História Tell me this is a dream...it's a nightmare - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O
Tags Baeksoo, Baeksoo!pais, Coma, Crush Me Nota, Mpreg
Visualizações 55
Palavras 1.065
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Yas, it's a dream


Fanfic / Fanfiction Tell me this is a dream...it's a nightmare - Capítulo 1 - Yas, it's a dream


                   

               ⊱✿⊰

  Ver a pessoa que você mais ama, a única que te ajuda em momentos difíceis e diz que te ama, em um coma induzido, dói demais. Oque me dói mais e saber que ela está assim por minha culpa...

               ⊱✿⊰

- Eu juro para você que eu não fiz por mal -Ele ainda consequia rir do meu desespero,nunca pensei que café fosse tão difícil de tirar da blusa branca-

- Baekhyun! para de rir de mim, ou eu juro que te bato... quer saber -parei oque fazia e olhei para ele com um olhar sugestivo- é melhor fazer mesmo! -falei entre dentes praticamente pulando nele o distribuindo socos e tapas, sem real força obviamente-

- Eu juro que não fiz por mal, meu amor -ele segura meus pulsos e me olha com um olhar brincalhão-

Ah.... o por que de estarmos assim? Bem, por que aparentemente um parafuso do cérebro do Baekhyun saiu e fui para o espaço e ele tacou café na minha blusa branca! Porque eu simplesmente queria ver o guarto da casa que ele está decorando- este que Baekhyun diz ser altamente secreto- se ele acha que eu vou deixar só por isso ele está enganado.

-Para de rir! -tentei soar sério- nem máquina de lavar a gente comprou ainda, como você quer que eu tire essa mancha enorme da minha blusa?! ou melhor -olhei para ele- como você quer que eu vá a o trabalho com essa blusa?! -falei em um tom mais alto e completamente indignado-

- IHHH! -ele falou de uma forma fina e alto, fazendo o tom ficar isopurtavel por pequenos segundos- prefiro você sem essa blusa, você com esse corpinho lindo a mostra é bem melhor que gualquer blusa que você veste -ele fala de uma forma apaixonada, aproveitando meu momento "manso" para largar meus pulsos e segurar minha cintura me levando para perto dele- se eu te mostrar oque tem no guarto...-ele me lança um olhar sugestivo me fazendo revirar os olhos- você para de ficar bravo comigo?

tenho que dizer: estava louco de curiosidade para saber oque tinha no guarto e eu não consigo ficar muito tempo bravo com ele. Então, só por causa disso, eu vou aceitar a proposta dele.

- Eu... -Levo minha mão até meu queixo e faço uma expressão pensativa- aceito! -Sorrio infantil formando um coração-

ele não responde, apenas me dá um selinho demorado- Nem parece...- e afasta seu corpo do meu para me quiar até o guarto.

a porta e o portal branco estavam agora com um tom azul bebê e na porta estava com um pequeno arco-íris de madeira pendurado em um prego. Isto eu já havia visto, eu queria logo ver a parte de dentro.

-Pode entrar,a porta não vai te morder -Ele fala em um ar de riso ao perceber minha excitação em entrar no guarto-

Apenas dei um riso nasalado e assenti. levei minha mão até a maçaneta e a girei- este é aquele momento que tudo está em câmera lenta- abri a porta lentamente, estava com medo do que teria lá dentro. abri a porta pro completo e tive a visão- da coisa que eu menos queria ver ele ele sabia,deço ressaltar- de um guarto de bebê. Ele era fofo até. Branco com o teto azul bebê,algumas nuvens pintadas de azul bebê,o berço branco no centro do guarto,a cômoda branca, alguns brinquedos espalhados pelo grande tapete azul e uma poltrona de balanço branca.

- Eu sei que não ficou muito bom, mas com o pouco tempo que eu tinha e o pouco orçamento... deu para isso- ele falava animado, nada o abalava, nem a cara surpresa que eu tinha estampada- mas ele ou ela pode puxar meu lado artístico e gostar de pintar,por isso tudo branco... -Ele falava tudo com tanto intusiamos, enquanto eu não consequia falar nada. Ele sabe que esse assunto é difícil para mim, aí ele vai lá e faz um guarto de bebê... sabendo que eu não posso ter um,e que se eu tivesse seria uma gravidez completamente complicada para mim- V-Você não gostou? -ele parou de falar ao reparar uma lágrima caindo pela minha bochecha-

-Obeveo que não! -acabei me exaltando- BAEKHYUN! EU NÃO POSSO TER FILHOS! VOCÊ TÁ DE SACANAGEM COMIGO FAZENDO ISSO,BAEKHYUN! OQUE VOCÊ TEM NA SUA CABEÇA? MERDA,SÓ PODE SER ISSO.- a esse ponto eu já não controlava as lagrimas que caiam pelo meu rosto, olhava para ele com um olhar cortante enquanto ele me olhava surpreso- Três vezes! TRÊS VEZES! EU NÃO VOU TENTAR DE NOVO PARA ACONTECER OQUE SEMPRE ACONTECE! - três gravidezes que eu tive um aborto instantâneo, eu sinceramente já desisti de ter filhos, de ter que ver o feto que poderia ter sido meu filho...sem vida

Ele não respondeu e eu apenas saí dali de dentro. Não queria ficar mais nenhum segundo naquele quarto, nem no apartamento e por enquanto não queria ver a cara do Baekhyun.

Eu estava atravessando a rua quando senti meu nome ser chamado e eu ser empurrado por alguém, oque me fez cair no chão. Arregalar meus olhos e olhei pro corpo desacordado no chão, eu não consequi enxergar quem era... mas um dor no me coração veio junto  com uma dor insuportável no baixo ventre.

Dor que eu conhecia bem.

               ⊱✿⊰

Descobrir que o guarto era só a parte da surpresa dele para falar que eu estava grávido, dói em mim até hoje. Saber que se eu não tivesse sido teimoso e tivesse feito o teste e não ele no meio da madrugada sem eu ver, me faz sentir um inútil.

Eu passei toda a minha gravidez sozinho, a única pessoa que eu tinha era o Baekhyun. A gravidez foi cheias de dores e desmaios, meu próprio corpo querendo expulsar meu filho e eu ainda fiquei sozinho em nosso apartamento.

Vai fazer onze meses que o Baekhyun está em coma e dois meses que eu tive meu filho. Foi um parto horrível, eu insisti em ter um parto normal e literalmente quase morri.

- Para de chorar SangMee -falei desesperado enquanto tentava ninar a criança nos meus braços, está que chorava muito- 

-Sempre soube que você seria assim quando tivéssemos filhos -escuto a voz que eu tanto estava com saudade de ouvir- e sempre soube que você botaria o nome da minha mãe se fosse uma menina -eu não consequia falar nada, apenas babulciava algumas coisas enquanto sentia que as cataratas do niagra estavam caindo sobre meus olhos-...










-É muito bom te ter de volta...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...