1. Spirit Fanfics >
  2. Teacher's reforciment - Jung Hoseok >
  3. Namjoon e Taehyung

História Teacher's reforciment - Jung Hoseok - Capítulo 6


Escrita por: e menina_lauraaa


Notas do Autor


Leiam as notas finais, é importante.

Capítulo 6 - Namjoon e Taehyung


Quando eu tento falar algo em minha defesa ele simplesmente vida para frente, fechando a cara e me ignorando. Torço meu nariz, achando estranho tal atitude, mas decido ignorar o por que do Hoseok estar daquele jeito.

[...]

O homem pigarreia fazendo os alunos ficarem em silêncio.

"Bom meus queridos alunos, ano novo, pessoas novas." O homem fala, deixando bem claro minha deixa. "Aluna nova, poderia se apresentar, por favor?" Ele ergue a mão em direção a turma.

Suspiro pesadamente me levantando e andando até a frente da sala.

"Olá a todos, meu nome é Kate e eu tenho 16 anos." Falo rápido e me curvo.

"Já que a senhorita Kate já se apresentou, peço que todos vocês me acompanhem." O professor fala e todos os alunos se levantam.

Espero Hoseok, Namjoon e Taehyung se aproximarem para eu começar a andar, não sei por que, mas eles foram os últimos a sair.

"Vamos gente? Não gosto do muito do ar que esses seres humanos passam pra gente." Nam fala, passando por mim e colocando as mãos nos bolsos.

"E então Kate, já escolheu o lugar que vai se sentar pelo resto do ano?" Tae chega do meu lado e sorri para mim.

"Na verdade eu já tinha discutido isso com o Hoseok antes Tae." Falo sorrindo e sentindo minhas bochechas levemente quentes pela proximidade.

Olho para Hoseok para fazer alguma interação com ele, mas ele estava de cara fechada e braços cruzados, o que era estranho, ele não era o tipo de pessoa que ficava de cara feia, pelo menos do que eu sabia até agora. Ele me encara de volta e ficamos um pouco assim, acho que acabei me perdendo nos olhos castanhos do mais alto, mas alguém percebeu e me cutocou. Ao olhar para lado vejo Tae, que parecia querer me alertar de algo.

"O que foi Tae?" Pergunto ajeitando minha postura.

"Er- nada, só achei estranho você ficar encarando algo lá atrás." Ele fala tapando minha visão de Hoseok.

Sorrio breve e Hoseok e começa a andar ao lado de Namjoon, os dois estavam conversando sobre algo animado, aparentemente, já que ambos sorriam e faziam gestos animadamentes. Me perco observando os dois, eles pareciam tão animados e soltos, principalmente o Hoseok, seu sorrio tinham um formato de coração, o que o deixava fofo. Paro de observar quando vejo uma mão balançando em frente ao meu rosto.

"Terra chamando Kate." Escuto a voz grossa de Taehyung me chamando. "Oi, tá viva?" Ele me encara.

"Opa." Falo sentindo meu rosto esquentar aos poucos. "Aconteceu algo?" Pergunto e abraçando meu corpo.

"Na verdade, gostaria de mostrar a estante de troféus." Ele fala apontando para meu lado esquerdo.

Minha boca cai ao ver o tamanho da tal estante, eram muitos troféus e medalhas.

"Nossa Tae, você ganhou alguma dessas?" Pergunto animadamente.

"Ganhei uns cinco trofeis e muitas medalhas. Mas quem realmente ganhou várias foram aqueles nerds." O mais alto aponta para Hoseok e Nam.

"Ei Nam, Hoseok." Falo e ando rápido para chegar neles. "Quais as foram suas conquistas aqui?" Pergunto me relacionando a estante.

"Eu ganhei por competições acadêmicas, afinal meu QI é um pouco elevado, mas eu não me importo com esse tipo de coisa." Namjoon fala sorrindo, mostrando suas belas covinhas.

"Eu ganhei por competições acadêmicas também, mas minhas principais são as de dança." Ele fala olhando em algum ponto fixo, parecendo orgulhoso.

"Nossa que incrível." Falo, animada. "Adoraria participar dessas competições, eu não tenho medalhas, nem trofeis." Falo dando de ombros.

Hoseok ia fazer algum comentário, mas logo fechou a cara ao ver um grupo, mas especificamente um garoto, Namjoon e Tae fizeram a mesma coisa. Acho estranho e decido olhar pra onde eles estavam olhando, até ver um garoto baixinho se aproximando de nós.

"Olha só, se não são os nerds da escola." O garoto de cabelos pretos esvoaçantes fala.

"Vai a merda Jimin, ninguém te quer aqui." Namjoon fala, revirando os olhos e cruzando os braços.

"Olha só, que mal educado, sua mãe não te ensinou o que era educação? Ah pera, ela te abandonou cara de sapo." Ele fala e o grupinho a nossa volta começa a rir.

Vejo Namjoon se posicionar para socar a cara do mais baixo, mas antes de tudo me coloco em sua frente, não sabia o contexto daquilo, mas não queria receber uma punição no primeiro dia.

"Nam, não vale a pena." Falo segurando em seu peito. "Pelo menos não aqui no colégio." Olho para o desconhecido com um olhar de ódio.

"Olha só que interessante, os nerds tem uma amiguinha." O garoto fala se aproximando de mim. "Ou será que vocês estavam tão na seca que precisavam de uma garota pra se satisfazer?" Ele fala olhando para mim.

Minha boca cai chocada com tal informação, engulo em seco e sinto lágrimas chegando. Sinto um corpo passando ao meu lado e logo me abraçando.

"Deixa a gente em paz." Hoseok fala Me puxando pelo braço.

Ainda estava chocada com o que ele disse, mas que merda tinha na cabeça daquele menino? O meu preparamento pra essa escola foi direto por água a baixo.

"Olha, ela tá toda vermelha." O garoto fala e bagunça meu cabelo. "Vocês poderiam ter arranjado uma garota mais solta. Você podia ficar um pouco comigo." Ele fala se aproximando um pouco com um sorriso.

"Deixa ela em paz, se não vai se ver comigo." Hoseok fala e ele é parado por um pigarreio.

"Se continuarem, mandarei os quatro para detenção no primeiro dia de aula." O professor afirma grosseiro.

Jimin solta uma risada fina, saindo dali e voltando para seu grupo de amigos, olho eles se afastando de nós enquanto meu rosto esquentava de ódio e vergonha, eu não sabia quem era aquele garoto, mas eu já o odiava. Eu estava a ponto de chorar, Hoseok aparentemente percebeu, por concentrou sua atenção em mim.

"Ei Kate, me escuta." O garoto fala me segurando pelos ombros delicadamente. "Eu sei e escutei o que ele disse, mas por favor não ficar assim." Ele pede, mas não consigo me controlar.

Tento falar alguma coisa mas nada sai da minha boca, me solto de Hoseok e corro para algum lugar que eu possa me trancar. Foi a pior decisão do mundo vir pra cá, sabia que uma hora ou outra isso ia acontecer.
Me tranco na primeira porta que vejo, ao notar o cheiro e q falta de espaço percebo que estou na sala do faxineiro, me deixo cair no chão e sentir as lágrimas caindo dos meus olhos. Aquela sensação era horrível, as paredes pareciam me apertar naquele espaço pequeno, a luz fraca do ambiente pareciam piscar toda hora e aquelas estantes com produtos de limpeza pareciam cair em mim.

"Kate, eu sei que você tá aí, abre a porta." Escuto a voz doce de Hoseok me chamando.

"Vai embora, quero ficar sozinha." Falo tentando não transparecer minha voz de choro.

"Não Kate, não vou te deixar sozinha." Ele fala e eu sinto ele fazer peso na porta. "Por favor, eu não surto que nada aconteça com você." O garoto afirma, me fazendo engolir o choro.

"Não Hoseok, eu quero ficar sozinha, sabia que não deveria ter saído de casa, esse lugar não é pra mim." Falo escondendo minha cabeça entre minhas pernas, tentando não escutar aquelas vozes.

"Não Kate me escuta." Escuto uns barulhos vindos do lado de fora e então ele continua falar. "Eu sei que tudo isso é bem difícil e estranho, sei que você tá mal pelo o que aquele babaca disse, mas eu estou te pedindo pra você tentar esquecer." Ele fala e eu suspiro limpando o nariz.

"Continua." Falo me ajeitando no chão dando espaço pra porta ser aberta.

Escuto alguns barulhos vindo de fora do quartinho, mas ignoro, só me abraçando mais forte e fechando meus olhos, sinto o garoto se sentar atrás de mim e suas costas se encostarem na minha.

"Kate, eu sei que ouvir coisas assim não é nenhum pouco legal, sei disso." Escuto ele falando, ele parecia preocupado demais. "Eu não sei o que dizer ela te ajudar, mas eu realmente não gostei nem estou gostando de te ver assim, me machuca te ver tão mal." Ele fala e se move em minha direção.

"Eu não sabia que seria assim Hoseok." Falo limpando meu rosto. "Eu estava melhor em casa, as coisas não eram tão difíceis assim." Falo olhando em seu rosto.

Ele faz menção de que iria falar algo, mas fica calado. Ficamos um tempo assim, somente nossa respiração era ouvida, eu já estava mais calma, ele em nenhum momento parou de olhar pra mim, parecendo se certificar se eu estava bem.

"Olha." Ele começa pegando em minha mão. "É difícil ter que escutar palavras de babacas como aquele idiota, principalmente se estiver sozinha, mas Kate." Ele leva sua mão até meu queixo, me forçando a olha-lo. "Você não está sozinha, eu estou aqui, não importa como e quando, eu vou sempre estar aqui." Ele sorri calmamente.

Meu coração parecia ter parado de bater por um momento, eu estava perplexa com tal situação, não me imaginava desse jeito com alguém.
Ficamos nos encarando, até o mais alto começar a se aproximar de mim, durante sua aproximação ele fazia um carinho com o polegar no meu dedo. Engulo seco ao perceber que a distância entre nossos rostos eram de centímetros, fecho os olhos imaginado o que poderia acontecer, mas antes que algo aconteça escuto o barulho da porta ser aberta. Me jogo para trás e empurro o garoto pra longe de mim, olho para cima e vejo Namjoon, nos encarando.

"Eu não vi nada." O mais alto fala e se afasta da gente.

Hoseok olha para mim e solta uma risada fofa, então se levanta erguendo sua mão para mim, paro um pouco para observar o garoto, eu sinceramente me senti em um anime, só faltava aquelas flores de cerejeira caindo atrás dele.

"Kate?" O garoto balança a mão em frente ao meu rosto. "Tá viva ainda?" Ele fala sorrindo fofo.

Sinto meu rosto esquentar gradativamente, pego em sua mão e me levanto, batendo em minha roupa para limpar a poeira.

"Acho melhor irmos." Falo passando pelo garoto e limpando meu rosto.

Escuto ele dando uma risada e começamos a andar juntos, mais a frente vejo Namjoon olhando para nós com uma cara safada.

"Vocês demoraram viu." Ele fala, com um sorriso muito malicioso "Vamos logo, se não vão brigar sério com a gente." Ele fala empurrando nós dois para algum lugar.

Solto uma leve risada, ainda meio abalada pelo o que aconteceu, mas minha mente é ocupada pelos sons que eu escutava vindo de dentro do que parecia um auditório. Entramos rapidamente, pois o que parecia a reunião já havia começado.

"Bom dia alunos do meu querido terceiro ano." Um homem de estrutura alta e musulosa fala, erguendo os braços e sorrindo atenciosamente.


Notas Finais


Eu passei um ano escrevendo esse fic, mas eu ficava muito desanimado quando não tinha nenhum comentário ou favorito, então decidi reescrever.
Eu mudei minha forma de escrita justamente para agradar todo mundo, mas mesmo assim ninguém comenta ou fala nada, eu não vou me deixar abalado em relação a isso, pois uma das minhas melhores amigas está me ajudando muito.
Então gente do meu coração, se vocês puderem, dêem uma força, ajuda muito. Beijos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...