História TDI (Taegi) - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Gay, Lemon, Taegi, Yaoi
Visualizações 404
Palavras 1.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - Banheira.


Kim Taehyung Pov

Eu não curto muito o meu aniversário, mas dessa vez era um caso especial, finalmente 18 anos, meus pais não poderão ter mais nenhum poder sobre mim, vou poder fazer o que eu quiser da minha vida, eu sentia fogos de artificio explodirem dentro de mim.

— Yoongi não é um máximo? 18 anos, eu já sou praticamente um adulto. — comecei a dar pulinhos de alegria enquanto Yoongi entrava no quarto.

— é. — ele responde seco e estranhei.

— o que foi?

— nada, boa noite. — ele se deitou na cama e balancei a cabeça, eu o conhecia muito bem e sabia que tinha algo o incomodando.

— vai dormir sem nem tomar um banho? Hum? — me deitei ao seu lado e ele virou de costas para mim, subi em cima dele e ele afundou sua cara no travesseiro.

— sai de cima Taehyung. — ele resmunga com a voz abafada e neguei.

— não enquanto você não me contar porque ficou bravo do nada, eu te fiz algo que você não gostou?

— sim, você quer ir na festa do idiota do seu irmão.

— eu não me dou bem com o Taekwon, mas dessa vez eu vou ter que ir, eu quero esfregar na cara dos meus pais que eu não sou mais o bonequinho deles, que eles não podem mais me controlar. — sai de cima dele e ele me encarou.

— não acho uma boa ideia, porque a gente não faz uma festinha aqui mesmo? Só eu, você, os Jikook, os Namjin e o meu pai? Seria muito melhor não acha?

— seria muito legal, a gente pode fazer depois de eu ir na festa. — ele fechou a cara e virou de costas pra mim de novo.

Se tem algo que eu odeio é quando ele me trata desse jeito, qual o problema em eu querer ir nessa festa? Tudo bem que meu irmão é um verdadeiro imbecil, mas ele morre de medo de mim, principalmente depois do soco que eu dei nele, se ele for bem esperto vai ficar na dele e me deixar quieto.

— que porra Taehyung me deixa dormir. — ele resmunga quando toquei em seu ombro, decidi apelar.

— cuidado com essa boca mocinho, eu deveria te castigar agora por isso, odeio quando você fica me tratando desse jeito. — sussurrei em sua orelha e dei uma pequena mordida, ele estava apenas de olhos fechados tentando não se render as minhas provocações.

— Taehyung... para...

— eu vou tomar um banho, seria muito bom se você me acompanhasse... a gente poderia aproveitar que os Jikook estão dormindo... vem comigo. – sussurrei e ele negou. — estarei te esperando. — ele finalmente abriu os olhos e ficou me observando tirar as roupas na sua frente, pisquei para ele e fui ao banheiro.

Enchi a banheira e fiquei observando a agua subindo aos poucos, senti dois braços envolverem minha cintura e lábios tocando em minhas costas.

— você sabe que eu não resisto as suas provocações não é? — ele sussurra enquanto sinto suas mãos grandes e grossas apertando minha cintura, ele colocou nossos corpos e seus lábios finos foram em direção ao meu ombro, deixando uma bela marca, me virei de frente com ele e arqueei as sobrancelhas.

— eu não sei do que está falando.., eu só quero tomar um banho em paz.  — me fiz de inocente e empurrei ele de leve e fechei a torneira quando vi que a banheira já estava completamente cheia.

Entrei dentro da água e comecei a passar o sabonete pelo meu corpo, Yoongi se sentou na privada e notei que ele não tirava seus olhos de mim, eu piscava para ele e o lançava olhares provocativos, ele me olhava com desejo e pude ver que seu membro estava ereto.

 — não vai querer entrar e se divertir um pouco nessa banheira? A água está uma delicia. — Yoongi rapidamente começou a se despir, jogou suas calças e camisas no canto e meu membro começou a endurecer enquanto eu observava seu belo corpo nu, é incrível como ele não tem praticamente nenhum defeito, é perfeito da cabeça aos pés.

A banheira era grande e tinha espaço suficiente para nós dois, ele entrou na banheira e fechou os olhos sentindo a agua quente entrando em contato com seu corpo pálido, ele se sentou de frente comigo e ficou me encarando, engatinhei até ele e fiquei perto do seu rosto, me aproximei aos poucos e dei um beijo demorado em sua boca.

Sentir sua língua entrando em contato com a minha só fazia o meu tesão crescer.

— e-eu não entendo você. — ele gemeu entre os beijos, mudei de posição e me senti relaxado quando minhas costas encostaram em seu peitoral nu e molhado.

— porque?

— você odeia seu irmão mas prefere ir na festa dele do que aproveitar aqui comigo, seria mais agradável, eu não gosto dos seus pais e seu irmão não para de dar em cima de mim, ficar aqui no apartamento é a melhor opção, pra que ir lá se podemos ficar aqui nos divertindo, porque você é tão teimoso? — ele sussurra em meu ouvido.

— você não entende Yoongi, você não sabe o que é ter pais querendo te controlar o tempo todo, com todo o respeito mas você foi criado praticamente pelo seu irmão, eu quero ir nessa festa só pra esfregar na cara deles que eles não mandam mais em mim, depois a gente vai embora, vai ser simples e rápido.

— não dá pra fazer isso com uma simples ligação?

— prefiro pessoalmente, e meus avós provavelmente estarão lá, estou com tantas saudades, tenho medo da minha vó ter ficado mais doente ainda por minha causa, ela acabou de melhorar e não quero que ela fique ruim da saúde. — Yoongi bufou e ameaçou sair da banheira, mas eu o puxei de volta. — eu não quero discutir com você Yoongi, por favor, vem comigo pra festa, isso é muito importante pra mim. — apertei de leve suas coxas e me virei de frente com ele me sentando em seu colo, nossos membros eretos começaram a roçar um no outro fazendo nosso fogo aumentar.

— de-deixa de ser tão tei-teimoso...

— não existe nada que eu possa fazer pra você querer ir comigo hum? — abri as suas pernas e comecei a roçar um dos meus dedos em sua entrada, Yoongi apenas tentava se controlar mas não conseguia, ele estava morrendo de tesão.

Sem pensar duas vezes penetrei um dedo, Yoongi soltou um gemido que eu espero que ninguém tenha escutado, comecei a tortura-lo com os movimentos de vai e vem.

— geme pra mim amor. — pedi inserindo um segundo dedo dentro de sua entrada, os gemidos do Yoongi começaram a ficar mais altos, espero que o sono dos Jikook seja bem pesado para não acordarem com esses gemidos.

Usei minha outra mão para masturbar o seu membro, nunca pensei que essa banheira seria um ótimo lugar para uma pequena diversão, transar no quarto meio que estava ficando enjoativo demais.

— PO-PORRA... — Yoongi gemeu alto quando coloquei um terceiro dedo, tapei a sua boca colando nossos lábios em um beijo selvagem.

— geme mais baixo amor, não vai querer que os meninos acordem não é? — aumentei os movimentos de vai e vem no seu pau duro, comecei a dar pequenas mordidas em algumas regiões do corpo pálido de Yoongi, no pescoço, orelhas, ombros.

Tirei meus dedos de dentro dele e comecei a distribuir beijinhos em seu peitoral, até que cheguei em seu mamilo, deu uma lambida demorada e uma mordida fraca fazendo Yoongi ir a loucura.

— e-eu...v-vou.. — Yoongi nem terminou de falar e se levantou com tudo da banheira, me assustei com seu ato, ele puxou meus cabelos e socou seu pau com tudo dentro da minha boca, comecei a chupar sentindo aquele enorme membro estocando fundo dentro da minha garganta.

Não demorou muito pra Yoongi gozar dentro da minha boca e eu sentir o delicioso sabor do seu sêmen, sem pensar duas vezes engoli e mordi os lábios encarando Yoongi.

— seu gosto é muito bom. — falei limpando a minha boca. — acho melhor a gente terminar de tomar banho. — Yoongi apenas assentiu e se sentou de volta na banheira, terminamos de passar sabonete etc.., e em seguida saímos da banheira.

— não tem nenhuma toalha aqui. — Yoongi diz tremendo de frio e o puxei colando nossos corpos quentes um no outro.

— melhor assim? — pergunto rindo e ele assentiu, a gente aproveitou que os meninos estavam dormindo e atravessamos a sala pelados mesmo, em seguida vestimos os nossos pijamas e nos deitamos na cama.

— boa noite Taehyung. — Yoongi diz me abraçando e fiz carinho em seus cabelos.

— você vai deixar eu ir para a festa? – pergunto, mas Yoongi começou a roncar, não acredito que ele já agarrou no sono e ainda nem me respondeu.

Bom, depois dessa pequena diversão no banheiro, Yoongi deve sim ir comigo a festa, peguei meu celular e mandei uma mensagem para o meu irmão.

Eu aceito o seu convite, mas isso não significa que a gente vai voltar a se dar bem, eu vou levar o Yoongi também, mas se eu te pegar dando em cima do meu namorado, eu te mato. – Taehyung.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...