1. Spirit Fanfics >
  2. Tão Longe de Casa - Kim Yugyeom >
  3. Chapter One.

História Tão Longe de Casa - Kim Yugyeom - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


[ ♡ ] A história é da Brianna. Não se confundam. Ela irá narrar todos os capítulos. Seus amigos são coadjuvantes na história, mas lógico que eles irão aparecer.
A história de Yugyeom é complicada, prometo fazer um capítulo narrado explicando tudo direitinho.

Espero que gostem!! 🥰🥰

Capítulo 1 - Chapter One.


─ Vamos logo. Estão todos dormindo. - falou Daniel

─ Eu sei, mas temos que ter certeza, Daniel! - falou

─ Calma Anna, vai dar tudo certo. - falou Gabriel

─ Falta a Sora chegar. - falou Brianna

─ Eu fui pegar a Sana! - falou Sora entrando na nave espacial com a gata.

─ Ok, estamos todos prontos? - perguntou Brianna

─ Não, eu acho que vou vomitar - disse Kath

─ Não, não vai não - disse Sora repreendendo a mesma

─ Ok, tem sacolas biodegradáveis ao lado - falou Brianna

─ Pra onde nós vamos? - perguntou Daniel

─ E isso importa? Precisamos sair daqui. - falou Laurah

Brianna puxou a alavanca, e a nave começou a flutuar. Assim, a mesma colocou as coordenadas que havia visto em um livro de educação espacial na escola. A nave que era automática começou a se mover sozinha.

- Brianna.

Tivemos um desmaio por conta da pressão atmosférica, e de repente estávamos no espaço. Era algo diferente e bonito. Havia vários planetas diferentes e eles faziam sons. Vi o planeta que a minha prima mora, Plutão.

Daniel, estava chorando e eu não soube entender o porquê. Ele dizia que estava encantado com a beleza de tudo, e que poderia ver aquilo um bilhão de vezes.

- Narrado.

A nave ficou no espaço durante 2 meses e meio.

Eles haviam comida e água o suficiente. Eles estavam com medo de seguranças do Reino ir atrás deles no espaço. E acabarem caindo em um planeta causando um baita caos.

Por isso, um amigo distante de Brianna facilitou todo o sistema da nave, retirando o rastreador.

─ Gente, vocês sabem que planeta é este? - Kath

─ É algo com.. T... - Sora tentou lembrar

─ Titã? - perguntou Kath

─ Titã é uma das luas de Saturno. - respondeu Daniel

─ TERRA! - gritou Brianna

─ Não, não é hora de brincar - falou Laurah

─ O nome do planeta é Terra! - falou Brianna

─ Esse não é o Planeta surtado com coisas espaciais? - perguntou Sora

─ Isso é o que o povo Saturniano diz - falou Daniel

─ Ele tem razão. A nação Saturniana já nos escondeu tanta coisa, vai que os nativos deste planeta não são legais? - falou Kath

─ Por que a nave está ganhando velocidade e não para de se aproximar? - perguntou Sora desesperada

─ Droga, as coordenadas eram para a Terra! - falou Brianna se preparando para aterrissar

─ Você tem certeza do que está fazendo? - perguntou Laurah

─ Acho que sim, eu li o manual dez vezes seguidas. - falou Brianna apertando os botões e fazendo a nave parar e flutuar

─ É noite? - perguntou Daniel

─ Parece que sim - falou Laurah

─ Ignorante. - falou Kath

─ Gente silêncio, temos que esconder a nave em algum lugar seguro, e não acordem os seres humanos. Não sabemos o que eles podem fazer. - falou Brianna com cautela

Assim que a nave foi pousada em um lugar que aparentava um campo.

Saíram dali tentando agir naturalmente pois estava quente, e os mesmos eram acostumados com lugares frios, sempre frio.

─ Que quente esse lugar, estou me sentindo em uma xícara de chá. - falou Sora

─ Ei vocês! Psii - alguém chamou

─ Parem. Ouvi barulho. - falou Brianna

─ Todos nós ouvimos - falaram juntos

─ Ei, eu aqui - uma mulher apareceu acenando

─ Quem é você? - perguntou Daniel

─ Gaia. Gaia de Plutão. - falou a moça

─ Você também é de fora? - gritou Brianna super empolgada

─ Shiii! Silêncio, os humanos não podem saber. Vem, vamos entrar, vou explicar a vocês tudo sobre a Terra. - falou Gaia

Todos entraram para a casa ou esconderijo de Gaia.

Sentaram ao redor de uma mesa de centro feita de madeira. Ali, tinha pizza e Coca-Cola.

─ O que é isso? - perguntou Daniel

─ Primeiro eu faço as perguntas, depois eu respondo a de vocês. Sem querer ser grossa, é claro. - falou Gaia

─ Tudo bem. Pergunte o que quiser. - disse Brianna

─ Quem são vocês? De onde vocês são? - perguntou Gaia

─ Daniel.

─ Brianna.

─ Sora Samantha.

─ Kathryn ou Kath.

─ Laurah.

─ Eu sou Gaia. Venho de Plutão. - falou a moça

─ Por que saiu de Plutão? Sempre nos disseram que é um ótimo planeta e que tem um ótimo Reino. - falou Brianna

─ Eles me chamam de princesa. Mas eu não me identifico nesse ramo. Então resolvi fugir. - falou Gaia

─ Ah, eu também. Nós, no caso. - falou Brianna

─ Como assim? Não me diga que vocês são de Saturno

─ Príncipe Daniel, Princesa Kath, Sora, Laurah e eu. - falou Brianna

─ Mas tem uma história por trás de tudo. Certo? - perguntou Gaia

─ Sim. Descobrimos recentemente. - falou Daniel

─ Quando crianças, todos os reinos se uniam para a União Real em Lunfus. Porém, o pai do Daniel forjou uma doença, para de aproveitar de bens que os outros reinos ofereciam. Então, uma guerra se iniciou. - falou Sora

─ Bem parecido com a minha história. Porém eu fui expulsa de Plutão. - falou Gaia

─ Por que? - perguntou Daniel

─ Na Terra, existe a sexualidade. E é algo que em Saturno, Júpiter, Mercúrio e Plutão, não fazem questão de tentar entender. O idiota da corte me viu beijando uma amiga minha, e simplesmente ficou com ciúmes. Pois eu "namorava" - fez sinais de aspas com os dedos - com ele quando criança. Então contou para o meu pai, o rei. O mesmo me abandonou e me pôs numa nave com tais coordenadas. Aqui estou eu. - falou Gaia se levantando - ─ Não fiquem com cara de pena. Eu já superei isto, faz alguns anos que eu vivo aqui. - falou Gaia servindo a Coca-Cola.

─ Como a Terra funciona? - perguntou Laurah

─ Aqui temos os documentos, algo que lá fora é chamado de Digital. - falou Gaia

─ O que são os documentos? - perguntou Brianna pegando um pedaço de pizza

─ São papéis que comprovam que existe.

─ Papel? - perguntou Daniel

─ É. Papel. Enfim, chega, preciso matar minha fome. - falou Gaia pegando a Coca-Cola

Todos comeram, e rolaram perguntas como: "do que é feito?", "quem inventou?", "onde vende?". Pizza é algo maravilhoso e também foi incrível para Gaia a dois anos.

─ Agora que todos estão satisfeitos. Agora é a hora de matar vocês. - disse Gaia séria.

─ QUE? - gritou Daniel

─ Ironia. Precisam aprender a entender e a fazer. É algo incrível que os terráqueos fazem. - falou Gaia

─ E esse tal de documento? É obrigatório? - perguntou Brianna

─ Quantos anos tem cada um? - perguntou Gaia

─ Só a Laurah tem 19. - falou Brianna

─ Ótimo. Amanhã eu levo vocês para tirar os documentos. Então, preciso que digam que perderam os documentos, e que não tem nada restando com vocês. - falou Gaia

─ Entendido. - todos responderam

Gaia se sentia a líder.

Ela gostava de saber que não seria mais a única ali.

─ Vou trazer algumas coisas e vocês dormem no sofá? Ok? - perguntou Gaia

─ Sim. Tudo bem. - todos responderam

Pois bem. Gaia desceu com alguns travesseiros e edredons. Todos se acomodaram no sofá de Gaia, que se esticava. E ali adormeceram.

Gaia levou todos à um Posto de Identificação para fazer os documentos.

Foi uma burocracia, para dizerem que haviam perdido os antigos e que literalmente não haviam nada mais. Daniel quase disse que era de Saturno, porém ele pensou duas vezes.

No fim das contas, eles voltariam mês que vem para pegar os papéis. Ou seja, teriam que esperar um mês em casa sem fazer nadinha que desse problema e precisasse de Identificação.

─ Pronto? - perguntou Gaia no carro

─ Acho que sim - respondeu Brianna

─ Agora vamos comer. Estou faminta. - falou Gaia

─ Eu achei o cabelo dela muito bonito. - falou Daniel

─ Eu também! - falou Kath

─ Posso levar vocês ao salão de um amigo meu. Ele é de Júpiter. - falou Gaia

─ Esse aqui é um planeta terráqueo ou apenas um parque de diversões para aliens? - perguntou Laurah

─ Um parque de diversões para aliens. Há muitas naves observando os humanos. Mas eles não percebem, quer dizer, alguns percebem. - disse Gaia

─ Alguns? - perguntou Daniel

─ Ah! É que a NASA, que é acho que uma empresa, não sei, esconde coisas sobre o espaço. Eles estudam astrologia, ciências em geral e não falam nada para os humanos. - falou Gaia

─ Tem alguma área de aliens aqui na Terra? - perguntou Sora

─ Dizem que a Área 51 possui aliens e "coisas estranhas". Mas, não há como fazer pesquisas.. - falou Gaia que já parecia cansada de responder perguntas, mas ela já havia passado pela mesma coisa

─ Estamos chegando? - perguntou Kath

─ Sim. Na verdade, chegamos. - Gaia estaciona o carro e todos saem do carro e seguem Gaia

Gaia abre a porta e da espaço para os outros passarem.

Assim que seu amigo alto de cabelos verdes os viram ele estranhou porém reconheceu logo que não eram terráqueos.

─ Gaia, onde achou eles? - perguntou o mais alto

─ Na fazenda. No lugar onde eu moro e sei que muitos aliens vão chegar e pousar lá por espaço. - disse Gaia

─ É, eu sei. Então, meu nome é August. Sou de Júpiter. Tenho 26 anos terrestre e 78 anos na idade Jupiteriana. - disse o August.

Brianna o analisava estranhamente. Ela gostava de seu estilo, era diferente. O mesmo usava um echarpe cor-de-rosa no pescoço, uma blusa dourada e uma saia com calça. Ele era diferente dos humanos que teria visto na rua durante meia hora no carro.

A mesma gostava do cabelo de Aug, que eram verdes e parecia super divertido andar com ele na rua.

─ O que olha tanto, amada? - perguntou August para Brianna

─ Ah! Oi? Sim, o seu cabelo. - disse Brianna

─ Achou feio?

─ Que? Não! Eu adorei! Ele é diferente, acho que se eu entrasse aqui novamente e você estava com o cabelo preto por exemplo, ficaria super estranho. Não combinaria nada! - falou Brianna

─ Ah. Obrigada fofa. Quem são vocês? - perguntou Aug

─ Laurah.

─ Kathryn.

─ Brianna.

─ Daniel.

─ Sora Samantha. Todos saturnianos. - disse a mesma com a Sana em suas mãos

─ Uau, eu tenho um pouco de vontade de conhecer Saturno. Quer dizer, tinha. Antes do planeta morrer por ganância. - disse Aug puxando a mão de Sora e ponto a mesma na cadeira

─ Você tem cara de artista. Gosta de algo que envolve a arte? - perguntou Aug

─ Gosto de desenhar - disse a SS

─ AI QUE TUDO! Traga um de seus desenhos como pagamento sempre que quiser mudar o cabelo. Eu adoro desenhos, acho lindo. - disse Aug

─ Gaia, ele é -

─ Sou sim amada. Eu adoro um pau! - disse Aug fazendo todos sorrirem

─ Quanta informação desnecessária. - disse um menino de cabelo preto um tanto quanto atraente, acompanhado de mais dois amigos. Ambos terráqueos.

─ Ah! Olá. Quanto tempo, Kim. Resolveu mudar o cabelo de novo? - perguntou Aug

─ Sim - sorriu - Quero voltar a ser loiro. - disse o cara alto

O "Kim" aparentava uns 20 anos, porém pelo seu modo de se expressar, era óbvio que ainda não havia chegado neles.

─ Parece estar cheio, vamos embora. - disse um rapaz com cara de poucos amigos

─ Ah Mark, senta aí. Só o Aug sabe o tom exato para o meu loiro.

─ Quem é você para me expor dessa forma? Já disse que não gosto de quando falam meu nome alto em lugares cheios. - disse Mark

─ Relaxam rapazes. Todo esse pessoal inclusive essa menina aqui que estou cuidando, são aliens. - disse Aug.

─ Ok, a Terra vai ser dominada. Continuem porque os humanos estão uma merda. - disse o rapaz que estava calado por todo esse tempo

─ Os aliens também. Por isso saímos de Saturno. - disse Brianna

─ Sa-Saturno?! - Mark quase enlouquece

─ Poxa Yugy, seu planeta favorito. - disse o rapaz quieto.

─ Ah? Acho que me sinto grata. - disse Brianna

─ Todos vocês são de Saturno? - perguntou Yugy

─ Só nós cinco. A Gaia é de Plutão. - disse Daniel

─ Plutão? Jackson, fala alguma coisa. - falou Yugy

─ Oi, meu nome é Jackson Wang. Tenho 18 anos e sou terráqueo. - disse o rapaz que aparentava ser oriental

─ Você é da Terra? - perguntou Kathryn

─ Si-sim.. - Jackson gaguejou - Por quê? - perguntou o mais velho

─ Parece ser de outro lugar, vocês têm a aparência diferente. - disse Kathryn

─ Eu não irei me sentir ofendido por vocês não serem daqui, então irei explicar. A Terra é dívida em cinco partes, chamadas de continentes. Elas são denominadas: América, África, Europa, Ásia e Oceania. Todas as pessoas desse continentes são diferentes. Por exemplo eu sou Chinês, da Ásia. O Yugyeom é da Coréia do Sul, também da Ásia. O Mark é daqui mesmo. - disse Jackson

─ Quer ser professor querido? - perguntou Aug brincando

─ Aaaa, entendi. Me desculpe. - disse Kathryn

─ Não, tudo bem. - disse Jackson

─ Yugyeom.. - Brianna pensou um pouco alto demais

─ Sim? - respondeu o chamado

─ Não, nada.. eu acho que já ouvi esse nome em algum lugar.. - disse Brianna tentando lembrar

─ Qual seu sobrenome? - perguntou Yugyeom

─ Nós não temos sobrenome.. - disse Brianna

─ Brianna? - perguntou Yugyeom

─ Meu nome. - respondeu Brianna um pouco incomodada.

─ Não.. Não pode ser você - Yugyeom saiu correndo do salão


Notas Finais


Se gostarem da história e quiserem entrar em contato comigo, me chamem no Twitter: @dezirre97


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...