História Talvez seja o fim - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Originais
Visualizações 7
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


hellouuu pessuuu como prometi aqui vai mais um cap. e cnt comentando q eu amo ksksksk S2

Capítulo 4 - Descobertas


Fanfic / Fanfiction Talvez seja o fim - Capítulo 4 - Descobertas

Descemos do avião e ele pegou um táxi, entramos em uma rua e paramos em uma casa amarela.
- me espere no carro.
ele desceu e tocou a campainha e eu abaixei o vidro para escutar o que ele falava.
- Oi Petrick.
- eu preciso do seu carro. Se você não vai me ajudar a procura-la então ao menos me de um pouco de recurso.
- ela está ali no carro?
- não te interessa!
eu não pude me conter, quem era o homem que estava conversando com Petrick? Eu nao queria ficar de fora e nao saber nada do que estava acontecendo. Me sentia excluida daquilo, parecia que Petri escondia algo de mim. Vencia todas as tentações de ficar ali sentada e sai do carro.
me deparei com meu pai ali parado na frente do portão.
- pai? 
eu havia visto ele algumas vezes mais foram tão poucas, porem seu rosto era difícil de se esquecer.
Petrick abaixou a cabeça e passou a mão nos cabelos.
- Isa. eu ia te falar. esse é Fábio meu padrasto.
eu olhei para ele indignada.
- Se casou com outra mulher e se esqueceu de mim na cara larga?!
- não e bem assim filha!
- CALA A BOCA!
as lágrimas escorreram pelo meu rosto e eu tentei conte-las mas foi impossível. 
ele havia nos deixado a dez anos atrás e nunca mais eu o vi, ele não morava comigo e eu só o via quando ia em casa levar o dinheiro da pensão e depois de um tempo ele se mudou para o Brasil e parou de ir.

A dor que ele me causara era gigante e ver que ele simplesmente substituiu a nós... a mim, a mamãe e Ellloit e Will foi maior ainda, pois ele havia seguido em frente.
Petrick me abraçou e sorriu para mim.
- Você agora é minha maninha! 
- sim! 

Mesmo querendo eu nao podia ficar brava com Petri, nao conseguia. 
Meu pai tentou entrar no abraço mais Petrick olhou feio para ele se afastar.
Petrick era cinco anos mais velho que eu e sempre me tratava como sua irmã mais nova e eu sempre o considerava meu irmão mais velho, era assim nossa relação desde pequenos e nada poderia mudar isso, nem mesmo um homem otario como o Fabio.
- da a chave do carro!
- nao! eu vou com vocês! sei que está atrás de sua mãe e de sua namorada. eu quero ajuda-lo. 
- Petrick... 
eu disse num sussurro.
- minha mãe e meus irmãos...
- eles provavelmente estão no abrigo.
eu virei minha atenção para meu pai.
- o sul do Brasil foi o menos afetado em tudo. o sul do Brasil e o norte do Canadá. Se eles se perderam provavelmente foram levados para um desses dois abrigos. É para lá que vamos. mas os aviões já não estão mais decolando então temos que ir de carro. Rumo ao Rio grande do Sul.
Sentei no banco de trás junto com Petrick.
- namorada?
Ele riu e disse com uma cara meiga:
- Conheci ela em um show de Rock.
- quantos anos minha cunhada tem?
Petri riu novamente.
- vinte e três.
- ela é dois ano mais velha que você?
- uhum!
Abaixei o vidro do carro e murmúrei.
- quero conhece-la.

Apesar de uma pontada de ciumes se instalar em mim eu ainda estava feliz por ele, nao seriamos nada a mais que irmãos (nem passara na minha cabeça algo desse tipo), talvez uma desconfiança por nao conhece-la mais se ela era a mulher que o tornava feliz...

Respirei fundo; "mamãe...onde a senhora pode estar agora?" minha aflição ainda me fazia querer chorar desesperadamente, uma lagrima correu sobre minha bochecha e pequenas lembranças e flashsback de minha mãe surgiam. Sequei as outras que insistiam cair e tentei tirar todo pensamento negativo da minha cabeça.;

"Ela está bem! Eu sei que está! Ela TEM que está!" 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! E me dizem ai se preferem caps. grandes ou desse tamanho está bom. E como diria uma amg:
¡Buenas noches!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...