História Teach me to Live ( Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Escritora, Fanfic, Máfia
Visualizações 212
Palavras 953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não tá dando pra colocar mais fotos no capítulo, agora eu fico pistola!!!! Maaaaas, espero que gostem do capitulo e me desculpem por postar tão tarde. Amo vcs.

Capítulo 27 - Capitulo 27


- Porque ele está me chamando? - perguntei a Jimin enquanto saia da sala de treino

- Não sei...

- Será que ele vai explicar porque está a dois dias me evitando de todas as formas? - Meu coração batia rápido e apertei os punhos com força. Desde que invadi seu escritório explicando que eu não me tornaria uma sanguinária ele tem me evitado de formas horríveis, ao ponto de ser um completo grosso frio.

- Eu não sei S/n! Se acalma... Não deve ser grande coisa!

Paramos em frente a grande porta e respirei fundo diversas vezes, minhas mãos tremendo mais que tudo. Jimin me deu um sinal e eu entrei calmamente, com meus passos regrados. Taehyung estava concentrado, lendo algo com muito empenho, seu semblante ficava pesado a cada parágrafo e eu mordi os lábios em desgosto.

- Tae...? - Sussurrei e ele levantou a cabeça e se levantou rapidamente, praticamente correndo até mim, mas enquanto ele fazia tudo isso eu reparava na capa do que ele lia - Hey! Você esta lendo o meu livro! Onde você pegou ele...?

Minha voz foi silenciada pela mão em sua cintura e seus lábios junto aos meus. O beijo foi apressado, forte, entreabri meus lábios tornando nosso beijo mais forte, não unido... Mais quente.

Puxei seu corpo para mais próximo ao meu e me desafiei a emaranhar meus dedos em seu cabelo dando leves puxões, oque pareceu anima-lo mais ainda, fazendo com que ele segurasse mais forte minha cintura, pressionando cada vez mais nossos corpos um ao outro.

Então ele não estava de mal comigo... Então ele não estava de mal comigo... Enquanto nós beijávamos meu sorriso queria crescer mais e mais, então da mesma forma que havíamos começado ele interrompeu, nos separando com tudo, e eu pude finalmente sorrir.

- Isso foi...!

- Porque você fez isso? - Ele me interrompeu e eu pisquei os olhos aturdida.

- Como assim? Eu fiz oque?

- Porque você respondeu o beijo? Porque não me empurrou? Isso não fazia parte do seu livro, isso não era uma encenação para seu livro! PORQUE VOCE ME BEIJOU DE VOLTA? - Suas palavras eram duras e ele apertou um pouco meu braço.

- Porque eu quis... Porque eu gosto de você Taehyung... - Sussurrei e ele pareceu ficar mais revoltado do que já estava.

- Mas não dá mesma forma que eu gostaria! - Ele esbravejou, segurando meus braços com mais força do que o normal. - Isso é ridículo! Você tem que saber diferenciar as coisas! Pare de fazer isso! Quando eu te beijar me empurre, se você me odeia, pelo menos me odeie direito!

Arregalei os olhos e ele me soltou respirando fundo, sem entender nada ou sem forças pra contestar e brigar mais uma vez... Eu estava exausta...

- S/n... - Sua voz estava tremendo e parecia competir com sentimentos mais forte.  - Me desculpe... Eu não queria exagerar tanto... Eu peguei pesado demais... Eu...

Concordei em silêncio e ele respirou fundo. Eu não sabia o que falar Ou sequer pensar, eu estava em choque e ao mesmo tempo decepcionada com ele. Talvez ele estivesse passando por algum problema e estivesse descontando em mim... Ou talvez eu estivesse fantasiando e adocicando seus gestos, como uma verdadeira louca possuída pela Síndrome de Stocolmo.

Ele ficou em silêncio me encarando, e logo depois desviou o olhar, mas eu ainda o perfurava com todos os meus sentimentos confusos.

- Eu estava lendo seu livro - Ele sussurrou, desconfortável.

- E gostou? - Sussurrei em resposta, e ele concordou em silêncio. Balancei meus pés um pouco e ele respirou fundo mais algumas vezes e antes que ele pedisse mais um pedido de desculpas eu o impedi - Eu já entendi que você está se desculpando Tae... Eu já entendi... Não precisa repetir mais vezes...

- Eu estraguei tudo... Eu ia te chamar para ir em algum restaurante ou talvez algum outro lugar... E acabei me sobrecarregando...

- Com o trabalho? - O interrompi e ele ficou em silêncio por alguns estantes, me encarando, como se analisasse o meu rosto e cada detalhe dele.

- Acho que sim... - Ele achava? Como assim ele achava que era o trabalho?

Balancei a cabeça e impedi meus lábios de pronúnciar tudo aquilo, apenas respirando fundo e desejando apenas caminhar até meu quarto mas também querendo mais que tudo sair com ele. Apenas... Sair...

- E então... Sair comigo? Não parece algo tão ruim? - Seu sorriso era forçado e seus olhos pareciam buracos negros. Frios e mortais...

- Sim... Vai ser divertido! - Tentei me animar... Sentindo que eu afundava cada vez mais...

                                   ***

Meu quarto parecia claustrofobico...

Meu mundo parecia claustrofobico...

Eu queria chorar...

Eu não poderia chorar...

Oque havia acontecido exatamente? Oque foi aquele "Encontro"? Suas distância, sua frieza, a crueldade e a morte em seus olhos... E cada vez que ele abria a boca era como se fosse a última vez... Aquilo me doía na alma... Nossa conversa vazia se passava eternamente pela minha cabeça... Eu queria entender oque estava acontecendo... Queria entender oque Aconteceu... Oque eu fiz...?

"Esta gostando da comida?", "Esta se divertindo", "está se sentindo bem?". Suas perguntas mais constantes...parecia forçado... Não parecia meu Tae... Não parecia em nada...

Apertei o caderno ao meu lado, eu deveria escrever não é mesmo? Deveria não é mesmo... Mas eu não tinha coragem para abrir ele... Taehyung havia lido meu livro... Será que algo nele o deixou bravo? Será que eu escrevi algo errado? Até que eu tentaria conversar com ele para tirar as dúvidas mas eu estava com medo desse jeito dele...  Na verdade eu estava apavorada e ao mesmo tempo ocupada com meu treino, que aliás eu melhorava cada vez mais.

Fechei os olhos e respirei fundo... Tudo daria certo... Tudo ficaria bem... Amanhã seria um novo dia...


Notas Finais


E então? O capítulo foi curto demais (e vai ficar assim um pouquinho pq tá difícil pra mim) porém, é importante. Oque vcs acham que está acontecendo com o tae?? Beijos meus amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...