1. Spirit Fanfics >
  2. Te Esperando- Jenlisa (G!P) >
  3. The baby I'm waiting for is yours!

História Te Esperando- Jenlisa (G!P) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - The baby I'm waiting for is yours!


No capítulo anterior

L: o que?

L: Jen, você está me deixando preocupada!

L: pelo amor de Deus, me responde!

~☆~☆~



J: você promete não ficar brava comigo?


L: o que você fez Jennie?


J: promete?- a esse ponto eu já tinha voltado a chorar e nem ao menos enxergava a tela do celular.

L: eu prometo Jen, eu nunca ficaria brava com você e você sabe muito bem disso!

J: eu não consigo contar, me desculpa!

L: não Jen, calma, me conta!

L: eu não vou brigar com você!

L: eu nunca brigaria!

L: Jen, se você não me contar, eu volto para a Nova Zelândia só para fazer você me contar!

L: sabe, eu nunca briguei com você, por que eu brigaria agora? Justamente agora que eu estou morrendo de saudades de você, que eu daria qualquer coisa para te ver?

J: porque eu sou muito burra e não deveria ter feito o que fiz!- tomo coragem e respondo a mensagem dela.

L: todo mundo erra Jen, e todo mundo também merece uma segunda chance!

J: é, mas eu não mereço uma segunda chance, me desculpa Lali!

L: Jen, por mais brava que eu fique com você, eu não suporto saber que você está triste e piorou se estiver chorando, eu posso estar a pessoa mais furiosa do mundo com você, mas se eu te ver chorando meu coração dói e eu sinto a necessidade de te proteger e de cuidar de você, e eu sei que agora você está chorando, porque eu te conheço e eu sei que não gosta de mentir!

J: mas Lali, eu não deveria ter feito o que fiz!

L: todos aprendemos quando erramos, quanto mais cedo errar e aprender, uma melhor pessoa você se torna-ra!

J: e se você ficar brava comigo para sempre?

L: para sempre é muito tempo Jen, e eu nunca iria ficar brava com você por tanto tempo!

J: mas e se você ficar?

L: se eu ficar é porque você fez algo muito errado.

J: tipo?

L: sei lá, tipo matado minha mãe!

J: eu nunca faria isso com a tia Laisa!

L: então eu nunca ficaria com raiva de você para sempre!

L: Jen, eu não sei o que está acontecendo, mas eu te garanto que eu não ficarei brava com você, no máximo eu vou xingar você por ter feito uma burrada, mas depois te ajudarei a arruma-la, pois eu sei que você faria isso comigo também!

J: eu conversei com a Rosé e ela disse que é melhor eu contar a você, mas é que é muito difícil contar algo assim, ainda mais pelo celular, eu tenho medo que você me bloqueie e nós nunca mais falemos uma com a outra. Eu não quero parar de falar com você e muito menos perder sua amizade Lali, mas se eu te contar você vai ficar brava comigo e se souber por outra pessoa ou por conta própria sei que ficaria muito mais irritada do que se eu mesma te contasse.

J: mas ainda assim, mesmo sabendo que eu devo te contar, eu tenho medo de que você me abandone e me esqueça!

L: eu nunca faria isso, Jen a nossa promessa sempre foi falar quando algo não nos agrada, nunca mentir e só bloquear quando você estiver tão brava, mais tão brava que não consiga mais olhar na cara da outra, e se isso acontecer, o único pedido de desculpa seria pessoalmente e olho no olho, então seja o que for, estamos a quase treze mil quilômetros de distância, eu não te bloquearia, pois eu ia precisar pedir desculpa para você por agir igual a uma idiota!

J: tudo bem, mas ainda assim não tenho coragem, eu sei que parece drama, mas não é, eu juro que não é, eu só estou com medo da sua reação!

L: eu sei que não é drama Jenjen, se não quiser contar agora, espere um pouco até criar coragem!

J: se eu esperar eu não vou ter coragem de te contar!

L: tudo bem, então me conte!

J: eu também não consigo!

L: você quer que eu pergunte a alguém?

J: não! Tá bom, eu vou contar!

L: ok

J: o bebê que eu estou esperando é seu!

J: eu não contei ontem pois eu pretendia não te contar!

J: eu descobri que estava esperando um bebê seu desde o dia que eu te contei que não passei na faculdade!

J: mas na verdade eu passei, e só não fui por conta do bebê que eu estou esperando!

J: eu sei que agora você deve estar com raiva de mim, mas me desculpa, eu não deveria ter transando com você sem camisinha!

J: me desculpa Lali, me desculpa mesmo!

L: calma Jen!

J: Jen? Você não está brava?

L: não, eu não estou brava, um pouco ansiosa e nervosa agora por saber que terei um filho ou filha, mas não estou brava!

J: me desculpa Lali, eu que fiz tudo errado, eu vou cuidar do bebê sozinha, eu só te contei porque eu precisava tirar isso da minha cabeça!

L: não!

J: não? Você não me desculpa?- eu poderia desligar meu celular agora é fazer como ontem e só chorar desesperadamente até meu despertador tocar, mas prefiro terminar de ver o que ela tem a dizer e seja o for, eu vou ler até o fim.

L: eu não tenho o que te desculpar, eu disse "não" porque você não vai cuidar do bebê sozinha, eu vou cuidar de você e do bebê!

J: não é sua obrigação Lali, eu posso cuidar do bebê sozinha!

L: não, você não vai!

J: vou sim e você vai ficar aí estudando!

L: ei Jen, eu quero cuidar do bebê, é meu bebê também!

J: não vai, eu não vou viver com a culpa de ter destruído a sua vida, e também não vou deixar meu filho ou minha filha fazer parte disso!

J: Lali, você tem um futuro brilhante pela frente e eu não quero que eu e meu bebê estraguemos isso!

L: você e muito menos o bebê vão destruir minha vida, vocês só vão a deixar mais feliz.

L: assim como eu, você também tem um futuro brilhante pela frente, e você não pode deixar de estudar e ter uma vida só por conta do nosso filho que você quer cuidar sozinha!

L: olha Jen, eu vou conversar com a minha mãe, e nós vamos resolver tudo, amanhã a tarde passe na casa da minha mãe e ela vai te explicar tudo o que vai acontecer!

J: não! Eu não quero Lali, entenda!

L: você não tem que querer nada!

L: Jennie, presta atenção, olha a oportunidade que você está perdendo!

J: eu posso perder essa oportunidade, você não Lali, eu te obriguei a transar comigo, então eu posso perder essa oportunidade!

L: você não me obrigou a nada, você não me amarrou e nem ao menos me bateu, eu transei com você porque eu quis!

L: eu transei porque eu gosto de você, gosto mais do que apenas uma amiga e vi em você bêbada uma gigante oportunidade de ter você por completo!

L: então podemos dizer que na verdade eu te obriguei a transar comigo e ainda acabei te engravidando!

J: não Lali, eu quis transar com você, você não me obrigou a nada, eu fiquei com você porque eu também gosto de você!

L: então já que ninguém obrigou ninguém, amanhã passe na casa da minha mãe! Depois conversamos, tchau!

J: não Lali, não me deixa sozinha, eu não quero ficar sozinha!

L- calma, tudo bem, eu fico aqui falando com você!

J: obrigada!



[...]




Ficamos conversando até eu cair no sono com o celular em mãos, estava tão cansada que nem ao menos percebi que dormi.

Eu tentei fazer a Lali mudar de ideia sobre o bebê algumas vezes, mas ela não aceitou.



Lalisa pov



Eu não acredito, eu não consigo acreditar que eu vou ser mãe, não entra na minha cabeça.

Agora eu estou uma mistura tão grande de sentimentos, alegria, medo, raiva, nervosismo, tristeza e muitos outros que eu não consigo nem ao menos explicar.

Eu estou feliz por descobrir que vou ter um filho ou uma filha, mas ao mesmo tempo estou morrendo de medo de não conseguir ser uma boa mãe e não conseguir dar uma boa vida ao meu bebê.

Eu estou com raiva, com muita raiva da Jennie, pois ela me escondeu isso por muito tempo, mas eu não posso dizer isso a ela, não vou dizer a ela que estou com raiva dela, pois não foi culpa dela, ela só queria me proteger.

Estou nervosa por ter que contar a minha mãe que Jennie está esperando uma bebê e que por acaso esse bebê é meu. Eu não sei se ela vai reagir bem, mas ela é a única pessoa que eu tenho, então eu preciso da ajuda dela para mandar a Jennie para cá.

Eu também estou triste, triste por saber que perdi três meses da gestação do meu próprio filho, e consequentemente com raiva da Jen por isso, mas está tudo bem, ou pelo menos vai ficar tudo bem, pelo menos não perdi a gestação inteira.

Eu não sei se choro, se esmurro a parede ou se eu grito de tantos sentimentos que estou sentindo.

Jennie pediu para que eu fique conversando com ela, pois ela não quer ficar sozinha, eu entendo ela, imagina o tanto que ela já não está se sentindo sozinha, desamparada, o quão desesperada ela não deve estar.

Eu conheço Jennie a muito tempo, muito mesmo, e eu conheço ela tão bem, e eu sei o tanto que as coisas afetam ela, a intensidade com que ela sente tudo.

Eu poderia dizer que conheço ela melhor do que conheço a mim.

Se tem uma coisa que eu não esperava é que a mãe da Jennie fosse a expulsar de casa e dizer que ela não é mais sua filha, só porque ela está grávida e disse que não sabe de quem é o bebê.

A Jennie deve estar devastada com isso, a mãe dela nunca foi muito afetiva, mas também nunca imaginei que ela faria tão coisa, principalmente sabendo como Jennie é.

Quando Jennie para de responder minhas mensagens eu ligo para minha mãe e ela atende imediatamente.


Ligação on

Lalisa: alô? Mãe?

Laisa: oi filha, tudo bem?

Lalisa: mais ou menos!

Laisa: por que? O que aconteceu?

Lalisa: a Jen está grávida!

Laisa: eu sei filha, a mãe dela me contou e disse que a expulsou de casa pois a Jennie não sabia de quem é o bebê, eu achei muito desnecessário, agora ninguém sabe onde a Jennie está e nem ao menos sabemos se ela está bem. Se eu soubesse que ela estava nesta situação eu a chamava para ficar em casa, já que você foi embora a casa está muito vazia agora!

Lalisa: eu sei como ela está e onde está!

Laisa: sabe? Ela ainda está....

Lalisa: sim mãe ela ainda está grávida! E eu também sei de quem é o bebê!

Laisa: é seu, né?- ela pergunta com a voz mais fria, eu nunca ouvi ela com esse tom de voz.

Lalisa: é mãe! Me desculpa, eu sei que a senhora está decepcionada comigo...

Laisa: é Lalisa, eu estou decepcionada com você, você a deixou sozinha, ela ficou desamparada, esperando um bebê seu, você foi muito infantil, só pensou em você, a Jennie também tinha sonhos, ela também queria fazer uma faculdade.

Lalisa: calma mãe, eu não sabia que ela estava grávida, ela me contou hoje, se eu soubesse que ela estava grávida e que ela passou na prova da faculdade eu tinha feito ela vir comigo!

Laisa: ela passou? Mas você tinha dito que ela reprovou na prova!

Lalisa: ela também me contou hoje que mentiu para mim, pois ela achou que iria estragar a minha vida se contasse que estava grávida de mim.


Notas Finais


O que estam achando?
Me desculpem os erros e até mais!=)


🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...