1. Spirit Fanfics >
  2. T.Blood >
  3. Friend Or Enemy?

História T.Blood - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Aviso : ESSE É O PENÚLTIMO CAPÍTULO e outra coisa,eu irei posta mais um capítulo de "My Four Loves" amanhã , 01.04.17 ,okay ?

Me perdoem por demorar,e por qualquer erro,bem,boa leitura ^u^.

Capítulo 5 - Friend Or Enemy?


Fanfic / Fanfiction T.Blood - Capítulo 5 - Friend Or Enemy?

 

 

Minha situação com JiMin havia melhorado,estávamos mais unidos, agora que percebi a grande besteira que fiz ao mesmo, e a minha “tentativa de morte” não concluída,seus cuidados à mim,me fizeram vê que ele realmente é alguém importante, alguém deve dar carinho e atenção, cuidados e amor,JiMin, prometo tentar ser alguém melhor,por você eu mudarei...

 

Estávamos na cozinha,ele apoiava suas mãos na borda da pia,depois cabeça baixa,parecia passar mal,abracei o mesmo por trás, podendo sentir seu maravilhoso cheiro de flores. 

 


                -Está tudo bem?- perguntei olhando o mais novo ,um tanto preocupado.


              -Es-estou - gaguejava ele - pode ver se o carteiro passou?- perguntou ele .


              -Claro,já volto - me afastei dele, abrir um pequeno sorriso. 


Fui até a caixa do correio, havia algumas cartas,mas de todas elas,apenas duas chamaram minha atenção, uma delas era de J-Hope, dobrei a mesma,e aguardei em meu bolso, todas na mão esquerda,e uma na mão direita, entrei em casa,me sentei na cadeira, que ficava na cozinha,sobre a mesa,deixei as outras cartas,a única em minha mão. “Para Park Ji-Min ,de Jeon Jae-Hyuk”


              -Minha mãe lhe mandou uma carta,posso lê pra ti?- falei olhando em volta da carta.


             -Sua mãe? - perguntou ele - Ah...Claro - terminou,continuando a olhar as panelas.


             -Eba,o que será que ela escreveu pra meu Minnie - falava sorrido, mas assim que comecei a ler,meu sorriso foi se desfazendo aos poucos, assim que terminei amassei a mesma,jogando no chão. - COMO AQUELA VADIA TEM A CARA DE PAU DE FAZER ISSO?- estava aos gritos de raiva .


             -MDS JungKook, o que foi? O que ela escreveu?- ele me perguntava. 


            -Ela não vai fazer isso- dizia e logo o abraçava com força - ela não vai lhe tirar de mim,Nunca,não mesmo -terminei.

 

-Me tirar de você? Como assim?- dizia ele sem entender, me abraçando - Eu vou ler depois do almoço, okay,calma ,não vou deixar você - terminou ele.

 

-Meu Minnie- dizia baixo,eu já estava chorando, abraçando seu pequeno corpo contra o meu,eu não podia deixa-lo ir, ele é meu,sempre meu.- apertava ele com um pouco mais de força .

 

-JungKook,relaxe por favor,preciso terminar o almoço ,pra continuar as tarefas . – dizia JiMin,se afastando de mim.

 

POV : JiMin

 

Era uma carta da mãe do JungKook,não sei o que estava escrito,mas pelo o jeito que ele,percebi que não é boa coisa. Almoçamos, ele ficou o tempo todo ao meu lado,não comeu muito,e quando terminou,ficou agarrado a minha cintura.Não reclamei,ele estava com medo de algo,e só queria ser “mais carinhoso”? . Quando o almoço passou,ele me ajudou as tarefas,e quando finalmente terminamos,peguei a carta e me sentei no sofá,ele estava ao meu lado

 

-JiMin,quer realmente lê? –perguntou ele,.

 

-Uhum – respondia,e peguei a carta .

 

“Desde que o vi,o conheci,perceber que um garoto como você, de sua estatura não deve ficar presso a uma única pessoa. Você deveria ser de todos,tal beleza e educação. Achas mesmo que meu filho és um bom partido a ti? Achas que vai conseguir um futuro digno ao lado dele? Não se engane JiMin. Estou interessada em ti,gostaria muito que você virasse um de meus meninos e meninas, ganhará muito dinheiro e reconhecimento,e claro ,irá me obedecer, para sua segurança. Espero que venha trabalhar para mim,espero ganhar uma resposta. 
Ciente : Jeon Jae-Hyuk“

 

-Jungguk - dizia ao terminar a carta- Sua mãe é cafetona? - perguntei olhando o mesmo.

 

-Sim,por isso queria que você ficasse longe dela. Eu não sabia que ela estava na festa - dizia ele nervoso - Amor,eu não...Por favor,não faça o que ela pede. - terminava ele.

 

-Não sou doido,mas vou responder ela... - dizia baixo.

 

-O que vai escrever? - perguntou ele ,pegando na minha mão.

 

-Você vai saber.

 

Uma semana depois...

 

POV: Autora

 

-Tem certeza que eu aceitou?- perguntava Lee.

 

-Claro- dizia a cafetona, sentada em sua cadeira, se olhando num grande espelho, em sua sala.

 

-E se a senhora estiver errada? -perguntava Lee.

 

-Se eu estiver, deixarei JungKook e JiMin em paz - respondi ela.

 

-Minha senhora,chegou uma carta. És de um rapaz chamado Park Ji-Min. - dizia um rapaz de cabelos avermelhados,pele branco,olhos esverdeados,colocando sobre a mesa, um envelope.

 

-Oh. Ótimo, obrigada Daniel - dizia ela se levantado, indo até sua mesa, se sentou novamente, pegando no envelope.

 

“Cara senhora,li sua carta,e fiquei surpreso e decepcionado com o jeito que descreve seu próprio filho. Não estou dizendo como deve ou não descreve - ló,ele não é perfeito, é uma das pessoas mais imperfeitas que conheci, mas mesmo assim,prefiro passar meus dias com uma pessoa fria e arrogante como ele,do que ser um dos seus prostitutos ,por favor passe está oferta para outro, não sou um objeto de uso,não tente me comprar novamente,espero que nunca mais venha me incomodar.

Ciente : JiMin”

 

-Então minha senhora? Deixara JungKook e JiMin em paz? - dizia Lee ,olhando a alheira

 

-Desperdício...pobre JiMin - dizia ela,amassando a carta, a jogando na lareira - Que você tenho sorte,pequeno JiMin - terminou ,observando o fogo da lareira transformar o papel branco, ao preto.

 

POV : J-Hope

 

Hora do meu plano agir,passei uma semana pesquisando sobre o namorado misterioso de JungKook, até que consegui saber quem é.

 

Flack Black – On

 

Ele saiu de casa as 15:00 da tarde, estava indo para o supermercado, o seria até lá. Ruivo de pele claro,lábios carnudos a rosados, vestia uma blusa preta junto a uma calça branca, sapatos cor marrom, usava um jaleco azul,com o nome do lugar,ele estava arrumando as caixas.

 

-Com licença - falei me aproximando dele.

 

-Senhor? - respondeu, se virado. “Oh meu deus,é o JiMin,o rapaz que meu irmão havia se apaixonado,não posso acreditar nisso”.

 

-É que...Eu - dizia engolindo a seco,queria pode abraçá - ló,mas no mesmo momento pensei em JungKook.

 

-Senhor,eu irei arrumar umas caixas,não demoro muito, por favor ,espere aqui - falou ele se afastando.

 

Meu Deus, eles são namorados? Não pode ser verdade, JungKook nunca se prenderia a uma única pessoa,a menos que...NÃO, NÃO. Isso é coisa da minha cabeça, só pode. Senti um aperto no coração, ao mesmo tempo lembrei das últimas palavras de Suga .
“Seja o que for,por favor,não deixe JungKook ter JiMin...Salve o JiMin”

 

Ele não pode ser submisso daquele monstro, JungKook,além de matar meu irmão, ainda abusar do amor da vida dele? Aproveite seu tempo, pois isso vai acabar.

 

Mais tarde ...

 

Estava no hotel, escrevendo tudo que havia passado durante o dia ,praticamente,havia “virado” amigo de JiMin, mesmo que ele,não se lembrava de mim. Afinal,passou meses sem me vê, na verdade ele só me viu uma vez, que foi no dia que eu e Suga,fomos naquela floricultura. “Estudei” sobre o mesmo, em uma semana,já sabia os horários de trabalho e dias de folga. Posso usar isso ,juntar ao meu plano,posso fazer o JiMin vê o quanto monstro JungKook realmente é. Nossa conversas nunca duravam muito, ele tinha que terminar seu trabalho, e eu precisava planeja como conversar e descobrir segredos sobre JungKook, sem mostrar que eu o conhecia.

Então duas semanas se passaram, “minha amizade” com JiMin, foi “crescimento” cada vez mais,descobri os horários de JungKook, e coisas como : Ele tem certos problemas de dormir,ultimamente anda trabalhando demais,que eles não são “namorados” oficiais,apenas moram juntos por causa da saúde de JungKook e por uma dívida. Foi pouco,mas já ajudou. Aos poucos fui ajudando JiMin a procurar outro emprego, e a abrir seus olhos. Mas sempre que perguntava sobre a tal “dívida”,ele engolia a seco, seu olhar perdia o brilho,parecia que era algo ruim,a expressão em seu rosto,era de traumatizado. De duas semanas, ficou dois meses. Ele era,é,interessante e fascinante, passei a adorar conversar com ele e olha seu belo rosto, abraçar seu pequeno corpo quente,sentir o cheiro doce de seu pescoço em seu pescoço, ele era menor e mais novo que eu. Acho que sei o motivo do Suga querer ver tanto o JiMin, quando era vivo.

 

POV : JiMin

 

Dois dias depois de responder a oferta da mãe do JungKook, conheci um rapaz no meu local de trabalho, seu nome é Jung Hope,ou J-Hope, mais velho e mais alto,cabelos alaranjados escuro,leve branca,porém mais escura que a minha . 
No dia que o conheci,ele dizia que não sabia onde ficava tais coisas,pois o supermercado és novo. A princípio, o interesse que ele tinha para saber sobre a minha vida era estranho, mas percebi que ele ,por algum motivo ele tinha um bom caráter, e também, parece que eu o conheço, porém não lembro
.

Era a primeira vez em “tempos” que havia feito  um “amigo”,não posso chamar Hope de amigo,mal o conheço,mas uma semana depois,ele passou a “me visitar” no supermercado,me perguntou sobre os meus horários e tais,achei entranho,mas não podia negar,fiquei com medo dele se afastar de mim. Em casa havia falado para JungKook sobre Hope,ele ficou surpreso,mas aceitou e ficou feliz por mim. Duas semanas se passaram ,minha pequena “amizade” com J-Hope está mais “legal”? Não sei o termo correto,mas ele parecia cada vez mais legal,engraçado,gentil,e até me falou um pouco sobre dele e seu irmão,mas nestes momentos, parecia que ele ficava triste ,contei sobre a minha “relação” com JungKook,nunca fomos namorados,mas contei que vivemos juntos numa casa por conta da saúde de JungKook e por causa de uma divida ,mas nunca contei sobre a tal divida,o mesmo me ajudou a encontrar um novo emprego,porque trabalho em supermercado não é fácil,ainda mais paras pessoas que tem medo e certa dificuldade para colocar os produtos nos seus devidos lugares altos. Agora com três dias trabalhando numa perfumaria ,eu e ele podíamos conversar mais,pois a dona era uma prima dele,e o mesmo ajudou a mesma na construção,ele realmente é gentil,não gentil como o JungKook,é um gentil diferente,com o tempo,seu olhar a minha pessoa mudava,ele me olhava igual ao Suga,o brilho no olhar,o sorriso sincero ,o carinho quando me abraçava , ele me faz lembra de Suga,sinto falta dele,ia fazer três ou quatro meses que eu não conversava com ele. Será que ele está bem? – eu fazia essa pergunta sempre que passei a vê J-Hope sorrindo.

Mas minha amizade com ele,estava dando uma grande dor de cabeça para JungKook.

 

-Quando vou conhecer ele,JiMin? – dizia o alheiro entrando ao meu quarto,se sentando a minha,ao meu lado.

 

-Quando ele puder – respondi olhando ele.

 

-Mas você falou que vê ele todos os dias,por que isso de “quando ele puder”? – dizia ele,fazendo bico.

 

-Para de ciúmes seu chato!- respondi apertando seu bico – ele é ocupado e você também  - terminei .

 

-JiMin - dizia ele.

 

-Oi? - ao responder,ele me jogava na cama,ficando por cima de meu corpo,eu o olhava sem entender  -O qu-que está fazendo,Jeon? – perguntava ,de olhos arregalados,ele segurava meus pulsos com certa força ,eu não conseguia sair dali.

 

-Já faz muito tempo que não sinto seu corpo de outra forma,JiMin...eu sinto falta de você – dizia ele com sua respiração já próxima de meu pescoço,ao ouvi-lo ,apertei meus olhos,engolindo a seco. - Eu mudei,não vou lhe machucar .

 

-E-eu não quero – dizia baixo - E-eu tenho trauma,por favor me entenda - dizia quase chorando.

 

-Mas por que ? Por que JiMin !!- respondia quase como um grito.

 

-POR QUE EU TENHO MEDO DE VOCÊ - gritei já em choro,olhando-o .

 

-Medo ? Mas...- dizia ele saindo de cima de meu corpo,ele ficava em pé,com seu olhar de “desapontado” ou “chocado” . - Eu mudei,eu mudei - repetia ele varias vezes.

 

-Não é isso,é que ...Eu não consigo tirar isso da cabeça quando estou com você – dizia baixo,secando minhas lágrimas,me sentando na cama .

 

-“Quando estou com você” ? – falou ele – Então quer dizer que quando você está com esse tal de Hope,isso some ? – perguntou ele .

 

-Eu não falei isso Jeon -respondi - Eu e ele somos amigos – falei baixo,me levantando .

 

-Me responde ! Você ta gostando desse vadio ? - o alheiro dizia com raiva.

 

-Ele não é vadio,é gentil,legal e me ajudou a mudar de emprego,e outra,eu não tenho tempo e nem condições para gosta ou ama alguém,depois que o Jin e o V ferraram com a minha vida - respondi ,olhando Jeon,indo para a porta.

 

-Eu não quero ouvir falar o nome dele nesta casa - respondeu ele nervoso .

 

-Ue ,ele é meu amigo,ou você vai me proibir de falar com ele ? – perguntei .

 

-Sabe,sim. Você está proibido de ver esse cara. – respondeu ele .

 

-O que? - falei alto – E desde quando você tem esse direito ? - o olhei.

 

-DESDE QUE VOCÊ VIROU MEU SUBMISSO !!- gritou ele - SOU SEU DONO,E POSSO FAZER E DIZER O QUE QUISER! NÃO GOSTOU SAIA DA MINHA CASA - terminou de gritar.

 

-Tá ! - apenas falei isto,fui pegando minhas malas,e roupas,fazendo as mesmas,ele saia do quarto,com raiva podia ouvir barulhos de coisas se quebrando,talvez ele estivesse jogando as coisas no chão.

 

Mas quem se importa? Eu não me importo mais com a saúde dele,pois ele deixou bem quero “Eu sou seu dono,você é meu submisso”,não é que eu estivesse me iludindo,mas eu realmente pensei que ele tivesse mudado de verdade,mas pelo que vi,era  temporário

Já de malas prontas,percebi que os barulhos haviam parados,com as mesmas em minhas mãos,senti uma vibração em meu bolso ,as coloquei no chão,e peguei o mesmo ,olhando a tela já desbloqueada

 

Hope : Como está? Vai trabalhar amanhã? .

JiMin : Ele ficou doido,Hope .

Hope : Ele quem ? O JungKook?.

JiMin : Uhum,ele me proibiu de vê você,e quando fui me defender ele gritou,pode me buscar?.

Hope: Claro,estou indo,espere ai.

 

Deixei as malas porta da porta principal,Jeon não estava ali,parecia que havia descontado toda sua raiva na televisão,sofá,vasos da sala,na cozinha tudo que era de frio,havia virado “pó” sobre o chão do local,e as panelas? Senti até pena delas,só acho que ele não conseguiu “quebrar” a mesa,por que deve ser difícil de quebrar. Voltei ao quarto pegando meu casaco,o vestindo,senti mais uma vibração.

 

Hope: Estou na sua porta,onde você está?

JiMin : Estou descendo ,Hope

Hope: O.K

 

Guardei o celular,e fui até a sala,as minhas malas haviam sumido.

 

-Onde você pensa que vai? – era a voz de JungKook,e então eu me virei.

 

-Você mandou eu ir embora,então eu vou ,eu – fui até ele,segurando em minhas malas.

 

-E como você vai ir embora?Como vai viver sem mim?- dizia ele,e então,eu ouvia uma buzina de carro . - É aquele vadio,não é? –perguntou ele.

 

-Isso não é da sua conta, “ex-dono”. – respondi,puxando as minhas malas e me afastei,indo em direção da porta ,quando senti algo segurar meu braço. – Me deixa em paz JungKook!!- falei ,tentando soltar meu braço.

 

-Você é MEU ! E SEMPRE VAI SER ! – dizia ele gritando novamente – Vou até o inferno se for preciso ,para está ao seu lado sempre – terminava .

 

-Então vai pro inferno,e vê se Satan vira seu putinho,agora entendi, “filho de cafetona,cafetozinho és”, você me dá nojo Jeon Jung-Kook,não sei como pude aceitar fica esses meses com você depois que fui estuprado por ti. - dizia descendo as escadas.

 

-Como é? – perguntou ele.

 

-VAI SE FODER,JEON JUNG-KOOK.E SIM,EU CHAMEI O HOPE,SABE POR QUE? PORQUE ELE SIM ,SE IMPORTA COMIGO,ELE SINTO MOSTRA INTERESSE POR MIM !! – estava gritando,colocando toda minha raiva ali,no porta,passei a correr até o carro de J-Hope.

 

-Oie pequeno Minnie – falou ele,encostado no carro,ando até eu,pegando minhas malas. – Está tudo bem? Eu ouvi você gritar – terminou ele.

 

-Uhum – dei um sorriso forçado,e entrei no carro,Hope colocou as minhas malas.

 

-JIMIN ,VOCÊ PODE ME DEIXAR,EU SOU...-era JungKook,ele estava no portão ,o carro estava bem perto,ele ficou olhando Hope,e o mesmo o fixava,era estranho,mas parecia que ambos se conheciam. Ambos ficaram uns 5 minutos se olhando, e então – SAIA DAÍ JIMIN - dizia ele.

 

-Acho que o seu “companheiro de casa” está louco –dizia J-Hope,entrando no carro,dando a partida.

 

-Ele sempre foi louco – respondi baixo .

 

Saímos daí,e em meia hora,estávamos num hotel,Hope falou que ele estava dormindo no local,ao chegar lá,pode vê o quanto sozinho era J-Hope,deixei minhas malas perto da cama encostada na parede,e me sentei.

 

-Não se preocupe,vai dá tudo bem,Minnie,ele não vai lhe fazer mal- terminou ele .me abraçando.

 

-Obrigado Hope- o agradeci,retribuindo ao abraço.

 

JungKook ,me mandava mensagens estranhas do tipo “Volte pra casa,ele não é o que você pensa que é,por favor,meu amor”,mas sempre que perguntava sobre o motivo de Hope não ser o que penso,ele mudava de assunto,deixe o celular de lado,passei todo o resto do dia e a noite com Hope,conversamos um pouco,e logo já era a hora de dormir.

 

No dia seguinte,Hope me levou até a perfumaria que trabalhava ,até ai tudo bem,mas ao chegar lá,adivinha quem estava ali?Se você que era a Jae,ou oJin ou até mesmo o V,está muito errado. Sim era o Jeon. Sua aparência dizia que ele não havia dormido muito bem,mas ao mesmo ele estava arrumado .

 

-JungKook? – perguntei olhando ele.

 

-Olá Jeonzinho – dizia J-Hope atrás de mim.

 

-Jung Ho-Seok  -dizia Jungkook.

 

-JiMin sabia que seu “dono” matou seu amado Suga?O meu irmão ? – no mesmo momento que ouvir “sabia que seu “dono” matou seu amado Suga?” ,senti ficar sem chão.

 

-O Q-QUE? – olhei a ambos,eu apenas pensava “JiMin,isso é mentira,o Suga está bem,calma” – Vo-você...Je-Jeon – estava sem o que dizer...

 

Continua ...


Notas Finais


Realmente esse capítulo é diferente,mas és porque eu fiquei com "dó" de dá um fim na história. Bem se você gostou,por favor favorite,obrigada por lê,e até o próximo capítulo *3*
Obs: Eu sei que o cap não está lá grade coisa e tal,mas é o penúltimo e tais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...