História Teenage Lobotomy - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, F(x), Red Velvet, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Bts, Chen, Exo, Hentai, Romance, Sehun
Visualizações 6
Palavras 1.973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Ferrugem bem dotado


Fanfic / Fanfiction Teenage Lobotomy - Capítulo 3 - Ferrugem bem dotado





Skarlet Pov's 

Acordei com a claridade no meu rosto, sentei na cama coçando  os olhos, peguei meu celular na cômoda ao lado da cama. Percebi que tinha uma mensagem de um número desconhecido. 

"Oie, aqui é a Allyson que você conheceu no mercado, quando agredia aquele funcionário com o peixe congelado. Mas eu te dei um X-Bacon. 
Podemos ir á escola juntas hoje, te dou uma carona de carro. 
Anota meu número c: "


  - Além de bom coração ainda tem carro - Ergui as mãos ao céu - Obrigada! Parece ser o começo de uma bela amizade. 
  
  
Fui ao banheiro fiz minha Higiene matinal, tomei um banho demorado e sai do banheiro enrolada na toalha, vesti minha calça Legging preta, regata vermelha e minha bota cano médio.  


Você deve está se perguntando quem é essa louca que agride  pessoas com peixe congelado, em minha defesa X-Bacon é algo criado pelos deuses, e sou movida á Hambúrguer, então entenda meu lado. 

Enfim, sou Skarlet Yde, tenho dezessete anos, sou americana, cabelo azul até a cintura e ondulado nas pontas, olhos castanhos . Fui abandonada em um cemitério com apenas dois anos, fui criada pelo coveiro que quando eu tinha 14 anos tentou me estuprar , acabei fugindo e fui adotada por um casal de idosos. Que morreram após me mandarem para esse intercâmbio. 

Desde então moro aqui na Coréia em um condomínio perto do colégio, moro sozinha, mas de vez em quando trago alguém aqui para fazer bagunça. Tenho alguns amigos e amigas do Clube de música e de teatro, pois faço os dois. Acho que agora com Allyson por aqui, não vou me sentir mais tão sozinha por ser a única americana maluca.   

Ligação On : Allyson
  - Oie, é a Skarlet, liguei para avisar que daqui a meia hora estou indo para o colégio - Falei 
  - Beleza, me passa seu endereço por mensagem - Disse - Fica na calçada da sua casa que eu passo pra te buscar.  
  - Okay - Respondi.  

Ligação Off 

Comi um Hambúrguer de microondas, acompanhado de Coca-Cola, enquanto assistia qualquer coisa no YouTube. Escovei os dentes depois de comer, passei meu endereço para Allyson, e desci ficando na calçada do condomínio.

De longe avistei um carro preto tocando Aerosmith, vinha em uma velocidade exagerada, estacionou quase em cima da calçada.  Levantei e limpei a terra da calça, a porta do carro abriu e de dentro saiu Allyson. Blusa preta com o símbolo das Relíquias da morte, jaqueta de couro vermelha, calça jeans rasgada no joelho,  coturno preto e touca vermelha na cabeça.  
  - E aí Skarlet, que tal uma carona? - Me Cumprimentou animada. 
  -E aí Allyson, o que deu em você? - Perguntei rindo 
  - Muito energético de manhã, sabe - Riu.
  
Entramos no carro e fiquei no banco de trás, já que no da frente tinha outra garota com ela. 
  - Skarlet, essa é minha irmãzinha, Charlie - Allyson Disse e abraçou a morena pelos ombros e apontou para mim  - Charlie, essa é a Skarlet, a garota que te falei ontem. 
  - Prazer, sou Charlotte Roth, mas pode me chamar de Charlie - Disse.
  
  
A morena usava uma camiseta do Ramones, calça jeans com rasgos maiores que a da calça da irmã, um All Star surrado. 
  - Prazer, Skarlet - Respondi e sorri para a mesma. 
  
  
Depois da breve apresentação fomos para o colégio, chegamos e descemos do carro, passamos pelo enorme Campus que divide o Colegial da Universidade, e as meninas pareciam impressionadas. Allyson correu até uma árvore de Cerejeira, e disse que ali seria o lugar perfeito para composição.   
  
No caminho para a diretoria esbarrei no meu amigo Monster, ele é da minha turma e faz parte do Clube de música, também excelente Rapper. 
  - Annyeonghaseyo, Sky - Me chamou pelo meu apelido enquanto me abraçava, retribui o cumprimento e quando nos separamos ele fitou as meninas atrás de mim - Quem são essas?
  - Sou Allyson e essa minha irmã Charlie - Ally apontou para a irmã - E somos brasileiras. 
  - Prazer, sou Kim Namjoon, mas podem me chamar de RapMonster - Se apresentou. 
  - Tá fazendo o que aqui? - Perguntei 
  - Vim falar com o Diretor sobre as apresentações dos novos alunos no primeiro dia de aula - Respondeu.
  - Entendi, elas também vão se apresentar para entrar em um dos Clubes - Falei. 
 
Trocamos mais algumas palavras, e logo fomos até a diretoria,  fui a primeira que entrei. 


Charlie Pov's 
Skarlet entrou na sala do Diretor, e ficamos esperando sentadas no Banco, alguns minutos depois ela saiu. Ally e eu entramos .
  - Annyeonghaseyo, Diretor - Ally Cumprimentou - Somos....
  - Allyson e Charlotte Roth - Disse e nos encarou, ele era bonito para um Diretor normal - Por favor, sente-se.  
Nos encaramos e sentamos nas cadeiras em frente ao mesmo. 
  - Em que posso ajudá-las?- Perguntou. 
  - Queremos saber sobre as aulas extras - Comecei - Se tem alguma coisa que precisamos saber antes da apresentação. 
  - Já sabem quais iram fazer? - Perguntou.
  - Farei de Dança e Charlie de Música - Ally respondeu. 
  - Essas duas aulas são as que são julgadas não apenas pelo professor ou por mim - Disse cruzando os dedos - Mas também pelos cinco melhores alunos. 
  - Quer dizer que mesmo que você e o professor gostem,  se os alunos não gostarem, somos reprovadas? - Ally questionou. 
  - Gostamos de saber a opinião do aluno, por isso deixamos que julguem - Disse - Mas não precisam ficar nervosas. 
 

Ótimo, já estava nervosa e vir aqui só ajudou a piorar. 
  - Vocês podem ensaiar aqui no colégio, alguns alunos estão ensaiando aqui para uma apresentação que vai ter no primeiro dia de aula, podem conhecer eles e quem sabe fazer novos amigos. 
  - E as aulas normais? - Mudei de assunto antes que ficasse mais nervosa.
  - As turmas estão sendo formadas e mandaremos os horários por e-mail - Disse. 
Saímos da sala e me assustei com minha mana fazendo uma dancinha no corredor. 
  - Você viu que Homem, Maninha?  - Disse e rolei os olhos rindo - Acho que vou amar estudar nesse lugar. 
  - Mana, você nunca muda. 
 
Nos aproximamos de Skarlet que parecia entretida com a música que ouvia. 
  - SKARLET!  - Ally gritou e balançou a morena pelos ombros.  
  -   TÁ CHOVENDO HAMBÚRGUER? - Levantou em um pulo nos fazendo rir - Ally, isso não teve graça. 
  - O Diretor disse que podemos usar as salas de Música e Dança para ensaiar até o dia da apresentação - Falei - Pode nos levar até elas?
  - Claro, estou indo pra lá - Disse.
  
Fomos até as salas e nos separamos de Ally que foi até a de Dança, entramos na sala e Monster estava lá ensaiando um Rap. 
  - Bem vinda a sala de música - Disse Skarlet - Temos tudo que precisa para ensaiar, toca algum instrumento? 
  - Sim, os de Corda - Respondi e caminhei até uma Fender azul que me chamou atenção.  
  - Toca Guitarra também?  - Perguntou e assenti - Que legal, posso te ajudar a ensaiar também. 
  - Pensei que fizesse Teatro - Franzi o cenho. 
  - Também faço de Música - Disse.  
  - Annyeonghaseyo - Uma voz masculina se fez presente, e não era Monster, olhamos para a porta onde um Coreano de cabelo castanho acabará de passar com alguns papéis em mãos. Caminhou até nós duas - Você é aluna nova? 
  - Sou sim - Falei sem graça.
  - Prazer, sou Kim Jongdae, mas pode me chamar de Chen - Sorriu de forma amigável. 
  - Sou Charlotte Roth, mas pode me chamar de Charlie - Falei e tentei retribuir o sorriso, mas aposto que falhei, pois o sorriso dele parece impossível  de ser imitado. 
  - Chen é um dos melhores alunos da turma de Música - Skarlet disse e ele pareceu ficar constrangido. 
  - Que nada, faço o que posso - Disse envergonhado - Bom se precisarem de mim - Levantou os papéis - Estarei no Piano. 
  
 Caminhou ao Piano e começou a ensaiar

  - O que acha de me mostrar o que sabe fazer na Guitarra? - Skarlet sugeriu. 
  - Só se você fizer o mesmo. 
 
Allyson Pov's 


Entrei na sala de dança olhando tudo ao redor, tinha espelhos na parede, um aparelho de som com entrada USB.  Meus olhos brilharam, tirei meu Pen drive do bolso, escolhi a música. E deixei que me envolvesse, relaxando e começando a dançar,  não soube quando tempo passou. 

Foi quando palmas me fizeram parar de dançar, me virei para encarar o belo asiático moreno, tinha um sorriso nos lábios carnudos. Caminhei até o som tirando o Pen drive, parando a música. 
  - Não precisa parar por minha causa - Disse se aproximando - Annyeonghaseyo, Sou Kim Jongin, mas sinto que seremos colegas de Dança, então pode me chamar de Kai. 
  - Sou Allyson Roth, pode me chamar de Ally, já que seremos colegas - Tentei imitar o mesmo tom que ele usou e rimos.
  - Você não é daqui, certo?
  - Não, sou Brasileira, mas morei muito tempo em Nova York - Falei e ele pareceu impressionado.  
  - Sua pronúncia é quase perfeita, e nem tem tanto sotaque - Disse.
  - Sempre treinei Coreano e tenho um amigo que já morou aqui, e me ajudou muito. 
  - Acho que vamos nos dá muito bem, Ally - Sorriu de maneira fofa.  

Depois de um tempo conversando com Kai, que descobri ser um dos melhores, por isso também é um dos julgadores. Mas disse que vai me ajudar com minha coreografia para a apresentação. Recebi uma mensagem de Charlie dizendo que queria ir para casa.
  - Preciso ir - Anunciei guardando o aparelho no bolso da Calça - Minha irmãzinha quer ir para casa. 
  - Você tem uma irmã?  - Perguntou 
  - Sim, dois anos mais nova - Respondi levantando do chão - Nos vemos depois, Kai. 
  
Estava tudo bem se não fosse o Energético que tomei querer sair, procurei o banheiro feminino, mas quando achei fiquei puta. 


'Banheiro fechado para reformas, use o masculino e caso esteja ocupado, espere até que esteja totalmente vazio"
  - Caralho! - Chutei a porta, mas só piorou a situação. 
  
Saí em disparada  para o banheiro masculino, se tivesse um cara por lá não me importaria de expulsá-lo, tenho meus direitos feministas. Estava vazio e não precisei expulsar ninguém, entrei na cabine e pude ouvir o coro de aleluia.  
Lavando as mãos distraída enquanto cantarolava a música que tocava no meu fone de ouvido. Quando levantei o rosto fitando meu reflexo, notei que tinha alguém atrás de mim, um cara de toalha e braços cruzados. Foi quando notei que não estava no banheiro, e sim no Vestiário Masculino que contém apenas uma cabine/banheiro para o treinador do Time. 
Me virei para encarar o cara que tinha uma expressão séria me encarando, notei que ele tinha o cabelo laranja e arregalei os olhos. 
  - Eu conheço você, Garota! - Disse irritado - Foi você que vomitou em mim no Avião. 
  - Eu preciso ir   
Tentei sair correndo, mas ele segurou meu pulso, fazendo com que batesse contra o corpo molhado dele. 
  - Quem é você? - Perguntou ainda segurando meu pulso. 
  - Alguém que nunca vai querer conhecer - Usei toda minha força para empurrá-lo- Não encosta em mim. 
 
Só fez com que ele me soltasse, e a toalha dele caiu, revelando que tudo que falam sobre Asiáticos é uma puta mentira deslavada. 
  -Além de tudo é tarada? - Se cobriu com a toalha e notei que ele estava muito envergonhado. 
Como ele descobriu isso tão rápido? 

-Até mais, Ferrugem.  
Charlie e Skarlet me esperavam encostadas no carro, entrei no mesmo e de vez em quando ria fraco lembrando da cena, o Ferrugem fica fofo corado. 

 
 


Notas Finais


E então?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...