História Teenage love - Now United - Capítulo 3


Escrita por: e Fany1717

Postado
Categorias NOW UNITED
Personagens Any Gabrielly, Bailey May, Diarra Sylla, Heyoon Jeong, Hina Yoshihara, Joalin Loukamaa, Josh Beauchamp, Krystian Wang, Lamar Morris, Noah Urrea, Personagens Originais, Sabina Hidalgo, Shivani Paliwal, Sina Deinert, Sofya Plotnikova
Tags Beauany, Joaley, Nofya, Now United, Simar
Visualizações 140
Palavras 4.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


𝔹𝕠𝕒 𝕝𝕖𝕚𝕥𝕦𝕣𝕒 𝕒𝕞𝕠𝕣𝕖𝕤 •☆.•*´¨`*••♥

Capítulo 3 - Fights!


Fanfic / Fanfiction Teenage love - Now United - Capítulo 3 - Fights!

*☆¸¸.•*¨*• Joalin Loukamaa on •*¨*•.¸¸☆*

Os gritos viraram meu despertador todas as manhãs. Respiro fundo e levanto da cama, vou para o banheiro e faço minhas higienes matinais ainda com os gritos dos dois.

Termino de me arrumar, pego minha bolsa na cama e desço para o café da manhã.

- Você precisa de ajuda ou de um homem. - Josh diz em um tom alto. Minha mãe olha incrédula para ele e depois para mim.

- Bom dia família. - Pego a tigela, leite e cereais, em seguida me sento no balcão.

- Você me deve o mínimo de respeito garoto. - Responde no mesmo tom.

- Eu não te devo absolutamente nada. - Ele se levanta e põe a tigela na pia.

- Gente, pelo amor né! São oito da manhã. - Digo comendo uma colherada do meu cereal.

- Joalin, seu irmão está fazendo pirraça novamente. - Ela diz debochada me fazendo abrir um leve sorrisinho - Eu não tenho que aguentar isso.

- Claro que não, do mesmo jeito que você não aguentou continuar o seu próprio casamento - Josh diz saindo da cozinha.

- Eu fiz de tudo por vocês, e perdão por não ter sido o suficiente. - Ela diz quase chorando, olho para o Josh que ainda está parado na entrada, e ele dá de ombros.

- Você fez o suficiente sim mãe - Levanto e a abraço. - O Josh só está sendo criança.

- Não estou. Se está doendo, deve ser porque é verdade. - Ele diz abrindo a porta de casa - E vem logo Joalin, não quero chegar atrasado na faculdade. - Ele diz saindo de casa.

- Ele me odeia Joalin. - Ela diz em meios as lágrimas.

- Não, ele não te odeia mãe. O Josh só está magoado por tudo que aconteceu, mas com o tempo as magoas serão dissipadas. E ele vai perceber o quão imbecil está sendo. - Digo limpando as suas lágrimas - Agora eu tenho que ir tá bom? Já estou atrasada - Digo dando um beijinho em sua testa - Te amo, mãe!

- Também te amo, filha! - Ela diz e eu pego minha bolsa no sofá e saio de casa em seguida entrando no carro de Josh.

- Babaca! - Digo ao entrar no carro.

- Só disse verdades - Ele diz dando partida no carro.

- Não vou discutir com você Josh, um dia você vai perceber o quão idiota está sendo com a nossa mãe.

- Dúvido! - Ele diz concentrado na estrada e eu resolvo não falar mais nada, o resto do caminho até a faculdade foi em completo silêncio.

♡・゚:*。.:* Sofya Plotnikova on ・*:.。*:゚・♡

Horário de almoço, umas das coisas que os estudantes mais gostam. Bom, eu particularmente não.

Revirava o meu prato de salada sem ânimo, estava totalmente sem fome mas depois de ter desmaiado nas festas de fim de ano por ficar muito tempo sem comer, achei melhor empurrar a comida para dentro mesmo estando sem fome. Principalmente quando estava perto de Noah, que praticamente me obrigava a comer.

Shivanni, Hina e Noah conversavam animadamente, estava tão distraída que mal notei quando Noah colocou sem braço em volta do meu pescoço me puxando para mais perto de si.

- Eu posso fazer uma pergunta? - A Japonesa a minha frente pergunta um tanto animada - Mas talvez ela seja meio constrangedora - Ela diz com um sorrisinho malicioso e divertido nos lábios.

- Como tudo o que você fala né Hina - Shivanni diz dando outra mordida em sua maçã, vejo Hina revirar os olhos e Noah ri.

- Fala logo Hina - Ele diz sorrindo enquanto puxava minha cadeira para que eu pudesse ficar mais próxima do mesmo.

- Vocês dois já se pegaram né? - Ela dispara me fazendo engasgar com meu suco - Porque eu diria até que são namorados.

- Não! Não Hina, somos só melhores amigos - Noah diz um pouco sem graça e eu me endireito na cadeira fazendo com que Noah tire o seu braço que estava descansando sob mim.

- Ah, que pena! Vocês dois formam um casal tão fofinho - Ela diz sorrindo e Shivanni apenas concorda com a cabeça.

- Só amigos, somos só amigos - Confirmo mais uma vez e apoio meus braços sob a mesa voltando a comer minha salada, sentia os olhares de Noah em mim o que me fazia ficar mais sem graça ainda.

- Se vocês dizem.... - Ela resmunga - Mas eu ainda vou shippar - Shivanni sorri da amiga que parecia uma criança quando ganha pirulito.

- Hina, eu namoro - Noah diz sem graça - E a Sofy é como uma irmã pra mim.

- Ah para de graça, primeiro que namoro não segura ninguém - Ela diz e eu ouço Shivanni gargalhar - E segundo que ela não é sua irmã de verdade, então vocês ficarem juntos não é como se fosse um crime.

- Okay! - Eu me levanto fazendo os três na mesa se assustarem pelo meu ato repentino - Eu vou ao banheiro - Digo e saio dali o mais rápido que eu consigo, ouço Noah me chamar mas apenas ignoro e saio do refeitório indo praticamente correndo para o banheiro.

Paro em frente a um dos espelhos e só aí consigo ver o quanto minha cara demostrava perfeitamente a confusão que estava em minha mente agora.

O Noah e eu somos inseparáveis, nossas famílias se conhecem a muitos anos. Eu e ele crescemos juntos, como irmãos.

O problema foi quando entramos no ensino médio, eu tinha 15 e ele 16 na época. O Noah havia mudado, crescido e amadurecido, todas as meninas do colégio ficaram loucas por Noah Urrea, o que querendo ou não me deixou com ciúmes.

Mas tudo bem né? É normal sentir ciúmes de melhor amigo. Bom, era o que eu achava, porque logo depois ele começou a namorar com Valentina e foi aí que eu comecei a perceber que gostava de Noah.....muito mais que só melhores amigos ou só irmãos.

Mas isso era totalmente torturante, ver o garoto que eu gostava namorando e ainda por cima ele só me via com sua melhor amiga. Mas felizmente isso não durou muito, eu consegui controlar meus sentimentos por Noah e agora percebo que realmente não era pra ser. Somos melhores amigos, e sempre seremos apenas melhores amigos.

Ouço a porta sendo aberta e logo risadas enchem o eco e o vazio que havia antes dentro daquele banheiro, vejo duas meninas entrarem e elas param de rir assim que me olham.

- Oi! Tá tudo bem com você? Parece meio.....nervosa - Uma garota loira me pergunta com uma expressão preocupada.

- Oi! Eu estou bem sim, obrigada!! - Respondo lançando um sorriso para elas.

- Meu nome é Diarra, e essa aqui é minha amiga; Sina. - A outra garota diz se apresentando e a loira acena para mim com um sorriso. - Qual o seu nome?

- Sofya, meu nome é Sofya - Sorrio de volta para as garotas, antes que elas pudessem falar mais alguma coisa vejo Hina e Shivanni entrarem no banheiro as pressas.

- Sofy! - Shiv diz assim que me vê - Meu Deus Sofy, nos perdoe. Não sabíamos que você ia ficar tão sem graça daquele jeito. - Ela diz me abraçando e eu acabo pôr rir do desespero da mesma.

- Desculpa mesmo loirinha, te procuramos em cinco banheiros. Na próxima escolhe um mais próximo do refeitório - Ela diz cruzando os braços.

- Tudo bem gente, de verdade - Sorrio vendo as duas suspirarem aliviadas - Meninas, essas são Sina e Diarra - Falo apresentando elas - Sina, Diarra. Essas são Hina e Shivanni.

- Prazer! - Hina e Shiv acenam para elas.

- O prazer é nosso - Elas sorriem - E então meninas, estávamos indo pro jardim agora. Sabem como é né? Aproveitar um pouco antes que comesse a próxima aula - A morena diz sorrindo - Vocês querem ir conosco?

- Sim! - Hina diz animada - Eu tava louca para ficar sentada naquele jardim, sempre vi essas coisas em séries e sempre quis fazer - Ela diz fazendo todas nós cairmos na gargalhada.

- Então, vamos! - Sina diz sorridente. Diarra, Sina e Hina sairam na frente animadas e quando eu estava prestes a sair também Shivanni me para.

- O que foi? - Arqueio uma sombrancelha.

- Não vai falar com o Noah? Ele ficou preocupado quando você saiu do nada lá no refeitório. - Ela diz parada em minha frente.

- Depois eu mando uma mensagem para ele, vamos agora antes que percamos as meninas de vista - Digo e a mesma acende, saímos do banheiro e vimos que as meninas estavam no corredor nos esperando.

    ♪¸¸.•*¨*•. Any Gabrielly on .•*¨*•.¸¸♪

- Merda! - Digo tentando pela décima quarta vez abrir meu armário, "Eu só posso ter jogado chiclete na cruz" Penso.

Ouço uma risada atrás de mim e me viro vendo um garoto ( muito bonito por sinal ) encostado em seu armário me olhando.

- Precisa de ajuda? - Ele diz se aproximando.

- Meu armário me odeia - Digo e o vejo rir me fazendo rir junto.

- Deixa eu tentar - Ele diz parando ao meu lado - Qual sua senha?

- 284 - Digo e o vejo discar os números no cadeado do armário, ele abre a porta e me olha sorrindo. Provavelmente da cara de pateta que eu com certeza estava agora. - Como? Eu estou a meia hora tentando abrir isso - Falo ainda indignada e o vejo rir mais.

- Eu só abri com jeitinho - Ele sorri - Bailey! - Ele diz estendo a mão, que logo aperto.

- Any! - Sorrio de volta - Você vai morar aqui na faculdade?

- Sim! Estou fazendo intercâmbio - Ele diz enquanto começamos a caminhar pelos corredores.

- Sério? Eu também! - Sorrio - Você é de onde?

- Filipinas, e você?

- Brasil! - Digo enquanto viramos o corredor, vejo Joalin com o grupo de amigos do seu irmão e vou até ela puxando Bailey comigo. - Joalin! - Digo chamando sua atenção, a mesma me olha e depois desvia o olhar para Bailey que abre um sorriso para a mesma.

- Any, Oi! - Ela diz sem graça e eu arqueio uma sombrancelha - Oi! - Ela acena para Bailey.

- Oi! - Ele acena de volta, olho para os dois e depois rio.

- Bailey, essa é a Joalin. Esses dois são o Lamar e o Krystian. Gente, esse é o Bailey - Os meninos começam a puxar assunto com ele e eu aproveito para puxar Joalin para um canto mais afastado. - O que foi aquilo?

- Aquilo o que? - Ela franze a testa.

- Não se faz de sonsa, você ficou toda boba perto do Bailey - Eu rio e ela faz uma careta.

- Não fiquei não - Ela cruza os braços - Quer dizer, ele é bonitinho e tals - Ela diz enquanto fazia gestos engraçados com a mão.

- Ah não, esse é o primeiro dia de aula e você já está apaixonada Joalin? - Digo rindo e a mesma abre a boca em descrença.

- Claro que não, cruz credo - Ela diz revirando os olhos - Primeira meta pra esse ano, não se apaixonar por qualquer um. Tem que conhecer a pessoa primeiro pelo menos - Ela diz me fazendo cair na gargalhada.

- Se você diz....- Sorrio de lado e ela revira os olhos saindo dali, vou atrás da mesma e vejo que os meninos ainda estavam conversando.

- Olha, arranjaram um amiguinho novo é? - Joalin diz parando do lado de Krystian - Olha Bailey toma cuidado tá? Esse é o grupo mais tóxico da faculdade - Ela diz fingindo estar falando sério e Bailey rir sendo acompanhado por um riso debochado dos meninos para a loira - Vocês viram o meu irmão? A gente sempre volta juntos pra casa.

- Tô aqui maninha - Ouço uma voz atrás de mim e me viro dando de cara com Josh - Oi! - Ele diz com um sorriso sacana pra mim.

- Oi! - Sorrio sem graça e me viro novamente para o grupo que estava na minha frente.

- Finalmente né Josh - Joalin diz parando ao lado dele - Vamos?

- Vamos! Tchau gente, tchau princesa! - Ele diz tocando a ponta do meu nariz com seu dedo.

- Tchau, galinha! - Krystian diz arrancando risadas de todos ali, menos de mim.

- Vejo vocês amanhã, tchau amiga - Joalin diz me abraçando.

- Tchau! - Dou um beijo em sua bochecha e ela saí junto com Josh.

- Bom, nós ainda temos mais uma aula - Lamar diz apontando para si mesmo e para Krys.

- É, trabalhar pra ser alguém na vida porque dinheiro não caí do céu né meus anjos - Krys diz me fazendo rir - Tchau seus gados.

- Tchau meninos - Digo e logo Krys e Lamar saem me deixando sozinha novamente com Bailey. - Bom, já que não temos mais aulas por hoje e moramos nessa prisão. O que acha de dá uma volta?

- Acho ótimo - Ele ri - Não vou aguentar ficar aqui até de noite - Ele diz me fazendo rir um pouco.

- Shopping? - Pergunto e o mesmo sorri.

- Shopping! - Ele afirma e eu abro um sorriso enorme, saímos da faculdade e passamos o resto do dia no shopping.

"Eu nem acredito que fiz amigos tão rápido assim"

    ✧♬•*¨*•.。 Noah Urrea on 。.•*¨*•♬✧

Fiquei sentado no refeitório por mais alguns minutos tentando racionalizar o que acabou de acontecer. Será que eu disse algo de errado? E novamente estou perdido em relação a Sofya. Não sei exatamente o que está havendo, mas receio que a história se repita.

No meio do ensino médio mais ou menos, ela se distanciou um pouco de mim. Isso me feriu profundamente, porque ela sempre foi o meu porto seguro. E ter a sensação de que estou a perdendo novamente, dói.

Balanço a cabeça para afastar tais pensamentos e saio a procura dela. As meninas já não estavam aqui, nem notei quando elas saíram para ser sincero.

Ando pelo corredores que estão meio vazios por conta do horário de almoço, e quando estou quase chegando na parte dos banheiros, vejo ela sentada no jardim com as meninas e mais duas garotas que não conheço. Passo pela porta de vidro e caminho em direção a elas, que estão tão entretidas na conversa que nem me notaram chegando.

- Oi! - Falo um pouco alto, e elas param a conversa. - Preciso falar com você Sofy.

- Onde está a educação que eu te dei meu filho? - Hina diz balançando a cabeça negativamente.

- Desculpa, olá garotas sou o Noah. - Digo acenando para as duas garotas que estavam do lado de Sofya.

- Diarra e Sina- A loira diz apontando para a sua amiga, e para si mesma.

- Elas também estão fazendo intercâmbio. - Shivani diz animada. - Pelo menos agora não estaremos sozinhas.

- Ei! - Protesto. - Eu e a sofy somos o que?!

- Ela quer dizer aqui no dormitório- A japonesa começa. - Vocês dois moram sozinhos, não é a mesma coisa.

- Moram sozinhos? - Vejo a loira erguer uma sombrancelha com um sorrisinho malicioso nos lábios.

- O que você queria Noah? - Sofya diz com um sorriso fraco mudando de assunto.

- Podemos conversar? - Digo olhando em seus olhos.

- Claro! - Responde mas continua sentada.

- A sós. - Concluo vendo os olhares das meninas revesando entre mim e Sofy.

- Somos maioria aqui, então vocês dois que se retirem. - Hina diz tirando risadas das meninas. Sofya levanta em silêncio e a sigo até o fundo do jardim, quase próximo ao estacionamento.

- Aconteceu alguma coisa? - pergunta como se não tivesse ocorrido nada mais cedo.

- Nada, eu só queria confirmar que você está bem. - Digo a puxando para mais perto.

- Estou bem! - Ela sorri.

- Não sei se acredito nisso. - Digo abrindo um leve sorriso de lado.

- É sério. - Ela ri - Eu só me senti desconfortável e fui ao banheiro jogar uma água no rosto.

- Desconfortável? - Acabo pôr franzir a testa em confusão.

- Sim, senti que estava suando. Acho que estou com febre - Ela põe a mão na testa e eu acabo rindo da carinha que ela fez. Seu olhar se fixa em algo distante e a mesma fecha a cara.

- Sofya? - A chamo passando a mão em frente ao seu rosto.

- Por que ela... - Ela para de falar e desce sua mão. Viro para trás na tentativa de entender o que ela queria dizer, e encontro Valentina vindo na nossa direção. Retorno o olhar para Sofya na minha frente, que agora me encara sem qualquer expressão.

- Ela vai estudar aqui também - Falo e vejo Sofya me olhar com descrença - É uma boa oportunidade para vocês serem amigas. - Ela faz uma careta e cruza os braços.

- Noah! eu e Valentina somos opostos, nunca seremos amigas.

- Já ouviu falar em "os opostos se atraem"? - Sorrio e a vejo revirar os olhos.

- Eu já ouvi falar sobre "Meu amigo não me conta mais as coisas" - Ela diz séria e eu suspiro - Você devia ter me avisado que ela estudaria aqui.

- Eu ia te contar, só que com a mudança acabei esquecendo. Mas agora você sabe.

- Só que agora eu não posso mudar de faculdade. - Sorri irônica. Sinto dois braços me envolverem em um abraço, e Sofya revira os olhos.

- Oi, Sofy! - Valentina diz com a voz animada.

- Meu nome é Sofya, agora se me dão licença. - Antes que eu possa dizer qualquer coisa, ela volta para onde as meninas estão.

- Hoje ela está atacada em. - Valentina me solta do abraço, e para na minha frente. - Estava morrendo de saudades.

- Eu também estava amor. - Me aproximo dela e selo nossos lábios em um beijo rápido. - Você tem qual aula agora?

- Essa aqui - Ela diz me mostrando um papel com sua grade de horários.

- Eu também, vamos? - Digo e ela sorri guardando o papel em sua bolsa.

- Vamos! - Ela me dá a mão e entramos na faculdade de mãos dadas, porém, antes de entrar dou uma última olhada em Sofya e vejo que a mesma já estava se levantando para ir para sua última aula.

[ .... ]

Eu não sei se eu que sou lento ou se realmente está tudo bem. Meu cérebro está quase entrando em pane com as palavras não ditas por mim e Sofya. Sinto que ela está distante, mas ao mesmo tempo ela demonstra que não está. Estou completamente perdido.

Entro em casa e escuto uma música vindo do andar de cima, jogo minha mochila no sofá e subo em direção ao quarto dela. Bato na porta duas vezes, e Sofya abre a porta.

- O que foi? - pergunta tranquilamente.

- "O que foi?" Por que você veio embora e não me esperou? Quem te trouxe? - Disparo todas as perguntas de uma só vez, "Isso tá parecendo mais um interrogatório" Penso.

- Você estava ocupado demais, não queria incomodar. - Ela responde simples.

- Sofy, você nunca é um incomodo pra mim - Digo e a mesma dá um leve sorrisinho de lado - Quem te trouxe?

- Ninguém, eu vim sozinha mesmo. - Ela diz parando no batente da porta.

- Você veio andando? Não acredito! O combinado éramos ir juntos, e voltarmos juntos. Eu quase morri de preocupação quando não te encontrei na sua última aula.

- Você foi até a minha sala? - Ela arqueia uma sombrancelha.

- Claro! - Respondo e a mesma solta apenas um "Humm" como resposta - Sofya, você está estranha o dia todo. - Ela sorri e volta a entrar no quarto, a sigo. - Não adianta tentar sorrir para disfarçar isso, porque eu te conheço melhor do que você mesma.

- Você sabe muito bem porque estou assim.- agora sua expressão está totalmente séria.

- Não, eu não sei não - Digo e a vejo revirar os olhos, ela se senta na cama e desliga a música que tocava em seu celular. Fico um tempo parado em pé de frente para a mesma tentando pensar em alguma coisa que tenha a feito ficar desse jeito, até que passa uma coisa, ou melhor, uma pessoa em minha cabeça - Você tá assim por causa da Valentina? - Digo e a vejo continuar mexendo em seu celular. - Sofy, pra que isso? É sério que você vai ficar assim só porque eu não te disse que ela iria estudar lá também.

- Você podia ter me contando - Ela diz enquanto encarava a tela de seu celular.

- Ah tá, e você ia fazer o que? Ir pra outra faculdade? - Falo com um certo tom de deboche.

- Sim! Se eu disse que ia fazer isso né.... - Ela diz sem manter contato visual comigo, o que eu odeio por sinal.

- Meu Deus Sofya, você consegue ser tão infantil quando quer - Digo e percebo que a mesma fecha a cara mas ainda continuava com seu olhar fixado na tela de seu celular. - Sofya! - Falo em um tom mais alto, porém, não cheguei a gritar.

- Infantil? - Ela pergunta incrédula, deixando o celular de lado.

- E você não acha que está sendo? Por Deus! Você está fazendo uma tempestade em um copo d'água por motivo nenhum. - Falo fechando a porta do quarto com um pouco de força, "Odeio brigar com ela" Penso.

- Noah, era para ser eu e você. Esse era o plano dês do início, mas desde que chegamos aqui você coloca essa garota em tudo. E se para você isso tudo não for um motivo para eu estar chateada ou estranha, sim eu sou "infantil". E eu com certeza não teria ido para a mesma faculdade dessa garota, e estou tão brava agora que nem sei se isso, é o que eu quero.

- O que você quer dizer? Seja direta pelo uma vez. - Falo começando a ficar irritado.

- Eu não sei se quero continuar morando com você. - Ela diz levantando da cama e deixando seu celular em cima da sua escrivaninha.

- Merda! Sofy, você não me entende. Eu não posso simplesmente esquecer da minha namorada só porque você quer, diferente de você eu tenho uma vida fora da faculdade e tenho um relacionamento. Você achou mesmo que ia ser só nós dois pra sempre? - Digo e só percebo o que falei quando vejo Sofy olhar para mim pela primeira vez desde que essa discussão começou, senti meu coração se apertar quando vi lágrimas em seus olhos que lutavam para não sair.

- Achei - Ela diz por fim mais como um susurro - Saí do meu quarto Noah - Ela diz cruzando os braços e olhando para baixo, Sofy era o tipo de pessoa que odiava que a vissem chorando.

- Sofy! - Digo tentando me aproximar mas a mesma se afasta.

- Saí do meu quarto - Ela diz olhando pra baixo - Por favor! - A vejo erguer a cabeça, sinto um arrepio estranho passar pelo meu corpo quando ela olha diretamente para os meus olhos.

Ver aqueles olhos cheios de lágrimas parte o meu coração, ainda mais por saber que eu sou o motivo dessas lágrimas.

- Sofy! Eu não queria ter dito aquilo. Desculpa! - Digo e a mesma fecha os olhos respirando fundo - Por fav....

- Só sai Noah - Ela diz por fim se virando e sentando na cadeira de sua escrivaninha, resolvo não falar mais nada para não piorar a situação e apenas saio do seu quarto indo direto para o meu. 

Me jogo na cama, fecho os olhos enquanto tento acreditar que amanhã ela me perdoará. As vezes eu consigo ser idiota em um nível absurdo, mas mesmo sabendo que não devia ter dito daquela maneira, não acho que tudo que disse foi errado. Porém sei que a magoei, e eu me sinto péssimo por isso. Sofya sempre esteve do meu lado, e eu havia prometido a ela muitas coisas que não venho cumprindo ultimamente, no fim ela não está errada. Eu sou o babaca da história.


Notas Finais


✰ Oiee meus amores, como vocês estão? Bom, espero que bem ♡

✰ O que acharam desse capítulo? Deixem suas opiniões nos comentários ♡

✰ Não se esqueçam de favoritar a fic ♡

✰ Beijos, e até o próximo capítulo ♡

░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░

➟ Valentina: https://pin.it/bzlilegkyp4u6k

➟ Roupa da Sofya: https://pin.it/m5nr4ia64bmcih

➟ Roupa da Any: https://pin.it/xdbdjnbo2p5thf

➟ Roupa da Diarra: https://pin.it/bvqx3rcawc6g2r

➟ Roupa da Sina: https://pin.it/kd4pqmvuiisgiw

➟ Roupa da Joalin: https://pin.it/onprqdxzsqvfry

➟ Roupa da Shivanni: https://pin.it/n5gmtxkkamghum

➟ Roupa da Hina: https://pin.it/lcfqyoc35gbiev

➟ Roupa da Valentina: https://pin.it/pcylx54tv3a6cm

➟ Roupa do Noah: https://pin.it/zdpexvygwtnxoi

➟ Roupa do Bailey: https://pin.it/ae5sn7eyttac7r

➟ Roupa do Krystian: https://pin.it/h2updgxlifpwdw

➟ Roupa do Lamar: https://pin.it/lbphggfu7f5y6c

➟ Roupa do Josh: https://pin.it/6ccanewviveqiu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...