História Tão brilhante quanto seu nome - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Echi, Hentai, Romance Adolescente, Suspense
Visualizações 13
Palavras 1.851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie gente, desculpem o tamanho do capítulo anterior, mas também depois de tanta demora vocês mereciam algo grande. Desculpem qualquer erro e boa leitura.

Capítulo 6 - Dhuse Brothers


Fanfic / Fanfiction Tão brilhante quanto seu nome - Capítulo 6 - Dhuse Brothers

Oie Crystal.

Pensamentos de Crystal 

Quando entrei no carro meu coração ainda estava a mil, por que eu fiquei tão nervosa com o Ryan tão perto de mim, foi como se fosse me beijar. Por um lado fiquei muito nervosa  e por outro eu até queria aquilo... mas que merda! Como assim eu queria beijar o Ryan logo o babaca do Ryan, eu quero logo ir pra casa. Ryan então da a partida no carro. É o silêncio prevaleceu por uns 2 ou 3 minutos  até Ryan quebrar ele.

-que horas são?- ele pergunta dirigindo ficando no caminho.

-18:45, por quê?- perguntei com um ar preocupada.

- vamos chegar em 12 minutos.- Ryan diz.

- Ah, ainda bem estou tão cansada.- respondi 

- É hoje foi um dia intenso.- Ryan diz fazendo uma curva.

- meu dia começou ruim mas até que foi divertido.- dou um sorriso soprado. 

- Há então você admite que gostou!

- eu não disse isso! - digo meio envergonhada.

- Ah e Sobre a escola, como vai ficar? Você vai topar ser minha namorada de mentirinha?.

- e-eu não sei, você me meteu nessa mentira e você vai me tirar.

- por favor Crystal é só durante pouco tempo, só para Jhene nos deixar em paz depois ela esquece.

- e por que eu concordaria com essa sua ideia maluca?

- por que você além de ter um namorado de mentirinha lindo, vai viver em paz sem Jhene por perto, isso não é ótimo?

- eu deveria falar primeiro com sua irmã sobre isso.

- ela já sabe e ela apoia, o que é estranho por que  ela não é de me ajudar com coisas do tipo.

- ah tá bom tá bom!

- você acabou de aceitar minha proposta?.

- sim, mas só aceitei por que eu quero ficar em paz não quero aquele embuste no meu pé .

- aaah ok eu vou ser o melhor namorado de mentirinha que você já teve.

- você é tão Ridículo falando assim.- dou um sorriso soprado.

- pelo menos assim você sorrir.- ele diz retribuindo o sorriso. 

O silêncio prevaleceu por uns segundos e mais uma vez ele quebra ele.

- quando eu tava na sua casa, eu vi um quadro da sua família.

No mesmo momento exitei e ele apercebeu.

- acho sua mãe muito parecida com você .

-muita gente fala isso. Comentei 

- Rose disse que você era filha única e então, quem era o garoto junto com vocês?

No mesmo momento exitei e ele percebeu.

- eu não gosto muito de falar sobre isso é muito difícil pra mim.- falei abaixando a cabeça.

- me desculpe Crystal por tocar no assunto.

- tudo bem ! Ah já estamos na minha rua. 

Ryan estaciona o carro bem na frente da minha casa e eu saio do carro e ele também.

- pronto! Está em casa.- ele faliu colocando a mão no bolso.

- graças a Deus por que eu estou exausta.

- bom eu espero ter sido útil hoje.

- ah sim sobre hoje... o-obrigada falei meio baixo.

- o que? Repete! Você realmente disse "obrigada"? - Ryan disse com um sorriso no rosto e aparentemente feliz ao ouvir minhas palavras.

-tchau Ryan.- saí correndo e entrei em casa. 

- ah volta aqui... Boa noite Crystal !

Ao olhar pela janela da sala vejo Ryan entrando no carro ainda sorrindo e arrancando com o carro dalí. 

- você estava em um encontro? - minha mãe  diz animada me pegando de surpresa. 

- aí susto mãe, pelo amor de Deus.- falei assustada.

- quem era o Rapaz bonito que veio te deixar de carro?- minha mãe pergunta com um olhar desconfiado.

- Mãe! Eu não acredito que a senhora estava me espionando é pra sua informação ele é só o irmão da Rose.-dei as Costas para ela é subo para meu quarto.

Entrando no quarto tirei meu tênis é minha roupa e fui tomar um banho. Terminei o banho e coloquei um pijama de calça e sentei na minha cama. Começei então a dar uma olhadinha na meu insta e vi que Ryan começou a me seguir e eu o segui de volta. Logo os stories do Ryan aparecem pra mim e eu vou vê-los. Precebi que ele só postou vídeos e fotos minhas no Parque e eu nem tinha percebido isso. Eu não soube reagir apenas passei a diante é no último storie ele colocou a legenda "melhor noite" e como eu não queria ter que falar com o Ryan apenas ignorei

Pov Ryan. 

Cheguei em casa tão animado que não saía da minha cabeça a voz da Crystal dizendo "Obrigada". Eu dava um sorriso bobo toda vez que lembrava disso enquanto andava pela casa e isso fez a Rose me olhar estranho.

- rolou alguma coisa entre você e a Crystal?- ela me olha desconfiada.

- não do jeito que você tá pensando.

- o que foi então?

- ela me disse "Obrigada", pela primeira vez. Falei dando um sorriso soprado.

-oooh Ryan eu te conheço a 15 anos!- ela diz ainda desconfiada.

- idai ? O isso tem a ver?.felei mexendo no meu celular.

- você tá todo bobo ultimamente...por acaso você tá gostando da Crystal?- ela diz dando um sorriso. 

Na mesma hora eu simplesmente congelei e acabei deixando meu celular cair e isso me fez voltar pra realidade.

- noooossa você ficou tão nervoso a esse ponto?

- claro que eu não gosto da Crystal, é meio que ... a esquece você não tem nada a ver com isso- dei de ombros e subi para meu quarto.

Pov Rose

Eu nunca vi o Ryan tão sorridente assim, normalmente ele é sério e curto e arrogante. Hoje ele estava totalmente diferente e segundo os stories dele pelo visto ele saiu com a Crystal, o que também é estranho há que a Crystal Não suporta ele.

Vou para meu quarto e mando mensagem para Crystal.

Mensagens

Rose: hey Crys

Crystal: oi Rose

Rose: como foi Hoje?

Crystal: eu estava de boa na varanda da minha casa ouvindo minhas musicas e do nada seu irmão aparece aqui.

Rose: aí vocês saíram juntos?

Crystal: eu não tinha nada pra fazer e eu queria me distrair com alguma coisa diferente.

Rose: se eu fosse você tomaria cuidado ele é muito controlador, e a propósito, você topou fingir que namoram?

Crystal: eu não queria , mas seu irmão me meteu nessa mentira e vocêtem razão ele é muito controlador .

Rose: te vejo na escola então.

Crystal: ok.

Conversa off

Quebra de tempo. 

Na hora almoço, foi como de costume eu, David e Crystal, mas como ela e o Ryan tinham que fingir que estavam namorando ele se sentou com a gente do lado da Crystal. E assim foi durante toda a semana.

Chega então o sábado e eu marquei de dormir na casa da Crystal, já que eu não queria e nem a Crystal queria ir na festa da Jhene. Era 17:00 quando eu saí de casa, Ryan me deu uma carona e me deixou na casa dela. Logo vi Crystal na porta à minha espera.

- iae Rose.

- iae Crystal.- falei colocando minha mochila nas costas.

-vem vamos entrar.- disse Crystal abrindo a porta e eu entrei logo em seguida.

- seus pais estão em casa ?- perguntei.

- sim, mas eles vão sair pra um jantar de amigos. Ela disse subindo as escadas e eu a acompanhei.

- isso significa que vamos ficar sozinhas? 

- sim! Tem algum problema? - ela pergunta.

- não! na verdade vai ser melhor ainda eles fora. Acho que assim vou me sentir mais a vontade.

- ah sim, esse é meu quarto.- Crystal abre a porta e entra e eu entro em seguida.

Eu coloco minha mochila no canto e sento na cama da Crystal observando o que tem em volta e ela senta em uma cadeira escorada na mesa de estudos. O quarto de Crystal era uma coisa tão indie, as paredes estavam pintadas em tom de Malva e cinza, algumas prateleiras na parede com livros e objetos decorativos, Crystal tinha uma coleção de pulseiras e cordões, alguns pôsteres e um quadro grande em uma parede que tinha uma legenda de "lembranças" com várias fotos dela desde pequena com algumas pessoas, a maioria era com um garoto branco de cabelos escuros e olhos azuis e ele parecia ser da mesma idade que a Crystal. Ao observar isso eu me levanto e vou até o quadro olhar mais de perto.

- quem é esse aqui? - perguntei.

- ah esse é o Théo, ele é meu melhor amigo desde que tínhamos 3 anos de idade quando ele se mudou para casa do lado da minha ou seja era meu amigo/ vizinho.

- ah agora tá explicado .- falei.

- hunrum.- Crystal acena com a cabeça.

- essa é você? Nossa tão diferente.- falei apontando para outra foto

- sim! era meu aniversário de 7 anos, olha o Théo tá bem aqui.

- ah sim.- falei voltando a sentar na cama. 

No mesmo momento vejo outra foto que me chamou atenção. Uma foto que estava em cima do criado-mudo.(Foto de capa)

Pov Crystal. 

- Dhuse Brothers? Você tem um irmão?Você tinha dito que era filha única.- Rose me olha sem entender nada.

- e-eu tinha um irmão , é que difícil pra mim falar sobre isso.- felei de cabeça baixa.

- por que você mentiu?- Rose pergunta ainda sem entender.

- eu vou te explicar tudo.- falei olhando nos olhos da Crystal e depois abaixei a cabeça e começei a contar toda verdade.

-Esse é meu irmão mais velho, Matthew. Ele sempre foi uma boa pessoa, ele era muito gentil com as pessoas, aluno exemplar e adorava música, mas quando a gente menos espera coisas horríveis acontecem com pessoas incríveis. Sabe no dia que nos conhecemos que eu disse que me mudei por que meu pai havia recebido uma vaga de emprego aqui?

- Sim!- Rose respondeu

- então, não foi só isso. No fim das aulas do ano passado , meu irmão desapareceu durante 3 dias, até encontrarem ele, mas quando encontraram, ele estava morto! -( começei a lacrimejar).- e ele estava pendurado pelo pescoço em uma árvore e a polícia disse que ele tinha se suicidado, e isso foi um meteoro na nossa família, mas quando saiu a autópsia foi revelado que ele não se suicidou, mas que ele foi assassinado, haviam dopado e por pensarem que ele estava morto forjaram um suicídio dele ainda com vida, mas devido ao enforcamento ele morreu.- falei já não segurando as lágrimas, me entrego ao choro. Quando olho para Rose havia escorrido uma lágrima em seu rosto e ela estava com a mão na boca surpresa.

- me desculpe Crystal eu não sabia que chegaria a esse ponto. Rose diz segurando minha mão.

- por isso digo que sou filha única, pra não ter que explicar isso tudo de novo. Então sabendo dessa crueldade que fizeram ao meu irmão eu não consegui nem ir a escola, entrei em depressão e fiquei sem ir a escola por 10 dias depois fui ficando melhor é voltei às aulas que estavam no fim. Decidimos então nos mudar para cá.- falei enxugando as lágrimas e Rose me deu um abraço forte.

- Crystal, você é uma garota incrível. Deve ter sido muito difícil pra você se acostumar com todas essas coisas que aconteceram. Me desculpe novamente.- Rose disse desfazendo o abraço olhando em meus olhos.

- ta tudo bem! Vamos arrumar onde você dormir ok.- falei me levantando indo pra fora do quarto.




Notas Finais


Surpresa, realmente coisas horríveis acontecem com pessoas incríveis, isso e muito mais vocês verão nos próximos capítulos. Me perdoem qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...