1. Spirit Fanfics >
  2. Team OHB >
  3. Pelo Respeito e Pelo Amor

História Team OHB - Capítulo 3


Escrita por: JCBreezy934

Capítulo 3 - Pelo Respeito e Pelo Amor


— Eu deveria te arrebentar — fala Chris em resposta ao sorriso irônico do homem desconhecido — Para você nunca mais meche com a mulher dos outros

— Chris para, para — grita Katheryn desesperada — Ele que trouxe a Tayla.

***

Chris respira fundo e abaixa a cabeça por um curto momento para tentar se acalmar

* * *

— Tudo bem — diz Chris soltando o homem desconhecido que o olha desconfiado — Agora é hora de embora.

— O que? — pergunta mãe de Tayla incrédula — Ele salvou a vida dela e você o ta expulsando?

— Por isso tou deixando ele vivo — diz Chris fuzilando o homem com os olhos — Por que eu deveria espanca-lo ate ele desmaia e deixa-lo fica sangrando.

***

O homem desconhecido sorri e abre a boca para dizer algo, mas é interrompido por Trey.

***

— Se eu fosse pensaria muito bem no que vai fala — fala Trey em tom de ameaça — Na verdade acho que você ta sobrando aqui

***

O homem sorri mais uma vez olha para traz e com um pisca de olho ele se despede de Katheryn e sai calado com a mão no nariz que ainda sangrava.

***

— O que foi aquilo? — pergunta Katheryn.

— É chefe não entendi nada — diz Tyga se aproximando com Jenner

— Depois eu te conto — fala Chris se aproximando de Tyga — Quero que você o siga pra mim

— Ta bom — fala Tyga soltando Jenner

***

Tyga sorri, da um beijo em Jenner e sai as pressas, enquanto Chris tentava entende como tudo aquilo pode acontecer

Todos seus inimigos o respeitava, ou tinham medo dele. Por que então um ataque direto? Quem seria tão maluco? Será que o medo e o respeito que ele e sua equipe conquistaram estava acabando?

Se fosse esse o caso ele e sua equipe estariam em sério apuros. Por que se a notícia que seu respeito enfraqueceu ou o medo imposto tivesse acabado se espalha-se, seria uma péssima ideia, pois geraria mais Ataques. O que seria ruim, por isso ele tinha que agir rápido e descobri quem estava por trás dessa loucura

***

— Pode me explica o por que daquele ataque? — pergunta Katy quebrando o silêncio que havia se estabelecido após a saída de Tyga

— Eu estava com raiva e precisa extravasa - explica Chris — e ele já tinha dado em cima de Tayla hoje cedo

— O que? — pergunta Katy incrédula — aposto que ela tava dando bola

— Cala boca — fala Chris alterado e colocando o dedo no rosto de Katheryn — Não fale nunca mais desse jeito da Tayla

***

Ao ver que Chris estava alterado Leonardo aparenta esboça uma reação, mas antes que ele conclui se Trey o segura pelo braço e com o dedo faz sinal de negativo e o mostra a 45 semi-automática que ele portava acalmando assim Leonardo.

***

— Falo como eu quiser ela é minha filha — diz Katheryn alterando o tom de sua voz — E Tayla nunca foi uma santa

— OLHA SÓ O QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO — grita já segurando os dois ombros de Katy — EU NÃO VOU PERMITIR QUE VOCÊ FALE ASSIM DELA 

***

Ao ver Chris aquele garoto enorme sobre ela Katy assustada e se calou. Ela nunca havia visto o garoto daquele jeito, ela não sabia qual seria sua reação.

***

— Você é mãe, como pode fala isso — fala Chris soltando Katheryn e deixando algumas lágrimas escorrerem pelo seu rosto — Ninguém ta obrigando você a ficar aqui, pode ir embora.

***

Feze-se um silêncio no correndo e quando Katheryn iria dizer algo Chris a enterrompeu.

***

— Mas se você for, nunca mais procure por Tayla — fala Chris enxugando as lágrimas que estavam no seu rosto — Estou cansado de vocês a fazerem sofrer.

***

La fora do hospital Tyga seguia as ordens de Chris e estava seguindo o homem desconhecido que não era nada menos do que Drake o cara que mais cedo havia dado em cima de Tayla pelo whatsapp.

Drake era um velho conhecido da época que o jovem era músico, Drake tinha uma competição partícula com Chris. Ele sempre se dizia melhor que Chris, mas o jovem sempre mostrava o contrário com suas composições e performances. Drake ainda cantava e pelo que podemos ver ele ainda mantem a competição com Chris.

***

— Pode fala — diz Chris atendendo o telefone.

— Chefe ele descobriu que estou o seguindo — fala Tyga do outro lado da linha

— Mas você foi cauteloso? — pergunta Chris

— Sim — responde Tyga — Ele ta andando em lugares aleatórios sem propósito.

***

— Toc, Toc, Toc — ove-se um barulho fora do carro chamando atenção de Tyga

— Chefe vou te que desligar — diz Tyga ao ver o sinal do cara que estava na janela do carro — 3.1-2

— Muito bem — fala o cara sacando uma pistola — Agora bem de vaga saia do carro

***

Tyga abre a porta e logo que vê a pistola já põem as mãos para o alto. O garoto analisava a situação em que ele se encontrava, eram três homens pouco maiores que ele possivelmente todos armados, mas a única arma avistada era a que estava apontada para ele.

O cara que tinha posse da pistola ria enquanto a segurava na direção de Tyga. a mais ou menos uns 5 metros estava o outro que cara que se situava a direita do garoto. Na mesma distância só que do outro lado estava outro capanga.

Tyga se mantia pensativo em meio aquela situação, que se encontrava a pouco tempo, mas que pareciam horas e horas. O garoto então tomou uma perigosa decisão, pondo assim um ponto final naquela situação cômoda.

***

— Era o Tyga? — pergunta Jenner

— Sim — responde Chris — E a situação não ta boa pra ele

— Por que você está falando isso? — pergunta Jenner assustada.

— Por que antes dele de liga o telefone ele disse: 3.1-2 — fala Chris pensativo.

— O que significa isso? — pergunta Jenner preocupada com o namorado

— Significa que a 3 cara e um deles esta armado — explica Justin se aproximando da garota

— E vocês não vão fazer nada? — pergunta Jenner com a voz já trêmula

— Não podemos fazer nada — fala Justin abraçando Jenner

— Temos que espera que ele se comunique de novo — diz Chris pensativo

— E se isso não acontece? - perguntou Jenner em meio as lágrimas que ela não lutou para segura e afundando seu rosto no ombro de Justin

— Lembre-se que o Tyga tem treinamento — fala Chris seco e frio — Ele sabe como se porta diante desse tipo de situação

***

Chris parecia certo do que falava e as vezes soava frio dando a impressão de que não se importava, mas por dentro ele estava em choque.

Primeiro a Tayla e a Selena, agora Tyga e mais uma vez ele via-se no escuro, sem sabe o que fazer ou qual atitude tomar.

***

Tyga aproveitou que o cara que apontava a pistola para ele abaixo a guarda e o atacou. Com a mão direita em um movimento rápido ele desarmou o capanga e com o braço esquerdo com outro movimento rápido ele transfere um golpe com o cotovelo acretando em cheio a cabeça do capanga que já cai desmaiado.

Já em posse da arma ele olha para o que estava a sua direita que ao percebe que o amigo estava inconsciente tenta fugir, mas Tyga o acerta na perna com um tiro o cai no chão se contorcendo de dor. Quando Tyga vira para sua esquerda para se defende do outro capanga ouve-se barulho de sirenes que faz o outro comparsa recua e fugir

***

— Polícia de Maime abaixe a arma — grita um dos policiais que cercavam Tyga

— Calma isto é uma operação secreta — diz Tyga pondo a pistola no chão e pegando seu distintivo

***

Os policiais se aproximam e detém Tyga. Um dos policiais pega o distintivo de Tyga e sai para verificar se é verdadeiro enquanto o outro o algemavá e o mantia preso dentro da viatura.

Minutos depois o policial que estava com o distintivo de Tyga volta e manda que soltem o garoto e se desculpa pelo transtorno.

Tyga já livre das algemas sorri e diz que esta tudo bem e pega o telefone e liga para Chris enquanto os policiais prendiam os meliantes e os levaram para as viaturas a espera das ordem de Tyga.

***

— Oi — diz Chris ao atender o telefone

— Chefe consegui deter 2 — explica Tyga — Mas um fugiu

— Só precisamos de um — comenta Chris — Tire eles da ai

— Entendido — diz Tyga antes de desliga o telefone

* * *

Tyga então se dirige a delegacia de Miame Beat com os polícias.

***

— Onde eles estão? — pergunta Chris ao chega na delegacia

— Estão numa cela especial — responde um dos policiais — junto com seu agente

— Me levem ate eles — fala Chris.

***

Os policiais sem nenhuma objeção, acenam que sim e pedem que Chris e Trey os acompanhe

***

— Onde vocês estão indo? — pergunta o superior se apresentando

— Não è da sua conta — diz seco e sinaliza com a cabeça para que continuem andando — não se intrometa

— Isto são modos de fala com seu superior — fala encarregado colocando a mão no ombro direito de Chris

***

Chris rapidamente pegou a mão do encarregado o girando de forma que sua outra mão alcance a gola do terno e o lançou com força contra parede. O encarregado choco-se contra parede tão forte que seu nariz quebrou com impacto.

Ao ver os movimentos de Chris e o encarregado no chão sangrando um dos seguranças tentou esboça uma reação, mas foi interrompido por Trey que já havia sacado sua 45 semi-automática e colocou na nuca do segurança.

Que ao sentir o cano frio da pistola encostar na pele virou para trás e viu Trey balançando a cabeça de forma que disse-se "acho melhor não fazer isso".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...