parecia estar a gostar mas por dentro eu estava tutalmente em choque com a situação.

"Como até te portas-te bem vou te dar uma chance." Dizendo isto ela vira-me retira as algemas, ajudando me a levantar, então ela aponta para o sofá em tom de quem me obriga a ir me sentar lá.

Ao sentar-me ela rasga a saqueta do preservativo (camisinha) e ajuelha-se colocando-o, eu na quele momento notei q ela tinha tirado todo o ar, então n ia haver outra vez problema de aquilo rebentar, então ela levanta-se e senta ajoelha-se na minha frente sobre o sofá, e eu começo a sentir as nossas duas partes a tocarem se, era um sentimento fantástico mas eu preferia sentir Wendy em vez dela, talvez porque tenha sido a primeira pessoa com quem eu partilhei aquela sensação ou talvez por ter sido com o meu o amor, mas mesmo assim eu não podia fazer nada pq ela estava no controlo da situação e eu não consiguia conter o meu corpo.


Notas Finais


Afinal vai ter parte três hehehe
Isto está a ficar logo de mais por isso vou ter de fazer outra parte
Mas relaxem q mais tarde Wendy vai ser recompensada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...