1. Spirit Fanfics >
  2. Tasty danger (Perigo gostoso) >
  3. Capítulo 10.0

História Tasty danger (Perigo gostoso) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meu povo.

Espero que gostem.

Boa leitura...

Capítulo 10 - Capítulo 10.0


                             ====


Depois de um dia inteiro na estrada, e de muita zoação com a bela face de Baekhyun pela pérola que ele soltou no carro. 

O abrigo ficava logo à frente, e os meninos decidiram descer do carro e irem andando um pouco. 

Aproveitando os últimos momentos juntos, Somin havia grudado neles é não queria soltar de jeito nenhum.

Eles até ficaram comovidos.

Era praticamente uma base militar, grande e vários soldados nos portões. Chanyeol encarava o lugar com olhos desconfiados, ele não sente algo agradável desse lugar. 

Suspirou.

Os amigos estavam iguais, estão com medo de deixar esses meninos aqui é acontecer algo quando eles não estiverem mais aqui. 

Isso é frustrante. 

Quando pararam em frente aos portões enormes do lugar, ficaram um tempo olhando para dentro e as pessoas que habitavam ali agora. 

- É aqui? - Jeonghan perguntou encarando eles.

Seungcheol concordou ao seu lado.

- Grande, parece seguro. - Jimin comentou suspirando.

Jungkook o olhou de lado é franziu a testa.

- Vamos entrar. - Chanyeol pediu abrindo os portões.

Os soldados que estavam fardados ao redor do lugar, balançavam as cabeças quando os viam. Apesar de não serem mais soldados, já foram e, eles mantêm amizades ainda.

Andaram até a cabana do homem que esperava por eles à bastante tempo.

O Capitão.

- Meninos, finalmente chegaram. 

- Olá, senhor. - Chanyeol disse para o homem.

Esse que sorriu.

Logo reparou nos outros atrás olhando ao redor com os olhos curiosos. 

Sorriu ainda mais.

- Quem são esses belos garotos? 

Jungkook franziu a testa com a frase, mas nada disse.

- São os garotos que encontramos durante o percurso. - Hoseok respondeu também não gostando da forma que o homem encarava os meninos.

Já os meninos, bem, eles se olharam e não disseram nada. O homem os encarava estranho, ficaram assustados.

Jaebum bufou.

- Bem, podem ir se acomodar. - Ele disse, e chamou um soldado. - Leve eles até os lugares vagos, é dêem roupas confortáveis. 

O soldado concordou. 

Antes de saírem, os meninos encaravam os mais velhos e viram que eles também os olhava.

Engoliram à seco.

E assim, eles saíram dali. Deixando só os mais velhos com o Capitão. Assim que saíram, Chanyeol encarou os amigos e concordou.

- Senhor, quero lhe perguntar algo. - Chanyeol disse.

O homem voltou a sentar, e concordou.

- Vá em frente.

- Bem, no caminho para cá, acabamos encontrando uma coisa esquisita é forte. - Chanyeol suspirou, e continuou. - há algo mais forte que os infectado?

Capitão suspirou.

- Sim, algo muito mais forte está surgindo. - Disse, e suspirou. - Não sabemos ao certo o que é, mas sabemos que a coisa é forte e pode derrubar uma casa com um soco. 

Os meninos se olharam.

Será que é pergoso deixar esses meninos aqui?

- Sabe dizer de onde está surgindo, senhor? - Seungcheol perguntou.

Capitão negou.

- O laboratório foi destruído, não sobrou uma alma viva ali. Então, com certeza não são eles. - Respondeu convicto.

Isso era para deixar os meninos um pouco aliviados, porém, não deixou.

Estão pensando seriamente em levar os meninos com eles mesmo, isso não está cheirando bem.

- Então, quem são? - Hoseok questionou. 

Capitão suspirou.

- Mandei meus homens para ver quem consegue pegar um deles, assim, podemos estudar sua natureza é descobrir se era um humano antes. - Respondeu.

Meninos concordaram.

- Aqui é seguro? - Jaebum perguntou.

Capitão riu.

- Se não fosse, todos já estariam mortos. - Respondeu rindo. - Aqui é o lugar mais seguro do mundo, vamos cuidar bem dos garotos.

Chanyeol não gostou do tom que ele falou, por isso, franziu a testa.

Assim como os outros.

- Então... já vamos. - Jungkook disse depois de encarar o Capitão por uns segundos.

Suspirou. 

- Sim, obrigado pela ajuda de vocês. - Capitão disse, e sorriu.

Os meninos concordaram.

Eles saíram da tenda, e se olharam por um tempo.

Isso está mais difícil do que eles pensaram que seria. 

Viram os meninos de longe conversando e caminharam devagar até eles, vendo se levantarem.

Todos se encaram.

- Já estamos indo. - Jaebum disse encarando eles.

Os meninos suspiraram, mas concordaram.

- Obrigado por nos trazerem para cá, e por terem nos protegido. - Youngjae disse encarando Jaebum.

Esse que sorriu. 

- Na verdade, você não precisa de proteção. - Hoseok respondeu.

Riram.

- Vocês... vão para onde agora? - Hyungwon perguntou.

Olharam ele.

- Vamos ver ainda, se cuidem. - Seungcheol disse dando um beijo na menina que sorriu apertando suas bochechas.

Jeonghan virou os rosto, respirando fundo.

Os meninos fizeram o mesmo.

- Aliás, evitem ficar perto daquele homem é o principal, dos soldados. - Jungkook pediu. 

Concordaram.

Somin abraçou eles e fez beiço.

- Não vão, por favor...

Jaebum se derreteu todo.

- A gente se encontra por aí, ok. - Disse olhando a menina.

Essa que concordou.

- Até mais, meninos.

E assim, eles saíram sem olhar para trás. Já era difícil se despedir, se olharem para trás não vão conseguir ir embora.

Passaram pelos portões e, agora, olharam na direção deles. Vendo os olhares deles e Somin chorosa.

Por que foram se apegar?


                                》》》


Eles estavam no quarto com portas fechadas, pois não conheciam ninguém aqui e estão com medo.

Só se sentiam seguros se os meninos estivessem aqui com eles, como não estão mais... eles estão apavorados.

Somin dormia encolhida no colo de Youngjae, esse que tinha os pensamentos em Jaebum; que o cosolou noite passada. O homem não sai mais da sua mente confusa, o sorriso que ele deu por último está perturbando seu juízo. 

Isso é um saco.

Baekhyun não estava diferente. Não teve coragem nem de falar com ele, quem dirá pedir um abraço de despedida. Para acalmar sua mente, seu coração confuso. Para vê se pelo menos ele conseguia dormir está noite.

Já Jimin, bem, ele estava tão frustrado que sua cara fechada já era notória. Sua frustração era em relação aquele ser humano que mal o olhou; é uma droga pensar em uma pessoa, sendo que você nunca mais vai ver ele. O mais difícil é saber que mal conhece essa pessoa, não sabe nada da vida dele. 

Isso que é frustrante.

Hyungwon não conseguia fechar os olhos sem pensar naquela pessoa bonita e sorridente, e sem se sentir estranho. Aquele homem elegante que acaba com qualquer um, incluíndo  ele. Espera ansiosamente em ver ele de novo.

Jeonghan estava deitado nas pernas de Jimin, já estava chato aquele lugar sem os meninos. Ele não conseguia dormir, pois a qualquer momento sente que alguém possa entrar ali. Estava apavorado, e mesmo sem admitir alto, estava com saudades de um certo alguém. Isso é estranho, sentir saudades de uma pessoa que você mal conhece.

Cada um com seu próprio pensamento.

- Vamos fugir? - Hyungwon sugeriu.

Olharam ele.

- Para onde? Está muito perigoso lá fora. - Jimin respondeu emburrado. 

Suspiraram. 

- Eu não queria ficar aqui. - Jeonghan disse.

Youngjae riu.

- Se apaixonaram? - Perguntou os olhando.

Os amigos o olharam.

- Não. - Hyungwon respondeu.

Riram.

- Acho que o Baekhyun sim. - Jimin comentou.

Eles olharam na direção do mesmo, esse que olhava para fora da janela e tinha os olhos brilhando como as estrelas lá fora. Os cabelos claros jogados pelo rosto, e uma das mão apoiando o queixo.

Seu rosto sendo iluminado pela luz de fora.

- Isso é óbvio. - Jeonghan respondeu, também olhando o irmão.

- Até eu ficaria, Chanyeol é um pedaço de mal caminho. - Youngjae disse rindo.

Eles riram.

- Eu nunca vi o Baek assim, é novo para mim - Hyungwon disse.

Concordaram.

Já o citado, nem ao menos os escutava. Seus pensamentos rodeavam um certo alguém, e o deixava fora de órbita por alguns momentos.

Fechou os olhos e suspirou.

Jimin caminhou até o irmão, e o abraçou por trás deixando um beijo nos seus cabelos.

Os meninos também se aproximaram.

- Pare de pensar, vou começar a achar que está mesmo apaixonado por ele. - Jimin disse.

Baekhyun riu fraco.

- Eu não consigo. - Respondeu calmamente. - eu realmente não sei o que está acontecendo comigo.

Jimin o abraçou mais forte.

- Nem nós sabemos, temos que descobrir. - Hyungwon disse.

Olharam ele.

- Acha que vão voltar? - Jeonghan perguntou.

- Duvido muito. - Youngjae resmungou.

Olharam para fora de novo.

Não tinha muitas pessoas fora dos quartos, apenas soldados guardando os portões. Quase nenhuma luz estava ligada, incluindo há deles. 

Como também estão meio assustados com essas pessoas, preferiram se trancar aqui e esperar pela manhã.

Agora serão apenas eles de novo....


                             》》》


Eles já haviam dirigido até a base militar que eles foram contratados, é assim que chegaram até lá, viram o caos que estava lá. 

Não havia uma única alma viva.

Carros destruídos, pessoas mortas pelos chão, tendas pegando fogo... o que aconteceu ali?

Os meninos andaram até o lugar aonde o Capitão ficava, e viu que não havia mais nada ali além de coisa destruída pelo fogo e sangue por todo o chão.

Um verdadeiro desastre.

Eles se olharam espantados com tudo, e logo depois ouviram alguém tossindo de longe, não demoraram a seguir o som e encontrar uma pessoa jogada no chão coberto de sangue.

Jungkook correu até a pessoa, e viu que era o Capitão que procuravam.

O homem já estava fraco é quase entrando no mundo dos mortos. Assim que o Capitão os viu, suspirou aliviado e os chamou fraco.

- Senhor, o que houve aqui? - Jaebum perguntou ao homem à beira da morte.

Ele tossiu mais algumas vezes.

- Surgiu... mais uma coisa. 

- Isso já sabemos, encontramos com eles.. - Chanyeol respondeu.

Capitão suspirou.

- Foi eles... a outra base que os libertou.

Os meninos arregalaram os olhos.

- Aonde fica os desabrigados? - Hoseok questionou.

Capitão concordou.

- Eles estão usando aquela base como abrigo, mas pretendem usar todas aquelas pessoas como cobaia para seus experimentos malucos... - Capitão disse, tossiu sangue de novo. - Eu tentei tirar as pessoas de lá, mas acho que já fizeram lavagem neles... pois se recusavam a sair.

Os meninos se olharam.

- Acabamos de deixar cinco jovens lá, junto de uma criança. - Seungcheol disse sentindo-se nervoso.

Assim como os meninos.

- Precisam tirar eles de lá, estão correndo perigo. - Capitão disse. 

Chanyeol engoliu á seco.

- Aonde podemos ir? - Jungkook pergunto. 

- Procurem meu filho, a base dele é bastante longe, vão levar no máximo um mês. Mas precisam ir para lá, ele saberá o que fazer. - Capitão disse. - Depois que souber que morri, virá se vingar de todos.

Os meninos suspiraram.

- Senhor, podemos salvá-lo. - Hoseok disse.

Capitão negou.

- Precisam ir, eles vão vir de novo. - Disse. 

- Sentimos muito, senhor. - Chanyeol disse curvando a cabeça.

Assim como os meninos, Capitão sorriu quase fechando os olhos.

- Ficarei tranquilo quando vocês estiverem salvos, e longe desse país.. - Disse. - Obrigado pela cooperação durante todo esse tempo...

Fechou os olhos, e suas palavras morreram assim como seu coração que parou...

Os meninos suspiraram, mas não choraram... esse homem cuidou deles como se fossem filhos durante o tempo que trabalhavam juntos.

Chanyeol olhou ao redor e percebeu que o Capitão segurava uma foto do filho apertado na mão esquerda, e sentiu o peito apertado por ele ter que dar essa notícia.

Jungkook e Hoseok colocaram o corpo do homem em um lugar onde ninguém encontraria, e não viriam mais pertuba-lo. 

Depois que pegaram algumas coisas que precisariam, se olharam.

- Não deveríamos ter deixando eles lá. - Jaebum resmungou. 

Concordaram.

- Não sabíamos de nada. - Jungkook disse. - Confiamos nele.

Chanyeol bufou.

- Vamos logo, estamos muito longes deles. - Disse pegando as armas e colocando no carro. 

Seungcheol colocou mais gasolina no carro, e pegou mais como reserva. Hoseok encontrou vários estoques de armas, pegou todas. Jungkook viu um arco flecha, e pegou. 

Depois que organizaram tudo, partiram em direção aos meninos de novo...


Notas Finais


O bagulho está ficando doido, gosto assim.

Espero que tenham gostado.

Até o próximo.

Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...