História Tell Me You Love Me - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Amor, Bieber, Brigas, Casamento, Drew, Drogas, Filhos, Hot, Justin, Justin Bieber, Justindrewbieber, Romance
Visualizações 190
Palavras 1.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa mesmo a demora,eu esqueci mesmo que eu tinha fanfic. Eu estava usando somente o wattpad

Capítulo 22 - I Still Love You,But I Love Myself More


Eu jamais quis deixar você ir

Mas quem de nós poderia saber

O quanto difícil iria ser

Não ter sonhos pra compartilhar?

Aquelas palavras não saem da minha cabeça

Embora eu queira que você se esqueça

Pra gente pintar um novo momento

Um recomeço já sem sofrimento

Vou aonde for pra te encontrar

Temos o horizonte além do mar

Ainda temos tanto amor pra dar

Mesmo com medo

Eu quero me aventurar

E ficar, e ficar

Me dê um sinal do que eu devo fazer

De como agir, me diz aí

Ivete Sangalo - Um Sinal (part. Melim)

Narrador Point Of View

Justin tomou Emilly em seus braços e a beijou. Um beijo doce, inteenso,apressado e cheio de saudade. Um beijo de perdão. Mesmo surpresa,Emilly não  tardou a retribuí-lo. Ela também  queria. Ela também  sentia falta. Mas,ela não  estava o perdoando.

Iria demorar muito para que isso acontecesse,Justin teria que correr muito atras e ele sabia muito bem  disso.

Mesmo desesperados por  mais contato,Emilly se soltou de Justin e andou para trás  negando com o dedo e com a cabeça. "Isso é errado" ela pensava.

- Não!Não!Não! Eu não  vou me entregar assim tão  fácil, eu não  vou voltar pra você assim,tão  rápido. - Ela disse e pôs  suas mãos  na cabeça,confusa. Ela sabia que no fundo ainda amava Justin,mas isso não  quer dizer que ela queira tentar a sorte de novo,muito menos,quer sair magoada de novo,num relacionamento  com o mesmo homem de antes.

Justin a encarou confuso. Afinal,ela não  correspondeu o toque? Ela também  não  amava ele?

Raios e trovões...

- Eu não  posso...não posso me deixar levar por você  novamente - Epa disse ofegante.

- Me deixe te provar que é real. Me deixe te provar que eu estarei aqui pra te fazer bem e nunca mais te machucar! - Justin disse desesperado tanto quanto Emilly. Era ali,o acerto de contas.

-  Seu amor é uma mentira que eu não  vou acreditar mais,Justin. Você  está  fazendo de novo. Você vem desconhecido,bonzinho e encantador. Demonstra ser o sonho de qualquer nulher e depois eu descubro que não  era nada disso,mas quando eu descubro essa ilusão  de contos de fadas,já é tarde. Quando eu vejo que era ilusão, você  já partiu o meu coração  em mil e um pedaços que nunca vão  voltar ao normal,como um trauma! - Gritou Emilly,enquanto as lágrimas  corriam por seus olhos.

Justin não  se ofendeu. Mas,sentiu a culpa ir diretamente ao seu coração. Seu olhar era de pena e tristeza. Pena por ter ferido sua amada tão  profundamente,ao ponto de se sentir triste por ela já não  acreditar no amor que ele ainda sente.

- Por que não  consegue me perdoar? Por que não  consegue me dar uma segunda chance? Porra,eu te amo!

- Eu me amo mais,Justin. Eu sinto muito por não acreditar em você toda vez que você  me disse isso. Entenda que  não  há volta. Me esqueça e deixe-me tentar fazer o mesmo. - Emilly fala cansada.

- Eu sei  que está  magoada. Mas,eu não  vou desistir de novo. Eu não  vou desistir  de amar você outra vez. - Justin disse firme.

- Você  estará  tentando em vão.  - Emilly disse.

- Então,eu posso desistir. Mas, olha na minha cara,olhe  dentro dos meus olhos e me diz que não  me ama mais. Olhe nos meus olhos e diz que não  me quer mais.  Fale pra mim que não  se importaria se eu casasse com  outra mulher e te chamasse pra ser minha madrinha de casamento. Fala que não  consegue me olhar e só assim,eu sumo da sua vida completamente. - Justin olha profundamente  para Emilly,que recua. Ele está  dilacerando seu coração, enquanto uma lágrima  solitária cai de seu  rosto.

Emilly se aproxima e para de frente para Justin.

- Eu não  vou mentir pra você. Eu ainda te amo,Justin. Eu ainda sinto algo novo toda vez que eu te vejo,mas só amor não  é o suficiente. Você  me magoou ao ponto de eu não  confiar mais em você, e não  precisava. Você  gostaria que alguém  deixasse a sua irmã no altar? O que você  sentiria pelo cara que fizesse isso? Ele seria um babaca. Você  iria querer matá-lo por ele ter feito a sua irmã  chorar no dia que era pra ser o mais importante  da vida dela. E se depois de anos,eles voltassem? Você  acharia sua irmã  uma trouxa e teria ódio  mortal do cara. E provavelmente ela nem ia voltar,mesmo amando. Ela teria que ter um tempo pra superar isso,e quando isso acontecesse,eu duvido que ela iria olhar na cara desse homem de novo. Nem só por raiva,mas por medo. Medo de tudo voltar como era antes e o final ser tão  desastroso como tal. E foi exatamente  o que eu senti. Você  foi um idiota e eu não  quero passar por isso de novo. - Emilly suspirou.

- E se ele prometesse que nunca mais deixaria ela sem resposta? E muito menos,a deixaria no altar? - Justin perguntou.

- Ela perguntaria à ele. Se é justo ela voltar a lidar com ele bêbado, drogado,rodeado de pessoas ruins e talvez até a traindo. - Emilly diz.

- Eu nunca traí você. - Justin afirma.

- Defina traição. - Emilly rebate.

- Eu nunca beijei ou transei com ninguém  enquanto estava com você. - Afirmou o homem.

- Você  acha que só toque é traição? Não, não!  Eu era boba,Justin. Mas,além de tudo,hoje eu sei que você  me traiu. Você  me enganou,você  mentiu pra mim. Aqueles tipos de conversas com outras mulheres não  era algo decente. Era traição  e no fundo,você  sabe.  - Ela disse e ele ficou quieto. Era verdade. Ele sabia muito bem.

Eles se encararam por um tempão, a chuva até acabou.

Logo,amanheceu e Emilly olhou os primeiros raios de sol que adentravam por reflexo nos vidros da janepa fechada de Justin.

- Eu tô indo embora,obrigada por ter deixado eu ficar aqui na sua casa. - Emilly,agora de costas para Justin, não  encarou o homem,agora sentado na cama.

- Você pode até ir,mas saiba  que eu vou insistir em você e um dia a "minha casa" será  o nosso lar. - Justin disse e Emilly se virou,o encarando uma última  vez antes de sair do quarto.

Eu não quero conversar,

Sobre as coisas que nós passamos

Embora isso me machuque,

Agora é passado

Eu joguei todas as minhas cartas,

E foi o que você fez também

Não há mais nada a dizer,

Nenhum ás a mais a jogar

O vencedor leva tudo,

O perdedor fica menor

Ao lado da vitória,

Está o seu destino

Eu estava em seus braços,

Achando que ali era o meu lugar

Eu achava que fazia sentido,

Mamma Mia - The Winner Takes It All



Notas Finais


Pesado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...