1. Spirit Fanfics >
  2. Teather's Pet - Imagine Jungkook >
  3. I wanna be yours

História Teather's Pet - Imagine Jungkook - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Inhai bbs, estão bem?
Bom eu demorei mas cheguei S2
Espero que curtem esse cap
Foi mal qualquer erro
Boa leitura

Capítulo 6 - I wanna be yours


Fanfic / Fanfiction Teather's Pet - Imagine Jungkook - Capítulo 6 - I wanna be yours

"Deixe-me nadar no seu oceano

O mundo está nos meus ombros

Mantenha seu corpo aberto para mim''

- Swim Chase Atlantic

As horas correram rápido enquanto eu me perdia nas palavras bonitas que Jungkook usava para descrever os variados efeitos da luz em uma fotografia. Não parava de pensar que a noite, naquele mesma noite eu teria um encontro com o meu professor.

Que toda as meninas amavam, que todo mundo tinha medo, mas eu, justo eu, não sei porque tinha o privilégio de sair.

Não tinha a mínima ideia de como iríamos fazer aquilo, só sair pela a porta da frente de mãos dadas e dizer "Tudo bem senhora Beauvoir? Eu tô saindo com o professor beleza?" E saltitar feliz como nos belos romances.

Quando eu estava distraída olhando para a janela, era um dia bem bonito seria bom tirar umas fotos no jardim.

- Senhorita s/n - Ouvir sua voz me fez arrepiar. - Já que estás tão pensativa, venha aqui, pose pra mim, eu vou tirar umas fotos e vocês irão me imitar e então se reinventar. - Deu a ordem, parecia que justamente para me punir, mas eu só fiz, não estava afim de discordar de Jungkook.

Taehyung olhou para mim tipo "Se fudeu, otária" mas depois sorriu e sussurou um "Você consegue".

Encarei a grande janela, virei de costas e deixei Jungkook tirar minhas fotos, ele parecia estar adorando minha timidez em me mostrar.

- Você poderia virar para mim senhorita? - Perguntou e aproveitou que ninguém olhava seu rosto além de mim e piscou para mim, com o sorriso mais malicioso que já vi. Parece que ele gostava de jogar comigo.

Virei para si e sorri de volta, quando Jungkook terminou era a vez de Taehyung tirar fotos de mim. E assim foi até me trocarem por outra pessoa e então a aula acabou.

Eu peguei minhas coisas e fui direto para o quarto pensando em o que vestir para sair com o Jungkook, afinal a onde iríamos?

- Cajuzinha! - Fui surpreendida por Tae Tae correndo atrás de mim. Tomei um susto, chega soltei um gritinho. - Tava distraída é? - Riu baixo.

- Admito que sim. - Falei sorrindo.

- O Caetano mandou lhe entregar isso. - Ele estava com o papel entre os dedos nas na hora q eu fui pegar ele o afastou. - Opa! Calma aí! Eu só vou te entregar quando você me responder uma pergunta. Vem cá. - Ele me puxou para um corredor meio vazio para que pudéssemos conversar.

- O que foi Tae? É algo muito importante? - Perguntei preocupada.

- Eu sei, Caju, que você está apaixonada pelo Jungkook, e está tudo bem, não vou deixar a Júpiter saber. - Ele me deixou totalmente confusa, como ele sabia?

- Como você sabe?!

- Eu vi o jeito que se olham, vi como conversam, eu sei caju, não negue, só preciso que me admita isso e eu lhe entrego o papel. - Então eu comecei a chorar, eu não estava entendendo nada, o jeito que Jungkook me prendia era único.

- Eu me sinto acorrentada a ele TaeTae, em todas as minhas vidas, parece que não existo sem ele, e não é como se fosse só o meu psicológico, parece sobrenatural, ele tem um efeito sobre mim, eu não sei o que fazer, eu não quero sair disso, não quero ficar sem ele, mas eu me sinto tão confusa. - Desabafei e me sentei no chão, e TaeTae se ajoelhou na minha frente e passou a mão no meu cabelo.

- Está tudo bem, ele nem é tão mais velho, são só 6 anos meu bem, está tudo bem estar confusa, eu já li tantos livros e vi tantas coisas, mas n entendo o que sente, eu quero tanto te ajudar, vejo que isso te destrói. - Como ele conseguia me entender tão bem?

- Isso acaba comigo, Tae, eu nunca senti algo assim, é uma paixão que explode dentro de mim. E eu vou sair com ele hoje, como faço para Júpiter não saber? - Eu realmente me preocupava, tinha medo dela contar a alguém.

- Está tudo bem, eu tiro ela do quarto. - Me olhou com cara de safado e eu só fiz rir. - E toma cuidado tá? Você não pode achar que ele é perfeito, Jungkook está longe da perfeição, por favor. - Pediu e me ajudou a levantar.

- O que os dois danadinhos estão fazendo aí?? - Ouvi a voz da senhora Beauvoir logo ao fundo do corredor, mas mal dava para ver a gente ali.

- Está tudo bem senhora Beauvoir, eu só estou ajudando a Caju a não se perder na escola novamente! - Gritou Tae, fazendo a mais velha rir.

- Está tudo bem, mas tomem cuidado, os monitores não são tão liberais quando eu meninos! - Gritou de volta.

- Acho que é a nossa deixa. - Riu baixo e fomos andando em direção ao meu quarto.

Taehyung me deu o bilhete do Caetano e eu o guardei na minha bolsa.

Chegando lá reparei que estava silêncio demais para estar só a Júpiter ali, abri a porta e vi a mesma se balançando de um lado para o outro com os olhos fechados, com uma música muito alta no fone.

- É por isso que eu amo essa mulher. - Falou Taehyung olhando para ela totalmente apaixonada, eles eram um casal tão lindo.

- Ai que susto porra! - Gritou Júpiter assim que viu a gente, deixando seu Headphone cair no chão.

- Oi minha bela dama. - Falou indo abraçar a mesma, que logo aceitou e tirou o fone e deixou a música tocando no celular.

Ela estava ouvindo Arctic Monkeys, expecificamente If you were there, Beware.

- Ei caju, chegou uma caixa para ti, acho que é algum presente, o moço que entrega a correspondência deixou aqui hoje. - Falou Júpiter enquanto guardava suas coisas.

- Ou Mozão, vamos sair hoje, um jantar que tal? - Propôs Taehyung enquanto olhava para mim esperançoso.

- Só se você tiver dinheiro, meu grande amor que eu estou dura, seca, pobre, sem um Punto no bolso. - Disse rindo de nervoso.

- Eu não disse que você ia jantar, quem vai comer sou eu. - Falou brincando enquanto fazia uma cara de safado exagerada. E Júpiter bateu no seu ombro. - Ai ai ai, tá bom, eu pago uma pizza para gente, mas não exagera também, que eu não sou rico não.

- Só se for agora! - Respondeu alegre indo em direção a porta. - Até depois caju. - Deu um beijo no meu rosto.

Eles saíram pela porta e eu ainda pude ouvir o Tae falando.

- Você vai me pagar depois, que eu também sou filho de Deus. - Ai deus, eles são uma graça!

Depois de um tempinho rindo dos meus amigos idiotas, eu fui em direção a estranha caixa de presente que me aguardava.

Ela era totalmente preta com um laço preto. Eu a abri e tinha outra caixa de jóia, igualmente preto e dentro havia um colar da mesma cor, que se dividia em três partes, uma gargantilha, e dois outros colares maiores, todos com uma pedra que eu não sabia qual era.

E dentro também havia um cartão.

"Lhe dei esse cordão com o meu nome para que jamais esqueça o quanto lhe desejei.

- Joen Jungkook"

Era a letra magnífica de Jungkook, eu não entendia como aquele homem fazia essas coisas, era um cordão simples, parecia até feito a mão e seu nome estava escrito atrás de uma das jóias.

Eu sorri boba e o coloquei em meu pescoço, procurei então uma roupa para usar, eu não sabia muito bem para onde iríamos, não sabia se deveria ir arrumada. Então coloquei uma roupa que não fosse muito chique, nem muito simples, mesmo que eu não demore muito para me arrumar, resolvi demorar mais um pouco escolhendo, estava nervosa.

Logo recebi uma mensagem do Jungkook.

"Me encontra no estacionamento da escola daqui a dez minutos, esse horário é reunião dos professores e coordenadores, ninguém vai estar vigiando a escola, mas toma cuidado, baby"

Passei meu perfume e fui em direção ao estacionamento. Assim que cheguei lá vi Jungkook com um terno preto encostado em seu carro, ele estava tão lindo, preto era realmente sua cor.

Meu coração acelerou e eu só pensei que Jungkook conseguia ser lindo até nos mínimos detalhes, seu cabelo, seu sorriso de canto de boca quando me viu, seu olhar de cima para baixo.

- Você está tão linda, s/n. Queria pode te beijar agora, mas infelizmente vamos ter que ir rápido. - Ele me levou até seu carro e eu entrei, o mesmo fechou a porta e foi para o banco do motorista.

- Oi Kook. - Finalmente disse sorrindo.

- E aí, meu bem? - Riu baixo enquanto olhava para mim rapidamente.

- Para onde a gente vai? Você nem me falou, não sabia como me arrumar. - Falei tímida, mas eu sabia que estava bonita.

- A gente vai pra um lugar bem especial, mas talvez demore um pouco, baby. - Respondeu dirigindo rápido.

Olhei a vista, a noite estava tão linda, as estrelas e as pequenas luzes da cidade ao horizonte, era realmente a visão mais linda que já vi.

Eu e o Jungkook conversamos um pouco, mas nada demais, ele falou como é ser professor, e o quanto acha isso especial, mas que eu realmente baguncei sua vida.

Contei para ele sobre minha paixão por arte e por sorte descobri que Jungkook praticava todas as artes, todas mesmo, ele até dançava e isso me assustou, como pode? Alguém ser tão perfeito.

Estavamos conversando tanto que nem notei que ele tomou um caminho que contornava a cidade e ia para os morros.

- Nós não vamos a cidade Kook? - Perguntei apreciando a vista.

- Minha casa não é na cidade, bebê. - Respondeu sorrindo para mim, quando reparou minha cara de surpresa.

- S-sua casa? - Gaguegei e ele riu baixo.

- Algum problema?

- N-não, é que, eu não sabia. - Tentei esconder minha vergonha e medo de ir já casa de Joen Jungkook. - Mas Kook, porque você me pede para te chamar assim, de senhor? - Perguntei só para mudar de assunto e ver se ele parava de reparar na minha cara corada.

- Os alunos eu peço por questão de respeito, mas você, você fica sexy me chamando de senhor. - Ele ficava sexy até falando e isso me deixou incrivelmente mais tímida.

Então finalmente chegamos, sua casa era bem bonita, não exatamente luxuosa, mas arrumada e bem decorada e com uma vista maravilhosa.

Quando eu entrei me deparei com um sofá virado para uma enorme janela, como se fosse para assistir a vista, logo atrás havia uma cozinha, era uma casa pequena.

- Vem aqui - Disse Kook animado. Ele me puxou para um tapete no chão e sentou, com uma perna dobrada e a outra esticada no chão. Ele me chamou com a mão e apontou para o seu colo, eu estava com vergonha, mas logo sentei virada para ele.

- O que você queria conversar comigo, Kook?

- Você tem certeza que é isso que você quer, s/n? - Perguntou enquanto afastava meu cabelo do rosto. - Eu não sou um cara certinho, eu não sou um homem sensível, meu bem, sou difícil de lidar e acima de tudo sou seu professor. - Me apreciava como se fosse infinitamente mais importante que suas palavras. - Apesar de eu nem entender o sentimento que você causa em mim.

- Se eu pudesse ao menos escolher Jungkook. - Respondi rindo de nervoso. E ele riu baixo também.

- E você não pode?

- Você gosta que eu repita né? Que estou apaixonada por você?

- Admito que sim. - Repousou suas mãos na minha cintura e me encarou. - Então fala para mim, o que você quer, bebê?

- Eu quero ser sua, Senhor Joen. - Falei por total impulso, eu nem entendi como essa resposta foi tão automática.

- Boa garota. - Ele me beijou e eu só retribui puxando o cabelo da sua nuca.

Admito que a vontade de beijar Jungkook para sempre era infinitamente maior que a minha preocupação de descobrirem que estou complemento entregue a meu professor.

Ele apertou minha cintura com força, tenho certeza que deitaria marca, e logo abandonou meus lábios e seguiu para o meu pescoço, ele apertou o mesmo com sua mão, me fazendo respirar fundo, consegui sentir sua respiração em minha pele então ele me marcou com mordidas.

Senti suas mãos por baixo da minha camisa, passando seus dedos gelidos em minha pele quente.

- Kook... - Sussurrei baixo. Ao sentir ele apertando minha cintura com força.

- Agora, baby, você vai ter que me chamar só de senhor. - Ordenou enquanto tirava minha blusa e jogava no canto da sala.

- Senhor é a minha primeira vez. - Disse com vergonha, mas o mesmo continuava a beijar o meu pescoço.

- Prometo que vou tentar ser carinhoso. - Respondeu se levantando com as minhas pernas entrelaçadas em sua cintura. - Você nunca vai esquecer desta noite, meu bem. - E ele estava certo, nunca mais irei esquecer...


Notas Finais


No próximo tem ein? Skskksskks
Vlw por lerem meu neném
Bjs de luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...