História Tell me - CLC's yuyeon drama - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias CrystaL Clear (CLC)
Personagens Seungyeon, Yoojin
Tags Clc, Crystal Clear, Cube, Elkie, Eunbin, Girl, Kpop, Lesbian, Mistake, Orange, Seunghee, Seungyeon, Shoujo, Sorn, Traição, Yeeun, Yujin, Yuri, Yuyeon
Visualizações 35
Palavras 573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Orange, Shoujo-Ai, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Say it


Me diga que está tudo bem, Seungyeon.

Conte suas mentiras mais uma vez.

Me diga que o que temos é normal.

Estale os dedos.

Insista em mim, como eu insisti em você.

O perfume no seu casaco, o cheiro doce de inverno, eu não o conheço.

Me faça acreditar que saiu com uma amiga.

Então diga, Seungyeon. Diga as três palavras que eu tanto espero ouvir. Diga, para que eu rebobine a fita, para que volte tudo do começo, de onde nunca deveria ter saido.

Você nunca vai dizer.

Eu estou me sufocando diante da imagem que eu criei de você. Eu desenhei cada detalhe, da maneira em que eu queria pensar. Você borrou o desenho algumas vezes, rasgou a folha. Mas lá estava eu, tentando de novo, lhe recriando na minha mente.

Dite suas regras estupidas novamente.

"Não se apaixone, não crie expectativas, não abra seu coração."

Eu atropelei todas elas.

Abra os botões novamente, me permita enlouquecer por cada canto seu mais uma vez.

Sussurre nos meus ouvidos o que não quero ouvir. Me faça te odiar mais do que já odeio.

Não finja que não é nada. Não finja que o que temos é uma fábula que cada vez mais se torna um terror.

Mova seus lábios, deixe eles dizerem que sou apenas uma amiga próxima.

Amigas, Seungyeon?

O que tem de tão fascinante em me usar como boneca? Talvez eu seja uma.

Me marque onde apenas nós podemos ver. Sussurre na altura que só nós podemos ouvir.

Os ultimos meses foram todos iguais. Eu pensei que dessa vez não iria acontecer, mas aconteceu de novo. Eu não impedi, não é?

Então diga, Seungyeon.

Diga as três palavras, para que eu entre novamente no seu carrossel de mentiras.

Por que você não fala sobre a ultima noite? Por que esconde as contas do motel? O que eu sou pra você afinal, Seungyeon?

O dia em que você se tornou minha garota. Foi por tampouco tempo quanto eu imaginei que seria, você não estava consciente, estava?

O seu bafo quente cheirava bebidas baratas, Seungyeon. Onde tinha ido aquela noite? 

As lembranças do vento gelado cortando minhas costas enquanto esperava por você, elas me perseguem.

As lembranças de quando ainda eramos nós, ainda estão quebrando minha mente.

Se é que um dia fomos "Nós".

Fomos, Seungyeon? Posso ao menos acreditar em uma palavra que você me disse?

Por que levou ela no meu lugar naquele dia? Corações se espatifaram aquela noite, rimels borrados, lagrimas que desceram como laminas, cabelos bagunçados. Quantos já passaram por você?

Eu era a unica, como você me dizia.

Ou talvez isso fosse apenas o que seus desejos lhe disseram pra falar, naquele momento, naquela hora.

Não posso dizer que estive parada também, amor. Frequentei as mesmas boates onde te busquei inumeras vezes. Beijei diversas bocas, tentando fugir do gosto da sua.

Mas ele não vai embora, nunca irá.

O gosto de baunilha, seus lábios macios, seus dentes que se envolviam entre meus labios inferiores, o meu batom que você fazia questão de borrar só pra saberem que quem borrou foi você, pra saberem a completa fodida que eu era por você. É, ele nunca irá embora, cada detalhe, ele nunca vai desaparecer.

Você está sozinha hoje? É por isso que me procurou? Não tem nenhuma outra que esteja aos seus pés? Talvez até tenha. Mas você só quer brincar e meu coração é o seu brinquedo favorito.

Então diga, Seungyeon

Diga que se arrepende.

Diga que sente minha falta, como eu senti a sua.

Diga as três palavras.

Para que eu aperte o replay na sua melodia mentirosa. 

Diga, Seungyeon.

 Para que eu reinicie seu jogo doentio.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...