História Te odeio a ponto de te amar... - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Visualizações 150
Palavras 589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLAAA PESSOINHAS..

Era pra mim estar dormindo uma hora dessas ,eu sei...

Mas por amor a vocês, trouxe mais um capítulo...

Perdoem qualquer erros ortográficos...

Boa leitura...

Capítulo 23 - Cap. 23


* Adrien On *

Eu estava sufocando com tudo isso, o que eu sinto pela Marinette é muito forte, eu amo ela como nunca amei ninguém, mas tenho medo de me declarar para ela e novamente ter meu coração partido.


......

1 anos atrás conheci Lila, ela era a garota mais bonita do estúdio Onde eu tiro as fotos e desfilo. Desde o primeiro momento que eu coloquei os olhos nela me apaixonei por ela, tudo o que eu pensava era nela. Nos conhecemos e se tornamos amigos. Passou um mês, a gente saia juntos mas na amizade, mas eu fiquei cansado de ser amigo, eu queria ser mais que isso. Um dia teve o aniversário da Empresa Agreste, passamos a festa toda juntos, até que ela me leva para um das salas, e começa a me beijar e tirar as minhas roupas, sabia que íamos fazer sexo. Depois de tudo isso, vestir as minhas roupas e voltei para a festa. Depois da festa da empresa pedi ela em namoro e ela tinha aceitado. Tínhamos completado um mês de namoro, estava um dia com qualquer outro, até que eu decido ir visita - lá. Chego em sua casa e encontro a porta aberta, então eu descido entrar. Assim que eu entro, ouço gritos dentro do quarto, e abro a porta com força. Vejo a mesma na cama com outro, a mesma me olha assustada e não estava acreditando no que eu estava vendo. Saio correndo de sua casa, lágrimas corriam sobre o meu rosto.

Estava correndo pelas ruas, e só ouço uma pessoa gritando o meu nome. Eu fui atropelado por um carro.

Abri os meus olhos e estava hospitalizado, tira uns aparelhos pelo meu peito e vejo meus pais ao meu lado. Perguntei o que tinha acontecido e falaram que eu fui atropelado e que não era grave, daqui uns dias poderia ter alta.

Passou 2 semanas ainda hospitalizado. Então escuto a porta sendo aberta me revelando Lila, eu disse tudo o que estava engasgado na minha garganta. A mesma saiu chorando pelos corredores.

Um dia depois do acontecimento, tive finalmente alta, sair do hospital e fui para casa. Assim que chego, me deito pensando em tudo e prometi que nunca mais ia me apaixonar por ninguém.

.....

Estava deitado na cama pensando em tudo, aquela promessa que tinha feito ,foi quebrado. Minutos depois minha mãe entra no quarto.

E- Adrien?

A- Sim mãe?

E- O que aconteceu com a Marinette? Ela saiu chorando!

A- Eu não sei exatamente mãe.

E- Por que você está chorando?

Eu me deito em seu colo e começo a chorar.

A- Tá doendo mãe! Meu coração estar angústiado! Por que tá acontecendo isso? Por que Marinette mexe tanto com isso? Por que ela não sai da minha mente?

E- Querido, a resposta de tudo isso é....

Eu olho para ela encarando - a.

E- Que você se apaixonou pela Marinette filho!

A- Não posso me apaixonar mãe! Eu fiz uma promessa.

E- Adrien, você não pode fazer promessas em que você não pode cumprir. E ninguém manda no coração filho, o coração escolhe a quem a gente deve amar.

Eu choro mais ainda em prantos.

Minha mãe estava certa, ninguém manda no coração, ninguém pode obrigar o coração a amar ninguém, pois a promessa que eu fiz, foi quebrada. Eu estava apaixonado pela Marinette, essa era a resposta para todas as perguntas que rodavam a minha mente.

Amanhã falarei com Marinette.

Depois de tanto chorar, adormeço no colo de minha mãe.

Continua.....


Notas Finais


Espero que tenham gostado...

Se preparem pois o capítulo hot tá chegando...

Bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...