1. Spirit Fanfics >
  2. Te esperarei. (JackBum, JackBeom) >
  3. Eu quero arroz!

História Te esperarei. (JackBum, JackBeom) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora, falta de criatividade.

Capítulo 6 - Eu quero arroz!


Fanfic / Fanfiction Te esperarei. (JackBum, JackBeom) - Capítulo 6 - Eu quero arroz!

– Eu sei que ele aí se afastou mais BamBam, eu sei. Mas vamos dar um tempo a ele, deixar ele decidir o que ele vai querer fazer da vida dele.


– Eu sei, devemos deixar ele ser mais livre. E parar de discutir um pouco...


– É, deve ser ruim.. Eu acho, não sou eu que sou ele, então, eu não entendo. Lutar por ele não vai adiantar muito, se ele nem gosta da gente. 


– Não sabemos se ele não gosta da gente, um trisal seria estranho não é?


– Tá doido BamBam?! Quero "casal" nada de trisal, se você tiver a sorte de ficar com o Mark, parabéns.


– Nem eu quero que você fique com ele ué, estou apenas brincando, idiota. - Suspirou, logo voltando a falar. - Me sinto mal com o Mark fingindo que está bem caramba? Você entende? Ele sempre está saindo de noite para algum lugar, e nunca atende o celular.


– Eu já sei! Não precisa me dizer, eu já segui ele, mas... Não sei explicar Bam.. Ele vai para frente de uma casa, e se senta lá, e fica olhando para o nada.


– Tá chega, chega, não vamos brigar ou discurtir, ou isso vai acabar mal, já que você apanha para mim mesmo.


– Sim, só nos seus sonhos, agora vou ir para meu quarto, até mais tarde, tchau Bhuwakul.


Voltando ao Jackson, e Jaebum.


– Jack.


– Fala, Jaebum. Eu estou com fome.


– O que quer comer?


– Você.


– Não sei me fazer, só sei fazer comida, Jackson.


– Ah... Chato você.


– Sai, seu intimidador.


O Jackson foi até ele, logo o abraçou.


– Não me deixe, faça comida para mim por favor, eu te dou o que você quiser.


– Apenas faço comida se... Você me comprar quatro potes de sorvete.


– De qual?


– Do maior.


– Não Jaebum, aquele pote de sorvete é muito grande, e é muito caro.


– Então.. fica com fome.


– Não! Eu vou comprar hoje.... Mas porque logo quatro potes Jaebum? Tá se aproveitando demais, aish.


– Cala boca. - Falou logo abrindo o armário, começando a olhar o que tinha lá dentro. – O que você quer comer?


– Faz arroz, arroz, e molho. Vai ficar uma delícia, já que tudo que você faz, fica bom!


– Uhum.... - Tirou o pacote que havia arroz logo olhando o Jackson novamente. - Naquela máquina ou na panela?


– Panela, fica melhor Jae.


– Jack, está me dando muito trabalho, não era para eu te perdoar, e ter ido para a cama no mesmo dia ter ido pra cama contigo, tô me sentindo uma puta.


– Mas você é, minha putinha.


– Me respeita, quer terminar de novo?


– Não era isso que você disse quando tava gemendo meu nome.


– É né Jackson? Você quer terminar de novo. Continua sendo um babaca. – JB irritando, deu de ombros, ignorando Jackson, logo indo para o próprio quarto, e se trancou, revoltado.


O Jackson foi atrás de Jaebum, mas acabou batendo o rosto na porta, no qual ficou um pouco vermelho, antes dele conseguir entrar, Jaebum havia trancado a porta. – Jae! Me desculpa, eu não quero terminar de novo, eu só estava brincando!


– O idiota daqui é você, agora se vira pra me deixar feliz de novo.


Jackson pensou, e pensou. Logo deu de costas, e saiu de casa, indo até uma loja de conveniência, e comprou, aqueles quatro potes de sorvete que o Jaebum havia pedido mais tarde. E ao Jackson chegar em casa. Foi até a porta do quarto do JB, e deixou a sacola com os potes de sorvete, e bateu na porta, logo 



O Jaebum abriu a porta mas não havia visto o Jackson, ele tinha se escondido logo ele olhou em volta e se abaixou pegando a sacola que tinha os potes e encostou a porta do quarto, e foi até a cama. Logo pegou um dos potes, para ver se não era nenhuma trolagem, e abriu, realmente era sorvete.


– O Jackson fez isso achando que eu vou desculpar ele? Ah... Mas vou desculpar porque sou humilde. Né Jaebum? - Falou para sí mesmo, e passou o dedo no sorvete, o levando a boca.


O Jackson saiu de onde estava escondido, e foi até a porta do quarto do Jaebum, empurrando um pouco a porta, para brechar o Jaebum. Mas logo o Jae notou ele e falou.


– Pode.. Entrar... - O JB já havia passado o dedo várias vezes no sorvete o Jackson olhou ele, e riu.


– Você consegue comer isso sozinho? Quer que eu pegue uma colher?


– Você está tão boazinho... O que você quer?


– Pedir desculpas, por ser assim as vezes. Eu só estava brincando.


– Hum.. Certo, certo, agora vai e busca a colher para mim. - Falou olhando ele com uma cara de debochado.


– Já tô indo. - Saiu do quarto, e foi direto a cozinha.


Youngjae olhou ele meio curioso, pela pressa logo disse. - O que aconteceu Jack?


O Jackson passou sem nem escutar e pegou a colher logo correu para o quarto do Jaebum, logo entrando. E entregou a colher.


– Uh, obrigada né?


– É obrigado, não obrigada.


– Qual o problema de falar obrigada?


– Ah, nenhum, você está aparecendo afeminado. Jae.


– Eu sou, só não mostro meu lado bicha. Já viu a capinha de meu celular? Rosa cheia de glitter?


– Que? Sua capa de celular é preta ué.


– Eu troco, quando vou sair.


– Aah, me mostra!


JB concordou e pegou seu próprio celular que estava embaixo do travesseiro. Logo mostrou ele a Jackson.


– Realmente é rosa, caral-


– Sem palavrões! Sem palavras desse estereótipo em meu quarto, idiota.


– Mas você acabou d..


– Não! Idiota não é palavrão, seu idiota. Me erra. – Pegou a colher começando a comer o sorvete, o Jackson ficou 15 minutos em pé encarando o Jaebum, até. O Jaebum oferecer uma colherada de sorvete ao Jackson, logo o Jack se sentou do lado do Jae e abriu a boca. No qual Jaebum desferiu a colher na boca dele.


– Seu fofo. - Disse Jaebum.


– Fofo é você!


– Não sou fofo, sou sexy.


– Típica frase de neném, não é? Vem aqui, se senta em meu colo?


JB riu logo sentou no colo do Jackson, e ali, juntos. Comeram o sorvete, minutos depois já estava cheio, até abraçar o próprio Jackson, e se deitar em cima dele.


– Ah.. Estou satisfeito, depois dessa, nunca mais vou sentir fome. - Disse Jackson.


– Você quase comeu o pote junto. Ainda comeu a metade do sorvete que tinha em outro pote, como vai sentir fome depois disso?


– Só vou sentir fome, para te comer..


– Idiota. - Disse fechando os olhos, para descansar, e deitou a cabeça no ombro de Jackson.


– Idiota que você ama, meu amor.


– Isso mesmo, eu não sei como continuei gostando de você, desde 2018 Jackson...


– Eu gosto de ti desde 2017 Jaebum.


– Então porque me bateu?


– Eu já falei, me desculpa, eu estava muito sobrecarregado, muito estresse, realmente, me desculpa, eu já prometi, eu acho. Que nunca, nunca vou fazer isso de novo, me desculpe. Eu o amo muito, eu nunca mais, nunca vou levantar sequer um dedo para o machucar. - Jackson o abraçou, e apertou ele no abraço, Jaebum retribuiu o abraço.


– Eu que te estressei??


– Não, foi coisas, de trabalho, Jaebum, mesmo você tentando me irritar aquele dia, não foi sua culpa. Eu não me irritei com você, eu só queria descontar a raiva que eu estava passando, me perdoe.


– Tudo bem, já passou, meu amor, já estamos bem, não estamos? Huh?


– Sim, sim.


– É então, por que estamos falando de coisas do passado, vem cá, me larga, vamos levar os outros dois potes para a geladeira, quem sabe os meninos não querem também?


– Ainda quero o arroz de panela, vai ficar uma delícia, né?


– Uhum, claro. Sua fome não passou Jackson? 


Notas Finais


ficou curto, sorry. criatividade


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...