História Talvez seja amor - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Alisson Becker, Neymar, Philippe Coutinho
Personagens Alisson Becker, Neymar, Personagens Originais, Philippe Coutinho
Tags Ação, Álcool, Aventura, Bissexualidade, Coutinho, Festa, Hentai, Homossexualidade, Insinuação De Sexo, Linguagem Imprópria, Mistério, Neymar, Neymar Júnior, Novela, Nudez, Philippe Coutinho, Romance, Suspense, Terror, Tortura, Violencia, Yaoi
Visualizações 113
Palavras 1.455
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas, foi bem complicado escrever esse capítulo, afinal, nunca escrevi tão detalhadamente uma cena de sexo, acho nem ao menos escrevi uma cena assim. Mas fiquei feliz com resultado, enfim... espero que gostem e comentem muitoooo. Fiquei um pouco decepcionado com a falta de comentários, pois são eles que nos motivam. Saber o que se passa na cabecinha de vocês. INDIQUE A FIC PARA ALGUM AMIGO E APROVEITEMMMMMMMM!!!!!!!!
Exclui o capítulo para respostar e quase o perdi, mas graças a Deus o Word me salvou KKKKKKKKKKKKKK, salvando uma cópia. Apreciem!

Capítulo 10 - Aliph (LEMON!!!!!!!)


P.O.V NEYMAR

É tão simples quanto dois amais dois, é quase explicito o que realmente sinto por ele, mas por insegurança e medo do que todos iriam pensar o afastei, sem ao menos me explicar. O deixando sozinho... e claro, encontrou alguém para ajudá-lo, só não pensaria em um milhão de anos que fosse Alisson.

*****************************

P.O.V COUTINHO

- O senhor é o responsável pelo paciente? – A enfermeira com curvas avantajadas se aproximou com alguns papéis em mãos. Assinto com a cabeça e ela os coloca em minhas mãos, parece sem paciência e irritada – Então preencha todos os campos, são obrigatórios, nenhum em branco...

- Ok – Me afasto até a sala de espera e me sento em uma das cadeiras brancas, preenchendo o formulário com nomes e informações pessoais que é claro, sei mais do que qualquer outro, até ele mesmo se bobear.

Espero até ser chamado por um homem alto, olhos azuis intensos e um sorriso branco acolhedor.

- Então é você o novo jogador... – Me cumprimenta com um abraço. Retribuo com um sorriso sem jeito – Enfim... Neymar não está com sequelas mais graves, fizemos todos os exames... o cinto o salvou dessa vez, só terá dificuldade em andar, e alguns hematomas pelo corpo.

- Acho que dessa vez teve sorte.

- Dessa vez. Peça a ele encarecidamente para não cometer mais essas proezas.

- Deixa comigo – Respondo, o homem me cumprimenta e sai em direção a um casal de idosos que pareciam preocupados e tensos.

*************************************

385

Bato na porta e a voz do outro lado responde baixinho, adentro o quarto branco. Neymar está no soro, algumas ataduras nas pernas e no rosto, pontos em uma das bochechas. Me sento na cadeira ao lado da cama, incomodando com seu olhar insistente, que não se desvia um minuto. O silêncio é esmagador.

- Vocês transaram? – Pergunta e balanço a cabeça em negativa, não confirmando, mas sim sem acreditar no garoto, é mesmo um idiota.

- E se tivermos transado? – Meus olhos se levantam e se encontram com os seus. Naquele momento transbordava de raiva – Isso não é da porra da sua conta. Alisson se importa comigo, isso é tudo que precisa saber... nada do que faço ou deixo de fazer é da sua conta.

O silêncio retorna, a tensão no cômodo podia ser sentida a quilômetros dali.

- Sinto muito, ok? – Sussurrou – É isso que quer ouvir!

- Nem sei porque estou aqui, Alma é responsável por você... mas que droga. Tanto prédios e foi bater logo naquele.

Ele riu.

- Talvez seja o destino.

- Que ele te leve pra puta que o pariu! – Grito irritado e me levanto, andando de um lado para o outro, nesse momento Alma deve estar a caminho, então quanto antes saísse dali, melhor – Não gaste seu tempo comigo, já entendemos que nada disso é bom. Esses meses longe foram essenciais...

- Pra você? – Sua voz soou sarcástica – Porque pra mim foram um inferno. Philippe, tem noção do quanto lutei pra não ir correndo até você... não, você não tem. É claro, sua visão sobre mim é distorcida... talvez por causa de Ali...

- Não o meta nisso. A culpa é exclusivamente sua, foi um tremendo babaca. Talvez a culpa também seja minha, por ter feito aquilo tão instintivamente. Mas fazer o que, não mandava na porra do meu coração!

- E agora manda? – Lançou um olhar curioso em minha direção.

- Está louco para que eu acerte sua cara!

- Tudo bem... desisto, errei, mas quero que isso fique no passado. Quero ter a chance de ser seu amigo novamente, o que me diz?

Paro, pensativo.

Será que é uma boa?

- E quero que vá a minha despedida de solteiro. Todos estarão lá... inclusive – Engasgou com as palavras – Seu... é aquele homem.

- Ele tem nome – Resmungo.

A porta se abriu em um estrondo, um ato nada agradável e respeitoso. Alma passou por mim como um furacão, se atracando com Neymar. Dei meia volta e saí dali.

************************

A porta do elevador se abriu e me apoiei na parede, irritado, cansado e decepcionado.

- Hey! – A voz no fim do corredor me fez sorrir – Porque não me avisou... eu teria o busca...

Não esperei que terminasse a frase, o beijei.

- Como foi? – Perguntou.

- Não quero falar sobre isso, quero você... – Disse beijando seu pescoço, fazendo a respiração de Alisson se entrecortar... apoiei minha cabeça em seu peito por alguns segundos e inspirei, ele cheirava a sabonete de Lavanda e a Alisson, um cheiro delicioso e inexplicável.

Suas mãos desceram até minhas pernas e me levantaram, de forma que minhas pernas se enroscaram em sua cintura. Seus dedos passaram por meu rosto e o vi sorrir.

- Você é incrível – Confidenciou... senti as lágrimas queimarem em meus olhos.

Alisson me fazia feliz!

- Você também – Disse passando meus dedos por seu cabelo liso, sua barba tocou meu pescoço e me levou até o apartamento em seu colo.

Ao fechar a porta se aprofundou em nosso beijo, andou cambaleante por um grande corredor até seu quarto... me colocou delicadamente sobre a cama e desabotoou minha camisa, deixando beijos castos, do meu umbigo até meus ombros.

Arranco a calça e a lanço do outro lado do quarto, o puxando para a cama. Puxo com força a camisa por sobre a sua cabeça. Seus olhos brilham de prazer, posso sentir seu membro duro tocando minhas nádegas. Seus dedos descem até ela e solto um gemido quando a aperta, sua boca se encontra com a minha e desce até meu peito, fazendo movimentos circulares, sinto meu pênis responder a seus movimentos e meus braços se apertam contra seu corpo. 

Paro um momento para o observar enquanto ele se estica até o criado mudo ao lado da cama, retirando dali um pacotinho. A cueca box preta cai muito bem nele, e seu corpo, é algo que nunca cansaria de tocar, olhar...

Tiro a cueca box e encaro seu membro, é grande... sem pensar duas vezes desço com minha boca até os poucos pelos na região pubiana, passo minha língua lentamente até seu membro, o deixando ainda mais duro. Meus lábios percorrem toda sua extensão até sua cabeça avermelhada, minha boca salivava e ansiava por aquilo, abocanho o pau de Alisson, o fazendo soltar um gemido gutural.

Seus dedos que a pouco acariciavam meu corpo se entrelaçaram ao meu cabelo, fazendo movimentos, colocando seu membro cada vez mais em minha boca. Direcionei meus olhos aos seus e um sorriso safado tomou seu rosto.

Suas mãos me levantaram, seus dedos correram até o cós de minha calça e a tirou desesperados, num movimento rápido ele rasgou minha cueca box.

- Vem comigo! – Sussurrou mordendo os lóbulos de minhas orelhas, suas mãos me guiaram até o meio da enorme cama, me deixando de quatro. Suas unhas percorram a parte de trás de minhas coxas e seus dentes mordiam delicadamente, fazendo minhas pernas ficarem bambas – Eu... prometo que essa noite será... – Cada palavra proferida ele chegava ainda mais perto de minhas nádegas, um sorriso grave e gostoso tomou o quarto e sua língua me atingiu, lubrificando o local. Me agarrei aos lençóis, a sensação era indescritível, meu coração estava acelerado e mal conseguia respirar – Agora, é a hora.

De esguelha o vejo se preparar, colocando a camisinha. Suas mãos grandes e quentes me puxam para mais perto, sinto seu membro muito perto e respiro fundo.

- Não quero te machucar... então se qualquer coisa...

- Prometo que falarei – Disse e seus lábios se encontraram com os meus, sua língua se encontrando com a minha – Agora faça! – Ordeno.

Suas mãos seguraram minha bunda e no primeiro instante ele colocou apenas a cabecinha de seu pênis, gemi baixinho apoiando meu peito sobre a cama, suas mãos percorreram minhas costas e seus dedos puxaram meu cabelo enquanto seu membro adentrava cada vez mais. A dor logo passou, se tornando um prazer imenso e cada vez mais, queria mais daquilo. Subo sobre seu corpo e prendo seus braços sobre sua cabeça, arranco a camisinha e a lanço longe, abocanhando seu membro, suas veias estão saltadas e está vermelho, faço movimentos de vai e vem até que sinto algo quente percorrer minha garganta. Alisson grita, desabando sobre a cama e gozo no mesmo momento. O líquido que desce por minha garganta tem uma textura estranha, mas o gosto é bom. Deito sobre seu peito e brinco com alguns cabelinhos.

- Você foi ótimo – Piscou pra mim.

- Você também, Becker!

- Não seja frio, Couto. Acabamos de transar, espero que não fique monossilábico e me ignore daqui em diante.

Levanto os olhos e o beijo.

- Nunca faria isso, Senhor. Você não se livrará de mim tão fácil assim. 


Notas Finais


ENTÃO, O QUE ACHARAM?
FICOU BEM ESCRITO?
POR FAVOR, COMENTEM E ME AJUDEM!!!!
É MUITO IMPORTANTE PRA MIM <3
AMO VOCÊS
BEIJOS DE LUZ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...