História Tell Me You Love Me - Camren - Capítulo 63


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Comedia, Depressão, Drama, Romance
Visualizações 1.435
Palavras 1.355
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa tarde meus amores.

Capítulo 63 - Ela está surtando


P.O.V  Camila

Eu tinha passado a tarde inteira no restaurante, o dia foi totalmente corrido, muitas pessoas entrando e outras saindo de barriga cheia, agora já são oito horas e é hora de janta, então a situação complicou mais ainda. Uns faziam a fila para pegar a própria comida e outros já pediam o que queria, então andávamos de um lado para o outro, sendo preparar a comida ou servir alguém. Meu pai dominava na frigideira, minha mãe fazia mais sucos do alguma comida e as minhas amigas pegavam os pedidos, eu tratava de colocar cada pedido na bandeja correta e tinha que ser em tempo recorde.

Ally manobrou entre as mesas para não trombar em ninguém, ela está carregando uma bandeja cheia de pratos sujos, Vero temperava uma carne tão rápido que quase me perco. Corto um grande pedaço do bolo recheado, coloco em um pratinho branco, esparramo caldas de morango em volta e finalizo com uma bola de sorvete ao lado. Sorrio com o resultado, digno de um Master Chef. Levo a sobremesa para o cliente que pediu, o mesmo sorriu agradecendo e eu apenas acenei com a cabeça, volto para a cozinha vendo todos andando de um lado para o outro.

- Merda – Meu pai murmura olhando para onde estão as mesas.

- Que foi, papa?

- Critico – Respondeu ainda olhando para lá.

- Critico? Como assim?

- Tem a merda de um critico aqui – Meu pai fez careta – Ele veio ver se aprova o restaurante, o cara tem um coluna no jornal e se não aprovar, vai nos esculachar e todos vão ver.

- Caraca! – Levo a mão até a minha boca – O que fazemos?

- Precisamos agir – Minha mãe se intrometeu – Temos que dar mais atenção a ele do que para as outras pessoas.

- Eu vou atende-lo – Avisei, vendo-os assentirem.

- Hey Mila – Normani veio ao meu lado – Eu vou com você.

- Isso – Fomos nós duas para a mesa mais afastada do estabelecimento, o homem está usando um terno estiloso e tem um bloco de notas em sua mão. Ele está olhando para todos os lados – Olá senhor, boa noite.

- Boa noite, meninas – Ele sorriu educadamente.

- O que deseja? – Normani tirou de seu bolso um bloco de notas e uma caneta.

- O que vocês me sugerem para comer e para beber? – O homem alçou uma sobrancelha.

- Eu recomendo o camarão na moranga, os clientes sempre estão pedindo isso – Sugiro – E garanto que vá gostar.

- Me parece perfeito – Ele cruzou as mãos – E para beber?

- Temos um delicioso vinho importado da Itália – Normani recomendou – Ele é suave e docinho, fica melhor bem gelado.

- Pois então vou quere-lo com gelo.

Normani anotou tudo no bloco de notas e voltamos para a cozinha, a morena e eu ficamos responsável por fazer o que o critico pediu. Preparamos o camarão na moranga um pouco nervosas mas deu tudo certo, Normani ficou de enfeitar o prato com a comida enquanto eu enchia a taça com o vinho e algumas pedras de gelo, colocamos tudo em uma bandeja e a mulata foi levar para o critico. Avisto a Lauren entrando no restaurante ao lado de Dinah, não vi hoje a minha noiva, segundo ela, estava muito ocupada a tarde inteira.

- Ora, ora – Cruzo os meus braços assim que me aproximo das belezinhas – Olha só quem apareceu.

- Quem é vivo sempre aparece – Dinah brincou – Vou lá falar com a minha gatona, beijos de luz no bumbum de vocês.

- Boba – Lauren revira os olhos e já ia levantar a mão para mostrar o dedo, mas eu seguro o mesmo – O que?

- Tem um critico aqui – Cochichei, apontei levemente com a cabeça – Disfarça.

- Aquele cara todo poderoso? – Lauren riu baixinho – Uau.

- Porque você sumiu, hein? – Enlaço os meus braços em seu pescoço.

- Já disse amor, estava ocupada com o meu pai – Lauren sorriu de lado e me deu um longo selinho – Sentiu a minha falta?

- Claro que senti amor – Mordo levemente o seu queixo – Muita saudade.

- Awn meu neném – Lauren apertou a minha cintura, deixando nós bem coladas – Amo você.

- Eu também te amo – Selo os nossos lábios novamente, sorrio contra a sua boca e ela acaba me imitando.

- Saca só, o critico está nos olhando – Lauren sussurrou.

- Tenho que voltar ao trabalho amor – Beijo a sua bochecha – Esse restaurante merece um comentário positivo.

- E vai ter amor, esse é o melhor restaurante de todos – Lauren beijou a minha testa – Vou ver se acho uma mesa disponível, estou com fome.

- Vou resolver esse problema.

Deixei que a Lauren fosse escolher uma mesa disponível e eu voltei para a cozinha, Ally dessa vez fazia uma sobremesa bem bonita, estava impressionada com o seu talento. Lucy sorriu para mim ao passar ao meu lado e foi até a namorada, preparo rapidamente um taco bem recheado que eu sei que a minha noiva tanto ama. Coloquei um pouco de pimenta porque ela também gosta assim como, somos latinas baby. Assim que termino de preparar, vou até onde ela achou uma mesa disponível, perto da entrada.

- Aqui está o seu jantar – Coloco o prato em sua mesa.

- Amor, isso parece estar uma delicia e bem recheado – Lauren admirou e levou até a boca dando uma grande mordida – Uau, que delicia.

- Gostou?

- Está perfeito, meu amor – Lauren limpou o canto da boca com o guardanapo – Sério, vou acabar engordando com a sua comida.

- Bobinha – Beijo o seu nariz.

- Camila Cabello! – Senti uma mão em meu ombro, quando me viro para ver a pessoa, só sinto o lado do meu rosto ardendo.

- VOCÊ ESTÁ LOUCA? – Lauren se levantou rapidamente e partiu para cima da loira a minha frente – PORQUE RELOU UM DEDO NA MINHA NOIVA?

- A minha conversa é com essa vadia – Miley apontou o dedo para mim – ELA DESTRUIU O MEU CASAMENTO.

- Mentirosa! – Exclamo, toco levemente em minha bochecha dolorida pelo tapa – VOCÊ FICOU DANDO EM CIMA DA LAUREN E AGIU COMO SE FOSSE SOLTEIRA.

- Vocês nunca se quer perguntaram se eu estava namorando, casada ou solteira – Miley se defendeu – Agora por sua culpa, o Jesse não me quer mais, sua vadia.

- Olha o jeito que você fala com ela – Lauren tentou avançar mas eu segurei o seu braço – Me solta, Camila.

- Vamos manter a calma.

- Calma? Você é uma fodida – Miley apontou o dedo na minha cara – Eu vou arrebentar a sua cara, você vai ficar sem os dentes.

- Que se foda.

Não me controlei, apenas parti para cima dela e desferi um tapa estralado na bochecha dela, o local ficou bem vermelho e marcado pela minha mão. Sei que o critico está vendo toda essa bagaceira, mas a raiva me dominou de todo jeito. Miley tentou revidar mas eu desviei, a puxo pelo cabelo fazendo-a vir de encontro com o meu punho que acertou em cheio bem no meio da cara dela, puxo novamente o seu cabelo com uma certa força que até arrancou um tufo. A loira gemeu de dor e eu fui puxando até que ela se ajoelhou, não conseguia mais se manter em pé de tanto que eu puxava, o seu nariz já vazava sangue.

- OLHA SÓ O QUE VOCÊ FEZ – Grito com todas as forças – VOCÊ ESTÁ ACABANDO COM O RESTAURANTE, TEM UM CRITICO AQUI.

- Camz...

- AGORA O CRITICO VAI FALAR MAL DO ESTABELECIMENTO E SABE O QUE VAI ACONTECER? – Eu berrava, sentia a minha garganta implorando para parar porque aquilo ardia – NINGUEM VAI MAIS QUERER APARECER AQUI DEPOIS DE TER UM COMENTARIO NEGATIVO.

- M-me solta...

- VOCÊ FODEU TUDO – Solto o seu cabelo e seguro com força o meu, soltei um grito alto como se quisesse tirar toda aquela raiva de mim.

- Gente, ela está surtando – Escutei a Ally bem lá no fundo.

- Se afastem – Lauren pediu, senti seus braços ao meu redor – Amor, se acalma.

- O que está acontecendo aqui? – Aquela voz veio do critico, sabia que tudo iria por agua baixa.


Notas Finais


O que será que o critico vai achar? Talvez a noite eu volte, talvez.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...