História "Complete-me" - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bleach, Vocaloid
Tags Hitsukarin
Visualizações 37
Palavras 1.013
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vorteiiii u.u
Estão felizes :D? Eu sei que vocês estão :D! Eu SEI que vocês estão u.u! EU SEI que vocês estão, não me questionem, palhaços -.-
Hinamori voltou? Não voltou? Eu coloquei esse título no cap pq a Hinamori volta? Eu coloquei esse título no cap só pra dar view mesmo? Bem, vocês não vão saber se não lerem, né u.u?
Então chega de enrolar e bora ler, nós dois :3
Kissus de pipoca caramelada s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2s2

Capítulo 3 - A linda menina de lacinhos


Karin On

Eu ganhei a aposta.

-O QUE? NÃO VALEU! VOCÊ TRAPACEOU, KARIN!- Aizen gritou, batendo o pé como se fosse uma criança.

-Mas é claro que valeu, Aizen, todo mundo aqui sabe que eu não sou trapaceira. E eu vou querer meu prêmio.- falei, satisfeita.

-Ah, Karin, quebra esse galho pra mim, vai! Eu tô sem grana!- implorou.

-Hum, deixe-me pensar... não! Aposta é aposta. Como você vai conseguir o dinheiro pra me pagar o sundae que prometeu, aí já não é mais problema meu. Peça grana pros seus pais, sei lá, se vira!- respondi, contente que ele teria que ficar devendo aos pais. 

-De jeito nenhum! Se o T...- ele ia dizer algo, mas parou no meio da frase.

-"Se"... o que?- perguntei.

-Não é da sua conta.- ele me respondeu, desconfortável.

-Tá, tá, não me importa. Só dê um jeito de me comprar um sundae amanhã, até as seis e meia da tarde.- mandei.

-Humpf. Certo.- Aizen devolveu, irritado. Ele não é exatamente a melhor pessoa que eu já conheci, mas se ele perde uma aposta, ele paga o que deve. Sempre. Faz questão de pagar. Então, não tenho porquê me preocupar com isso.

Eu saí do fliperama, já estava bem tarde e logo iria fechar. Me despedi da Rukia e fui correndo pra casa. Botei a mão no meu bolso pra pegar a minha chave de casa, mas eu não a encontrei, e comecei a ficar preocupada, e procurei em todos os lugares essa maldita chave.

-Ah, não...- soltei. Devo ter deixado ela cair no fliperama, mas agora ele já fechou! Vou ter que esperar pelos meus pais do lado de fora, bela droga. Fui até a calçada e me sentei, e como eu sou uma pessoa de muitíssima sorte, começou a chover. Cara, não é possível que o universo queira tanto o meu cu assim! Eu estava encarando o chão, derrotada e irritada, sem saber o que fazer. Não tinha nenhum lugar onde eu podia ficar pra me esconder da chuva perto da minha casa, e eu tenho medo de os meus irmãos e o meu pai chegarem em casa e ficarem preocupados a toa quando não me encontrarem, então tudo o que eu posso fazer é esperar. Fico encarando as poças d'água e a luz do poste refletindo nelas, pensando em algum jeito de ficar SECA e PERTO DE CASA, quando do nada, vejo no chão uma sombra vir até mim, e eu não sinto mais a chuva. Olho pra cima e vejo o Toushirou segurando um guarda-chuva acima de mim.

-O que faz aqui, pegando frio e chuva, no meio da noite?- ele perguntou, curioso.

-Sabe que eu podia perguntar a mesma coisa pra você?- rebati.

-Eu não estou pegando chuva e nem frio. Tenho um guarda-chuva e um casaco bem quente. Você não. E agora? Dá pra me responder?- ele devolveu. Ok, mereci.

-Perdi as chaves de casa, e agora vou ter que esperar meu pai chegar.- soltei, derrotada.

-E ele volta muito tarde?- ele perguntou, preocupado.

-Muito tarde. Tipo, acho que só amanhã de manhã.- contei, frustrada, e ele se sentou do meu lado. Seu cabelo estava um pouco molhado por ele ter cedido seu guarda-chuva pra mim por alguns segundos, mas agora que estamos um do lado do outro, podemos ficar os dois bem secos. Tá chovendo bem forte, o barulho parece até o de uma metralhadora! Mas eu nem ligo... eu tô cansada e com frio, queria estar na minha cama quentinha, dormindo ou comendo enquanto assisto alguma coisa na netflix.

-Segura rapidinho.- ele pede, me entregando o guarda-chuva, e eu obedeço. Ele tira seu casaco e entrega pra mim.

-De jeito nenhum, aí você vai ficar com frio!- neguei, um pouco irritada, e ele riu.

-Acho que dá pra notar que esse casaco é enorme pra mim. É do meu pai, e como você sabe, ele tem uns dois metros e não é exatamente magro. Então acho que como você é bem magrinha, cabemos os dois aqui.- ele disse, e me deu uma manga do casaco. Eu corei e vesti a minha metade, e ficou tão perfeito que deu até pra fechar alguns botões! Ficamos bem colados um no outro, o que era bom pra mim, porque o Toushirou estava tão quentinho... com o braço que não estava vestido com o casaco, ele me abraçou, e eu deitei a cabeça no seu colo. Com o meso braço que ele usava pra me abraçar, ele começou a me fazer cafuné, e eu quase dormi... mas aí, brotou uma pergunta na minha cabeça, e eu tive que fazer né, do jeito que sou curiosa...

-Toushirou... por que você está fora de casa a essa hora, mesmo?- perguntei, e ele corou.

-Nada... briguei com meus pais por conta do meu irmão, e não tive paciência pra ficar ouvindo os dois gritarem comigo sem motivo...- ele respondeu, parecendo um pouco irritado.

-Eu conheço o seu irmão?- perguntei.

-... não.- ele respondeu, mas parecia estar mentindo.

-Hm...- decidi não insistir mais. Ele parou de me fazer cafuné pra tirar do bolsão que tinha na parte de dentro do casaco um livro bem grosso, e começou a ler com o livro dentro do casaco, provavelmente pra não molhar.

-O que está lendo?- perguntei, sonolenta.

-A Rainha Vermelha, de Victória Aveyard.- ele respondeu, concentrado no livro. Como ele parecia realmente gostar da história, resolvi guardar minhas perguntas pra depois e não atrapalhá-lo em sua leitura. Estava tão quentinho dentro daquele casaco... quase como se eu estivesse coberta com a minha manta. Quando eu estava quase pegando no sono, uma garota com uma tiara grossa e colorida com glitter, cabelos e olhos castanhos, um vestido branco com uma saia plissada até metade da coxa, um casaquinho rosa claro curto (terminava na metade da barriga) e aberto com a manga até o cotovelo, sapatilhas azuis, meia-calça branca e fina e um guarda-chuva rosa claro se agachou até ficar na mesma altura em que eu e o Toushirou estávamos, olhou bem no fundo dos olhos dele e disse.

-Shirou-chan... é você?-


Notas Finais


UOOOOOOU
Noooossa, queem seráááá que éééé a garooota, néééé? Noooossa, eu reeeealmeeente não faaaço a mííínima ideeeia
KSKSKSKSKSKS, OQ ACHARAM, NENÉNS?
CAP SEM REVISÃOOO
2KISSES 4 YOU, ESPERO QUE TENHAM GOSTADO, E ATÉ O PRÓXIMOO S2S2S2S2S2S2S2S2S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...