História Te odeio a ponto de te amar... - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Visualizações 105
Palavras 603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLAAA PESSOINHAS

TROUXE MAIS UM CAPÍTULO PRA OCÊS....

perdoem qualquer erros ortográficos

Boa leitura

Capítulo 30 - Cap. 30


* Marinette On *

Assim que Adrien vai embora, entro em casa e sinto uma sensação estranha de dar arrepios.

POR QUE DIABOS ESTOU ARREPIADA?

Ignoro essa sensação e vou ao banheiro para tomar um banho. Volto para o quarto e sinto um calafrio percorrendo o meu corpo e um pouco de medo me afeta, então vou até o guarda roupa e pego um vestido vermelho que fica colado ao meu corpo, justando minha cintura e minha bunda, vou a frente do espelho e faço uma maquiagem delicada. Assim que termino, pego um par de sapatos um pouco alto de plataforma, dou uma olhada no espelho, assim que me olho no espelho vejo atrás de mim uma criatura com um capuz preto no canto do quarto me observando.

M- AAAAAAAAHHHHH!!!!!!

Eu dou um grito, me abaixo e coloco as minhas mãos no rosto escondendo. Sinto uma mão em meus ombros.

A- Mari! O que aconteceu?

Tiro minhas mãos do rosto e vejo que é o Adrien.

M- A-Adrien??

Eu olho de volta para o canto do quarto
e não vejo mais a criatura ali.

A- O que foi Mari?

M- E-Eu vi alguma coisa ali no canto!

A- Ali aonde?

M- Ali perto da minha estante de livros!

A- Calma, já passou! Foi só um susto, deve ter sido algo da sua imaginação.

M- Não era Adrien, é sério, eu vi alguma coisa ali.

A- Calma Mari ,já passou!

M- Me deixa dormir na sua casa hoje, por favor?!

A- Claro que sim!

Assim que o loiro fala, vou até o guarda roupa e pego uma bolsa e uma muda de roupas que preciso para passar alguns dias na casa do loiro.

EU NÃO FICO MAIS SOZINHA NESSA PORRA!!

( A : EU TÔ COM MEDO! !)

( M- DE QUE?? SE NÃO FOI VOCÊ QUE VIU?)

( A : -.-' )

Então pego a minha bolsa ,saio do quarto com o Adrien, e saio de casa trancando tudo. Então Adrien pega a minha bolsa e coloca dentro do porta malas e entramos no carro, o mesmo dar a partida e vamos em direção ao bar.

M- Como foi que você apareceu tão rápido no meu quarto?

A- Eu estava aqui dentro do carro te esperando, ouvir seus gritos e corri para ver o que tinha acontecido.

M- E como você entrou?

A- A porta estava um pouco aberta.

M- O QUE?

A- Devia ter mais cuidado para não deixar a porta aberta Mari!

M- Eu sei! Dessa vez, fui descuidada até demais.

A- Então, como você vou a criatura?

M- Era muito bizarro, não vi direito. Pois o mesmo estava de capuz preto.

A- Estranho!

Ficamos conversando um pouco sobre a tal criatura que eu tinha visto e enfim chegamos ao bar.

Alya- Até que enfim, porque demoraram??

M- Depois eu te explico, agora eu preciso beber!

Falo e vou direto pra mesa do bar, e peço uma vodka, Peço mais uma, e mais.

Adrien - Vai com calma princesa! Não fique bêbada rápido.

M- Eu não fico tão bêbada rápido queridinho!

Alya- Gente vamos dançar!

Alya puxa eu e Adrien para pista de dança, sem esperar muito, já estavam dançando.

Acho que o efeito da bebida esta fazendo efeito.

Pego o loiro e danço junto com ele, me viro de costas e começo a rebolar a minha bunda no seu membro ainda por cima da calça, o mesmo segura a minha cintura para que eu possa encostar mais naquele local, o mesmo arfava com os meus movimentos de sobe e desce, eu queria deixar ele exitado e louco por mim.

Continua...



Notas Finais


Espero que tenham gostado...

Falta pouco para o capítulo hot AEEEEE

Até o próximo capítulo...

Bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...