1. Spirit Fanfics >
  2. T.Blood >
  3. Pesadelo

História T.Blood - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Yoooooo,tudo bem com vocês? Bem ,é...eu percebi que cometi um pequeno erro nos Tags da fanfic,no lugar do "Jinkook"é "JiMin",quem estava esperando um JinKook,vai me odiar,pois eu estava quase dormindo quando dei inicio a fanfic,outra coisa,esse não era para ser o nome do cap,mas eu tive uma perda .Desculpa os erros,e tudo mais,boa leitura

Obs: Este capítulo foi inspirado em 50 tons de Cinza,só a parte sobre o Contrato ,APENAS

Capítulo 2 - Pesadelo


Fanfic / Fanfiction T.Blood - Capítulo 2 - Pesadelo

Eu tinha perdi tudo ,não tinha mais nada,nem namorado,nem amigos,nem casa,ou qualquer coisa do tipo,a noite estava tão fria,tão escura,o vendo fazia meu corpo tremer ,pois estava molhado pela a mesma. Não quando tempo fiquei ali chorando,caindo em minhas memórias,a cena do Jin transando com Tae-Hyung não saia de minha mente,era uma tortura ,eu sentia meu coração em puro pó,meu peito doía tanto,a dor era tão intensa que parecia que havia levado uma facada ali,e como se não fosse o bastante a facada,pegava meu coração e jogaram contra uma fogueira,eu já não aguentava ficar ali,queria ir para um lugar seco,porém queria que tudo aquilo fosse apenas um sonho,ou o melhor...um pesadelo,mas era a realidade fria e crua. Sentia que o vendo que congelava meu rosto,havia sumido,uma sombra havia sobre mim,eu não conseguia vê com clareza seu rosto,apenas o ouvi ...


-Ei por que está na chuva?-dizia um rapaz de terno escuro,cabelos negros como a solidão que sentia dentro de minha alma,com a cor de tom "moreno",e mais alto que eu.
- Hm?- o olhei sem entender.
-Você está bem? Por que está na chuva,pode pegar uma gripe horrível -dizia o mesmo.
-Ninguém liga... estou ótimo -respondi o mesmo me levantando ,e pegava minha mala.
-Hm? sério? Por que diz isso ? E por que da mala ?-perguntou o mesmo,que foi até o carro perto do mesmo,pegou um guarda chuva,e volto até mim.
-Eu perdi tudo o que tinha...vi meu namorando transando com o cara ,que eu chamava de melhor amigo...não tenho mais nada e ninguém,por isso estou aqui,pois se eu ficar doente,e morrer ninguém irá ligar...-dizia com o tom da voz baixa.
-Nossa,sinto muito,sou Jeon Jung-Kook,mas atendo por JungKook,e sei que é estranho,mas...não quero que você fique doente,por favor entre em meu carro,é quente e até tem alguns cobertores no mesmo,e relaxe não sou sequestrador e nem nada do tipo,apenas quero ajudá-lo ...por favor entre -dizia ele.
-JungKook?-perguntei e entrei no carro segurando minha mala,o carro era quente mesmo por dentro,e realmente tinha cobertores ali,deixei minha mala ao meu lado ,JungKook entrou depois de mim e sentou-se em minha frente.
-Pode se cobrir,está muito frio- afirmava o moreno.
-Obrigado JungKook- agradeci e peguei um dos cobertores e me enrolei no mesmo,realmente estava muito frio,podia ouvir meus dentes bateram uns com os outros por conta do frio.Percebia que JungKook não tirava os olhos de mim,como se quisesse falá algo.- Por que me ajudou ?- o olhei ,o perguntando .
-Sabe,eu sinto que você é especial,é uma boa pessoa,um ser que merece viver com alguém que dê-lhe atenção,carinho,confiança,fidelidade,respeito a cima de tudo,alguém honesto contigo...não estou tanto em cima de você,mas é isso que vejo e sinto por ti.-terminou ele- como é seu nome,garoto ?-perguntou.
-JiMin,Park Ji-Min...e isso que você falou...não existe mais para mim,me desculpa...mas eu preciso ir ao um hotel para dormir,obrigado Sr.Jeon Jung- Kook- terminei e fui me afastando,até a porta,até que senti quente pega em meu pulso
-Por favor JiMin...eu lhe levarei até minha casa,poderá passar essa noite lá,eu realmente não quero vê-lo doente,e nem me perdoaria deixa-lhe andar nesta terrível chuva,por favor..sei que está com medo,e nem confia num estranho,mas não é todo dia que isso pode acontecer com você...Você tem sorte,por favor não jogue-a fora- dizia ele,suas palavras eram tocantes e verdadeiras,voltei-me a sentar,e o olhei.
-Obrigado de novo Sr .Jeon Jung-Kook- respondi.
-Ótimo,e és JungKook,por favor Sr.K ,vamos para casa,obrigado por aceitar JiMin,por favor conte-me mais sobre ti,és claro que quiser,não irei forçá-lo a fala,prometo-falou o moreno.
-Não prometa,eu não sei se posso confiar ...me desculpe,mas estou tão cansado ,que mal consigo dizer uma palavra sobre o que passei,sem senti dor em meu coração,mas...eu já não sei mais se tenho coração - eu não sabia mais o que dizer,as palavras apenas saiam sem pensar .
                                                     
Em volta de alguns minutos o carro entrou num terreno ,era escuro,mas podia vê que era grande,JungKook saiu com minha mala em sua mão esquerda,e em seguida também saí,era um corredor claro,eu podia vê melhor o rosto do moreno,agora claro,ele era belo,realmente alto,olhos escuros com seus cabelos e o terno que usava,parecia que JungKook era advogado ou algo assim,pois no carro ele só me falou sua idade,sobre o motivo de está passeando na chuva,entramos em sua casa através de um elevador. Não era uma casa,era a casa,grande e espaçosa,um lindo lugar,primeiro a minha frente era a cozinha com a mesa ali mesmo,perto da mesma,ao meu lado era a sala-de-está ,ele me mostrou um outro corredor,passamos pelo o mesmo,e vi uma porta vermelha entro o corredor branco,era estranho ,mas fiquei calado apenas olhando.


-Por favor,não entre ali,não irá gosta do que tem ali- dizia ele.
-Eu não vou...prometo-respondia. 
-Ótimo...-terminou o moreno. 


Andamos até uma porta de tom cor-de-rosa-claro ,o moreno abriu a porta,e acendeu a luz,era um belo e grande quarto ali ,a cama parecia ser grande e confortável,tinha um espelho,um guarda roupa e uma cômoda .


-Entre,este é seu quarto e não se preocupe,tem um próprio banheiro,e outra coisa,os armários e geladeira estão cheias,se quiser comer ,fique a vontade,e tem roupas quentes no guarda roupa,e tolhas quentes no banheiro...e se preferir ter mais segurança,a chaves na porta - dizia ele- bem..boa noite JiMin,até de manhã- terminou e saiu do quarto.
-obrigado,e boa noite também...-falei baixo e tranquei a porta,suspirando ali ,olhando o quarto.


Entrei no banheiro,e retirei minhas roupas,no box,deixava as gotas quentes do chuveiro caírem em minhas costas,mesmo ali no banho,eu me sentia sujo,sentia meu corpo cansando,sentia meu coração havia virado em puro pó,como se não bastava fazê-lo  em mil pedaços,pegou-os e jogou numa fogueira transformando-os em cinzas. Terminei o banho,e vesti tarjes de dormir (pijama) ,que tinha em minha mala,e me deitei na cama,olhei para o belo teto branco por alguns minutos,e quando dei conta de mim,eu já havia caído num sono profundo . Sonhei que estava numa casa estranha perto de um lago,estava de noite,por mais que ali fosse estranho,eu sentia que o local era familiar,porém não sei o motivo de está ali .


O dia nascer,os finos e longos raios brilhantes do sol,entrava pela janela,a cama estava perto dali,e acabei acordando com os mesmos em meu rosto,era quente ,levante-me e fui até o banheiro,fiz minhas higiene e pessoal ,já vestido com trajes adequados ,e saí do quarto,andava

até a cozinha,onde vi JungKook ali,onde o mesmo virou-se a mim.
-Bom dia JiMin,dormiu bem ?-dizia o mesmo sorrindo .
-Bom dia...dormir sim,apenas tive um sonho estranho –suspirei ,falando baixo.
-Hm...entendo. Você gostaria de comer ovos com bacon acompanhados por suco de laranja fresco ?- perguntou ele .
-Ah..eu não quero lhe dá trabalho,logo irei em embora - respondi,me afastando. Mas senti algo seguro meu pulso .
-JiMin...por favor fique. Eu irei faço com muito prazer,e não vá agora,ainda é cedo...por favor- dizia o moreno.
- Ah...tem certeza ?- o olhei e o mesmo sorrindo confirmando.- bem...tá bem,obrigado -terminei,e o mesmo soltou meu pulso.
-Ótimo,obrigado ...- ele virou-se novamente e começou a preparar o café-da-manhã.

                                                                                                       ////
-Sabe JiMin,eu sou o tipo de pessoa que não conversar muito com outras,na verdade sou excluído de tudo e todos ,sempre sou só,pois isso é por que ...ainda com 13 anos meus pais me "abandonaram",eles me colocaram nesta casa,separado dos meus irmãos mais velhos,pois ...eles não me aceitavam. Eu sei que é estranho,um estranho como eu,fala sobre a minha vida pra ti,mas é porque eu tenho um certo e estranho interesse por você assim que lhe vi . Eu senti que você precisava de ajuda,e a minha,pois eu não poderia deixa-lhe ali sozinho todo molhado na chuva,eu nunca iria me perdoar,por algum motivo totalmente sem lógica ,eu quero,necessito cuidar de você...eu...perdoe-me mas...não tenho uma conclusão disto ,apenas sinto que devo cuidar de você - terminou o moreno.
-Hã ...JungKook...eu . Eu realmente não sei o que dizer,é assustador,mas ao mesmo tempo é confortante. - havia terminado de comer ,o olhando sei acreditar .
- Eu sei...-suspirou o mesmo-
-Por que sua família fez isso com você?- pergunte-lhe .
- Eu sou gay,se não percebeu ...ser homossexual em minha família é um pecado,fui tratado com um lixo,como um verme pelo meu próprio pai,mas minha omma me ajudou. Essa casa era dela,uma casa de descanso,ela me colocou aqui,e todos os dias até os meus 17 anos ela me visitava, mas agora com 21 ela me deixou aqui ,mas ela  nunca deixou de me ligar pra saber se estou bem,eu tenho dois irmãos mais velhos,e ambos são casados e tem filhos,sou o último,porém ...muito diferente .Meu pai me esqueceu totalmente,eu morri pra ele,mas tudo bem,tenho minha mãe...e agora,queria poder tê-lo comigo,sabe como um amigo,já que até hoje meu único amigo é o motorista –ele abriu um sorriso,um sorriso tão lindo,seus olhos brilhavam ,fazendo-me corar ao encontro de nossos olhos .

                                                                                                 ////

Desde aquele momento,eu e JungKook viramos “amigos”,ele me pediu para morar com ele,e eu mesmo achando aquilo estranho,  aceitei,mas ainda continue a trabalhar,um mês se passou,e minha amizade com ele só aumentava,ele era carinho,gentil,e compreensivo,porém sentia que o mesmo escondia algo de mim. Neste mesmo mês, Jin e Tae-Hyung me ligaram inúmeras vezes,era mensagens  todos os dias,as vezes eu respondia as mesmas,mas nas últimas ,eu fui bem claro . “Me deixem em paz,eu odeio você,que vocês se fodam ,eu estou bem. Adeus !”

Depois disso,nenhum dos dois ligarem para minha existência ,exatamente dois três meses e uma semana,convivendo com JungKook,eu já sabia tudo sobre ele,e ele sobre  eu,mas ainda sim,eu sentia que ele escondia algo atrás da porta vermelha que eu era proibido de entrar,então um dia,quando JungKook havia saído para trabalho,alguns minutos depois,andei até a mesma,e tentei abrir,mas estava trancada,corri até o quarto do mesmo,procurei  em todos os lugares menos na gaveta de cuecas do mesmo,achei melhor   não mexer,mas a curiosidade tomou conta de mim,e mexi . Ali estava,mas deixei quieto ,pois JungKook iria que alguém,neste caso eu,havia mexido ,arrumei tudo e voltei ao meu quarto,mais tarde quando JungKook chegou,eu estava no banho,e assim que saí Kook,havia deixado um bilhete em minha porta.

 “Por favor,encontre-me no jardim . - Ciente J.JungKook “

-O que será isso?Será que ele sabe que eu mexi nas coisas dele?- estava nervoso e andei até o grande jardim que tinha na casa dele,e o vi de costas para mim. Usando terno ,como sempre,perto de uma mesa de vidro,já me aproximando dele toquei em seu ombro- O que foi ,JungKook? –perguntei.

-Oh,ainda bem – falou o mesmo virando-se pra mim- Por favor sente-se – falou ele.

-Certo...-me sentei,o olhando,ele estava segundo um envelope saco Kraft em suas mãos,e colocou sobre a mesa.

-Abra e olhe ,isto és pra ti JiMin- terminou ele –Lei com cuidado e atentamente.

-Ta bem –era muito estranho aquilo,mas abria,era um tipo de contrato . Tirei o papel por completo – “Contrato de Submisso ” ...?O que é isso JungKook.- perguntei-lhe.

-Sabe JiMin...eu não sou o que você que sou, sou um Sadomasoquismo,lembra quando lhe falei que sou excluído de tudo e todos? Bem ,és por isso,eu já tive alguns submissos antes,mas eles se foram,fiquei um ano procurando um submisso obediente,e quando vi-lhe,poxa...JiMin,quero ser seu dominador ,quero-o sempre...leia o contrato,e não tenha pressa ,você tem 1 mês,e pode mudar algumas coisas - o mesmo terminou e saiu .

-Mas...o que? –o que estava acontecendo ?

 

Uma semana depois daquele dia,conversei com JungKook,e o mesmo explicou direito  tudo aqui,desde quando começou ,até os dias de hoje,passei uma semana pensando sobre tudo,e só final entrei a ele .

 

-Aqui está,e quando começamos?-o olhei

-Hm,ótimo,depois que eu volta da viagem,mas ou menos uns 4 dias- terminou.

-Okay- terminei

JungKook foi viajar ,e lá o mesmo leu o questionário

 

“Contrato de Submisso “

- O submisso deve submeter-se a toda atividade sexual ,exigida pelo dominador sem hesitar ou questionar ( hmm..beleza )

-Introdução de mão nos seios (Caneta)

-Introdução de mão no anus (Caneta )

-Brinquedos sexuais aceito pelo submisso

*Vibrador ( ok )

*Consolo (ok)

* Plugs Anais ( o que ? Não mesmo)

                                                                                                    ////

-Hm,ta bem Park Ji-Min,como queria

Quatro dias depois ele finalmente havia chega,e de noite me puxou para seu quarto ,o normal .

-Eu vi o questionário, aceitei suas alterações – dizia ele .

-Que bom – falei.

O mesmo me abraço por trás com certa força,e me jogou contra cama,com rapidez,tirou nossas roupas,as jogando em qualquer canto do quarto,me deixou de bruços na cama,apertou minhas nádegas levemente,arranhando as mesmas de leve ,até minha nuca,me arrepie por completo,até que o mesmo,me deu alguns tapas,de começo achei que seria algum ruim,tipo de dor ,mas não foi.Ele foi calmo e carinhoso na cama. Agarrou em meu quadril,e aos poucos penetrou-se em minha entrada anal,era grande e grosso,a princípio só senti a dor,mas após coloca-se todo em mim,e estoca-me devagar ,o prazer apareceu aos poucos,alguns minutos , uns 5 ou 6 ,ele foi aos poucos indo mais rápido ,quando dei-me conta, ambos os corpos suados,gemidos prazeroso pelo ar acompanhados com o cheiro da luxúria ,a cama fazia leve bagulhos,seu olhar de rapaz sério e bonzinho ,havia mudado.Era alguém totalmente diferente,o mesmo parou,retirou-se de meu interior,trocou-me de posição,estava de frente ao mesmo,ele tomou-me os lábios aos seus ,voltou a me estocar,até que me desfiz contra nossos corpos,e logo o mesmo se desfez ,ejaculando em minha coxa,ao terminou,ele se levantou,e se vestiu.

-Levanta...vamos,não acabou-dizia ele.Fiz o que ele pediu ,caminhamos até a porta vermelha,entramos.

 

Ele me colocou numa cama vermelha,amarrou meus pulsos e tornozelos ,fiquei com o rosto na cama,colocou um lenço escuro em meus olhos,respirei fundo,pois pensei que nada ruim iria acontecer,mas ao relaxar,sentia uma chicotada forte nas costas,na hora gritei por está assustado,mas isso era só o começo,ele me bateu inúmeras vezes,até que eu não sentia mais nada,já havia gritando muito ,minha garganta doía tanto,que a dor em meu olhos não era nada,ele pedia pra gritar,me perguntava se estava gostando,mas respondendo sim ou não,ele batia mais e mais. Depois ele jogava álcool em minhas costas,era horrível a sensação,depois ele voltava com o chicote,e isso ficou assim até o dia nascer,quando tirou o lenço,me colocou no quarto,eu não sabia como reagir com isso,no mesmo dia,ele cuidou de mim,voltou ser alguém fofo,mas na semana seguinte ele fez muito pior ,além de me tortura dessa forma,ele passou a me tratar como escravo,tinha que fazer tarefas de casa,e se fizesse algo de errado,era punido. Passei o resto do ano como submisso de JungKook,e em abril,vamos viajar para a casa do lago,era uma casa grande com alguns quarto,JungKook me deixou num quarto perto ao dele,e todos os dias tinha sexo e tortura,no começo achava que ao virar submisso dele seria algo bom,mas eu estava errado,era um pesadelo sem fim. Dias e dias de muita dor,eu não sentia mais prazer,apenas nojo,raiva,ódio dele. Um dia ele deu uma festa,e me deixou trancado no quarto,me avisando que só poderia saí quando a festa acabace ,quando deu unas quatros horas estava um silencio na casa,eu saí cheguei,e peguei algo para beber,depois quando estava subindo as escadas,chegando em meu quarto,senti algo agarrar em meu pulso,vire-me ,e vi que era JungKook,ele me jogou no chão ali mesmo,abaixou meus trajes de baixos e os seus,ele me estocava com força e rapidez,com as mãos em minha boca para não gemer alto,sentia que aquilo era um “estupro”,era contra minha vontade,e o pior é que ele estava bêbado ,se desfez dentro de mim,e se arrumou,eu estava em plano choro,quando me virei,ele estava rindo,me chamando de puta e de outros nomes horríveis ,me levantei e entrei em meu quarto,me tranquei ,e corria até o banheiro,eu ouvi de lá,JungKook ainda rindo,batendo na porta,pedindo para não trancar,o ignorei por completo,até que ele aparou,saí e me vesti,sentado em minha cama,JungKook entrou com tudo quebrando a mesma,correu até mim,e passou a me dá socos ,me puxou até o chão,onde o mesmo começou a me chutar,eu tentei me defender,mas mesmo assim ele continuou,só parou quando perdeu a vontade,me levantei e fui para cama,passei o resto da noite chorando,e me perguntando como tinha parado ali ? Me perguntava o porque deixei Jin e Tae,onde estava Suga?Por que JungKook estava assim? E por quando tempo isso iria dura ? De fato eu está vivendo num pesadelo sem fim  [...]


Notas Finais


Gostaram?O cap é pequeno ? Sim,mas deu trabalho,se gostou por favor favorite e comente,eu realmente preciso saber se você(s) está gostando,e que quer mais . Obrigada por lê,e até o próximo Capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...