1. Spirit Fanfics >
  2. T.Blood >
  3. Meu Passado

História T.Blood - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Mais uma fanfic dos garotos da BTS,espero que você gostem,e espero que vocês me perdoe por qualquer erro. Boa leitura ^u^

Capítulo 1 - Meu Passado


Fanfic / Fanfiction T.Blood - Capítulo 1 - Meu Passado


Bem ,para começar meu nome é Park Ji-Min,mas sou conhecido por apenas JiMin, tenho 16 anos,vivo em Busan,Coreia do Sul com minha família. Meus país e meus irmãos mais velhos,Kim Seok-Jin,ou apenas Jin de 18 anos , e Kim Nam-Joon,ou apenas Rap Monster de 17 anos,como qualquer família "antiguada",sempre seguindo os antigos costumes e preconceitos . Em um pleno dia qualquer,depois da escola,eu e meu irmão,Rap Monster, estavámos voltando para casa,e no caminho Rap Mon,estava a fala sobre sua namorada,dizia que ela o fazia feliz e que naquela noite ela iria conhecer somos pais. Sinceramente,eu e Rap Mon não só éramos irmãos ,éramos melhores amigos,e por tanto eu podia contar qualquer coisa para ele. Errado,Rap Mon era como nosso pai,preconceituoso demais para me entender,na minha família,o preconceito contra casais de ambos os sexos eram proibidos,e para o meu azar,eu tinha um interesse enorme por garotos,mas nenhum em minha escola,ou cidade,o rapaz que amava segredamente,era nada mais que meu próprio irmão, o Jin. Sim um romance segredo incesto ,porra estou bem ferrado,ele era / é um homem,e o pior que era/é meu irmão mais velho. Continuando o assunto,ele estava tão feliz pela a garota, uma tal de HyoYeon da classe dele.


-Ei JiMin,tenho a certeza que você vai gosta dela,e os nossos pais também,afinal sou o primeiro filho a apresenta a namorada pros pais -dizia o mais velho com um sorriso largo nos lábios.
-É,é...que bom...sorte sua Rap Mon -respondia o mesmo em tom baixo.
Antes de chegar em casa,na rua,eu percebi que o carro de Jin estava ali,era bem estranho vê o carro dele ali,pois eu sempre fui o irmão mais próximo de Jin,e sabia os segredos deles.E um dos segredos dele,é que o mesmo queria saí de casa o quanto mais cerdo o possível ,pois o mesmo não aguentava mais o nosso pai. E começou a trabalha ainda com a minha idade para que um dia ele pudesse saí de casa o sem o ressentimento de voltá,ele já havia comprado um apartamento com dois quarto,sala,cozinha,banheiro ,um pequeno quintal e uma pequena garagem,não o motivo para que esteja ali,talvez para poder fala que estava saindo ? para pegar o resto das roupas? Infelizmente eu não sei,ou o melhor não sabia,mas ao chegar em casa,ainda na sala,eu e Rap Mon ouvíamos alguns gritos vindo do andar de cima,corremos até lá,os gritos estavam saindo do quarto de Jin,na porta nossa mãe, Park Yoo Yeon,olhava o quarto com os olhos molhados,os gritos aumentava quando chegava mais perto.
-JiMin,Nam-Joon...-dizia nossa mãe.
-Omma...o que -acabei sendo interrompido ao olhar para dentro do quarto. Era meu appa batendo em Jin ,o corpo do mesmo estava no chão,e meu pai por cima,com chutes e socos,aquela cena me dando um certo nojo,e desespero,corri até meu appa,e o agarrei pela cintura ,o tirando-o de cima de Jin.
-JiMin...solte-me garoto,esse muleque é uma vergonha para nossa família-gritava o mesmo,me apertando para soltá-lo,e joguei contra minha omma,e fui até o corpo de Jin.
-Jin-Hyung,Jin-Hyung,eu estou aqui,tenha calma,appa por que fez isso com ele? O que ele fez para o senhor- falei quase chorando olhando Jin com machucados no rosto,o sangue escorria pela sua boca.
-O que ele fez? ELE É GAY . ISSO É UM INSULTO A NOSSA FAMÍLIA,UM VIADO AQUI ? SOBRE MEU TETO !!! NUNCA - respondeu meu appa vindo até mim- JiMin saí de perto dele, você pode virar gay por está o protegendo ,saí dai filho,ele não é mais seu irmão,não é mais de nossa família...por favor saí-Rap Mon entrou e segurou a mão de nosso pai.
- NÃO !! VOCÊ ESTÁ ERRADO,ELE É SIM SEU FILHO,O QUE DEI DELE SER GAY ? ELE AINDA LHE AMA,AINDA TEM RESPEITO PELO SENHOR,POR QUE MACHUCAR SEU FILHO ASSIM ? PENSEI QUE ÉRAMOS UMA FAMÍLIA,UMA FAMÍLIA DE VERDADE NÃO FAZ ISSO COM OS FILHOS. VOCÊ NÃO VAI MAIS MACHUCAR ELE ...CHEGA!!- Gritava contra o mais velho.
-Filho...eu sei que você o ama,mas ele não pode ficar conosco ,gays ou lésbicas não são de nossa família,eles não um desrespeito ,um vírus a sociedade -interrompido o mesmo .
- Um vírus a sociedade ? Que fode-se ela,ele é humano,é um ser vivo,e é seu filho,por ele ser gay,deixa de ser teu filho,você odeia gays não é mesmo Kim Kwon Jae ? Se colocar ele para fora de casa e de sua família,então...então...-que ridículo,que sujo,que podre ,que nejo meu pai me dava , bater o prórpio filho por ser gay...que vergonha ...vergonha de ser filho deste homen estúpido.
-Jimin... -dizia o mais velho.
-Então eu vou ir junto !! Eu também sou gay,e estou apaixonado pelo um garoto...Eu também sou um desgosto a você,e a merda da sua família Kwon Jae !!- a coragem veio até mim,levantei com cuidado Jin,o mesmo me observava totalmente surpreso assim como meus pais e Rap Mon.
-Mas o que? Park Ji-Min pare de brincadeiras !!As coisas estão sérias aqui,deixe-o ali filho-dizia o mesmo.
- O Jin não é mais seu filho,certo ?-perguntei já sério.
-Sim...eu não ligo mais para ele -respondeu o mesmo.
- Hm...Eu não sou mais teu filho,quero que deixei Jin em paz,e aliás não precisa mostrar a saída,eu sei muito bem onde fica- Fui caminhando até a porta com Jin segurando-se em mim,descemos as escadas com cuidado,e chegamos até o seu carro,peguei as chaves e abria o mesmo,deixei Jin no banco do motorista,entrei em casa ,e quando fui até meu quarto,meus pais estavam na porta.
-É isso mesmo Park Ji-Min?-peguntou minha mãe- vai embora com aquele viado ?
-Ele é meu irmão Park Yoo Yeon,eu sou como ele,gay...e estou indo embora , vocês tem apenas um filho agora,sorte que Rap Mon é hétero ,né - perguntei entrando no mesmo,peguei minhas malas e coloquei tudo que tinha nas mesmas,meu pai estava sentado em minha cama de cabeça baixa.
-Você é meu filho,não posso deixá-lo ir com aquele verme ...não mesmo...por favor me diga a verdade Park...eu sei que você não é gay,você é tão esperto,não tem como ter deixado aquela coisa lhe fazer ser gay.- dizia o mesmo pegando em meu pulso .
-Essa é a verdade Kwon ,aceite...-respndia .
-Entre você e o Jin,você é que mais me dá nojo ...-dizia minha mãe- Saía daqui,seu verme ...Seu ...seu
-A única pessoa que dá nojo aqui é você...-dizia puxando meu braço,e ai até a mais velha- Você é tão burra e estúpida quando ele ...chamá vocês de pais é uma ofensa...-saí daqui,e Rap Mon me puxou pelo braço.
-O que está fazendo? Eles são seus pais- dizia ele.
-Não ele não são mais. Sou gay como Jin,se o Jin não existe para eles ,eu também não existo mais,sorte sua Kim Nam-Joon,agora é o único filho e herdeiro da família...e outra,a sua namoradinha é ridícula-terminei e desci as escodas,saí dai ,e coloquei minhas malas no carro,e entrei no meso.
-Quem é o rapaz ChimChim ?-perguntou Jin.
-um dia você vai conhecer,tem certeza que consegue dirigir ? -o olhei preocupado.
-Hm tá bem,uhum,assim que deixamos as malas em minha casa,vamos ao hospital,prometo-terminou o mesmo tanto a partida no carro
-Hm..certo-dei um sorriso franco,observando nossos pais e Rap Mon na porta,observando o carro.


Jin comprio com sua palavra,depois de deixar minhas coisas em sua casa,fomos ao hospital,o medico disse que a saúde de Jin não estava muito ruim a ponto de deixá-lo no hospital,Jin só precisava tomar alguns remédios e descansar bastante,e que era para eu ,trocar os curativos do mesmo sempre depois do banho. No dia seguinte não quis ir para escola,era meu primeiro ano,e estava quase no final,não me preocupava com dois meses para acabar o ano,sabia que havia tirado notas boas nos outros messes,e falta um ou alguns dias não iam me prejudicar em nada dali,aliás eu precisava cuida de meu irmão,eu nunca fui de ser um aluno de falta,e falta a escola por que queria dormir ,muito menos. Cuidar de Jin era uma verdadeira razão ,era necessário ,e em uma semana Jin melhorou rápido,voltei a escola,sabia que todos já estavam sabendo sobre isso,sobre eu ser Gay,sobre os meus pais expulsarem o Jin de casa,e para minha intuição,eu estava certo,mas não liguei. Eu que já não era de ter amigos,apenas Rap Mon,meu irmão mais velho,perdi total interesse de falá com ele,ele me encarava com cara de nojo,agarrado a Hyo-Yeon,eu não ignorava em 100% ,para ele eu não era mais seu amigo e nem seu irmão,ele era filho único,para mim era o mesmo,minha única família era Jin,a única pessoa que não me julgava pela aparência ou gosto por paceiro . O ano finalmente acabou,decidi mudar de escola ,recomeçar de novo, passei a estudar em um colégio perto do apartamento de Jin,era meu segundo ano,éramos eu e Jin ali,ele ia fazer 19 anos e eu 17 ,em menos de um ano eu já queria trabalhar,para oculpar minha mente ,ajudar Jin com as contas ,e também séria uma experiência nova, e então arrumei dois empregos,eu era balconista em uma floricultura de tarde,e de noite era garçom em um restaurante,pois eu estudava no período da manhã,no começo era estranho trabalhas em dois lugares,mas eu estava gostando,havia feito amigos em ambos os lugares,e conheci Kim Tae-Hyung,um garoto de 18 anos que trabalhava no restaurante de noite e fazia curso aos sábado de tarde,ele era do terceiro ano ,e era da minha escola nova .Ele era muito legal e super besta,Tae ou como preferia ser chamado de V,era um pouco,um pouco não ,era safado e para meu azar também era gay,quando o conheci perguntei sobre o que sua família achava disso . " Eu estava com medo de falá para eles,achei que eles iam me colocar para fora de casa,pensei que eles iram me odiar para sempre por isso,mas na hora,eles me abraçaram,dizendo que nunca iriam mudar por conta disso. Eu sempre irei ser filhos deles,sendo gay ou não,eles me amam e eu os amo,somos uma família,um sempre cuida do outro,ninguém deixa o outro para trás " , sorte do V,os pais dele realmente o amam,muito diferente de minha ....família? tinha uma certa inveja dele,mas mesmo assim,eu não estava sozinho,eu tinha o Jin,e ele era o suficiente .
Era mais um dia qualquer da minha nova vida,era unas duas e meia da tarde,estava na floricultura,o dia estava lindo,porém não havia muitos clientes por lá,estava pensando em Jin,isso não era de ser estranho,neste ano iriam fazer um ano que estava vivendo só com ele,meu amor por ele só aumentava com os dias felizes que tinha ao seu lado,ele ainda não sabia do meu segredo ,e eu sabia que numa ou outra eu tinha que fala a ele,e por sempre pensar nisso,me pegava sonhando acordado.


- Ei garoto,está me ouvindo ?- era um voz masculina .
- Deixe,está tudo bem,vou dá uma olhada pela loja,obrigado -era outra voz.
-Hm? perdoe-me meus modos,eu...eu estava pensando em meu irmão mais velho-dizia em tom baixo.
-Tudo bem...você deve ser novo aqui,nunca vi seu rosto nesta loja antes- olhei para aquele que falava,de cabelos claros,olhos cansados porém belos,de roupas escuras,e na mão esquerda um curativo no dedo indicador ,era lindo,porém parecia está com sono- Sou Min Yoon-Gi,mas me chame de Suga- dizia ele.
-Sou JiMin,Park Ji-Min...prazer...eu realmente sou novo aqui,começei a trabalhar há uns quatro meses atrás...-respondi.
-Hm, Park Ji-Min ?! Vou lhe chamá de Jiminnie ,okay ?-ele abriu um sorriso .
-Hm...Okay...o que o senhor deseja ?- estava com o rosto um pouco avermelhado com o apelido que o desconhecido me deu.
-Buquê de rosas brancas e vermelhas por favor- respondeu o mesmo.
-Hã? vai casar ? - o olhei,e me virei para pegar as rosas
-No my little,são para minha mother ,entende ? ela está doente ,e ama rosas então vou dá um buquê com os dois tipos de rosa que ela ama-terminou o mesmo .
-Hm...é gringo Sr.Yoon-Gi ? -peguei as rosas e passei a fazer o buquê.
-Não,mas gosto de falá em inglês as vezes,e para você é Suga !! Não sou tão velho para me chamar de Senhor -dizia o mesmo me olhando- tenho quantos anos Jiminnie ?
-Desculpe-me,é costume...tenho 16,irei fazer 17 logo logo,e você ?-perguntei .
-Advinha,mas se chutar muito alto,não irei responder -dizia o mesmo.
-Hm...23 ?-peguei os laços e passei no buquê quase terminando.
- Nossa errou feio,tem mais uma chance,vou lhe dá uma dica... acabei de completar dois e um -afirmou o mesmo.
-Dois e um ? hm... 21 anos ? -terminei o buquê- quer mais alguma coisa nele ?- o olhei.
-Uhum...um bilhete..."De seu Yoonnie ,love you mother ,melhoras " por favor-disse o mesmo
-Certo, "de seu Yoonnie, love you mother ,melhoras " ...pronto Sr.Yoon-Gi,quer dizer...Suga-dei o buquê com cuidado ao mesmo.
-Obrigado Jiminnie,quanto é mesmo ?-pegou o buquê ,sorrido.
-₩5000 ( ₩5000 ou 5000Won, é o mesmo que R$14,65 ) -respondia.
-Okay,aqui. Ei Jiminnie,gostei de você...vai trabalho semana que vem ?-dizia ele.
-Hm? S-Sim,mas por que?-o olhei corado.
-Por que vou vim aqui oras rs,obrigado pela conversa...até mais- respondeu.
-Obrigado o Sr...volte sempre !mas...você não me respondeu a sua idade..- falei baixo.
- Tenho 21 Jiminnie...e até my little baby boy ...-terminou e saiu da loja.


Depois disso,nada mudou em minha vida,e na semana seguinte Suga apareceu na joga como havia falado,mas dessa fez,ele apenas comprou alguns lírios brancos,e conversamos sobre nós,ele foi total verdadeiro comigo,e falou que era gay,e eu era o seu tipo. Confesso que fiquei surpreso com o assunto,e falei que não gostava de homens quarto anos mais velho que eu,ele riu e logo ficou sério,mas no fundo ele sabia que estava brincando. Estava no meio do ano,quando resolvi apresentar Suga e V ao Jin,mas para mim surpresa V já o conhecia,e Suga não poderia ir em casa,pois tinha viagem a trabalho,fiquei chateado mas entendi . No dia seguinte me declarei ao Jin,e o mesmo ficou sem acreditar ,pensei que ele ia me odiar ,mas ele disse que também me amava,me amava como homem e que já sabia pelo o jeito que sempre olhei para ele. E então resolvemos tentar e para minha sorte deu certo,alguns meses depois,exatamente 3 meses,Suga parou de ir a loja,pensei que ele estava doente ou algo assim,mas raramente ele atendia as minhas ligações,finalmente fiz 17 ano,estava muito feliz com minha vida,e com Jin ao meu lado,mas num dia qualquer,eu e Suga resolvemos nós vê,eu queria saber o motivo para ele parar de ir a loja e tais,estavámos numa lanchonete perto da floricultura .


-Jiminnie,eu preciso muito lhe contar um coisa-dizia ele.
-Hm? Eu também preciso lhe contar Suga...-respondi.
Sério...? bem...Jiminnie-eu interrompi o mesmo.
-Eu estou namorando Suga...ele me faz tão bem...- o olhei sorrindo-me desculpa ...oque estava dizendo ?-perguntei.
-Ah ...para...parabéns...eu ia dizer que tenho um irmão mais novo,ele tem 19 ano hoje me dia ...assim como você cuida bem do seu irmão mais velho,ele também cuida muito de mim,sabe se não fosse pelos cuidados dele,eu não estaria aqui hoje...se não fosse por ele,eu ...eu... nunca iriá...-a voz dele estava tão baixa,e aos poucos ele falava pouco.
-Suga..?Você está bem ?- o olhei já preocupado.
-Hm...?Sim,estou bem! Acho melhor lhe levar em casa,seu irmão deve está preocupado- dizia ele
Ele comprio com sua palavra me deixou em casa,e foi embora,assim que entrei V ,meu melhor amigo estava saindo de lá .
-V ? o que faz aqui ? - o olhei.
-JiMin !!! Eu estava lhe esperando ,mas você não apareceu...-dizia ele.
-ata...mas cheguei- respondi.
-Pois é...verdade,mas eu preciso ir,meus pais me ligaram agora pouco,até JiMin-falou o mesmo saindo.
-até !-respondi e entrei em casa- Jinnie -Hyung ?-perguntei por Jin.
-No banheiro ChimChim -gritou o mesmo
-Banho?-corri até ele - por que numa hora dessas ? -o olhei.
-Estava suado,meu dia foi cheio ,e você ? Estava fazendo o que ? - dizia ele
-Com Suga,meu amigo,ele tem um irmão mais novo...o que o V veio fazer aqui ?.
-Ah sim,o V veio conversar com você...por que ?- ele me olhou e terminou o banho,pegou uma tolha,e veio até mim,dando-me um selo demorado .
- Onde se machucou - falei depois do selo.
-Hm? Onde ? a nas costas,apenas caí está tudo bem ,não se preocupe - falou o mesmo .
-Hmmmm tá bem !! - respondi


Antes que você se pergunte " JiMin você é ou não é virgem ?" ,e a responda é não,pois naquela noite,eu e Jin transamos pela primeira vez,ele estava certo sobre a primeira transa não ser muita prazerosa,mas era a primeira , o ano chegou ao fim ,e eu e Jin estávamos cada vez mais apaixonados,pelo menos era isso que eu pensava . Já no terceiro e último ano na escola,eu ainda trabalhava nos dois lugares,a floricultura e no restaurante ,mas minha relação com Suga só piorava,eu não via mais ele,e bem raramente ele falava comigo pelo celular,eu ligava para ele todos os dias,e tinha semana que ele não retornava,meu coração partia-se em mil pedaços,mas ele sempre dizia a mesma coisa "Estou doente,o medico pediu para descansar muito,me perdoa Jiminnie",eu só tinha V e Jin para conversar sobre isso,mas percebia que Jin ficava desconfortável com isso,então parei de conversar sobre Suga com ele,então passei a conversar com V, mas o mesmo sempre mudava de assunto,ele amava conversar sobre o Jin,por muitas vezes passava pela minha cabeça que Tae-Hyung estava afim de Jin,mas o mesmo dizia que era apenas curiosidade,pois ele apenas tem três irmãs,nunca teve um irmão para conversar sobre certas coisas,e Jin era como um irmão mais velho,e eu como um irmão mais novo. Para mim isso era normal,e já no meio do ano,eu e Suga finalmente iríamos nós vê,marcamos de ir ao parque e foi isso que houve,no começo estava tudo certo,mas no final,Suga veio até mim,e me beijou.


-Perdoe-me Jiminnie...foi sem querer-dizia ele
-Eu...Eu tenho namorado Suga!!Por que disso ? Você diz que está doente ,fica semanas sem me responder,e num dia ,você faz isso ? qual é o seu problema ? - o olhei.
-O amor...eu estou sofrendo de amor...me perdoe...-dizia ele
-Oh céus ...eu não sabia...tudo bem...não tem culpa.-respondi e o abracei .


O ano estava chegando ao fim,e eu finalmente estava com 18 anos,já era um adulto,e queria comemorar com Jin nosso amor e felicidade,e foi ai que a fixa caiu ,dai as peças se encaixaram,o motivo de V sempre aparecia em casa quando eu não estava . A casa estava num silêncio,s entrei sem fazer barulho,quando vi os sapatos de V no tapete " Hm? o TaeTae está me esperando ? " era o que eu pensava,ainda em silêncio cheguei em meu quarto,qual aquele que dormir com Jin,a porta estava encostada,e ai eu a empurrei. Os meus olhos estavam me enganando ? Eu estava vendo aquilo mesmo? Era Jin e Tae-Hyung transando na cama,roupas de ambos espalhadas pelo quarto,os gemidos de Tae-Hyung demonstrava o prazer que sentia,as costas de Jin estavam arranhadas como antes,dai percebi que aqueles arranhões eram os mesmos que Jin tinha há um tempo atrás,meu irmão e namorado,transando com o meu melhor ...amigo ?


-Jin-Hyung...eu estou cansado ...quando vamos falá pro JiMin-dizia Tae-Hyung
-Calma...eu vou falá com ele...eu te amo sabia ? - dizia Jin beijando V
-Por que...? -sussurrei caindo no chão .
-JiMin ???-ambos falavam os mesmos tempo.
-Não é isso que parece ser Jimin!!- falou Jin
-Não? então é o que ? O QUE É ENTÃO KIM SEOK-JIN ?? E VOCÊ V ? ERA MEU MELHOR AMIGO EM ANOS....POR QUE FEZ ISSO COMIGO ? EU TE FIZ ALGUMA COISA PARA VOCÊ FAZER ISSO COMIGO?-gritava aos choros ,corria até o guarda roupa,e peguei algumas roupas e coloquei em uma mala- EU ODEIO VOCÊS...NÃO ME PROCURE MAIS -corri para fora de casa ainda aos choros,a minha vida havia acabo ali não queria mais vê aquele traidores,já não bastava Suga parar de falá comigo,agora isso? O que eu fiz de tão errado para isso acontecer . Peguei um táxi ,e fui para a floricultura,a noite está de chuva forte,me sentei na calçada do local,deixando me levar aos choros,pela a dor,pela raiva,não sei por quando tempo fiquei ali,mas quando já estava com os meus olhos inchados,alguém parou em minha frente,com a mão estendida a mim . " Ei,por que está na chuva? "
 


Notas Finais


Gostaram? por favor se gostou comente e favorite ,obrigado por lê,e até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...