História Tears in the rain - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Fluffy Romance, Jungkook, Kooktae, Kookv, Lemon, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 86
Palavras 4.768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ, MEUS ANJINHOS <3

ANSIOSOS PRO COMEBACK DO ANO? eu já estou surtando muito depois dos teasers, Kim Taehyung me fez chorar e está me fazendo chorar nessa fanfic.

EU TÔ MUITO ANSIOSA PRA VER O QUE VOCÊS VÃO ACHAR DESSE CAPÍTULO. SÓ DIGO UMA COISA: FINALMENTE.

Leiam as notas finais, vou deixar a playlist da fic no youtube e spotify.
Boa leitura!

Capítulo 9 - Doce


Eon acordou naquela manhã repassando mentalmente as atividades que tinha para realizar no dia, o cansaço causado pela gravidez era aparente, a palidez, olheiras. Estava exausta mas aproveitaria que Taehyung estava trabalhando e sairia pela manhã sem que ele soubesse, voltaria para casa e esperaria o irmão mais velho para que fossem ao supermercado fazer compras para o jantar que fariam para Jungkook. Ele estava ansioso.

Seria mentira dizer que ela não estava curiosa para conhecer o rapaz com quem Taehyung estava saindo. O rapaz do sorriso de coelho. O castanho havia lhe dito que não namoravam ainda, mas que Jungkook era mais do que especial para ele, além do mais seria um ótimo incentivo para que o mais velho desviasse o foco dela, coloria foco em Jungkook, daria importância a algo que o irmão estivesse com a atenção voltada.

Tomou o seu café rápido enquanto terminava de se arrumar e rumou ao seu destino.

Eon pouco conhecia Busan, só tinha visitado a cidade quando muito pequena para visitar os avós em uma de suas férias escolares junto do irmão, então resolveu pegar um táxi e ficar perto do endereço que havia encontrado na internet. Naquela manhã ela iria começar suas pesquisas “de campo”. O endereço ficava em um bairro bem escondido e distante da sua casa, teria que pagar caro pelo táxi de ida e volta, mas nem se importou.

Aparentemente a clínica estava fechada, o vidro era escuro dificultando a visão de Eon, no canto superior direito da porta havia uma campainha que ela tocou pelo menos por três vezes e esperou mais ou menos um minuto para que aparecesse alguém. Quando a porta foi aberta atrás dela estava uma mulher de meia idade, deveria estar por volta dos seus cinquenta e cinco anos e fazia uma expressão de desconfiança ao olhar para a menor.

- O que deseja?

- Eu achei o endereço de vocês na internet... – diminuiu o tom da voz.- vocês realizam abortos?

A mulher olhou para a barriga de Eeon e viu um pequeno volume já presente ali, abriu a porta completamente para que a mais nova entrasse na clínica.

- Sim, nós realizamos. Você pode se sentar eu vou buscar os documentos de informação.

O nervosismo de Eon era evidente, ela suava frio, suas pernas tremiam o peito subia e descia raidamente e ao mesmo tempo pensava em Taehyung, o que ele faria quando descobrisse, e se ela não sobrevivesse? Sua cabeça estava a mil por hora, mas a dor em seu coração era tão grande que talvez valesse a pena arriscar. Além do mais não faria nada hoje, só estava checando opções. Despertou do transe ao ver a mulher que deveria ser a recepcionista do lugar retornar com alguns papéis nas mãos, estendendo para ela.

- Aqui estão algumas informações sobre como ocorre o procedimento e os valores, depois que você pagar nós não devolvemos o dinheiro mesmo que desista de realizar.

- Entendo... e-eu posso falar com o médico que vai fazer?

- Você pode falar com ele quando o valor for efetuado e você só o verá no dia que escolher fazer.

O clima daquele lugar era tão pesado que Eon se sentia cansada somente de entrar ali, como se sua energia estivesse sendo drenada. Como abortar seria sua última opção não apelaria ainda para o procedimento, porém não tinha muito tempo para se decidir já que não demoraria muito para entrar no terceiro mês de gravidez.

- Ok, obrigada, eu vou pensar e ligo se tiver alguma dúvida.

- Está bem...se quer um conselho pense com muito cuidado antes de decidir.

- Irei... obrigada.

Quando chegou em casa sentou na cama olhando para os papéis que tinha recebido e resolveu os esconder na sua gaveta de roupas íntimas para não correr o risco de que Taehyung visse, ele estava se saindo um ótimo dono de casa sempre fazendo faxina quando tinha tempo livre, em uma dessas poderia encontrar os papéis e com certeza uma discussão cheia de choro e drama começaria. O mais engraçado é que ele nunca tinha limpado uma casa antes deles dois irem morar sozinhos, ele realmente se esforçava para fazer o melhor por ela. Ela agradecia por isso e esperava que ele a perdoasse um dia por tudo que estava decidindo fazer.

------------

 

- Será que o Jungkook bebe?

- Se ele bebe eu não sei, mas que eu bebo você pode ter certeza que sim.

Taehyung e Eon caminhavam pelo supermercado tentando escolher os ingredientes para o jantar que fariam para Jungkook no sábado, na verdade Eon o faria, o mais velho só se encarregaria de buscar o moreno em casa e ajudar a irmã a arrumar a casa. Apesar de estar se saindo bem arrumando a casa o castanho era péssimo em cozinhar.

- Tae, é um jatar de família não é pra você ficar bêbado e assustar o menino... será que ele prefere comida tradicional ou eu deveria fazer massa?

- Hm, Vou perguntar... – enviou uma mensagem ao mais novo.

Você: Sobre sábado... comida tradicional ou alguma massa?

Jk Treinador: hmmm... massa?

Você: ok.

Jk treinador: é você que vai cozinhar?

Você: mas é claro!

Jk treinador: espero que eu sobreviva depois dessa noite.

Você: está cheio de gracinhas, Jeon Jungkook.

Jk treinador: aprendi com você....

 

- Vai ficar rindo igual bobo pro celular ou vai me dizer o que ele prefere?

- Não estou rindo feito bobo... – Taehyung fingiu indignação.

- Deveria se olhar no espelho então, a baba é quase que visível.

- Obrigada.

- Por?

- Por estar fazendo isso, o jantar. Isso é importante pra mim...

- Nossa, você tá tão apaixonado... isso me dá náuseas. – fingiu uma cara de nojo.

- Nem agradecer eu posso sem que você diga isso...

- Enfim, o que ele decidiu?

- Massa!

- Pegue o queijo então... e guarde esse celular ou vamos demorar dias aqui dentro.

 

-------------------

Quando Jungkook contou a Jimin que a garota que tinham visto junto de Taehyung naquele dia era irmã dele o Park arregalou os olhos e começou a rir, riu tanto que quase se jogou no chão, enquanto Jungkook olhava sem entender e indignado que a maior vergonha de sua vida servisse de piada para o amigo.

- Sério que você vai rir? Agimos como idiotas e quase eu perco qualquer chance de conhecer melhor o Taehyung.

- Cara, me desculpa, mas eu só consigo pensar na cara que você fez quando ele contou. – falou limpando as lágrimas que tomavam conta dos olhos de tanto que riu.

- Ok, eu agi como um idiota precipitado, mas o que eu podia fazer? o cara não te contava nada! Se ela realmente é irmã dele por que guardar tanto segredo?

- Ele disse que é um assunto delicado, que com o tempo vai me contar...

- Eu realmente preciso olhar pra cara desse cara e detectar se ele tá mentindo pra você ou não.

- Você não vai me fazer vergonha, eu não vou deixar. Não dessa vez.

- Desculpa mas é impossível eu te fazer mais vergonha do que você mesmo. – e se botou a rir novamente enquanto Jungkook fazia um bico de raiva pelo descaso do amigo.

 

Amanheceu o sábado e o sol apareceu em um céu azul tão vivo e bonito que era impossível não parar para admirar, Jungkook levantou assustado lembrando que o jantar seria naquela noite e ele estava na casa de Jimin como todos os sábados depois da noite de jogos. E mal conseguiu dormir pensando em como seria conhecer Eon e se ela ia gostar dele. Ele esperava muito que sim.

Conheceria a irmã de Taehyung e estava mais nervoso do que nunca, tratou de despertar de vez e acordar o amigo.

- Jimin? – balançou o amigo e nada dele ao menos se mexer – Jimin, acorda!

- Hmm, só mais um pouco... Yul você é tão cheiroso... – Jungkook quis rir por ver o amigo chamando por um nome que ele não conhecia.

- Quem é Yul? Acorda, é sério. – meteu o dedo no ouvido e no nariz de Jimin finalmente conseguindo acordá-lo.

- O que foi agora? nem dormir direito no sábado eu posso? – perguntou irritado.

- Eu diria que tô me vingando pela última vez que você me acordou, mas não é nem isso... hoje é o jantar na casa do Taehyung...

- Caramba! eu tinha esquecido completamente, já decidiu o que vai usar?

- Alguma roupa que eu tenha?

- Ah não, você só tem roupa velha, você mal sai.

- Mais um dia sendo humilhado pelo meu melhor amigo.

- Para de drama e se arruma, vamos tomar café e comprar alguma coisa decente pra você vestir. – falou bocejando enquanto se levantava.

- Ok... Jimin?

- Oi?

- Quem é Yul?

Jungkook só sentiu o peso do travesseiro sendo arremessado na sua cara e começou a rir da cara de vergonha que Jimin fez.

- É o seu namorado? hm? diz pra mim...

- Eu não namoro, Jungkook, sou uma alma livre. Você anda muito engraçadinho acho que o Taehyung é uma má influência pra você...agora vai se arrumar.

-------------------

Os dois caminhavam pelo shopping e escolheram entrar em uma loja onde Jimin sempre fazia compras, Jungkook não gostava de nada muito chamativo por isso a maioria de suas roupas eram em tons neutros, a vendedora levou Jungkook ao provador com várias ideias de looks para o moreno. Ele já se sentia cansado antes mesmo de começar a experimentar as roupas.

Jimin esperava o amigo nos bancos do provador, mas achou estranho que Jungkook estava demorando muito então resolveu chama-lo.

- Jungkook, morreu aí dentro?

- Já tô indo, acho que a calça ficou meio...apertada.

- Sai daí e me deixa ver.

Quando o moreno saiu de lá Jimin não segurou a risada, o moreno parecia embalado a vácuo e mal conseguia andar, a roupa inteira estava colada demais.

- Em qual boate é o show de strip-tease hoje? – soltou uma gargalhada cobrindo a boca com a mão.

- Idiota, eu tô ridículo. – falou frustrado.

- Vai trocar isso, veste a próxima roupa.

Jungkook já havia experimentado pelo menos cinco looks diferentes e nenhum havia ficado bem em si, já estava estressado e nervoso por não encontrar nada, cada vez que saia do provador ouvia frases do melhor amigo que estava se divertindo com a cena.

- Muito apertado.

- Hmm...muito folgado?

- Tá parecendo um fazendeiro.

- Tá parecendo meu avô.

- Tá parecendo o Taehyung.

- Quer saber, chega disso! vou usar qualquer coisa que eu tiver... – o moreno falou com raiva.

- Ei, não precisa ficar assim...é só um jantar. Acho que eu te trouxe na loja errada, vamos procurar outra e você só sai daqui quando estiver bonito o bastante para fazer aquele cara babar por você.

Almoçaram e visitaram mais duas lojas sendo que na última encontraram a roupa perfeita para Jungkook, simples mas diferente do ele costumava usar no dia a dia quando só vestia uma camiseta lisa qualquer, uma jaqueta e ia pra escola. Finalmente se sentiu confiante e arrumado. Passou o dia com o Park e o proibiu de sair do seu lado, só poderia ir pra casa quando Jungkook estivesse arrumado esperando Taehyung chegar para busca-lo. Estava muito nersoso e queria o melhor amigo por perto então foram para a casa do moreno.

Quando anoiteceu e ele começou a se arrumar ouviu o barulho da porta fechando. A mãe de Jungkook estava chegando em casa e ele já estava preparado para quando a maior insistisse novamente para que ele levasse Taehyung para conhece-la.

Jungkook estava bonito, a roupa que escolheram na loja lhe caiu perfeitamente bem, optou por uma calça preta e uma camisa listrada azul marinho e branco de mangas curtas e gola padre com dois dos botões abertos e resolveu calçar um tênis all star preto que mal usava.

- Olhando assim até parece um playboy...

- Acha que ele vai gostar? sabe, me achar bonito?

- É claro que vai! Mas você está se sentindo bonito? – levantou e foi até o moreno que se olhava no espelho dando voltas para checar se tudo estava perfeito.

- Sim, estou realmente me sentindo bonito.

- Olha aqui, dá pra perceber o quanto você acha o Taehyung bonito e ele realmente é e você quer impressionar isso é normal, mas não se esqueça que você também é bonito e que se algo não der certo é por que as coisas são assim, não pense que você é inferior por qualquer motivo que seja.

- Falando assim parece que você sabe que algo vai dar errado. – falou baixando a cabeça.

- Não é nada disso, eu só quero que se lembre de que a pessoa mais importante pra você é você mesmo, ok? ...o que falta pra você terminar?

- Só meu perfume... – a porta se abriu de supetão assustando os dois – MÃE, que susto!

- Uau, como está bonito, meu amor. – falou a mais velha.

- Obrigado, mãe...

- Ninguém vai me agradecer? eu ajudei nisso tudo...

- Obrigada, Jimin! – os dois falaram ao mesmo tempo fazendo os três rirem.

Jungkook passou o seu perfume, uma fragrância doce e suave que ele gostava muito, tirou o celular do carregador quando ouviu aquele som de buzina conhecida pelo moreno, Taehyung havia chego. Jungkook começou a andar de um lado pro outro conferindo se tinha pegado tudo, mas só precisaria do seu celular e das suas chaves, realmente estava nervoso.

- Jungkook está parecendo uma galinha tonta. – Jimin falou rindo.

- Tem razão, se acame filho é só um jantar...

- Tô calmo, tô calmo... – estava hiperventilando.- vou descer, me desejem sorte...

- Vai se sair bem e lembre-se não deixe que ele te leve pro quarto. – o loiro falou firme.

- Mas se levar esteja protegido. – a própria mãe falando aquilo com tom de malícia, o moreno corou como um tomate.

- Vocês não estão a-j-u-d-a-n-d-o... tô indo.

- Leva um casaco, tá um pouco frio.

Pegou o casaco e desceu às pressas, quando chegou na frente da casa Taehyung estava em sua moto mexendo no celular então não viu quando Jungkook se aproximou, o mais velho vestia um casaco preto felpudo bem comprido que só era possível enxergar que vestia uma calça preta jeans como a sua.

- Humrum, oi?... estou pronto...

- Ah! Já estava mandando uma mensagem pra voc... – congelou no meio da frase quando fitou Jungkook – uau... está muito bonito mesmo, Jeon Jungkook.

- Você também... – falou olhando pro chão e rindo de canto.

- Vamos então? Eon, está ansiosa pra te conhecer! – estendeu o capacete da moto.

- Se você realmente fez a comida me deixe me despedir da minha mãe primeiro.

- Sua falta de consideração me ofende, mas não fui eu que fiz a comida foi ela que fez...

- Hmm, fico mais tranquilo agora.

- Um dia você vai comer da minha comida e vai amar, mesmo que eu ainda não saiba fazer nada além de arroz.

 

 

Chegaram na porta daquele conjunto de apartamentos que Jungkook se lembrava da vez em que seguiu Taehyung. Pegaram o elevador para o quinto andar saindo em um corredor comprido com alguns apartamentos um do lado do outro, o de Taehyung era o primeiro do corredor logo depois de uma escada, como vieram de elevador seguiram reto.

O castanho digitou a senha tirou os sapatos e entrou dando passagem para Jungkook entrar, assim que entrou sentiu o cheiro maravilhoso de comida caseira emanando da cozinha, o lugar não era tão grande, mas estava espaçoso pois não estava lotado de coisas. Na sala tinha um grande sofá em cor bege e não tinha televisão alguma, a cozinha ficava logo atrás com um balcão comprido em estilo americano em um mármore escuro, mas era de certa forma aconchegante, adicionando mais detalhes seria o lar perfeito. Ao lado da sala havia um corredor largo, os quartos deviam ficar ali.

- Pode deixar seu casaco ali no cabide, pode se sentar vou chamar Eon...

Quando Taehyung tirou o casaco Jungkook viu que ele vestia uma blusa larga preta com um rasgo na linha da clavícula e uma calça preta jeans lisa, estava bonito, diferente das roupas coladas e jaquetas de couro que usava sempre que se viam.

- Saiu do clube das motoqueiros com jaquetas de couro?

- Jeon Jungkook, eu não uso somente essas roupas, só quando quero impressionar. – piscou um olho para o moreno.

- Ah, entendi... Então não quer mais me impressionar?

- Quero... de outras formas.

Taehyung não perdia uma. O moreno sentou no sofá e ficou brincando com os dedos enquanto ouviu o som de vozes conversando.

Era mesmo a garota que tinham visto naquele dia, cabelos em um castanho escuro igual ao de Taehyung, os olhos eram semelhantes também, ela era da mesma altura que o moreno e um pequeno volume pairava em sua barriga, ela parecia frágil.

Jungkook se levantou assim que os irmãos apareceram na sala.

- Jungkook, esta é Eon minha irmã mais nova, Eon este é Jeon Jungkook.

- É um prazer conhecer você, Jungkook – falou fazendo um cumprimento se curvando.

- O mesmo para mim, o-obrigada por me receber na sua casa...

- Meu irmão é um pouco lento, sabe? resolvi tomar alguma atitude. – ganhou um bagunçar de cabelo do irmão que arregalou os olhos.

- A comida já está pronta? – Taehyung perguntou.

- Quase pronta, fiz lasanha espero que você goste.

- Eu amo.

- Estava falando com o Jungkook.

O moreno já se sentia um pouco mais leve com o clima de brincadeira entre os irmãos, tudo ia dar certo repetia como um mantra em sua cabeça. Tinha que dar.

- Eu gosto sim, obrigado.

- Então vamos comer enquanto está quente.

A comida estava maravilhosa, Jungkook mal conseguia falar enquanto Taehyung contava para a irmã sobre o chefe chato que não largava do seu pé no trabalho. Tudo ficou estranho para o moreno quando ela começou a interroga-lo como uma mãe.

- Então... Jungkook, o que você faz? ainda está na escola?

- Nossa, Eon pareceu até uma mãe agora o interrogando – o castanho riu soprado junto do moreno.

- Sim... estou no último ano do colégio e trabalho à tarde na farmácia do meu primo, nada muito empolgante.

- Empolgante o bastante para o Tae.

Taehyung engasgou com a comida tendo que empurrar um grande copo de água garganta abaixo.

- Querida irmãzinha tirou o dia para me envergonhar...

- Tudo bem, minha mãe também faz muito isso.

Conversaram por um longo tempo e comeram a torta de morango que Eon fez de sobremesa quase toda, os dois se entupiram de torta, o castanho mais do que Jungkook até Taehyung ir ajudar Eon a lavar a louça, Jungkook se ofereceu para ajudar e teve que insistir para pelo menos enxugar os pratos pois a mais velha não queria deixar.

Descobriu que ela era um ano mais velha que ele e que eles vieram de Seul para lá, o motivo ainda era segredo, mas Eon contou que perderam os pais em um acidente de avião quando ela tinha quinze anos e Taehyung dezessete e que o tio cuidava deles, mas não completamente pois tinha família também, então os dois se aproximaram muito mais pois só tinham um ao outro. Jungkook também contou que perdeu o pai muito novo e que morava sozinho com sua mãe, além de ser filho único.

Terminaram com a louça e Taehyung decidiu ir ao banheiro, antes de ir parou e sussurrou no ouvido de Jungkook com aquela voz rouca 3D.

- Quero te mostrar algo lá no meu quarto.

Estava feito, o nervosismo tomou conta novamente do moreno e lembrou da frase que o melhor amigo havia dito mais cedo.

- E lembre-se não deixe que ele te leve pro quarto.

Por que ele queria o levar no quarto? tentaria alguma coisa? estavam se conhecendo, mas desde o incidente do beijo na sua querida pintinha não tinham mais tido contato a não ser abraços curtos, Jungkook fugia muito das investidas do castanho e não era por não querer, ele queria muito, mas era inseguro e se preocupava de fazer algo errado e passar mais vergonha.

Estava em pânico, mas resolveu que teria que se controlar de qualquer jeito, afinal eles não fariam nada se ele não quisesse.

- Tudo bem Jungkook, você consegue.

Pensou alto demais, falou tão alto que Eon perguntou se ele estava falando com ela. Ela riu quando ele disse que costumava falar sozinho.

- Jungkook, eu estou um pouco cansada espero que não se importe que eu entre, foi realmente bom ter você aqui... volte mais vezes, ok?

- A casa é sua... eu que agradeço, a comida estava maravilhosa.

-  Que bom que gostou, boa noite.

- Boa noite, nuna.

Assim que Eon entrou em seu quarto Taehyung voltou do banheiro, pegou Jungkook pela mão e o levou pelo corredor, até que era bastante largo.

- Quero te mostrar umas coisas e quero sua opinião sincera.

- Sinceridade é uma das minhas melhores qualidades.

O quarto de Taehyung diferentemente da sala estava cheio de coisas, as paredes tinham um tom de cinza, havia uma TV grande na parede, uma cama maior ainda e parecia confortável, criados mudos, um guarda roupa simples e uma parede vaga de objetos, mas quase completamente preenchida por fotos e ao lado uma mesa pequena com uns três tipos de câmera diferentes encima.

- Uau, o seu quarto é muito legal...

- Não tanto quanto o outro, mas no improviso até que ficou legal... vou colocar música, acho que fotos precisam ser apreciadas com música.

- Quantas fotos... Kim Taehyung também é fotógrafo? não esperava por isso – foi se aproximando da parede para observar melhor.

-  É nisso que quero sua opinião, eu comecei um projeto mas ainda não as revelei e queria que alguém de confiança me dissesse o que achou.

Jungkook se sentou em uma cadeira giratória que ficava na escrivaninha com apenas um notebook e carregador. Taehyung se sentou em frente ao moreno na cama, pegou uma das câmeras e mostrou as fotos ao moreno enquanto esperava sua opinião, as fotos que havia tirado em muitas noites comuns de Busan, Jungkook ficou impressionado, o Kim realmente fotografava muito bem.

- São realmente ótimas, sério você deveria expor essas fotos, publicá-las em algum lugar.

-  Ainda não sei se é o momento e também talvez eu queira começar a usar modelos nas fotos...

- Sério? Já encontrou alguém?

- Já, ele está bem aqui na minha frente. – Jungkook olhou com dúvida para o mais velho.

- Eu não sei se eu me sairia bem nas fotos...

- Podemos testar agora...tira a roupa, deixa eu te fotografar...

Jungkook arregalou os olhos.

- Taehyung? você ficou louco de vez...

- Vai ser tudo estritamente profissional, Jeon Jungkook, você pode ser a Rose do meu Jack... sabe? modelo... - piscou para o mais novo o deixando completamente sem jeito.

- O Jack desenhava...

- Mas eu tiro fotos.

- E eu desenho...

- Sério? eu posso ser a sua Rose se você quiser, mas só se fizermos o que eles fizeram depois do desenho. – falou olhando como um tigre para o menor.

- Você tá me deixando muito sem jeito, não se cansa de ser atirado?

- Não se cansa de fugir de mim? – Jungkook engoliu em seco enquanto o Kim o encarava mordendo o lábio inferior, não esperava que o Kim seria tão direto. Realmente não tinha como fugir.

- E-Eu não tô fugindo...

- Se não está então vem aqui...

O moreno juntou toda a coragem que tinha dentro de si, levantou e foi até o Kim em passos lentos, Taehyung estava sentado na cama, pegou nas mãos de Jungkook e as beijou como a primeira vez em que se viram, o coração do mais novo podia explodir de tanta excitação quando o castanho o puxou para um abraço apertado.

- Não tive a oportunidade de falar mais sobre o quanto você tá lindo hoje...

- Você também... essa roupa ficou bem legal em você.

Taehyung levantou e encostou o nariz no pescoço de Jungkook inspirando toda aquela fragrância doce que emanava do mais novo.

- Doce... cheiro doce, será se é só o cheiro? – inspirou novamente enquanto fazia um carinho na nuca do mais novo.

Jungkook estava imóvel pelo nervosismo, mas estava adorando aquela sensação nova, os pelos se arrepiavam, os olhos lagrimejavam de desejo, um suspiro longo escapou pelos lábios do moreno enquanto Taehyung cheirava todo seu pescoço branquinho.

- Tae, e-eu você sabe que eu não tive experiências assim antes. – Taehyung segurou o rosto do moreno entre suas mãos sempre deixando um carinho gostoso.

- Ei, não se preocupe com isso, ok? só aproveite...

- Está bem. – o castanho passou o polegar devagar no lábio inferior cheinho de Jungkook bem devagar.

- Tão bonito... se você soubesse que eu sonho com esses lábios todo dia. Sabe, Jungkook... você tá me deixando completamente louco...

Taehyung se aproximou do rosto de Jungkook fazendo com que o moreno fechasse os olhos, começou a beijar todo o rostinho do mais novo, testa, olhos, bochechas, queixo.

O calor que se fazia presente no peito dos dois queimaria aquele apartamento inteiro em questão de segundos.

Quando Jungkook sentiu os lábios de Taehyung se juntando aos seus foi um misto de grandes emoções que sentiu naquele momento, era difícil descrever todas as sensações que tomava conta de si. O calor que sentiu nos lábios, o estômago se revirava de uma forma boa, sentiu um frio na espinha e não era de medo, aquilo era melhor do que imaginava. Era quente. Era bom. Se sentia entregue, a insegurança que estava sentindo anteriormente havia sido guardada em uma das caixinhas de sua personalidade, tudo que o moreno queria era sentir os lábios cor de cereja colados aos seus lábios, respiração entrecortada, mãos quentes e fortes passeando por seu rosto, um braço contornando seu corpo e o trazendo contra si. Estava em euforia com apenas um beijo. Malditos hormônios de um garoto de dezessete anos virgem. Seu primeiro beijo de verdade. Seu primeiro beijo com Kim Taehyung, o cara que arrancava suspiros e pensamentos de Jungkook.

Taehyung puxava com delicadeza os fios negros de Jungkook enquanto explorava a boca do mais novo, beijava o lábio cheinho e puxava com os dentes fazendo Jungkook arfar baixinho, a outra mão contornava a cintura fininha do mais novo o deixando preso ao corpo do mais velho, incapaz de sair dali.

Se distanciou um pouco só para deixar beijinhos rápidos no pescoço cheiroso e convidativo do moreno, Taehyung já sentia o corpo inteiro esquentar, estava há bastante tempo sem esse tipo de contato e tinha de se lembrar que Jungkook nunca havia beijado assim antes e teria de ir com calma, mas estava tão gostoso tê-lo completamente a mercê de seus toques que resolveu continuar um pouco mais.

Encostou sua língua nos lábios do mais novo explorando ali, sentindo o gosto, Jungkook entreabriu os lábios soltando um gemido quase inaudível, o beijo era quente, cheio de expectativa dos dois lados, as mãos de Jungkook pararam nos ombros de Taehyung apertando com delicadeza e incerteza, o mais velho foi finalizando o beijo com um selinho demorado enquanto um sorriso se formava em seu rosto.

Jungkook permanecia com os olhinhos fechados enquanto Taehyung observava aquele rosto angelical, finalmente haviam se beijado, mal podia acreditar. Aquele rostinho lindo estava em suas mãos e o gosto dos lábios rosadinhos estava em sua boca. O primeiro beijo de Jeon Jungkook era seu, se considerou um homem de sorte.

- Hmm gosto de morango, você é realmente doce, Jeon Jungkook.

Jungkook olhava pra baixo com as bochechas tão coradas que se duvidasse precisaria colocar gelo ali para que o calor diminuisse. Como era bobo.

- Acho que foi a torta que comi...

- É minha preferida... assim como esse beijo.

- Sério? – Taehyung levantou o queixo do mais novo para olhá-lo nos olhos.

- Como a minha vida.

Jungkook escondeu o rosto no peito de Taehyung rindo fraquinho e soltando o ar contido nos pulmões pelo nervosismo enquanto o mais velho o abraçava deixando um carinho nas costas do mais novo, ele era tão fofo corado e tímido.

Talvez Jimin estivesse errado em dizer para que Jungkook não entrasse naquele quarto, pois agora estava nele e seu coração batia tão forte de felicidade que não queria sair dali nunca mais. Só queria aproveitar o quentinho que os braços longos de Kim Taehyung lhe oferecia.

 


Notas Finais


AAAAAAA, EU TÔ FELIZ QUE FINALMENTE ACONTECEU!
Esse capítulo é um dos meus preferidos espero que eu exploda.

Roupa que os meninos estavam usando: https://twitter.com/accioradpotter/status/997121998819078147

Playlist no Youtube: https://youtu.be/O-qVyZyJt8M

Playlist no Spotify: https://open.spotify.com/user/21s7fuenul7nhdp73lrboaula/playlist/1cGjLnhILdSoZ7cYH7ZsmK?si=g3ou7jB3T7avZAZUODuIqA

ME DIGAM O QUE ACHARAM, BEIJOS <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...