História Tell me What is Love (D.O.- EXO) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Exo, Kyungsoo
Visualizações 92
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4


-Estou atrapalhando algo? Perdoem-me, mas JongMi que eu saiba você não trabalha aqui como dançarina, e sim como empregada 

-Ahn...me desculpe senhor..

-Não seja malvado Soo,era só uma brincadeira

-Estou vendo,não venha até minha casa para atrapalhar meus empregados entendeu?

-Tá bom, tá bom, pra que me chamou?

-Precisamos conversar, venha para o meu quarto

-Está bem...até mais, JongMi -Ele disse acenando e sorrindo

-Até mais JongIn! -Disse voltando a fazer meus serviços enquanto os dois sumiam pelas escadas

Kyungsoo realmente era um garoto misterioso, por que ele me tratava tão bem as vezes,mas também me tratava como se eu fosse a pior pessoa do mundo?

-Estou disposta a descobrir...a missão Soo começa quando JongIn for embora -Disse convencendo a si mesma de conversar com o patrão

Meia hora se passou e JongIn foi embora, tomando coragem para conversar com ele,subiu as escadas batendo na porta, sabia que não receberia uma resposta,então somente entrei e fechei a porta

-Kyungsoo,eu preciso conversar com você...

-Quem te deu essa ousadia de entrar no meu quarto? -Ele perguntou com raiva

-Não importa,eu quero conversar e nós vamos conversar!

-O que você... -Ele diz mas sua voz morre ao me ver sentando na cama

-Vamos conversar,sem grosserias, e principalmente, sem mentiras, vamos falar sobre você

-E por que eu contaria sobre mim para alguém como você?

-Porque eu sou uma das únicas que não quer te ferrar, eu quero te ajudar Kyungsoo

-E quando eu pedi ajuda?

-Então...eu quero te entender melhor

-Por que esse interesse em mim?

-Porque...Ahn...na verdade eu não sei, mas poderia colaborar,por favor?

-Tá..só porque eu não tenho nada pra fazer -Ele diz e então eu suspiro

-Por que você age assim com as pessoas?

-Não vejo motivos para tratar todo mundo bem

-Quando eu cheguei aqui...você me tratou mal, mas quando sua mãe chegou...

-Ela quer um filho perfeito para manter a boa imagem da família, se eu ser perfeito para ela, ela não vai encher meu saco

-Você não tem nada contra mim, então?

-Não, não tenho,só não tenho a favor também 

-Então pode pelo menos...tentar ser mais gentil comigo?

-Por que eu deveria fazer isso?

-Meu Deus Kyungsoo! Fora seus amigos eu sou uma das únicas que se importam com você!

-Pensei que era a única -Ele diz rindo fraco

-Não diga bobagens, seus pais tam...

-Meus pais se importam com imagem, dinheiro e poder,não com as pessoas,você já deveria ter entendido isso JongMi...-Ele diz suavizando sua expressão facial,será que eu conseguiria tocar em seu coração, finalmente?

-Eles te magoaram,de algum jeito?

-De muitos,eu sofri quando era criança, eles não foram presentes na minha vida -Ele diz mudando seu olhar para a parede, ficando pensativo e se negando a me encarar

-Já tentou conversar com eles sobre isso?

-Eles nunca tinham tempo,nunca

-Eles foram os únicos culpados pela sua frieza?

-As pessoas que me abandonaram também, tanto paixões quanto "amigos"

-Um amigo que te abandona nunca foi um amigo Kyungsoo...isso já aconteceu comigo, já tentei ser como você, mas sou coração mole demais pra conseguir

-Não combina com você -Ele diz dando um daqueles sorrisos

-O que não combina comigo?

-Ser fria -Diz me encarando - Você é alguém alegre,você é a mesma pessoa com todo mundo,meio trouxa,você é ingênua...você não usa máscaras

-E você precisa tirar as suas Soo...tirá-las é o primeiro passo

-E quais são os outros? -Diz rindo de um jeito debochado

-Não sei, quer descobrir comigo? -Digo estendendo a mão e sorrindo docemente

-Sim, só porque eu não tenho nada pra fazer hein -Ele diz a segurando e a apertando

-Seu orgulhoso...

-JongMi...

-Sim?

-Por que eu não posso machucar as pessoas, mas elas podem me machucar?

-Ninguém deve se machucar Soo...as pessoas se machucam porque são estúpidas, mas as vezes não fazem por mal...as vezes você mesmo acaba se machucando...

-Hm...tá bom,como sua mãe está?

-Ela voltou para casa,mas não parece muito bem -Digo me levantando

-Aonde vai?

-Vou trabalhar, sou sua empregada,se esqueceu? -Digo rindo

-Eu te levarei para casa hoje -Ele diz se aconchegando mais em sua cama

-Você não precisa fazer isso...

-Mas eu quero, então eu televarei

-Mesmo se você ser legal comigo, vai continuar mandando em mim?

-Eu sou seu chefe,é óbvio que eu mando em você

-Que ignorante...

-Que tagarela,pode voltar ao seu trabalho -Diz fazendo um sinal com a mão, aquele que você faz quando expulsa um cachorro

-Seu bipolar -Digo saindo de seu quarto.

A dia foi se passando de maneira lenta,continuei com aquele serviço exaustivo até a noite, quando tirei meu uniforme, e fiquei à espera de Kyungsoo, que não demorou muito para aparecer e ir para o carro, o segui em silêncio. 

-Entre,eu não sou cavalheiro o suficiente para abrir a porta para você 

-Já imaginava...-Digo entrando com ele e pondo o cinto de segurança 

-Você deveria estar grata por eu estar e te levando para casa -Disse saindo da garagem e seguindo para minha casa 

-Eu estou,pelo menos eu tendo carona meu irmão não fica tão preocupado 

-Seu irmão...

-Sim,o que tem?

-Por que ele fica preocupado?

-Sabe que geralmente as empregadas da sua casa somem...E eu volto sozinha para um bairro sem segurança alguma,claro que ele ficaria preocupado -Digo dando de ombros, aquilo era óbvio demais 

-Hm...entendi -Disse e então se calou,chegamos em minha casa em silêncio 

-Acho que minha mãe está dormindo...você gostaria de entrar?

-Eu acho melhor não, vá até ela e cuide dela enquanto ela está aqui

-Eu...Está bem...não me lembre que ela vai morrer,Kyungsoo -Pedi o olhando com os olhos marejados, ele se sobressaltos durante alguns milésimos 

-Eu quis dizer enquanto ela não está no hospital,não falei em mortes 

-JongMi, o que está acontecendo? -A voz do meu irmão nos assustou, o encarei e percebi que ele estava sério, era a segunda vez que o via agir assim perto de Kyungsoo, eles se conheciam?

-Agora que seu irmão chegou, eu já vou, não preciso mais me preocupar 

-Ah sim...Até segunda-feira, Kyungsoo 

-Ate amanhã, virei te buscar para passarmos o dia juntos

-E aonde você pretende levar minha irmã? -JongDae perguntou o encarando de um jeito assustador

-Isso é entre eu e ela,não é da sua conta

-A  partir do momento em que você está querendo levar minha irmã mais nova para sabe onde,é da minha conta sim

-Tomar um sorvete ou passear por um parque -Disse suspirando -Está feliz?

-Você quer mesmo sair com ele,JongMi? -Meu irmão olhou no fundo dos meus olhos, e eu sinceramente não estava entendendo aquela preocupação toda

-Sim...te vejo amanhã, Soo -Disse e pude vê-lo sorrir antes de me dar um beijo na bochecha, entrar em seu carro e ir embora. 

Entramos em casa,em um silêncio extremamente incômodo, até que meu irmão resolveu quebrá-lo. 

-Tens certeza que sairá com seu chefe?

-Sim...não se preocupe, qualquer coisa ligarei para você -Digo o abraçando -Chen...

-Sim? -Pergunta retribuindo o abraço e acariciando levemente meus cabelos 

-Por que não gosta do meu chefe? O conhece de algum lugar? 

-Eu só...não fui com a cara dele,só isso...irei dormir,estou cansado...boa noite Mi -Diz beijando minha testa e saindo dali,por que ele pareceu tão desconfortável com isso?

Naquela noite fria, tomei um longo banho, não que pudesse demorar,não tinha muito dinheiro para pagar a conta de água, mas me esqueci deste detalhe,após me banhar,me deitei encarando pela janela de meu quarto o céu estrelado, naquela noite fria, ficamos só eu,meus pensamentos, as estrelas e o silêncio. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...