História Tanto faz - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Capítulo 06


No dia seguinte Matheus acordou na sala sozinho. A mãe de Amanda aparentemente acorda muito cedo, já que ele conseguia ouvir passos no quarto dela e eram 5h30 da manhã. Ele deitou de novo para tentar sugar um restinho de sono que aquele sofá poderia dar para ele. Infelizmente ele não conseguiu.

Deitado e de olhos fechados ele começou a pensar sobre a situação em que se encontrava e quando percebeu já estava tendo um debate interno.

“ Por que você não tenta namorar com ela?”

“ Mas eu nem sei se gosto dela... É muito recente e eu nem estou apaixonado por ela.”

“Você acha que a paixão é uma coisa positiva? Não é ela a responsável por vários problemas do nosso mundo? Você quer que esse tipo de emoção entre em um relacionamento?”

“Não é isso… É que eu não sei se eu gosto dela desse jeito, sabe? Às vezes é que nem com a Ana Paula e é só uma questão de amizade.”

“Você consegue se imaginar namorando com ela?”

“Consigo.”

“Se já não é a mesma situação pra quê comparar então?”

“É que eu não tenho certeza.”

“Quando você se imagina namorando com ela, como é que você se sente?”

“Feliz e tranquilo, mas esse não é o ponto. E se eu começar a namorar com ela e só depois eu perceber que não gosto dela desse jeito?! Isso pode machucar ela! Eu não posso pensar levianamente sobre o assunto, isso é importante!”

“Um ponto válido. Mas também pode ser que você realmente goste dela e que vocês acabem sendo um casal feliz.”

“Mas e se der errado?”

“Tem algum relacionamento que não tenha esse risco, por acaso?”

“Não…”

“Então isso é um medo válido, mas não há como se proteger perfeitamente dessa possibilidade e se você se deixar tomar por ele você nunca mais vai ter um relacionamento pelo resto da sua vida.”

“Eu entendo isso.”

“Você tem algum outro medo relacionado a essa situação?”

“Eu tenho medo que ela perca o interesse e se afaste, eu tenho medo de que a gente esteja bem e de repente ela decida me ignorar e fique estranha e aí quando eu perguntar para ela o que aconteceu ela me ignore, eu tenho medo de que caso eu peça ela em namoro eu seja rejeitado e que a nossa relação atual seja perdida, eu tenho medo de que eu não goste dela tanto quanto ela gosta de mim e que isso machuque ela, eu tenho medo de que a gente não funcione como namorados e que o melhor era termos sido amigos mesmo, eu tenho medo de entrar em outra relação ruim em que eu acabe machucando ela e me machucando o tempo todo.”

“Você quer manter as coisas como elas estão?”

“Não. Eu acho que as coisas já estão mudando, então a minha vontade é irrelevante aqui e se eu ficar quieto isso vai passar e a minha relação com ela vai se estabelecer como uma amizade.”

“Você  não vai se arrepender disso? Se você continuar assim a sua vida inteira vai passar sem nada mudar.”

“Talvez eu me arrependa, mas eu não sei qual é o melhor caminho a seguir.”

“Nesse caso, me diga, o que você quer?”

“Eu quero tentar. Quero tentar desenvolver uma relação com ela, eu quero me arriscar um pouco!”

“Então você já sabe o que fazer, guardar essas coisas não faz o seu estilo, converse com ela sobre isso.”

Ele abriu os olhos e percebeu que havia uma pessoa sentada no outro sofá ao seu lado e quando ele olhou para ela ela encontrou o seu olhar,  aparentemente ele havia entrado em um estado de quase sono e passou mais tempo assim do que esperava e ela havia acabado de acordar e se sentou ali perto para esperar ele despertar. Ele se levantou e ao se virar para ela perguntou sorrindo:

“Eu tenho algumas coisas para dizer para você e mesmo não sabendo bem como dizê-las e nem se isso é uma boa ideia eu ainda assim quero tentar, podemos conversar? Talvez demore um pouco.”

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...