História Tem que ser você! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Comedia, Hinata, Irmãos, Naruto, Romance
Visualizações 73
Palavras 1.723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá queridos, estou aqui envolvida nessa fic da qual me dediquei muito para inciar, e quero me dedicar muito mais. Espero de coração que vocês possam gostar, não sou nenhuma profissional na escrita ou na criatividade, mas tento o meu melhor. Essa historia já está em uma plataforma, o "NYAH" para quem conhece e queria dá uma olhada, o nome é o mesmo, e inclusive vou tá postando lá também, no caso atualizando, já que lá tá com alguns capítulos na frente. Enfim, quero que comentem o que acharam, e quero agradecer a minha amiga que me ajuda no desenvolver da história. Bejinhos.

Capítulo 1 - Naruto


Fanfic / Fanfiction Tem que ser você! - Capítulo 1 - Naruto

NARUTO Uzumaki é um menino de dezenove anos, possui um cabelo loiro que se mantém sempre arrepiado, dono de um corpo alto e bem definido por músculos, seus olhos são azuis. Atualmente vive com a mãe Kushina na cidade de Tóquio, no Japão. Uma mulher cujo comprimento dos cabelos chega à cintura, com um tom de vermelho, seus olhos são de uma cor exótica que se assimila com a cor roxa.

Naruto sempre viveu com a mãe, seu pai Minato, separou-se de Kushina quando ele tinha nove meses de idade, depois disso só teve informações de sua existência, quando ao fazer quinze anos, sua mãe lhe deu a notícia de que ele teria ligado querendo saber do garoto. Se encontrava em New York, e teria duas filhas de outro casamento, além disso, iria depositar na conta de Naruto uma mesada, para compensar todos os anos longe do menino. Naruto com sua impulsividade e seu temperamento, não concordou, não queria nada que fosse de Minato, mas Kushina sabia que isso seria necessário para ambos.

Naruto desperta com os gritos de Kushina, isso de fato era normal para ele. Todos os dias Kushina o acordava para ir ao colégio, já que o despertador sempre falhava. Só havia uma coisa estranha ali, o seu último dia de aula foi um dia anterior, na sexta feira, ele tinha terminado de vez o ensino médio. 

Acordou atordoado, questionando o motivo dos gritos de sua mãe, levantou da cama e em seguida foi ao banheiro tomar um banho, escovou os dentes, vestiu uma blusa preta de mangas compridas, colocou uma bermuda branca, deu uma rápida olhada no espelho, arrumando os cabelos bagunçados, e foi em direção à cozinha.

Sentou na cadeira, e logo a sua frente havia uma pequena cesta com vários pães, uma jarra de suco e outra de café, além de um vazo com varias bolachas. Kushina estava na sua frente, tirando do forno um bolo que logo em seguida já estava sobre a mesa. Permanece parada e encarando o filho, que vai vai  se sentindo desconfortável. Ele sempre se sentia quando sua mãe o encarava daquela forma. 

— Por que tá me encarando assim? – Questionou Naruto mastigando um pão.

— Eu fico admirada com seu crescimento e sua beleza, meu filho.

— Isso é por que você é minha mãe, agora pode me dizer o porquê de me acordar tão cedo?

— Ora Naruto, suas aulas já terminaram, acha que vou te deixar aqui em casa o dia todo sozinho?

— O que tem de mais dona Kushina? Eu preciso de um descanso depois de tanto tempo estudando. – Sorriu ao perceber o olhar zangado da mãe.

— Naruto, tem muita coisa, da última vez que te deixei só por dois dias, quando cheguei em casa encontrei você e seu amigo, Sasuke, bêbados, nus, e duas garotas sem roupas, o sofá todo vomitado, camisinha suja no tapete, querido, não quero ter que te dá uma surra.

— Ok, de qualquer forma, o que posso fazer? – Piscou o olho esquerdo e abriu os braços em direção da mãe.

— Fazer o que qualquer jovem da sua idade faz, trabalhar ou faculdade.

— O QUE? faculdade não! eu acabei de sair dos estudos.

— Então sobrou a opção um, e isso não vai ser problema, seu avô Jiraiya consegui um emprego para você na livraria dele, vai hoje saber como é.

— Não quero trabalhar, por favor, entenda isso minha velha.

— Não quero começar uma discussão, e se me chamar de velha de novo, te deixo de olho roxo, agora termine seu café e vá.

Naruto sabia que tentar convencê-la do contrário não adiantaria, ela quando tomava uma decisão não era fácil de voltar atrás, porém, não queria trabalhar, principalmente na loja do avô. Amava o avô Jiraiya, era como um pai, mas logo naquela livraria velha, não teria opção.

Terminou o café, deu um beijo no rosto de Kushina, como era de costume, e saiu, antes de subir na moto, parou para dá uma olhada e disse admirado.

— Pelo menos a mesada que recebo daquele homem serviu pra alguma coisa, minha moto é show.

Naruto tinha acabado de estacionar na frente dá loja, e antes de descer da moto foi recebido por Jiraiya, que vinha na direção com um sorriso no rosto, abraçando o neto.

— Olha só, então Kushina te convenceu?

— Digamos que não tive opção. – Falou Naruto,  já se encaminhando para entrar na livraria com Jiraiya.

— Sei que nunca trabalhou na vida Naruto, mas o emprego é simples, vou te passar uma lista toda segunda com todos os livros que chegam e outros que precisam ser colocados no lugar dos que já foram vendidos, além disso, terá que limpar e organizar os livros todos os dias, qualquer dúvida eu estarei no meu escritório, no andar de cima, e Nagato, o balconista, pode te ajudar, ok?

— Ok Ero, mas quando vou começar?

— Na segunda feira, hoje só vou assinar os papéis confirmando tudo.

Depois de ter assinado os papéis e ter saído da loja, Naruto foi para casa, com certeza Kushina não estaria lá, já que trabalha o dia todo como organizadora de eventos, festas e desfiles para uma empresa. Naruto gostava dessa liberdade de ficar só, poderia jogar vídeo game, assistir filmes e principalmente, já fazia duas semanas que não transava, precisava de um pouco de diversão, embora tivesse saindo há alguns meses com Sany, uma garota bonita dos cabelos pretos, o que Naruto mais gostava nela era o corpo, que tanto o seduzia. Essa era realmente a única coisa que o fazia tá com ela, ela nunca o surpreendeu na cama, mas o seduzia de uma forma que ele gostava, de fato nunca encontrou ninguém que o surpreendesse. Pensou na opção de ligar para ela, só que não sabia se queria mesmo ter ela, olhou na agenda do celular, já tinha ficado com todas da agenda, era enjoativo. Sem opção ligou para Sasuke, iria convidar o amigo para jogar Xbox.

— O que você quer, viado? – Disse a voz do outro lado do celular.

— É assim que atende seu amigo? Onde tá a educação dos Uchihas?

— Não enche, o que você quer Naruto?

— Queria te chamar para jogar uns jogos de Xbox, estou aqui no tédio.

— Não posso, estou ocupado.

— Não seja besta, comprei uns jogos novos, sei que quer vim.

— Não dá Naruto, Itachi tá me ajudando nas aulas de karatê.

— Pedindo ajuda ao irmão mais velho, que vergonha.

— Seja menos idiota Naruto, Olha, Gaara me avisou de uma boate ótima, o que acha de irmos as 21:00 horas?

— Te vi ontem no fim das aulas e você já tá implorando por minha presença, não tenho como recusar, eu irei, passa aqui. – Antes que pudesse ouvir Sasuke resmungando do outro lado, desligou o celular e começou sua atenção ao Xbox.

Ao descer do carro Naruto dá uma pequena olhada no retrovisor e começa a arrumar o cabelo chamando a atenção de Gaara e Sasuke.

— Pra que essa viadagem toda? – Disse o menino ruivo, alto, não muito forte, com pele pálida e com as sobranceiras que quase não se nota.

— Não enche o saco Gaara, isso não é viadagem e sim charme.

— Tá, não quero atrapalhar o debate das damas, mas precisamos entrar. – Sasuke seguiu em direção da boate com Naruto e Gaara do lado.

Sasuke tinha os cabelos pretos o que combinava com seus olhos que eram da mesma cor, diferente de Gaara, suas sobranceiras eram bem notáveis e pretas, seu corpo era malhado e com músculos definidos, era um pouco mais baixo que Naruto, e a pela mais clara.

A boate tinha muita gente, a musica estava muito alta e as luzes intensas, e por onde os meninos passavam tinha corpos colados uns nos outros em meio a música, isso era normal para eles. O bar com as bebidas ficava no andar de cima, e Naruto e Gaara ficaram no andar de baixo enquanto Sasuke subia para pegar as bebidas. Naruto e Gaara observava as garotas se mexerem na pista, era como se seus corpos chamassem os deles.

— Eu adoro quando elas dançam umas com as outras, é tão excitante.

— Calma Gaara, ver se não começa a pegar fogo. – Naruto sorria da própria piada.

Eles falavam e observavam as garotas, que agora dançavam tentando chamar a atenção. Naruto achava aquilo realmente tentador, mas o que de fato lhe chamou a atenção foi uma garota de cabelos preto que estava do outro lado da pista, ela o encarava e imediatamente ele posicionou os olhos nela com a mesma intensidade que ela lhe olhava. Não havia formas para  explicar o que sentia de ver tamanha beleza a sua frente, nem mesmo falar, é como se não existisse nada, só aquela garota do outro lado prendendo sua atenção, mas logo foi interrompido por Gaara, que puxava seu braço.

— Ei Naruto, Sasuke tá chamando, vamos.

— Como assim? Quero ficar aqui man. – Não queria sair do lugar do qual estava, queria permanecer ali, admirando a garota dos cabelos pretos.

— Ele não consegue trazer as bebidas, tem muita gente no caminho, vamos pegar e descer.

Naruto concordou, mas antes de ir ao andar de cima deu uma olhada na bela jovem que agora estava falando alguma coisa com uma menina de cabelo rosa.

Naruto e Gaara encontrou Sasuke, que estava perto de uma grade de proteção, Sasuke entregou as bebidas para os meninos, só que algo não agradou Gaara.

— Qual o seu problema Uchiha? Eu pedi dessa bebida que você tá tomando, e não essa porcaria que me trouxe. – Disse Gaara, tentado parecer irritado.

— Só tinha essa Gaara, e como eu que vim pega a bebida, eu mereço. –Sorriu de uma forma irônica para o amigo.

Naruto começa a ficar irritado com a confusão dos amigos, ele queria descer logo para o andar de baixo e poder ver a linda menina, ou até mesmo chegar nela e conhecê-la, pensar em conversar com ela fazia seu coração palpitar, era tão nova e estranha essa sensação, que lhe agradou.

Sasuke e Gaara continuavam discutindo, agora Gaara tentava tirar a bebida das mãos de Sasuke, que em um pequeno deslize deixa a garrafa cair virando o liquido, caindo todo no andar de baixo. Os três se aproximaram mais da grade de proteção e olham para baixo em direção de onde o liquido tinha caído, e para a surpresa de Naruto, foi onde ele menos esperava


Notas Finais


Por favor não deixem de comentar, o que mais gostaram? o que esperam dos próximos capítulos? Críticas construtivas também são bem vindas. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...