1. Spirit Fanfics >
  2. Tell me! - Hyunlix - Stray Kids. >
  3. About injuries and low self-esteem.

História Tell me! - Hyunlix - Stray Kids. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


oi amigosllllljkldkslssll ai gente passei uns dois dias fora ou sera que foi mais? enfimkk eh que minha ""crush"" comecou a namorar e nao eh comigokkkkkkjjjkkkkjkkkkkk INFERNOkk ai né eu fiquei super abalada, ouvindo poesia acústica e tudo mais, chorando, lendo fic tristekkll mas okay agora eu to aquikk

espero que gostem, e perdoem os erros eles nao estao aqui porque querem😜😜😜😜 ok💕😎

Capítulo 3 - About injuries and low self-esteem.


Fanfic / Fanfiction Tell me! - Hyunlix - Stray Kids. - Capítulo 3 - About injuries and low self-esteem.

Hyunjin caminhava de um jeito infantil pela calçada. Ora se equilibrava na perna esquerda, ora na direita. As vezes, perdia o equilíbrio e pendia para o lado, batendo seu ombro com o de Felix, que imitava a forma de andar do moreno. E então, ambos começavam a rir. Era quase meia noite, os garotos se encontraram no bar e o de fios escuros propôs que fizessem uma coisa diferente hoje. Lee imediatamente aceitou, e então ambos os rapazes começaram a dar ideias diversificadas para a programação da noite, em pouco tempo, ficou decidido que iriam até uma cafeteria que ficava perto da casa do coreano e coincidentemente, permanecia aberta durante a noite.

Lixie estava diferente, notou o mais alto. Parecia que ele estava usando maquiagem, suas olheiras haviam diminuído e os belos lábios que possuía tinham um tom vermelho suave, quase natural. As vestes do rapaz também mudaram, de camisetas pretas para um moletom rosa claro e as calças que antes eram de cores escuras, foram substituídas por brancas, assim como os tênis. Ele estava lindo, como sempre. Por vezes, o maior mordeu a língua, contendo a vontade de perguntar o porquê daquela arrumação toda. 

Mas o fato era que o baixinho queria impressionar. Por algum motivo, ouvir que seu amigo estava apaixonado, o deixou extremamente abalado. Por esse motivo, decidiu se arrumar e tentar conquistar a atenção do garoto que, por acaso, já era inteiramente sua.

A noite escura estava silenciosa, assim como os meninos. Cada um permanecia preso em seu próprio mundinho, e a única coisa que tinham em comum era que a mente de ambos estava dominada por pensamentos sobre o outro. O ruivo não entendia o motivo de pensar tanto no garoto ao seu lado, mas gostava daquilo. Gostava de pensar em alguém que lhe fazia bem, e amava o fato de que todos os seus pensamentos sobre o coreano eram felizes. 

Hyunjin o fazia feliz.

─ Por que se arrumou tanto hoje? ─ Questionou o maior, depois de se segurar por muito tempo.

─ Porque eu quis. ─ Félix olhou para baixo, sentia seu rosto queimando e se xingou mentalmente por ficar envergonhado com tanta facilidade.

O mais novo apenas murmurou um hm  e então, o silêncio voltou a reinar. Foi assim até que chegassem na cafeteria, o que não demorou muito tempo. 

O local já era conhecido por Hwang, mas Lee ficou encantado com o jeitinho aconchegante do lugar. As paredes externas tinham um tom muito claro de amarelo, já as internas adquiriram um tom um pouco mais forte, mas sem mudar muito a coloração. Haviam algumas mesinhas de madeira, provavelmente era cedro. Diversos quadros de bandas, cantores e artistas dos anos 90 estavam espalhados pelo estabelecimento, fazendo-o ganhar um aspecto mais retro. Fora o cheiro, que na opinião do baixinho, era a melhor coisa. O maravilhoso aroma de café recém passado e baunilha era uma delícia, fazia com que se sentisse na casa de sua mãe. Uma sensação de nostalgia dominou o australiano, fazendo com que um pequeno sorriso de canto se formasse em seu rostinho. 

Hyun segurou a mão do amigo, puxando-o para que se sentassem em alguns banquinhos que ficavam em frente à uma mesa suspensa na parede. Assim, os garotos se sentaram um ao lado do outro, como sempre faziam. Depois de atender algumas adolescentes chorosas que estavam no estabelecimento, a garçonete simpática se aproximou dos rapazes. Ela sorriu, entregou o cardápio e perguntou o que iriam querer.

─ Eu quero... Latte ─ Disse o de fios alaranjados, enquanto olhava para o cardápio. ─ E uma torta de limão, por favor.

A moça anotou o pedido e olhou para Hwang, que olhava para Felix. O maior o achava tão bonitinho quando estava concentrado. As sombrancelhas franzidas, o biquinho nos lábios e os olhinhos brilhando... Olhar para Lixie era como olhar para o quadro mais bonito de Van Gogh, concluíu o mais novo.

─ Senhor, vai querer o que? ─ Questionou a garçonete.

─ Ah... Eu? Lilix, você já pediu? ─ Jinnie sentiu suas bochechas tomando uma coloração avermelhada quando o baixinho olhou para ele e assentiu. ─ Eu quero só... Café com leite.

Depois de assentir, ela saiu. Deixando os amigos sozinhos. O australiano estava envergonhado, havia percebido o jeito como Hwang estava olhando para si e aquilo o deixou feliz e tímido ao mesmo tempo. Era um olhar de admiração, muito diferente de todos os olhares que já tinha recebido.

Hyunjin encarava as meninas que choravam em uma das mesas perto da porta. Eram umas cinco e estavam com roupas de festa, talvez só estivessem bêbadas.

─ Por que acha que elas estão assim? ─ Lix sussurrou, ao perceber que o garoto ao seu lado encarava as jovens.

─ Sei lá... Mas meu ex também ficou assim, uma vez... ─ Começou o mais alto. Lee se animou, pois achou que não iria rir da desgraça de Jinnie hoje. Pelo visto, estava errado.

─ O que? Por que, Hyun? ─ Hwang olhou para o menino, antes de começar a contar.

─ Bom... Ele é meu amigo hoje, mas na época era meu namorado e... Ele era muito cuzão. ─ Enfatizou a palavra muito, e ao fazê-lo, viu Lee sorrir. Provavelmente se lembrando de seu marido. ─ Ele vivia falando do meu corpo, das roupas que eu vestia, do meu cabelo, de tudo. E isso era uma merda, saca? Porra, eu ficava 'pra baixo quando ele fazia aquilo.

O sardento concordou com a cabeça, sabia exatamente como era aquilo. Passava todos os dias pela mesma situação.

─ Um dia, a gente foi em uma festa. Ele era horrível em estacionar o carro, então acabou pedindo para que eu estacionasse... A gente tinha brigado no dia, eu 'tava puto da vida, sendo movido pela força do ódio... E enquanto o Seungmin me ajudava a manobrar... Eu joguei o carro em cima dele, mas foi de leve, eu juro 'pra você!

Felix começou a rir. Sentia que era errado dar risada da situação, mas não rir obviamente não mudaria algo que aconteceu. Pobrezinho desse tal de Seungmin.

─ Você atropelou ele! Como pode ter sido de leve? ─ As palavras se embolavam com as risadas, fazendo Hyun soltar um riso nasal também.

─ Eu juro que só soltei o carro, bateu no joelho dele por acidente. ─ Disse enquanto levantava as mãos para o alto, como quem diz não foi minha culpa. ─ Depois disso, ele entrou no carro e falou que eu tinha quebrado o joelho dele, disse que eu era um surtado... A gente quase saiu no soco ali mesmo. Achei meio exagerado ele terminar comigo no dia seguinte, sabe? O joelho dele só trincou, tá certo que ele tem dificuldade para se ajoelhar hoje em dia mas assim... Foi só uma batidinha.

A mulher entregou os pedidos, e ao ouvir a risada dos garotos, se permitiu sorrir mais uma vez. Quando ela se afastou, o moreno voltou a falar enquanto seu acompanhate bebia o café.

─ Ficamos amigos quando eu tive que pagar os remédios e o médico dele, sabe? Graças aos céus, ele mudou. Mas nunca me perdoou por ter... Atropelado ele. ─ Jinnie deu de ombros e pegou sua xícara.

Lix ficou indignado com a indiferença alheia ao contar que atropelou seu ex namorado. Hyunjin era uma peça rara, de fato. Ambos comentavam o acontecimento enquanto bebiam os líquidos que haviam pedido. Poucos minutos depois, Felix já estava dando torta de limão na boca do mais novo, ao mesmo tempo que eram observados por todas as pessoas que estavam no local, mas nem se importavam. 

Quando terminaram de comer, o ruivinho insistiu em pagar e Hwang não contestou, já que sempre pagava as contas no bar. Os rapazes saíram da cafeteria e voltaram a andar do mesmo jeito de antes, mas agora, além das risadas, eles também conversavam sobre diversos assuntos. Falavam sobre música, livros, comida, dinossauros e filmes. Vez ou outra, o estrangeiro dizia algo sobre signos, e logo era repreendido por Hyunjin, que dizia que isso era uma completa baboseira.

Estava tudo perfeito, mas nem tudo são flores. Enquanto riam, Lix escorregou e caiu de joelho no chão. Imediatamente, o sorriso nos lábios do moreno sumiu. Ele se aproximou do mais baixo e analisou o ferimento, era pequeno, mas ainda assim lhe rendia uma grande preocupação. Lee começou a rir novamente ao ver que seu amigo estava quase se descabelando por conta de um raladinho.

─ Por que está rindo? Lilix, consegue andar? Dói muito? Machucou em mais algum lugar? Pare de rir! ─ Hyunjin nem respirava enquanto falava. Estava quase morrendo por dentro por saber que seu garoto estava ferido porque propôs que fizessem algo diferenciado.

─ Agora meu joelho deve estar igual ao do Seungmin! ─ Sussurou Lee, assim que se acalmou um pouco. Mas logo voltou a rir.

─ O dele estava pior, acredite. ─ Devolveu, Jinnie no mesmo tom de voz. ─ Mas... Eu vou cuidar de você. Assim como cuidei dele.

Antes que o sardento tivesse a oportunidade de processar o que o outro falou, foi levantado do chão e em pouco segundos, entendeu que estava sendo segurado pelo coreano. Seu abdômen estava sobre o ombro largo dele, e sua cabeça estava virada para baixo, só tinha visão das costas alheias ─ que eram maravilhosas, mas não que tivesse passado muito tempo prestando atenção naquilo ─ entretanto, era uma posição desconfortável, por isso começou a dar tapinhas no maior, tentando fazer com que o mesmo o soltasse.

─ Hyunjin! Me coloca no chão! ─ Gritou.

─ Vou colocar, assim que estivermos na minha casa. ─ Rebateu o de fios escuros, sorrindo logo em seguida.

O menor nem conseguia raciocinar direito, enquanto Hwang pensava naquele joelho ralado como um sinal dos Céus, lhe dizendo: Toma, sua oportunidade de ouro. Era realmente uma oportunidade de ouro, e não iria desperdiçar.


Notas Finais


KkkkkjKKKJJKKKKKJJJKKoproximoehhotmascalmavaiserfofinhopqeunconsigofazerputariapesadalllllLLLLKKJJKKKKKKJK

espero que tenham gostado e estou aberta a críticas construtivas ou apenas críticas💕👍😎😜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...