1. Spirit Fanfics >
  2. Teen wolf - season 7 >
  3. This is love?

História Teen wolf - season 7 - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo cheirosinho p vocês, tururu

Capítulo 4 - This is love?


Fanfic / Fanfiction Teen wolf - season 7 - Capítulo 4 - This is love?

Apôs Liam contar tudo que sabia para Stiles, ambos concordaram que tinham que voltar para Beacon Hills. Porém, Liam insistiu que Stiles concluísse a investigação que estava fazendo, afinal, pessoas estavam morrendo.

Em enquanto isso, em Beacon Hills, a busca por Kira continuava, espalharam cartazes de desaparecida pela cidade, Chris falou com os caçadores que estavam aos arredores de beacon, Scott, Malia, Isaac e Derek farejavam onde podiam. Mas dias se passaram, e nenhum vestígio da kitsune aparecia.

Ela não pode ter simplesmente desaparecido! - Stiles falou do outro lado da linha, frustrado. O celular estava no viva-voz em cima da mesa para todos ali presentes poderem falar com Stiles e Liam.

Não é assim tão fácil achar uma kitsune quando ela não quer aparecer. - Peter disse em seu tom misterioso.

Tá, mas vocês precisam fazer mais alguma coisa, sei la.. Qualquer coisa. Vocês precisam achar ela, ela provavelmente vai machucar alguém e Kira nunca vai se perdoar. - Stiles disse.

Stiles, cheguei. - todos os ouviram quando Rebekah disse docemente, ouviram algo que parecia ser um beijo e todos ali olharam para Lydia, que encarava o celular. A ruiva não tinha se pronunciado, provavelmente Stiles nem sabia de sua presença. 

Tudo bem.. Estou meio ocupado aqui, me espera no quarto, pode ser? - Stiles disse carinhoso.

Só não demore... - a loira tinha um tom sedutor. Liam pigarreou.

Nossa.. Você pode ir Stiles, eu iria. - Theo brincou e Malia não conseguiu sentir indiferença diante daquele comentário. Mas disfarçou.

Espera, o Theo esta ai? Caramba, por que ninguém me disse? - Liam.

Eu também estou aqui. Essa conversa esta.. Intensa. - Mason.

Tudo bem, mas vocês não podem perder tempo, precisam achar ela o quanto antes. - Stiles.

Você adora dar ordens, não é? - Lydia falou e por um momento, houve um silêncio mortal.

Como é? - Stiles perguntou, todos naquela ligação, incluindo Liam, estavam boquiabertos, eles não esperavam o comentário ácido de Lydia.

Por que você mesmo não vem aqui procurar? Esta ocupado demais? - Lydia continuou.

E mais uma vez, houve longos segundos em silêncio. Peter e Isaac tentavam segurar a risada. 

Na verdade sim, eu tenho um caso aberto.. - Lydia o interrompeu.

E por acaso esse caso tem o título de pernas? - ela sabia que todos ali imaginavam o ciúmes que ela estava sentindo, mas não ligava, nunca foi boa em esconder ciúmes. Ouvir a voz de Stiles sem ser proferida a ela machucava cada vez mais a ruiva, porém, ao ouvir a voz daquela mulher.. Daquele jeito.. Daquele beijo e do tom de Stiles.. Aquilo a despedaçou.

Enfim... Quando vai poder vir, Stiles? - Scott disse coçando a nuca.

Stiles não respondeu.

Ele provavelmente vai concluir hoje, ou seja.. Iremos amanhã. Ou talvez ele morra.. E eu vá amanhã. - Liam tentou fazer graça, mas não teve sucesso.

Isso foi engraçado. - Isaac tentava suavizar o clima. Mas Lydia lhe lançou um olhar feroz. - quer dizer.. Não foi nenhum pouco engraçado. Não mesmo. 

Tudo bem.. Então resolva logo isso, e venha para cá o quanto antes. Tem algo que eu quero contar a vocês, mas Stiles e Liam precisam estar aqui. - Derek tinha seus braços cruzados.

Tudo bem.. Eu tenho que ir... - Stiles.

Aposto que sim. - Lydia.

Quando desligaram a chamada, Derek e Peter se despediram e foram para o loft, Isaac e Theo resolveram voltar a procurar Kira enquanto Scott e Malia encaravam Lydia.

Chega! Seja lá o que querem falar, falem. - a ruiva exclamou.

Que? Eu não quero falar nada, você quer falar alguma coisa? Porque eu não. - Scott estava nervoso e não conseguiu esconder.

Stiles esta transando com uma mulher qualquer e você esta bem? - Malia estava preocupada, seu jeito direto demonstrava isso. Mas isso não quer dizer que suas palavras não feriram Lydia.

E você se importa?! - Lydia mantinha seu tom ácido.

Ah, nem vem Lydia. É claro que eu me importo. - se aproximou.

Não pareceu se importar ontem. Agora que fez as pazes com o papai você vai tentar limpar a bagunça que fez? - Lydia encarou Malia.

Espera, do que ela esta falando? - Scott se dirigiu a Malia.

Nada.. Só.. - Malia parou de falar ao lembrar de cada palavra que disse, seu arrependimento vibrando em seu olhar.

Ah, eu não acredito. - Lydia pegou sua bolsa e saiu.

Espera! Lydia! - ela não voltou, Scott virou para encarar Malia. - eu nunca vi a Lydia assim. O que aconteceu? 

+

As palavras de Lydia haviam magoado Stiles profundamente, especialmente por ela ter razão. Afinal, ele passou anos de sua vida apenas querendo receber a sua atenção, seu amor.. E agora que a ruiva finalmente se interessa por ele, não, se interessar não.. Ela literalmente disse que o amava, e ela estava simplesmente a ignorando enquanto passava horas de seu dia dando atenção para uma peguete. Atenção que ele querida dar pra ela. Ele sabia, sim, sabia que seu amor pertencia a ela. Sabia que seus olhos podiam cobiçar várias, mais era o seu cabelo, os olhos, lábios e corpo que chamavam sua atenção em meio à multidão. Ele sabia exatamente a sua data de aniversário, sabia seu signo, sua altura e sua cor preferida. Sabia dos seus gostos para comida e para músicas, sabia quais filmes a fazia chorar, sabia qual profissão ela iria seguir, sabe o quanto ela é inteligente, sabe que se ela agiu assim, algo a incomodou. E isso também o incomodava.
Afinal, o que ele estava fazendo? Ferindo a si mesmo e ao seu amor? 

Mas ele era sincero consigo mesmo, tinha que ser. Rebekah também era do fbi, sua parceira. Rebekah era humana e solucionava casos humanos. Assim que se viram, Rebekah sempre demonstrou seu interesse, mesmo discretamente. Ela era normal.

E Lydia? Lydia era simplesmente o amor da sua vida. A mulher que ocupava seus pensamentos literalmente 24hrs por dia. A mulher que só de ouvir a voz, seu coração para. Seus olhos fazem cada pelo de seu corpo arrepiar-se e seus lábios trás átona o mais pecaminoso Stiles. Então por que ele não parava de joguinhos? Por que não render-se a loucura dessa paixão antes que perca Lydia para sempre? Por que não admitir, como fizera tantas vezes, que aquela mulher era a porra de seu amor? O sinônimo de perfeição?

Seu jeito determinado o atraia. Sua inteligência absurda o atraia. Sua sinceridade o atraia. Sua risada o atraia. Seu instinto protetor e fiel o atraia. Então o que diabos ele estava fazendo além de ferir ela e a si mesmo?

Ele apenas tinha medo. Medo de entregar-se a isso, medo de perde-la. Ele sentiu esse sentimento durante tantas vezes, seu maior medo era ser o causador disso. Lydia não agiu como Lydia na noite da guerra. Ela agiu impulsivamente, ela não pensou em sua própria vida. Certo que ela já agiu muitas vezes assim, mas naquela noite.. Naquela noite foi diferente. Stiles viu em seu olhos uma determinação em salva-lo como nunca viu antes. Ela estaria disposta a fazer qualquer coisa para não deixa-lo morrer. E isso incluía dar adeus para seus sonhos e objetivos. Incluía dar adeus para sua própria vida, sacrificando-se por ele. Ele não deixaria ela chegar a esse ponto. Mesmo que isso o mate, ele não à deixaria se apegar tanto, porque sabia que cedo ou tarde ele morreria. Seja no seu trabalho, seja em uma das batalhas entre o sobrenatural. Mesmo com seus treinamentos, com sua força, inteligência, astúcia, mira e armas.. Ele sabia que seu fim estava próximo. Não precisava de uma banshee para falar isso. Ele só sabia.

As batidas na porta fizeram Stiles despertar de seus pensamentos, ele levantou da cama e abriu.

Rebekah não esta ai? - Liam.

Não.. Nós saímos de madrugada.. Resolvemos o caso. Por que? - franziu o cenho e Liam entrou.

Eu quero falar com você. - sentou na cama. 

Pode falar. - Stiles cruzou os braços, interessado. 

Você é apaixonado pela Lydia desde a terceira série, não é? - abaixou a cabeça.

Como é que você sabe? - Stiles.

Scott. - Liam respondeu.

Ah, tudo bem. É sim. Na verdade, eu era obcecado. - riu.

Lydia já passou por vários momentos próximo da morte.. E muitos deles o Scott estava lá.. - Stiles inclinou a cabeça. - em nenhum momento deles.. Você o culpou? - Liam ergueu o olhar. - ou nunca quis culpa-lo?

Espera, Liam.. Quem você culpa pela morte da Hayden? - Stiles.

O Theo... - desabafou. Stiles, rapidamente, negou com a cabeça e Liam se apressou para se explicar. - ele estava lá, sabe? Estava lá e não impediu.

Stiles suspirou e sentou ao seu lado.

Olha.. Antes.. Na verdade.. Muito antes de você ser mordido.. Eu tinha uma amiga chamada Allison.. Ela era incrível. Doce.. Gentil..  - lágrimas surgiram nos olhos de Stiles. - em todos os momentos de nossas conversas ela conseguia me arrancar alguma gargalhada, porque acredite, ela era incrivelmente ingénua e isso... Não durou muito... Ela descobriu sobre o sobrenatural e passou um tempo querendo machucar alguns outros amigos nossos.

Meu e seu? - Liam.

Tipo o Isaac. - Stiles. - mas.. Ela nunca me machucou.. Nem o Scott.. Nem a Lydia.. Ele sempre foi muito leal a todos nós.. E depois de um tempo essa lealdade se expandiu e passou pro Isaac também. Mas.. Ela morreu. Morreu em uma missão que falhou. Nós perdemos dois amigos. - respirou fundo. - o Scott estava lá.. Ele presenciou as lindas pétalas da Alli se sugar de sangue.. - limpou uma lágrima involuntária.

Você não o culpa? - Liam.

Não. Allison era o amor de Scott. A mulher da vida dele. - Liam arregalou os olhos para absorver a informação. - eu não o culpo, porque eu sei que ele faria de tudo para salva-la. E mesmo sem a Lydia não ter esse posto na vida dele.. Mesmo ela sendo amiga dele.. Ele estava lá para salvar a vida dela. E eu sei que ele faria de tudo pra isso. E sei que Theo também faria. Se estivesse no alcance dele, ele seria capaz de matar só para manter Hayden segura.

E matou.. Muitos. - Liam suspirou.

Sim.. Ele matou. Mas na última tentativa de mata-la.. Ele não conseguiu impedir.. Assim como Scott não conseguiu. Conhecemos o Scott, ele é incrível e faria de tudo para salvar alguém, especialmente a Allison. O Theo não faria? Ele mudou Liam. Pra melhor. E acredite, também foi difícil pra mim confiar nele. - Liam assentiu. - ele é seu amigo. Assim como Scott é meu. 

Eu sei.. - encarou Stiles. - valeu cara. - levantou da cama. - você quer conversar sobre a Lydia? 

Não. Esse assunto é entre eu e ela. - ergueu o olhar. - ela nunca gostou de plateias nesse tipo de assunto. - ambos riram. E logo, sairam do prédio e adentraram no carro de Stiles, seguindo para Beacon Hills.

+

Isaac e Theo tinham ido longe demais, ambos avistaram uma jovem cantarolando uma canção desconhecida, causou arrepios em Isaac mas Theo avançou, perguntando seu nome. Em um acenar de mãos ambos estavam desacordados. E agora, Isaac já acordado, tentava se soltar das correntes que o prendiam a uma cadeira. Theo estava ao seu lado, ainda desacordado.

Interessante, faz muito tempo que eu não vejo uma quimera. - a mulher disse, Isaac tentou vê-la, mas ela estava afastada, escondida na escuridão.

Quem é você? O que você quer? - disse ainda fazendo forças para se soltar.

Sou Freya Mikaelson. - por algum motivo, Isaac notou que ela esperasse que isso falaria algo para ele. - mãe das trevas. Dona da escuridão. Rainha da magia negra.

Seu tom era elevado, sombrio.

Ah... Tudo bem.. - tentou olhar em volta, procurando uma forma de fuga.

E você? Vejo que é beta de um alfa genuíno.. - isso atraiu a atenção de Isaac. - claro que não foi mordido por ele. - se aproximou. - e eu sei exatamente onde esta a amiguinha de vocês.

Pra começar essa conversa, como é que você sabe dessas coisas? - Theo perguntou, tendo acordado a tempo de ouvir.

Querido.. Eu sou uma bruxa. - e saiu da escuridão mostrando sua face que carregava uma expressão satisfatória.

+

Quando Lydia chegou em casa, sentiu algo rasgando sua garganta. Um pesar em seu peito, algo perfurando seu coração. Sentou no sofá, desabando em lágrimas.

Por que tinha que ser assim? Ele não queria o seu amor? Por que depois de tantos anos ela se deixou se apaixonar por Stiles? Ah, quem ela queria enganar? Ela sempre o amou. Até nos momentos em que não deveria amar. Nos momentos em que ele estava com Malia... Já chegou a sentir ciúmes de Kira, até mesmo de Allison. Não, esse sentimento não era de agora. Mas ele também era apaixonado por ela, e ela o torturou, o ignorando por anos. E agora, ele faz o mesmo. Só que pior. Por que seria pior? Porque era ela quem estava sofrendo? Ela lembra de beijar Jackson na sua frente apenas para ter certeza que Stiles visse. Beijou Scott para mostrar a Allison que assim como ela pode andar com Stiles, ela também podia ter Scott nas suas mãos. Mas o sentimento amadureceu, ela amadureceu. E se arrependia de cada ato feito em sua época de glória na escola. Que aliás, foram anos. Ela sentia falta de ser a abelha rainha, mas não sentia falta da crueldade que fazia. Da frieza como agia. Da absoluta repulsa que fingia por pessoas iguais a ela, inteligentes. Mas eles não fingiam ser os idiotas que ela fingia ser. Eles eram originais, transparentes.. Pelos menos alguns.. Coisa que ela sempre deveria ter sido.

Lydia ouviu batidos em sua porta, levantou, respirou fundo e foi abrir. Quando abriu, se surpreendeu ao ver Stiles.

Eu vim o mais rápido que pude.. Precisamos conversar.

Notas Finais


Obrigada pelas interações, por favor, continuem comentando e favoritando, é a única forma que eu tenho de saber se estão gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...