História Teach me to Live ( Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Escritora, Fanfic, Máfia
Visualizações 195
Palavras 925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem a demora... Eu não planejava demorar tanto, mas aconteceu tanta coisa... Então... De verdade, me desculpem, e espero que gostem do capítulo. Aliás, muito obrigado por todos os comentários no capítulo anterior, que me ajudaram bastante a não desanimar de novo e me dar forças para escrever. Vcs não sabem como me ajudam ^^.

Capítulo 30 - Capitulo 30


- S/n... Aconteceu alguma coisa? Desde ontem o Nam tem estado estranho, e ele tem estado muito triste.

- Ele só recebeu uma ligação - Comentei, caminhando até o seu lado e sentando com ela em minha cama.

- Você viu de quem era?

- O nome não me pareceu familiar, e ele foi pra longe também... - A respondi tranquilamente e ele assentiu triste, eu me sentindo horrivel por mentir para ela, mas feliz por poupa-la desse mundo.

Ela se jogou em minha cama e acabou batendo na pequena caixinha de veludo preto, com o colar que haviam me dado. Aquilo me apertou o coração. Trazia memórias Boas e tristes a tona.

- Que caixinha linda - A curiosidade da minha amiga a impulsionou para que ela abrisse a caixa e tirasse de la o colocar que haviam me dado de presente. - Meu deus! Oque é isso?

- Lindo, não é? Jimin me deu de presente de despedida, ele e Sun-he escolheram para me dar.

Falei sem pensar muito, e as interrogações que saltaram de sua cabeça me fizeram respirar fundo. Eu havia falado demais.... Eu não precisaria mentir até sobre isso...

- Ah é! Eu não te contei! Jimin é o primo de Yoongi, e por conhecidencia é o carinha que encontrei na praça!

- O desconhecido gato? Oque te deu o número dele?

- Sim! Irônico, não acha? O mundo dá voltas! - Dei de ombros, mas ela continuava em choque.

- Eu xinguei ele todo pelo celular... - Sua voz sussurrada não passou despercebida de meus ouvidos atentos e eu a encarei abismada.

- Xingado? Foi isso que você fez com ele?

- Ele te contou?

- Sim! Depois que eu cheguei ele me disse que você, como uma verdadeira doida, havia ameaçado ele, e tinha gritado com ele. Mas eu não sabia que você tinha xingado ele também!

Seu sorriso envergonhada fez a minha carranca desaparecer e ser substituído por um sorriso. A abracei com força, mesmo estando tentada a sufoca-la com um travesseiro. Sua risada era contagiosa e incrível. E sorri de volta, feliz demais para ao menos aguentar.

***

- Eu tô reparando que você anda estranho. E o pior... Jana também. - Cruzei meus braços e arqueei minhas sobrancelhas. Estávamos de novo naquela mesma pose da noite passada.

Jana dormia, cansada, depois de me ajudar a arrumar a casa toda, e Namjoon agora estava lavando o rosto da pia. Com o ar muito mais abatido do que na noite anterior. Eu percebia de longe sua tristeza.

- Não é nada demais... Vai dormir S/n... - Sua voz rouca me deixou preucupada, estava carregada de tristeza e culpa...

- Você esta mentindo... E muito mal, por sinal.

- S/n... Eu não tô na vibe de brincadeiras.

- Eu não estou brincando... - Sussurrei, caminhando até seu lado, sem saber ao certo oque fazer.

Ele respirou profundamente, cada vez mais exausto, e caminhou até o sofá, se jogando nele sem nenhuma cerimônia. Caminhei vagarosamente até onde ele estava tendo seu conflito interno, e me sentir calmamente ao seu lado, esperando que ele estivesse a vontade para me contar oque acontecia.

- Eles estão brigando...

- Quem? Yoongi, Jimin e Taehyung?! Porque? - Algo dentro de mim dizia que era minha culpa, mas eu não era importante o bastante para causar isso, príncipalmente por eles se conhecerem a anos.

- Sim... Jimin e Yoongi não aceitam os novos métodos de Taehyung... Dizem que estão muito Crueis... Me disseram que ele havia matado três homens... Ele enlouqueceu...

Fiquei em silencio, encarando o chão. E só me vinha na cabeça a conversa que eu havia tido com Mark... Como Taehyung era antes de mim, e como ele mudou quando eu cheguei... Será que é realmente culpa minha tudo isso?

- Tire isso da sua cabeça... - Namjoon sussurrou e eu o encarei assustada - Não é sua culpa isso... Taehyung agia daquele jeito com você na esperança que você fosse a cura dos problemas dele, como Ha-Neul foi para o pai dele. Alguém que aplacasse uma parte do ódio que ele tinha no coração. Mas, ele apenas mentira para você e para si mesmo... Ele só está voltando as suas raízes...

- E porque os meninos estão brigando tanto se não é isso?

- Taehyung está voltando ao normal... Mas a mentira começou a fazer parte dele e agora ele está se perdendo...

- Ele só precisa se reencontrar, nao é?

- Sim... Mas isso não é mais problema seu S/n... Na verdade, nada disso nunca fou problema seu. Vá dormir!

E saiu da sala, me deixando lá, plantada, com a cabeça cheia de pensamentos e o coração cheio de dúvidas. A escolha de Taehyung foi certa, eu sinto isso, mas algo não estava certo. Talvez se eu tentasse escrever alguma coisa...

Levantei para pegar meu caderno e parei no meio do caminho.

Oque eu faria agora... Na estória eles continuam juntos, eu não poderia jogar de uma vez só que ele a mandou embora. Na verdade, EU NAO POSSO FAZER ISSO. Deveria ter um romance, ela deveria aprender a amar ele! Oque eu faria agora?

Na minha cabeça tudo pareceu desabar de uma vez só... Tudo oque eu tinha planejado para a minha estória sumiu como se nunca tivesse existido, todo o romance e tudo oque eu tinha passado para aprender a escrever aquilo se tornou apenas uma mancha, uma mancha repleta de mentiras...

Encarei minhas próprias mãos e voltei a me jogar no sofá. Tentando arrumar minha vida e meus pensamentos da forma que não estragaria meu futuro... Que não estragaria minha cabeça. E eu permaneceria sendo a mesma de sempre... Para sempre... 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e até o próximo capítulo meus queridos ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...