1. Spirit Fanfics >
  2. Tem Volta? - GaaIno >
  3. Capítulo 26

História Tem Volta? - GaaIno - Capítulo 26


Escrita por: e NaruHina0035


Notas do Autor


Oii gente!!

Vocês me perdoam por sumir assim?

Minha escola aderiu 15 dias paradas por conta do corona vírus que chegou a minha cidade (mais de 18 casos confirmados) e eu não estava tendo tempo antea para escrever por conta de estarem passando mta coisa e agora como irão passar as coisas pra fazer em casa posso escrever edai depois de escrever fazer sem ter medo de atrasar kkkk

⚠️ PRÓXIMO CAP TERÁ SE PASSADO EM TORNO DE DUAS SEMANAS E SERÁ TODO EM CIMA DO CASAL KANKTEN! SE PREPAREM!! ⚠️❤

Capítulo 26 - Capítulo 26


- A-amor... Eu to aqui - disse baixinho ainda estava em choque porém queria ter Ino em seus braços.

- Gaara - Ino o olhou preocupada, ele com certeza havia ouvido oque ela dissera.

Os policiais chegaram junto a ambulância e logo afastaram Gaara à força. Ino queria que ele ficasse ali com ela porém os policiais não deixavam. A loira estava na maca já presa para que não caisse ou acabasse piorando algum possível machucado e indo em direção a ambulância.

Gaa: Eu quero ir com ela! ME DEIXEM IR COM ELA!

Policial: Não vamos te liberar o senhor está exaltado

Gaa: Claro que estou! Minha mulher sofreu um acidente!

Enfermeira: Eu irei com ela não se preocupe, vá de moto e por favor, devagar - o olhando.

Gaara a viu entrar rapidamente na ambulância e fechar as portas. Nao teria escolha, se devincelhou dos policiais e correu em direção a moto logo subindo e pondo o capacete em seguida a ligando e partindo.

- Vai ficar tudo bem Ino. Você e seu bebê ficaram bem - segurava a mão da garota enquanto ela ia perdendo lentamente a consciência.

- Eu nao quero perder meu bebê... Eu sei que ele vai gostar da ideia de ser pai... Eu sei que vai - com os olhos cheio de água.

- Você não ira perder Ino, daqui 9 meses essa criança estará nos seus braços - sorriu a Ino e a viu fechar os olhos e suspirar. - Ei, ei nao dorme, fica comigo - a viu balançar a cabeça e lentamente abrir os olhos. - De quanto tempo você está Ino?

- Completei um mês ontem - engoliu a saliva que tinha em sua boca, se sentia tonta mesmo deitada.

- Olha Ino chegamos... Vamos te descer você ficara bem meu anjo - sorriu e ajudou os técnicos a descerem a maca. De longe podia-se ouvir o som da moto de Gaara chegando, estava rápido.

A maca é retirada da ambulância e Ino é levada a pressas para dentro do hospital. Gaara chega logo em seguida e entra correndo no mesmo.

- Onde está a Ino! - parou ofegante em frente a enfermeira que ajudou-a

- Ela está sendo atendida - sorriu doce para acalma-lo. - Logo eles lhe trarão noticias está bem? Agora eu preciso ir que meu turno vai começar- sorriu mais uma vez e saiu da sala.

Gaara estava nervoso andava de um lado pro outro até que em algum momento sentiu que nem isso poderia fazer. Sentou-se e com as mãos trêmulas ligou para Shikamaru.

Shika e Temari haviam recém chego em casa. Tinham vindo do hospital de sua primeira ultra som e ambos estavam feliz. Shikamaru ignorou a primeira ligação de Gaara porém após o celular tocar novamente ele estranhou. Atendeu o telefone e pode ouvir a voz trêmula de Gaara.

~ Ligação On ~

Gaa: Me deculpe... Desculpe.... - tinha lagrimas escorrendo.
 

Shika: Gaara? Oque aconteceu? - ao dizer o nome do ruivo viu Temari correr em sua direção.
 

Gaa: É minha culpa... Desculpa...

Tema: Amor deixa eu falar com ele - pode se ouvir a voz baixa de Tema e logo a mesma ficou mais nitida, ela estava no comando do aparelho - Gaara, onde você está?

Gaa: Hospital... Vem pra cá por favor

Tema: Estamos indo - desligou e entregou o celular a Shika. - Vamos pro hospital aconteceu algo e ele está se culpando

Shika: Isso só quer dizer que pode ser com Ino! - seguindo Temari ate o carro.

Shika ligou e já partiu para o hospital novamente já que era o mesmo em que Temari havia feito a ultrasom horas antes. Entraram procurando o ruivo e logo o avistaram. Seus pés e mãos nao paravam quietos e logo Temari correu ate ele e se agaixou na frente dele enquanto Shikamaru ia à recepção.

Tema: Oque houve?

Gaa: E-eu briguei com ela... Ela queria denovo insistir em um assunto que eu disse que nao queria falar... - viu Shikamaru vindo e seus pés aceleraram. - E-eu não devia ter brigado com ela - fechou os olhos e passou a mão pelo rosto.

Shika: Não foi sua culpa Gaara, ela insistiu num assunto que voce disse nao querer falar e então se irritou - passou a mão nas costas do ruivo.

Dr: Vocês são os parentes de Yamanaka Ino?

Shika: Sim, eu sou o irmão dela...

Dr: Ela pode receber visitas você... - notou que Gaara estava inquieto. - Gostaria de ir vê-la? - voltou seu olhar ao moreno.

Shika: Sim - o acompanhou e quando estavam um pouco longe olhou o médico. - Posso lhe pedir um favor?

Dr: Depende - sorri, estavam quase no quarto de Ino.

Shika: Meu amigo ali é namorado da Ino... Ele usou dogras más se livrou delas porém sempre que fica nervoso ele fica muito agitado...

Dr: Oque que quer que eu fassa?

Shika: Se ele piorar pode dar algo a ele? Minha namorada e minha irmã e ate mesmo eu nos preocupamos quando ele fica nesse estado

Dr: Medo que ele queira usar? - para em frente a porta do quarto de Ino e vê Shika acenar positivamente. - Faremos assim, se for ele quem ficar de acompanhante da Ino está noite eu dou um calmante a ele... Ele me pareceu realmente muito agitado e isso pode causar uma crise de anciedade grave - notou uma enfermeira passar apressadamente por ambos e arqueou a sombrancelha.

Shika: Obrigada doutor de verdade - apertou a mão do médico.

Shika viu que o médico andou apressado a recepção porém ignorou e entrou no quarto.

- Ino? - sorriu quando ela virou seu rosto e o olhou.

- Oi - disse baixo.

- Como você está? Oque houve? - sentou num cantinho da cama e pegou a mão da irmã.

- E-eu... Um carro passou a cinaleira e bateu em mim... Eu tinha saido de casa após decidir que não falaria más com Gaara sobre o motivo de ele nao querer filhos... Brigamos sobre isso, ele ficou irritado comigo e eu me irritei e sai de casa pra dar uma volta...

- Ino você quase nos nos mata de susto... Eu e Temari tínhamos chego em casa e Gaara me ligou estava nervoso, voz trêmula e me pedindo desculpas a cada duas palavras que falava

- Desculpas? - Ino arqueou a sombrancelha e sentou-se mais para cima na cama, recebeu uma ajuda de Shikamaru ja que havia feito uma expressão de dor.

- Ele está se culpando Ino, esta nervoso quase tendo uma crise - sentiu a irmã apertar-lhe a mão.

- Não é culpa dele Shika, ele nao fez nada eu que fiz! Eu o convenci a querer falar sobre algo que ele nao queria... Eu escondi uma coisa dele

-Escondeu? - o moreno olhou a irmã confuso.

- Eu estou grávida Shika, fez um mês ontem

- G-grávida?! Eu vou ser tio? E pai? Ao mesmo tempo? Ai Deus

- Calma - Ino riu fraco. - Irei ajudar você a cuidar do meu sobrinho não se preocupe

Batidas leves na porta e logo uma cabeleira loira aparece na fresta.

Tema: Oi, posso entrar? - sorriu doce.

Ino: Claro Tema. E, e o Gaara?

Tema olhou rapidamente para Shikamaru e logo o moreno entendeu.

Tema: Ele está bem. Kank chegou com Tenten e eles estão lá com ele - sorriu

Ino: Oque você está me escondendo Temari?

Tema: Ele teve o início de uma crise e a enfermeira que disse que lhe trouxe ajudou ele... Deu um pouco de calmante... Más nao se preocupe Kank e Ten realmente chegaram - se aproximou da cama e pôs uma das mãos no ombro de Shika e a outra acariciou o rosto da amiga. - Como você esta?

Ino: Melhor... Um pouco dolorida más bem - sorriu.- Temari eu to grávida - soltou de uma vez só e viu os olhos da amga brilhar.

Gaara havia contado a irmã o porque sempre dizia nao querer ter filhos após a morte da mãe e quando Ino lhe disse isso a lembrança de minutos atrás lhe invadiu.

Tema: Parabéns minha loirinha! - a abraçou e a olhou nos olhos - Não fique nervosa eu tenho certeza que Gaara vai gostar desta gravides está bem? - tentou afastar seus pensamentos. 

Ino fez um aceno positivo. Shikamaru e Temari sairam do quarto e Kankuro e Tenten entraram. Eles conversaram, Ino contou-lhes as novidades e eles disseram ter marcado o casamento, estavam felizes. Horas se passaram e Ino ficou sozinha no quarto. Quando despertou olhou pela janela e estava
noite, as luzes estavam baixas e ela logo sentiu uma mão segurando a sua. Olhou e ali estava seu ruivo sorriu e logo a porta abriu-se lentamente.

- Oi - a enfermeira que ajudou Ino no acidente entrava lentamente com uma bandeja nas mãos. - Como se sente? - falava baixo.

- Estou melhor... Obrigada por ter me ajudado

- Era o mínimo que podia fazer - sorriu pondo a bandeja na mesa. - Minha mãe faleceu em um acidente de carro e esses são os casos em que mais me dedico

- Sinto muito por sua mãe... - deu um leve sorriso e olhou Gaara, mecheu as mãos levemente pelo cabelo do ruivo.

- Ele insistiu em vir, mesmo grogue preferiu ficar aqui todo torto más queria estar com você... Ele teve uma crise e tive que medica-lo então pode ser que quando ele acorde ele esteja meio grogue - virou-se para Ino após por a mão na maçaneta. - Coma um pouco irá fazer bem a você e seu bebê

Ino a observou sair. Pegou a gelatina e a comeu lentamente olhando Gaara dormir, ele apertava lentamente o cobertor. A garota empurrou a mandeja para o lado quando viu que ele se mechia provavelmente acordando.

- I-ino? - levantou rapidamente quando se lembrou do acidente.

-Amor calma eu estou aqui - viu os olhos do ruivo se encherem, o mesmo se sentou na cama e a abraçou com medo, como se Ino fosse um cristal prestes a quebrar.

- Me desculpa... Me perdoa eu nao devia ter falado daquele jeito com você eu só estava cansado do assunto, com medo, nervoso de que você me deixasse e... E.... - desparou tudo de uma vez.

- Gaara calma, amor respira por favor, nao precisa ficar nervoso esta tudo bem... Não deixarei você - beijou a testa do ruivo varias vezes para acalma-lo.

- Eu tenho medo...

- Medo de que anjo?

- E se... E se essa criança sofrer? E se alguém a machucar e eu ou você nao estivermos por perto? Pra proteger, pra cuidar... Pra não deixar que nada de mal aconteça?

- Meu amor nós sempre estaremos por perto, nós iremos cuidar desse bebê juntos. Vamos ensinar ele oque é respeito, amor, ensinaremos ele a proteger quem ele ama igual a você faz com todos nós - a loira acaricia o rosto de Gaara.

- Eu amo tanto você... Não posso te perder - fechou os olhos respirando fundo.

- Eu também te amo meu amor, você nao irá me perder - sorriu e o beijou calmamente logo sendo retribuído. 

Após minutos Gaaraencerrou calmamente o beijo com leves selinhos. Queria saber a quanto tempo Ino sabia e de quanto tempo estava.

- Amor? - disse meio sonolento oque fez Ino dar uma leve risada e ir más para o canto da cama.

- Deita aqui amor - puchou Gaara para que ele se deita-se e assim ele fez. - Oque quer me pedir amor?

- De quanto tempo?

- Completou um mês ontem - passou a mão no cabelo de Gaara e se surpreendeu quando o mesmo se aproximou de sua barriga e a acariciou lentamente.

- Feliz aniversário atrasado bebê - sorriu e beijou a barriga de Ino, o ruivo a abraçou e adormeceu antes de Ino poder comentar sobre aquele fato. Por não ter oque fazer Ino adormeceu junto a Gaara.
 

~~~~

A loira acordou com a claridade batendo em si, deveria ser em torno de 8 da manha. Por não sentir Gaara ao seu lado olhou ao redor não o achando. Talvez ido a recepção? Atender algum telefonema? Ou por sorte ver a saída de Ino do hospital?

- Senhorita Yamanaka, a senhora está liberada. As instruções já foram dadas ao seu namorado e ele me pareceu bem nervoso - a enfermeira riu, era a mesma que havia ajudado Ino.

- Obrigada - sorri quando a enfermeira a ajuda a sentar-se. - Eu nem sei o seu nome

- Me chamo Hanabi - sorriu e notou um olhar curioso vindo de Ino.

- Você conhece alguma moça chamada Hinata?

Viu a garota rir docemente enquanto pegava o vestido que Temari havia lhe trazido no dia anterior para se caso ela fosse liberada e ela nem Shika pudessem ir busca-los.

- É minha irmã mais nova, temos somente um ano de diferença - ajudou Ino a vestir-se e logo Gaara entrou após bater na porta.

Gaa: Com licença -sorriu vendo Ino e Hanabi.

Hana: Ela está liberada podem ir pra casa,tomem cuidado na volta em! Nao dirija rápido aquela moto - tocou no ombro de Gaara e sorriu logo saindo.

Gaa: Acho q vou chamar um taxi pego a moto depois

E assim Gaara fez. Foi com Ino para casa de taxi e buscou a moto mais tarde na volta de sua corrida matinal que Ino insistira para ele ir.


Notas Finais


Aii gente nao sei se ficou bom... Espero que agrade vocês! Faz falta nao ter a Bibi pra me ajudar quanso falta uma ideiazinha kkkk

P.S. : Nao tenho noticias a clínica não esta autorizando visitas e nem os pais dela podem entrar :(

Bjo bjo 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...