História Teacher - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Junghan "Jeonghan", Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi"
Tags Chanhoon, Hozi, Jeongcheol, Jichan, Soonchan, Soonchanhoon, Soonhoon, Verkwan
Visualizações 181
Palavras 2.741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eae meus mel
Boa leitura

Capítulo 5 - Cinco


— Q-Quê?

Falei depois daquela bela frase de Soonyoung.

— Eu falei que a noite vai ser longa... — Como ele fala com essa naturalidade toda? — Pois você vai ter que estudar muito. — Ele completou.

Puta merda, eu preciso ir pra igreja. Ele falou na inocência e eu pensei besteira. Mas tenho certeza de que não fui o único, né? Vocês também pensaram, seus mente poluída.

— Ah tá... — Ri de nervoso.

Eu não sei qual era o meu sentimento agora, tava na dúvida entre decepção e alívio.

— O que foi? O que você pensou? — Ele começou a rir.

— Como assim? Eu não pensei em n-nada. — Ri sem graça.

— Que mente poluída essa sua. — Ele disse enquanto ria da minha cara.

— Já acabou? Eu não sou nenhum palhaço pra você estar rindo da minha cara. — Cruzei os braços.

Não adiantou nada, até porque ele ainda riu por uns três minutos. Depois que ele parou, Chan o cutucou.

— Joshua te disse alguma coisa?

Ele tentou sussurar, mas eu escutei.

— Além de que Seokmin não dá a mínima pra ele, não. — Deu de ombros.

— Ele tá como um louco me perguntando o que ele deveria fazer pra Seokmin notar ele.

Interessante... Meu professor de inglês tem uma queda por meu professor de história.

— Manda ele ir pedir concelho pra Jeonghan. — Me meti no meio da conversa. — Jeonghan deve saber como ajudar ele.

— Yoon Jeonghan? — Chan perguntou. — Por que ele?

— Ele é bom pra dar concelhos. — Disse. — Provavelmente vai saber o que Joshua deve fazer.

— Ele já te ajudou com a pessoa que você gosta? — Eita cacete...

— H-Hã... Tá ajudando... — Corei.

— A pessoa que tu gosta é daquela sala?

— Você não acha que está querendo saber demais? — Perguntei. — Não é, vocês não conhecem.

— É uma pena, queria muito saber quem foi que roubou o coração de Lee Jihoon.

— Hum... Vocês namoram? — Ouvi Chan engasgar.

— D-De onde você tirou isso? — Soonyoung riu nervoso. — Somos amigos...

— Aham, quero uma amizade dessas também... — Revirei os olhos. — Vocês namoram ou não?

— Não devíamos falar das nossas intimidades para um aluno... — Dei de ombros.

— Tanto faz, praticamente todos desconfiam que sim.

— Quem disse isso?

— Vocês deixam muito na cara. — Ri.

— A gente namora sim. — Chan falou.

— Há quanto tempo?

— 1 ano e 2 meses. — Engasguei.

— Caralho...

Peguei o meu celular, desbloqueei e abri em minha conversa com Jeonghan.

[17:34] Eu: ViAdO

Tu NÃo tEm noÇão dO qUE eu DesCObrI

[17:40] Hannie: Para de escrever igual retardado, cacete

Fala logo porra

[17:40] Eu: Nossa, calma

[17:42] Hannie: Calma o meu cu

Fala logo

[17:43] Eu: Eu acabei de descobrir que o Chan e o Soonyoung namoram a 1 ano

1 AnO

[17:44] Hannie: Tá, e daí?

[17:44] Eu: Agora eu tô com medo de destruir a relação deles com isso de mandar mensagem

[17:45] Hannie: Seu trouxa

Claro que não vai, idiota

Seu imbecil, se eles descobrirem e não gostarem, a única pessoa que se fode nessa história é você, porque a relação deles vai continuar a mesma, porque eles vão continuar transando todas as noites enquanto você fica em casa, chorando e assistindo dorama

[17:48] Eu: Caralho...

Fiquei até sem vontade de continuar com isso

[17:49] Hannie: Foda-se a sua vontade

Você vai fazer isso sim

E eu vou conseguir juntar vocês três, ou eu não me chamo Yoon Jeonghan

[17:51] Eu: Pois já pode ir mudando de nome

Desliguei o celular e guardei de volta na bolsa.

Depois de longos 20 minutos, finalmente chegamos naquela bendita casa e, caralho, que casa. A casa deles parecia uma mansão, isso me faz questionar o quanto eles ganham.

Eu segui eles para dentro da casa e era mais bonita por dentro do que por fora. Eu preciso urgente ser professor quando eu ficar mais velho.

— Minyoung noona! Chegamos! — Chan gritou.

— Não precisa gritar, moleque, eu ouvi a porta abrir. — Uma senhora de, aproximadamente, 40 anos vestida com um uniforme de empregada apareceu.

Caramba, eles têm até empregada.

— Quem é o menino? — Apontou pra mim.

— Jihoon, aquele nosso aluno que vai ter umas aulas extras conosco.

— Ah... Aulas extras... — Eu juro que ouvi um duplo sentido aí! — Que menino fofo! — Ela apertou minha bochecha.

— O-Obrigado...? — Corei levemente.

— Yah, ele é realmente aquilo tudo que vocês disseram. — Ela sorriu maliciosamente. Gostei dessa moça.

— Tá, tá... Vem Jihoon, vamos começar a estudar logo, não quero que vá pra casa tarde. — Ele apontou para a mesa, indicando que eu sentasse ali.

(...)

Depois de várias explicações - quais eu não entendia nada - e umas duas atividades - que eu só consegui responder a metade - eu deitei minha cabeça na mesa, completamente acabado. Já passavam das sete e eu não via a hora de voltar para casa.

— Levanta a cabeça, Jihoon... — Soonyoung disse.

— Mas eu estou muito cansado para continuar... — Fiz bico.

Ele se sentou ao meu lado.

— Certo, deixarei você descansar por alguns minutos. — Ele falou, aproximando seu rosto do meu. — E eu posso fazer alguma coisa para ajudar?

— N-Não sei... Pode? — Eu engoli seco.

Ele sorriu, me puxando para sentar em seu colo, me fazendo ficar de frente para ele, deixando uma perna minha de cada lado de seu corpo.

EPA! Masoqueisso?

— Sei de uma maneira perfeita, tenho certeza de que você vai gostar. — Ele riu soprado.

Kkkkk rindo de nervoso.

— A-Ah é? Qual seria essa maneira? — Perguntei, sentindo ele descer as mãos para minha bunda.

Gente, é hoje.

— Acho que não prefiro falar, prefiro fazer.

Ele juntou seus lábios com os meus, me fazendo arregalar os olhos. Suas mãos grandes adentraram a minha saia e apertaram a minha bunda fortemente, me fazendo suspirar em meio ao beijo.

Ele se separou segundos depois, com um sorrisinho malicioso em seu rosto. Se levantou comigo no colo, me carregando - provavelmente até ao seu quarto.

Amas eu tô adorando isso...

O Kwon abriu a porta grande, revelando um quarto grande com uma cama grande, bem arrumada de casal bem no centro do quarto.

— O que vai fazer? — Perguntei, enquanto ele me colocava deitado na cama e ficava no meio de minhas pernas.

— Não é óbvio? — Perguntou maliciosamente, enquanto tirava minha blusa.

Começou a distribuir beijos pelo meu tronco despido.

Vou só falar uma coisa: É hoje caralho.

— Mas que falta de educação... — Ouvimos a voz de Chan e olhamos rapidamente para a porta.

— A-Ah... N-Não é nada disso que você está pensando... É só-

— Como assim não é o que eu estou pensando? — Ele tá bem calmo pra quem pegou o namorado com outro. — Então eu não posso participar da brincadeira?

Eu Engasguei. Isso é sério?

— Claro que pode, Channie... Jihoonie adoraria isso, não é Baby?

Eu me encolhi. Puta merda! Ele sabe? AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

— C-Como você sabe? — Eu podia ter disfarçado? Podia, mas eu sou burro.

— Isso não importa. — Falou. — Acho que deveríamos colocar esse garotinho mau na linha, Soony...

— Eu concordo... — Riu.

— Vá para trás dele e segure seus braços. — Falou para Soonyoung.

O Kwon apenas obedeceu e se sentou atrás de mim, segurando fortemente os meus pulsos.

Chan me olhou malicioso, ficando entre minhas pernas. Ele retirou primeiro a minha meia calça, logo depois a minha saia, ambas foram jogadas em qualquer canto do quarto.

Sua mão adentrou minha calcinha, agarrando meu membro. Começou a masturbá-lo, me fazendo gemer arrastado.

Depois de alguns minutos, consegui sentir o membro de Soonyoung começar a ganhar vida abaixo de mim. Rebolei contra o membro alheio, ouvindo o Kwon arfar baixo. Aumentei o ritmo das reboladas, sentindo Soonyoung ficar mais duro a cada minuto.

Eu ri.

— J-Já está assim com tão pouco? — Falei, me sentando em seu colo, o ouvindo gemer.

Enquanto isso, Chan continuava a me masturbar, enquanto olhava diretamente em meus olhos.

— H-Humm...

O Lee levou as mão para a barra de minha calcinha e a baixou, me deixando completamente nu naquela cama. Ele desceu o rosto até a altura de meu pênis, sorrindo malicioso para mim. Gemi alto ao sentir sua boca quente envolver meu pênis.

— A-ah... C-Chan...

Gemi arrastado, sentindo ele passar sua língua por toda a extensão de meu falo duro, lambendo apenas a ponta e logo depois colocando todo na boca.

Ele parou com o que estava fazendo minutos depois e olhou para Soonyoung.

— Tire suas roupas...

Soonyoung fez o que o mais novo havia mandado. Corei fortemente ao vê-lo daquele jeito a minha frente. Chan se esticou até a gaveta da cômoda ao lado, pegando um tubo de lubrificante. Engoli seco Quando ele começou a despejar tamanha quantidade em minha entrada.

— Volte a se sentar... — Disse, e Soonyoung voltou a ficar atrás de mim. — Jihoon... — O olhei. — Senta no pau de Soonyoung.  — Nossa, que direto. Gostei.

— O-O quê? — Arregalei os olhos.

— Você me ouviu, não me faça repetir, certo? — Me encolhi, mas eu fiz o que me foi mandado.

Comecei a me sentar devagar, sentindo o membro duro do Kwon me adentrar vagarosamente. Sentei forte e violentamente, gemendo alto e ouvindo Soonyoung gemer também.

— Que menino obediente! Deveria continuar assim. — Ele riu soprado. — Soonyoung, se mexa.

Ai gente, tô adorando esse Chan dominador... Oi? Quê? Eu não disse nada...

Gemi arrastado ao sentir ele se mover lentamente dentro de mim - provavelmente tentando não me machucar.

Chan voltou a me chupar, enquanto Soonyoung entrava e saía de dentro de mim.

— A-Aah... S-Soony... M-Mais rápido...

Ele não disse nada, apenas aumentou a intensidade das estocadas, me fazendo tombar a cabeça para trás em deleite.

— H-Humm... C-Channie... — Agarrei os cabelos negros do mais velho, sentindo ele me chupar com vontade.

— Você gosta disso Hoonie? — Soonyoung perguntou rente ao meu ouvido. — Gosta de como eu meto fundo em você? — Assenti, não conseguindo dizer uma palavra. — Se for para depender de mim, você fica sem andar por uma semana... — Riu soprado, levando sua mão para meu rosto, adentrando dois de seus dedos em minha boca.

— S-Soony...

Chan fazia movimentos lentos com sua língua, me fazendo - às vezes - empurrar mais o quadril contra seu rosto. Ele parou o que estava fazendo, e eu o olhei confuso. Ele fez sinal para que Soonyoung parasse também e chegou perto de meu ouvido, sussurando:

— Yah, Hoonie... — Me arrepiei com seu tom de voz rouco. — Será que você aguentaria dois?

P.O.V Soonyoung

— Jihoon, você... Hum? Ele dormiu...

(N/A: HAHAHAHAHA ENGANEI VOCÊS)

— Aish... — Balancei a cabeça negativamente. — Minyoung Noona... — Chamei e ela logo veio para perto de mim. — Poderia me fazer uma xícara de café?

— Claro, já trago. — Ela voltou para a cozinha.

Peguei o caderno de Jihoon, abrindo em minha matéria. Não tinha nada, apenas uma atividade que eu havia passado no comecinho do ano, e ela não estava respondida.

Suspirei, passando pra outras matérias. Estranho... Em todas as matérias têm muitas atividades feitas - a não ser a minha e a de Chan. Isso faz eu me perguntar qual o problema que esse garoto tem conosco.

— Aqui... — Minyoung voltou com uma xícara fumegante.

— Obrigado, noona. — Sorri para ela, vendo ela voltar para a cozinha.

Me levantei de onde eu estava e me sentei em uma cadeira ao lado de Jihoon, vendo o Lee dormir como um anjo. Ri.

— O que eu deveria fazer com você?

Suspirei, tomando um gole de meu café.

— H-Humm... — Ouvi um gemido vindo do Lee, o que me fez olhar para o mesmo assustado. 

Ele tá sonhando?

Cheguei um pouco mais perto dele, vendo que realmente estava adormecido. Pensei em acordar ele, mas não o fiz. Poucos minutos se passaram e ele continuava em silêncio, eu ia o cutucar para acordá-lo, mas antes que eu fizesse isso outro ruidinho saiu de sua boca:

— A-ah... C-Chan...

Engasguei, ele tá sonhando com o Chan?

Eu ri baixo, voltando a tomar um gole de meu café. Peguei o celular e abri em uma conversa minha com Seungcheol.

[19:35] Eu: Cara, você não vai acreditar

[19:37] Cheol: Fala, embuste

Você transou com Chan de novo? Finalmente deixou ele ser ativo?

[19:38] Eu: Nunca na minha vida

Depois daquela noite eu nem quero cogitar a ideia de ser passivo de novo

[19:38] Cheol: Até porque você ficou mancando por uma semana

Parece que ele descontou às vezes que você deixou ele sem andar

[19:39] Eu: Cala boca

Enfim, isso não é sobre eu e o Chan

Sabe aquele meu aluno? O Jihoon

[19:40] Cheol: Aquele que vive andando com o meu namorado e que se pudeseem você e o Chan pegariam? Sei

O que tem o garoto?

[19:41] Eu: Como eu tinha te dito, eu ia dar aulas extras pra ele depois das aulas...

[19:42] Cheol: Tá, e daí?

[19:43] Eu: Ele tá aqui do meu lado, dormindo

E ele tá gemendo o nome do Chan

[19:44] Cheol: Puta que pariu

Sério?

[19:44] Eu: Muito sério

Caralho, ele tem um gemido bonito pra porra

[19:45] Cheol: Deve ser porque ele canta

[19:46] Eu: Que nada a ver da porra

Tirei minha atenção do celular ao ouvi-lo gemer mais uma vez e dessa vez, não era o nome de Chan:

— A-Aah... S-Soony... M-Mais rápido...

Eu quase morri engasgado com o café. Além de sonhar com o Chan, ele também tava sonhando comigo?

[19:50] Eu: PUTA QUE PARIU DE QUATRO NUMA BANHEIRA COR DE ROSA

[19:51] Cheol: Calma, o que foi criatura

[19:52] Eu: Ele acabou de gemer o meu nome, cacete

[19:52] Cheol: Que menino safado, já não basta um, agora os dois

O que ele disse?

[19:53] Eu: "Mais rápido Soony"

É normal eu gostar disso?

[19:54] Cheol: osh, sei lá

Cara, o garoto quer vocês, aproveitem

[19:55] Eu: Sei lá, não sei se consigo imaginar o Jihoon assim

[19:55] Cheol: Consegue sim

Não diz pro Jeonghan que eu disse isso mas esse baixinho é gostoso pra caralho

Se eu não namorasse com Jeonghan, eu pegava

[19:56] Eu: Que ele é gostoso eu tenho que concordar, mas eu acho que Chan não gosta tanto assim dele

[19:57] Cheol: Gosta sim, um dia desses Chan me disse que teve um sonho erótico com esse garoto

[19:57] Eu: Amas eu não sabia disso

Bom saber, bom saber...

— H-Humm... C-Channie...

Ouvi ele gemer de novo.

[19:59] Eu: Mas ainda tem a questão daquela pessoa que manda mensagens para nós

[20:01] Cheol: Sua anta, pode ser o Jihoon

Pega o celular do garoto e vê se você acha a conversa de vocês com ele

[20:02] Eu: Você acha que é? Sei não... Jihoon não parece ter coragem para isso

[20:03] Cheol: Se não for, vocês vão ter que escolher entre o Jihoon e esse outro menino

Enfim, eu vou sair

Jeonghan está chamando

[20:03] Eu: Vocês já vão transar de novo?

Caralho hein

[20:04] Cheol: Vai se foder

Ri, desligando o celular e o deixando em cima da mesa.

— S-Sonny...

Olhei para o Lee ainda adormecido ao meu lado, cutucando ele levemente para tentar acordar ele. Menos de dez minutos depois, ele começou a se mexer.

— H-Hum? — Ele levantou a cabeça devagar. — Foi um sonho? Porra... Decepção... — Murmurou, me fazendo segurar o riso.

— Você dormiu.

— Ah... — Ele se endireitou, olhando para baixo. — H-Hum... E-Eu preciso ir ao banheiro, pode me mostrar onde fica? — Ele corou.

— Claro. — Ri baixo. — Me siga. — O levei até o banheiro, vendo ele se trancar lá dentro.

Jihoon P.O.V

Puta que pariu! Era a porra de um sonho! E aquele arrombado tava rindo da minha cara por quê? Será que eu tava falando enquanto eu dormia e ele escutou? O que será da minha pessoa agora? Como eu vou olhar pra cara dele de novo? Peguei o celular e mandei uma mensagem para Seungkwan:

[20:16] Eu: Seungkwan caralho

Tu não vai acreditar no que me aconteceu

[20:19] Kwan: O quê?

[20:20] Eu: Eu tive a porra de um sonho erótico com Soonyoung e Chan e agora eu tô todo molhado

[20:20] Kwan: Sério?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

[20:21] Eu: Não ri porra

E o pior: Eu acho que enquanto eu dormia, eu tava gemendo

[20:22] Kwan: KKKKKK

Que vergonha da porra

[20:22] Eu: Ele tava rindo da minha cara!

Aaaaa eu já posso morrer?

[20:23] Kwan: Pode

Onde é que tu tá?

[20:23] Eu: Trancado no banheiro

[20:23] Kwan: Sai daí

Pede pra ir pra casa, diz que tá cansado

Depois você resolve esse seu probleminha aí embaixo

[20:25] Eu: Tá

A cacete

Foi tudo um sonho...

Eu queria que tivesse sido verdade

[20:27] Kwan: Então pede para eles cuidarem do teu problema, ué

[20:28] Eu: Prefiro preservar o resto de dignidade que eu tenho

[20:28] Kwan: Então fique só na vontade

Bufei, guardando o meu celular.

Olhei pro meu problema entre as pernas e corei.

— Eles ainda vão me pagar por me deixar assim...


Notas Finais


Vergonha da porra kkkkk
Eu sei que esse mini-lemon tá um cu, mas foi o que eu consegui fazer por agora, até porque prefiro me dedicar mais para o lemon verdadeiro

Meus xuxus, amo vocês, espero que não queiram me matar por ter sido um sonho rsrs ♥

Meus bebês, provavelmente a data de atualização da fic vai ser toda sexta ou quarta (eu acho)

Desculpem qualquer erro, não revisei

~Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...