História Te sinto enquanto chove lá fora. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Kookmin, Lemon, Oneshot, Sadfic, Yaoi
Visualizações 20
Palavras 246
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu aconselho crush-Cigarettes After sex,me ocasionou uma avalanche de sentimentos e resultou nisso

Não necessariamente é Jikook,mas eu imaginei com eles,eu amo muito esses caras brow x~x)

É isto.

Capítulo 1 - .por pouco tempo


Você se acomoda,eu amoleço ao sentir teu calor unido ao meu,me distanciando ainda mais do temporal barulhento. Tu me enlaça com os braços,e eu peço que teu peito seja minha casa. Os sons dos seus gemidos próximo de meus lábios aquecem meu âmago,e eu me sinto tão seu quanto de mim mesmo. Tu se afunda,intenso a ponto de me tirar o ar.

 

Levando as digitais suadas aos meus mamilos intumescidos,me pergunto se tu ainda lembra do frio que antes te embalava pelas ruas,se ainda vai parecer rigoroso quando tu for,porque sei que prefere portar a dormência nos dedos pela tempestade do que ficar. Eu usurfruo do pouco de ti que posso ter e jogo os meus quadris contra os seus,abrindo a boca a cada estocada forte. Você me fode lento,fazendo cada som se arrastar pela minha garganta como se saboreasse cada gota de prazer que eu entrego. Seu pau pulsa,e eu prendo meus olhos a tuas orbes brilhantes,querendo perpetuar o teu êxtase para ti ter por mais tempo.

 

Vulnerável e entregue,me contraio em sua volta e desabo no torpor do clímax que tu me trás sentindo você me encher em sequência,e neste momento tu reconhece que o brilho em minhas lumes não é graças ao deleite por teu corpo.Antes mesmo que eu peça,tu leva o calor de seu corpo me confinando no dia gélido de primavera. O pranto nem destila,e eu me pergunto quanto de ti preciso sentir até sufocar a necessidade de tua presença.


Notas Finais


Aaaaaaaa eu fico muito triste escrevendo essas coisas. Obrigado por ler •~•


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...