1. Spirit Fanfics >
  2. Teach me to love >
  3. Chamada do chefe

História Teach me to love - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


O segundo de hoje em... eu to boa demais! Mais vocês merecem! ❤️❤️❤️

Espero que gostem!

Capítulo 18 - Chamada do chefe



             Point of View: Barbara Palvin 



      - vamos? – disse Justin ao meu lado e eu assenti e começamos a andar em direção a entrada, já arrastando os olhares de todos, assim que estramos no elevador, soltei o ar que nem eu sabia que estava prendendo, sendo encarada por Justin.


   - o que foi? – perguntou preocupado e eu o olhei

 

    - você não percebeu? Todo mundo encarou a gente e eu nem sei se já saiu a matéria – disse e ele começou a rir levando sua mão até minhas costa me alisando 

 

    - achei que estavam me admirando – rir – mas relaxa, só se prepara – a porta do elevador se abriu no meu andar e ele se despediu de mim com uma piscadela quando as portas se fecharam. Respirei fundo e segui.



       - bom dia senhorita pontual – Dianna disse debochada assim que sentei em minha mesa, afinal quem se atrasou hoje foi eu – rir 


    - bom dia, hoje foi uma ocasião especial para o atraso... já saiu a edição de hoje? – aproveitei pra perguntar enquanto ela me olhava curiosa 


    - ainda não, vai sair para as bancas as dez, horário de pico, marketing baby... mas posso saber qual o motivo especial do atraso, mesmo que eu já imagine? – perguntou e me deixou um pouco mais aliviada em saber que ainda não saiu pras bancas, mas já deve tá online. 


    - senhor Bieber, baby. Já saiu online? – perguntei novamente e ela abriu a boca fingindo surpresa e depois um sorriso safado se formou em seus lábios 


    - online já, e eu já imaginava que tinha sido por causa dele, vai contar tudo pra gente mais tarde viu – ela disse e eu assenti, eu já sabia que elas iriam me obrigar a contar mesmo assim


    - você já leu a edição de hoje? – perguntei e ela disse que não com a cabeça


    - mas vou agora, pra entender o porque desse seu desespero – ele disse já abrindo o site da revista no computar, baixei a cabeça e comecei a mexer no meu. Não demorou muito e escutei meu nome saindo da sua boca e a encarei 


     - foi isso que você foi resolver ontem? Meu deus, o Bieber deixou isso ser publicado? – soltou uma rajada de perguntas enquanto vinha se sentar na minha mesa 


    - eu fiquei tão surpresa quanto você, ele só mandou eu me preparar e disse que pelo menos quem achava que ele era gay não acharia mais – ela riu e eu também, já aliviando minha tenção 


    - realmente eu já li algumas coisas que estavam cogitando que ele seria gay – neguei com a cabeça enquanto ria 


   - isso eu tenho certeza que não – ela me encarou boquiaberta e semicerrando os olhos, e eu corei lembrando mais uma vez da noite passada


   - senhorita saf.... – Dianna foi interrompida por Josi chegando até minha mesa



    - o Justin deixou isso ser publicado? Tô besta – Josi colocou o tablet aberto na matéria na minha frente e eu assenti 


     - sim, sim! – ela abriu a boca surpresa como Dianna a alguns minutos atrás e também se sentou na minha mesa como Dianna.


    - eu conto tudo no almoço, combinado? – elas assentiram e Dianna voltou pra sua mesa e Josi foi embora de volta.


[...]


      Não deu nem 10 minutos que eu comecei a trabalhar e meu celular começou a tocar com o nome de Caitlin piscando na tela, atendi já sabendo sobre o que era.



                        Ligação On



   - alô? – atendi e ela já me bombardeou 


  - como é que você tá pegando um dos melhores amigos do meu irmão e não me contou? – calma ai, eu não sabia nem que ele conhecia Chris


     - ele é amigo do Christian?  Justin? – perguntei incrédula 


  - sim, eu só nunca falei porquê não achei que era relevante, sei lá – eu fiquei besta com sua resposta 


   - não relevante? Você sabe que ele é meu chefe. Eu poderia ter pegado ele muito antes – ela riu do outro lado da ligação, provavelmente ela achou que eu tinha ficado puta e eu fiquei um pouco, talvez de fato eu e Justin tenhamos mais em comum do que eu imagino


   - você é uma safada mesmo em, vou encontrar vocês hoje no almoço, quero saber tudo. Beijo – se despediu e desligou, o almoço seria produtivo 


                           Ligação Off


  


      Pelo menos de 10 em 10 minutos vinha alguém na minha mesa ou chegava mensagem no meu celular para me perguntar sobre a matéria, eu já estava quase desligando o celular e me escondendo no banheiro e só sairia de lá quando todo mundo tivesse indo embora. 


    Levantei meu olhar e vi o Miller andando em minha direção, pronto, agora fodeu!


  - senhorita Barbara, parece que você é a estrela de hoje nessa empresa – sorrir sem graça e assenti mais sem graça ainda 


   - é senhor... o senhor que falar alguma coisa comigo? – perguntei tentando desviar do assunto 


   - sim, sim, o senhor Bieber está lhe chamando na sala dele – assenti e agradeci por ele ter me avisado, levantei e caminhei até o elevador, mais uma vez naquele dia arrastando o olhar de todos.  Mas o que será que Justin quer comigo.


        Assim que sair do elevador a senhorita Palman já mandou eu entrar direto, pois ele estava a minha espera, e dessa vez tinha as persianas fechadas. Sorrir e entrei o encontrando em pé encarando a vista atrás da sua cadeira, era bonita, mas a do meu apartamento era mais.


     - mandou me chamar – chamei sua atenção e ele se virou pra mim sorrindo 


   - já está uma loucura seu dia? – perguntou enquanto se aproximava de mim pousando suas mãos em minha cintura e eu pousei a minhas nos seus ombros 


    - muito, muito mesmo, e eu sinto que só vai piorar – ele abriu um sorriso e me puxou ainda mais pra si, já estávamos compartilhando do mesmo ar, nossas respirações estavam na mesma sincronia 


    - provavelmente sim – me deu um selinho demorado e afastou nossos lábios mantendo nossas testas ainda juntas 


    - eu descobrir que você é melhor amigo do irmão de uma das minhas melhores amigas – ele levantou as sobrancelhas surpreso


     - quem? – perguntou me olhando no fundo dos olhos, separei nossas testas e ele enlaçou mais ainda minha cintura impedindo que eu me afastasse 


   - a minha amiga é Caitlin, conhece? – ele sorriu e assentiu e beijou meu pescoço


  - eu sou amigo do Chris, não sabia que você conhecia eles. Tá vendo, a gente tem mais do que imagina em comum – deu um leve chupão no meu pescoço e eu arrepiei com tal ato e senti seu sorriso contra minha pele 


   - pois é, também percebi isso – tirei seu rosto da curva do meu pescoço e tomei seus lábios em um beijo calmo mas ao mesmo tempo urgente, arranhei sua nuca e senti ele se arrepiar entre meus dedos – mordi de leve seu lábio tendo como resposta um leve gemido. 


     - almoça comigo? – perguntou assim que afastamos nossos lábios e eu o olhei incrédula 


   - você tá doido? Quer almoça comigo no dia que sai a maior fofoca sobre nós dois. Se a gente for almoçar hoje a próxima notícia que sair vai ser que a gente já marcou a data do casório – ele riu e assentiu com cabeça, também sorrir, mas era verdade.


   - tudo bem, você está certa. Amanhã então, topa? – perguntou fazendo uma cara de pidão impossível de dizer não pra ele com essa carinha. Sorrir 


    - eu topo só porquê tô devendo um almoço pra você, já que você pagou um lá em Londres pra mim – ele riu negando com a cabeça 


     - tudo bem, tudo bem! Amanhã então – ele tomou meus lábios em um selinho e aproveitou para devolver a mordida que dei nele, sorrir com aquilo.


     - era só isso, senhor? – perguntei quando desgrudamos nossos lábios 


   - não era pra ser, mas não dar pra fazer muito mais coisa aqui com você agora, tenho reunião, infelizmente. Já estava sentindo você mordendo minha mão pra abafar seus gemidos enquanto eu me enterrava em você – ele me fez arrepiar só com essa simples frase, e admito que eu também estava imaginando isso 


    - é o que eu mais queria. Quando puder, me chama – me desvencilhei dos seus braços e ele me levou até a porta, abrindo a mesma pra mim. Soltei um beijo no ar e saí.



 [...]



      - vamos? – perguntei me levantando chamando Dianna pra gente ir almoçar, ela assentiu e levantou – Josi vai encontrar a gente lá embaixo e Caitlin lá no restaurante – falei assim que entramos no elevador e via Dianna retocar seu batom no espelho do elevador 



     - se prepara – Josi disse assim que a porta do elevador se abriu e apontou lá para fora, e foi ai que vi a multidão de fotógrafos e alguns repórteres de outras revistas, alguns eu reconhecia. Respirei fundo e caminhei com as meninas ao meu lado 


    Assim que passamos pela porta, a rajada de flashs começou, geralmente eu estava do outro lado, junto com eles – era estranho estar do lado de cá, as meninas me puxavam até o carro que estava parado na frente, deu tempo de reconhecer e vi que era o carro de Caitlin. Assim que entramos respirei fundo.


    - eu tava passando e vi eles aqui na frente, imaginei que estariam esperando você ou o Justin sair – Caitlin disse manobrando o carro e eu apenas observava a multidão ficando pra trás


    - eu te amo, eu amo vocês! Obrigada – falei retomando meus sentidos que estavam em choque 


 - a gente sabe, e somos amigas de alguém “famosa” agora – rir com esse comentário de Josi e seguimos até o restaurante que graças a deus não estava cheio nem de pessoas nem de repórteres.



   [...] 



   Contei tudo pras meninas, tanto da noite da foto com a noite de ontem – mas da de ontem eu não entrei em tantos detalhes, o que deixou elas decepcionadas um pouco.

    Enquanto comia, me dei conta de que era disso que Justin falava quando perguntava se eu estava preparada, e não, eu não estou.


Notas Finais


Gostaram? Me contem nos comentários!

Bjbj❤️❤️

COMENTEM

FAVORITEM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...