História Tell Me You Love Me - Camren - Capítulo 62


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Comedia, Depressão, Drama, Romance
Visualizações 1.741
Palavras 1.311
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa tarde farofeiros.

Capítulo 62 - Você está chorando?


P.O.V  Lauren

Peguei uma muda de roupa do meu closet  e me vesti rapidamente, não posso me atrasar com as minhas amigas, ainda preciso conversar com o meu pai antes de sair. Estou usando uma calça jeans branca com rasgos nos joelhos, uma blusa preta de manga curta e coturnos nos pés. Saio rapidamente do meu quarto, me posiciono pelo escorrimão da escada e desço sentada já escutando a minha mãe berrando por mim. Faço uma carinha de cachorro abandonado e disparo para fora de casa acenando levemente para ela, ouço os meus irmãos rindo de mim mas nem me importo.

Assim que alcanço o quintal, começo a procurar pelo meu pai, os pastos só tem vacas e cavalos comendo o gramado, nada do meu velho. Procuro perto do rio e nada, então decido procurar pelas plantações. Escuto uns barulhos de passos e vou seguindo de onde vinha, escutei um assovio um pouco longe de mim, aposto que é o meu pai. Corro pelo matagal entrando nas plantações de milho, até que vejo o Michael colhendo alguns milhos e assoviando alguma musica que não identifiquei.

- Pai! – O chamo ofegante – Te achei!

- Oi bebê – Meu pai sorriu – Veio me ajudar?

- Foi mal papa, fiz o meu serviço por essa manha e ainda por cima levantei bem cedo – Respondo com um sorriso orgulhoso – Tenho que sair com as meninas.

- Certo, o que você quer então?

- Um terreno – Falo depressa.

- Terreno? – Meu pai arqueou uma sobrancelha – Para que?

- Sim, um terreno – Aceno com a cabeça varias vezes – Quero uma casa.

- Casa?

- Pai você vai ficar perguntando tudo que eu digo?

- Desculpa, estou ainda tentando processar – Meu pai riu – Mas como assim uma casa? Você querer morar sozinha?

- Já está mais que na hora de eu morar sozinha – Falo de uma maneira séria – E bom, eu não estarei morando sozinha.

- Camila vai estar com você, sabia.

- Pois é – Coço a minha nuca – Estamos noivas e eu quero muito morar com ela.

- Querida, eu te arranjo um terreno se você quiser morar em uma fazenda – Meu pai segurou em meu ombro – Agora se você quiser morar na cidade, ai já é outra coisa.

- Eu sei, eu quero morar na fazenda e de preferencia, perto do senhor.

- Certo, quando eu achar um terreno enorme, aviso a você – Meu pai deixou um beijo em minha bochecha – Estou orgulhosa de você, meu amor.

Dei um abraço apertado em meu pai e sai as pressas de casa, na onde estou indo? Sex Shop, as meninas estão loucas para visitar a nova loja que abriu e a Camila está mais ansiosa ainda para isso, falando nela, ela está com as meninas me esperando em frente a loja. Assim que paro em frente ao estabelecimento, avisto o bonde da farofa conversando alto e rindo de alguma coisa. Essas meninas só me fazem passar vergonha, saio do carro e as vejo me olhando, cumprimento as minhas amigas com abraços e quando chego na minha noiva, dou um longo selinho em seus lábios macios.

- Oi meu amor – Beijo novamente aquela boca carnuda.

- Oi Lo, você demorou um pouco – Camila abraçou o meu pescoço e encheu o meu rosto com beijos molhados.

- Estava conversando com o meu pai – Beijo a sua testa e vejo que as meninas estão nos olhando – O que foi?

- Melação da porra – Dinah disse – Não sei como as abelhas não atacaram vocês.

- Para amor, você também é um amorzinho quando estamos sozinhas – Normani disse agarrando a namorada.

- Claro, só gosto de mostrar esse chamego para você, morena – Dinah beijou os lábios da mulata.

- Olha só essas duas com melação também – Vero reclama – Podemos invadir logo essa loja?

- Você falando assim, parece que vai roubar a loja – Ally comentou divertida.

- Calada, gnomo.

- Gente, sejam mais civilizadas – Camila pediu – Podemos entrar?

- Estou com a Mila – Lucy levantou a mão.

- Eu também – Me manifesto – Hey Allycat, cadê seu homem?

- O consultório dele está lotado hoje – Ally respondeu com um sorriso – Abel faz um bom trabalho.

- É mesmo – Camila entrelaçou nossas mãos – Vamos?

- Vamos, caralho – Normani resmunga e puxa a namorada para dentro da loja – Vem cambada de corno.

- Ela está passando muito tempo com a DJ – Murmuro.

As meninas assentiram e o casal Vercy se mandou para dentro da loja, assim que entramos no estabelecimento, Ally corou intensamente ao ver os produtos expostos. Logo de cara vi um pênis de borracha e comecei a rir, Camila me olhou confusa e eu apontei para o objeto que é ver fluorescente, minha noiva passou a rir junto comigo ao ver aquilo. Veio umas vendedoras querendo saber se precisávamos de ajuda, mas negamos todas as tentativas e ficamos olhando cada produto.

- Opa, lubrificante comestível – Vero pegou o produto e colocou na cestinha.

- Você já pegou tudo isso? – Olho para a cesta onde tem vários produtos.

- Enquanto vocês dorme no ponto, eu já estou dentro do ônibus faz tempo – Vero piscou um olho.

- Vem safada – Dinah apareceu com um pênis de borracha rosa, ela ficou chacoalhando o produto de um lado para o outro – Allycat, você aguenta essa potencia.

- Ei, ela namora um moreno, com certeza aguenta – Camila comentou entre risos.

- Como você sabe? – Indaguei cruzando os braços.

- Amor, a maioria dos morenos tem um treco grandão – Camila beijou a minha bochecha e fingiu estar olhando uma prateleira.

- Ei – Normani deu uma cotovelada em minha cintura e sussurrou – Ela já foi noiva de um.

- Sai daqui – Empurro a mulata que começou a rir da minha cara de desespero.

- AI MEU DEUS – Lucy saltitou de um lado para o outro – Olha só essas fantasias sexuais.

- Meu Deus – Ally leva a mão até a boca – Que lindo.

- OLHA SÓ ESSA FANTASIA DE GATO – Camila tocou na fantasia – MOÇA EU QUERO ESSE.

- Amor, vai vestir para mim, é? – Sorrio maliciosa.

- Não, não – Camila negou toda sapeca – Vou vestir para o papa.

- Doeu em mim – Vero explodiu em risadas.

Fiz um biquinho e em troca recebi um beijo nos lábios, Camila sorria sapeca enquanto distribuía beijos pelo meu rosto todo até que chegou uma vendedora e ela voltou a ficar animada ao mandar a moça pegar a fantasia, minha noiva pegou um chicote de couro e me olhou com uma puta cara de safada. Ando por alguns corredores próximos e pego um óleo para massagem, coloco na cesta e pego mais alguns produtos. Dinah se aproximou de mim com um olhar aterrorizado.

- Laur, você tá fodida.

- Porque? – Questiono fitando-a.

- Camila pegou até algemas.

- Fodeu! – Arregalo os olhos – Ela vai me torturar.

- Boa sorte – Dinah bateu em minhas costas e se afastou enquanto ria.

- Amor, já comprei tudo que eu queria – Camila disse mostrando a sua sacola – O que tem ai na cesta?

- Uns produtos – Engulo em seco – Você vai me torturar não é?

- Se você for uma boa garota, não irei.

- Gente, vem cá – Vero nos chamou, fomos com as meninas até um provador e a nossa amiga abriu uma brecha da cortina – Vocês acham que isso é a velocidade máxima?

- QUE NOJO, IGLESIAS – Dinah fez ânsia, a Vero está com um vibrador perto da intimidade a mostra.

- Isso dai não pode provar, amor – Lucy murmurou toda envergonhada – Ergue logo essa calça.

- Vou morrer – Faço uma cena dramática – Amor, eu te amo, não se esqueça disso.

- Se você morrer, eu morro junto – Camila encenou junto a mim – Não sei viver sem você.

- Essa é a coisa mais linda do mundo – Ally limpou algumas lagrimas, ela realmente está chorando? – O que foi?

- Você está chorando?

- Me deixem, estou naqueles dias.


Notas Finais


O hot com a fantasia vai acontecer mais para frente, acho que essa semana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...