História Teen Heroes - Universo Arrow - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Legends of Tomorrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Felicity Smoak, Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Sara Lance (Canário Branco)
Tags Arrow, Arrowverse, Legends Of Tomorrow, Supergirl, The Flash
Visualizações 68
Palavras 1.944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Já vou logo avisando para todo mundo que shippa Olicity que esse capítulo está tenso. Sem mais spoilers, hahahah

*Tradução do nome do capítulo; Sentimentos.

Boa leitura ❤️

Capítulo 14 - Feelings


Fanfic / Fanfiction Teen Heroes - Universo Arrow - Capítulo 14 - Feelings

Point Of View - Felicity Smoak

Eu sei de tudo o que o Ray é capaz, mas mesmo assim sinto que há peças faltando nesse quebra-cabeça. Por que ele faria isso com a Caitlin? A troco de que? Eu não duvido disso, mas também não levarei essa história como absoluta certeza até tirar as devidas satisfações com ele. Oliver está tentando me impedir de tal ato, mas eu sinto que de alguma maneira eu devo isso a Cait.

Eu matei todas as aulas hoje. Fiquei em qualquer canto por aí, pensando. Não vi o Oliver mais desde nossa última pequena discussão. Eu não sei porque tudo isso me afeta tanto. Qual é? Eu sou a Felicity Smoak, a garota que não se importa com nada nem ninguém, não é isso?!

Flashback on

Após ouvir os meninos do time de futebol dizerem que Ray estava com Caitlin minutos antes do ocorrido, ou que possivelmente ele mesmo tenha a drogado, meu sangue ferveu de uma forma inexplicável.

Fechei meus punhos fortemente decidida a ir até Ray tirar essa história a limpo. A todo momento tento ser a garota sem sentimentos, eu até que me saio bem nisso, tanto que ninguém ao redor normalmente percebe como eu me sinto. Acho que esse é meu super poder.

─ Valeu. ─ tento dizer com o máximo de indiferença possível, agradecendo aos meninos pela informação.

Me viro caminhado em direção contrária, sentia o olhar pesado de Oliver sobre mim até que o ouço perguntar se eu achava mesmo que havia sido ele. Eu respondi o que eu realmente acho, com certeza foi ele e eu nem sei como não pensei nele antes.

Após deixar claro para ambos meninos na minha frente, virei minhas costas determinada a não prolongar o assunto e fui andando para qualquer lugar na esperança de achar Ray nesse imenso colégio. Para minha infelicidade, Oliver me parou no meio do caminho segurando meu pulso.

─ Oliver…

─ Você não pode fazer as coisas de cabeça quente, Felicity. O que planeja? Chegar nele e culpa-lo pelo o que aconteceu a Caitlin? Nem sabemos se foi ele. ─ as suas palavras rápidas e altas mostrava o quanto ele se sentia incomodado com a situação.

─ Não sou estúpida. ─ cuspi as palavras me soltando de seu braço que ainda segurava meu pulso ─ Ninguém nessa maldita escola conhece ele mais do que eu. Eu sei do que ele é capaz.

─ Eu acredito em você. Mas do que adianta? Isso não vai resolver em nada.

Bufo após escutar suas palavras. Qual é o plano dele então? Deixar passar? Todos ficarmos quietos? Não. Eu vou tirar satisfações com ele e já estou decidida. Mas no momento, outra dúvida me circula;

─ Por que você se importa?

─ Acho que temos que ter provas prime…

─ Não. ─ falo por cima, o interrompendo após perceber que o mesmo não havia entendido minha pergunta ─ Por que se importa comigo?

Ele soltou o ar que parecia estar preso em seus pulmões. O mesmo me fitava sem quebrar o contato visual comigo enquanto eu via várias expressões e sentimentos diferentes se passarem pelo seu rosto. Após minutos em silêncio, ele responde:

─ Você é minha amiga. Só isso. Não quero vê-la metida nessas coisas...

As suas palavras foram como facas me perfurando. Eu não entendia meus sentimentos, ele realmente é só meu amigo. Então por que me magoou tanto? Engulo em seco voltando a ter meu ar de senhorita que não se importa com nada.

─ Valeu, Oliver. Mas não preciso de babá. ─ falo num tom de deboche saindo finalmente dali e torcendo para que o mesmo não me siga.

Flashback off

Olho paro o céu percebendo que já vai começar a escurecer. Pego minha bolsa e minha garrafa de cerveja pronta para me levantar para ir para casa. Meus pensamentos estavam perdidos e meu olhar focado em qualquer ponto no chão, assim que finalmente levanto sinto meu corpo trombar com alguém.

─ Mas que porr… ─ me afasto imediatamente ao olhar para a pessoa ─ Ah, é você…

─ Você matou todas as aulas hoje para ficar bebendo? ─ ele aponta para a garrafa nas minhas mãos.

─ Desculpe, "mamãe". Tentarei melhorar. ─ falo ironicamente soltando um suspiro logo após ─ Oliver, fazemos isso depois ok? Estou cansada, tô indo para casa.

─ Eu queria conversar com você.

─ Se quer saber se eu fui falar com o Ray, a resposta é não.

─ Não é isso, Felicity. Você pode me escutar por 2 minutos? ─ seu olhar triste e ao mesmo tempo intimidador estava fixo no meu e eu tentava a todo custo não desviar o olhar

─ Muito bem. Estou ouvindo… ─ fiz um gesto com a mão para que o mesmo pudesse começar a falar enquanto dava mais um gole na minha bebida começando a me preparar para tal conversa.

─ Eu não nenhum direito de querer mandar em você e na sua vida. Você pode fazer aquilo que bem entender ─ enquanto ele falava assenti com a cabeça ironicamente concordando ─ Mas eu me importo com você de verdade. Aquele dia no refeitório eu vi o jeito que ele te tratou e aquilo… ─ ele olhou para o chão parecendo se recordar do dia ─ Aquilo me deixou irritado. E... Puto. ─ no momento em que eu ia responde-lo o mesmo fez um gesto com a mão para que eu deixasse o continuar e foi o que eu fiz ─ Eu mostrei um lado meu para você que eu não mostrei para mais ninguém. Você viu alguém em mim além de um Queen e eu vi algo em você também. Por favor não deixa eu estragar... Isso. Eu já estrago tudo na minha vida.

Eu não esperava isso vindo dele, não agora. Oliver costuma ser muito fechado quando se trata do que ele sente. Não posso julga-lo porque eu também sou assim. Eu não sei exatamente o que eu sinto por ele, eu não sei de nada na minha vida na verdade.

─ O que exatamente é… "isso"? ─ pergunto precisando ter a certeza de que ele não fala apenas da nossa amizade.

─ Você não vai me fazer falar isso, né? ─ seu olhar era suplicante e sua voz arrastada.

─ Oliver... Eu não entendo.

Ele se aproximou mais de mim, seu olhar se mantinha fixo no meu. Nós estávamos tão próximos que eu conseguia sentir sua respiração quente junto a minha se tornando uma só. Seus olhares se intercalam entre os meus olhos e minha boca, então o mesmo quebra o último espaço que há entre nós, fazendo nossas bocas quase se colarem por completo. Mas ele parou, ele parecia querer algum tipo de confirmação se poderia continuar e eu apenas concordei com a cabeça quase que por um impulso. Senti sua mão ir de encontro com meu rosto e agora meus olhos já se mantinham fechados, apenas aproveitando. Nossos lábios se chocaram num beijo calmo mas ao mesmo tempo cheio de paixão. Sua língua pedia passagem para minha boca e eu dei começando a sentir ainda mais a intensidade daquele beijo. Sua mão desceu até minha cintura me trazendo para mais perto dele enquanto meus braços entrelaçaram em volta do seu pescoço, puxando ainda mais o para mim e mostrando minha urgência naquele beijo. Enfim separamos nossos lábios ficando alguns segundos em silêncio apenas escutando o som de nossas respirações com os olhos completamente fechados.

─ Você entendeu agora? ─ ele perguntou quebrando o silêncio. ─ Só... Vamos deixar rolar naturalmente. O que tiver que acontecer, vai acontecer.

Point Of View - Kara Zor-El

Levei Mon-El ao ferro velho mais próximo. Ele tem se tornado uma ótima companhia, ele ouve cada palavra minha sem me julgar. Um ótimo ouvinte, eu diria.

Passamos a tarde toda testando seus poderes e os meus. Descontei em cada carro encontrado naquele ferro velho toda a minha frustração pelos acontecimentos recentes. Acho que descobri uma ótima maneira de aliviar a raiva; destruir as coisas.

Já estamos a caminho de casa. Eu até sugeri para irmos voando mas ele disse que seria muito arriscado já que ainda está de dia e eu concordei. Nessa volta do caminho estamos completamente em silêncio após termos ouvido as queixas um do outro no ferro velho.

Meu celular treme em meu bolso fazendo minha atenção se voltar a ele. Pego o mesmo vendo que há uma nova mensagem.

[Lena] ─ Pode dormir aqui em casa hoje?

Após alguns segundos sem me dar chance de responder a mesma envia outra mensagem

[Lena] ─ Não pense nisso como um convite pervertido

Solto uma risada ao ler sua mensagem que infelizmente acaba chamando a atenção da minha companhia ao lado.

─ Você deveria ir. ─ ele diz

─ Você tá lendo minhas conversas?

─ Você estava olhando para esse celular com um sorriso bobo no rosto. Não resisti. ─ ele comenta dando risada logo após ─ Você gosta dela?

─ G-gosto? Da Lena? Não, não.. E-ela é só uma amiga. ─ minha voz vacila me fazendo gaguejar algumas vezes e sobre o olhar de Mon-El eu sentia minhas bochechas queimarem ─ Ela é uma Luthor, Mon-El.

─ Luthor? Isso é algum tipo de alienígena que eu não conheço?

─ Não. ─ respondo rindo ─ Os Luthor tem um passado ruim com meu primo. Desde que vim para essa terra fui ensinada a não confiar neles.

─ Ah, claro. ─ sua resposta debochada me fez o olhar com curiosidade ─ Pense assim, os Daxamitas também tem um longo histórico ruim com os Kryptonianos e vise versa. E olha nós agora.

─ É diferente...

─ Ela já fez algo contra você ou seu primo?

─ Não...

─ Então pronto. O que determina se você é uma pessoa ruim e não confiável é suas atitudes, seu caráter. Não seu sobrenome.

Eu concordava com tudo o que ele dizia, eu sempre pensei igual mas... Depois de me revelar a Lena como uma Super, eu andei ficando com receio quanto a isso.

─ Agora confirma isso logo ─ ele diz apontando para meu celular.

─ Não é isso que você tá pensando... Somos apenas amigas ─ dei um empurrãozinho leve no mesmo.

─ Então confirma dormir na casa dela como uma boa amiga ─ ele diz dando uma piscadinha para mim, sei exatamente o que ele está pensando.

─ Ok, você não presta. ─ falo rindo

Abri novamente nosso chat pronta para responder a Lena:

[Kara] ─ Se você comprar pizza eu vou :/

[Lena] ─ Tá se vendendo barato em, Zor-El. Pizza já está a caminho!

[Kara] ─ Então estou a caminho também \o/

Guardo meu celular de volta no meu bolso me virando para Mon-El que mantém seu olhar virado para frente. Eu percebia um certo incômodo surgindo no mesmo de repente. Sua cara estava fechada e ele mal me olhava.

─ Eu vou para casa dela ─ falo tentando reanimar o clima que se instalou ali

─ Que bom, Kara. De verdade. ─ ele deu um sorriso meio forçado ainda olhando para frente enquanto andávamos

─ Você está bem?

─ Absolutamente. Por que não estaria?

─ Ok então…

O resto do caminho para casa foi silencioso. Ao chegarmos Mon-El foi para seu quarto quase que correndo. Eu estranhei sua atitude mas resolvi não perguntar mais, já que claramente ele não queria dizer o que houve.

Peguei algumas roupas, avisei aos pais de Alex que iria dormir na casa de uma amiga e assim foi feito. Peguei um ônibus para a casa de Luthor com um enorme aperto no peito. Eu tinha a estranha sensação de que algo ruim aconteceria...

Continua…


Notas Finais


Então, o que acharam do capítulo de hoje? Comentam! Os comentários de vocês são muito importantes para o andamento da fic. ❤️

Ah, e sobre Karamel ou Supercorp: como muitas pessoas querem Karamel e algumas querem Supercorp eu ainda estou a aberta para ver qual casal realmente vai acontecer. Por isso pretendo fazer mais cenas Supercorp e também Karamel. Enquanto isso, continuem comentando o que desejam #Karamel ou #Supercorp?

Até o próximo capítulo! 👓🏹

-

Conheça minhas outras fanfics;

https://www.spiritfanfiction.com/historia/dois-caminhos-uma-escolha-13766300

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-nosso-recomeco-snowbarry-12321233


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...