História Tempestade de Areia - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Eu não sei escrever cena de luta, incrível velho JKKKKKKK
Ficou curtinho, eu sei
Capítulo não revisado
Boa leitura ^^

Capítulo 4 - Capítulo 03


- Você não pode se mover ou ir à lugar nenhum sem a minha, ou de qualquer outro comandante sem permissão. Faça isso novamente e morra. - O homem indagou seco entredentes, segurando o rosto do Hyuuga com certa força, penetrando seu olhar perigoso no dele, seus lábios se franziam depois de dar uma forte chicotada nas costas de Neji, que segurou a língua para não berrar alto. As costas largas ardiam e queimavam a pele branca e sensível. Respirou fundo cerrando os punhos com raiva, fazendo as veias grossas ficarem visíveis, com a cabeça baixa, ele travava o maxilar se contendo o máximo possível para não voar naquele homem.

- Está claro? Ou ainda tem dúvidas?

O Hyuuga levantou o olhar profundo sobre o homem ligeiramente menor que si e rosnou entrendentes.

- Não senhor, não tenho dúvidas. - Falou com muita raiva contida dentro de si, olhou o sorrisinho mordaz do homem a sua frente, como se se deleitasse.

- Ótimo, agora vamos. - O comandante andou a frente, guiando o Hyuuga, totalmente despreocupado e ingênuo, mal sabia ele que, tentaria cometer tal barbaridade. Neji se preparou, e avançou sobre as costas desprotegidas do comandante menor que si e mais magro, porém, rígido. Foi facilmente derrubado pela a experiência do comandante, caindo na areia macia, porém o impacto foi grande, suas costas se chocaram contra o chão, lhe deixando ligeiramente zonzo, lançou um olhar de ódio sobre o homem, que sacava sua espada e apontava para o mesmo. Seus braços apoiados na areia pinicavam, seu coração batia forte e ofegava muito. Aquele homem era esperto.

- Não se mecha seu merda! - Bradou alto o homem de pé, balançando a espada pela à aproximação. Neji olhou para baixo, vendo os pés calçados, então uma luz iluminou sua mente. Com uma rapidez e força surpreendente, ele deu uma rasteira bruta sobre o homem, que no ato largou a espada e caiu, com os joelhos no chão.

Neji não perdeu tempo e se levantou, estrangulou com força o mesmo, antes dele gritar ou tentar fazer alguma coisa consigo. Seu corpo foi amparado quando o jovem se levantou, tentando se soltar dos braços incrivelmente fortes do Hyuuga. Sentia os murros potentes acertarem seus braços desnudos, e seu corpo se balançava no ar por estar jogando eu peso no homem de guerra, e esse tentava se soltar do mesmo, falhando miseravelmente. Urrou de dor quando sentiu a cotovelada forte do outro atingir sua costela desprotegida, fazendo Neji apertar mais o estrangulo. Ele era persistente.

Ele deu outra cotovelada, desta vez, foi forte, fazendo Neji se soltar do homem e cair no chão com várias dores pela a costela, ardia, pulsava e queimava, era essas palavras que poderia definir a dor do Hyuuga agora. Ele viu seu corpo ser jogado com força contra a areia, recebendo socos fortes sobre sua face, então ele revidou, derrubou o rapaz para o lado , subindo em cima dele e meio que bloqueando as pernas dele de fazer alguma coisa. Abriu uma de suas mãos e apertou a garganta do mesmo, fundo e forte, com a outra mão, ele cerrou-as e lhe deu um soco furioso, Neji percebeu o corpo masculino desfalecer, completamente desfalecido pela a falta de ar. O perolado saiu de cima do mesmo, deixando o corpo com o rosto roxo pela a falta de circulação de sangue e ar.

Com a respiração ofegante, um dos fios de seus cabelos escuros, adentravam o canto de sua boca, ele observava o homem jogado na areia, pensando no que fazer agora com os olhos levemente arregalados. Se abaixou diante do homem, e sacou as facas e uma espada na cintura do mesmo, ela era pesada e de dois gumes, estavam marcadas pelo o gasto, mas afiada. Se levantou olhando ao redor, e correu sem rumo para um lugar longe de toda a escravidão.

¤¤¤

Tenten despertou em sua cama, seus olhos se abriram, inchados pela a noite anterior, respirou fundo, tirando o lençol transparente de suas pernas desnudas e se espreguiçou gostosamente. Ainda estava abatida por ontem, seu pai era mal e ainda não conseguiu engolir aquela notícia de irmã.

Quem era ele de lhe privar de ter um amor? Uma pessoa que lhe amasse não por causa das jóias e dos diamantes, e sim por amor, por carinho. Não uma coisa forçada. Era uma pena já que sua irmã havia morrido ao tentar se relacionar com um homem por amor.

Suspirou fundo antes de se levantar e caminhar até a sua área de banho. Fechou as cortinas brancas e leves, e retirou suas vestes, antes de subir os degraus de madeira e adentrar a água, que continha pétalas de rosas e a água estava perfumada. Passou a água gelada e fresca pelo os braços, sentindo o frescor do líquido incolor, passou as mãos pelo o cabelo curto que batia em seus ombros, onde normalmente eles continham tiaras e fios de ouro. Jogou-os para atrás, e respirou fundo, saindo da bacia.

Se secou com um pano de algodão e colocou seu tradicional vestido branco, com uma cinta de ouro bordado com alguns hieróglifos. Calçou suas sandálias de ouro e à ajeitou-as sobre a perna.

Saiu para fora de seu aposento, descendo as escadarias, chegando a sala do trono de seu pai, fechou a cara quando viu o mesmo sentado, beliscando uma uva verde. Mas percebeu que não foi notada quando ouviu as portas altíssimas de madeira serem abertas brutalmente para uma porta pesada e para apenas dois homens. Um era Jiraya, o comandante que seu pai mais tinha contato e o outro não conhecia.

Tenten franziu o cenho curiosa, ao ver o rosto de um completamente desfigurado, caminhar até seu pai cambaleante.

- Mas que escândalo! O que significa tudo isso? - A voz altiva de seu pai se fez presente, se levantando completamente raivoso e descendo alguns lances das curtas escadas do seu trono. Tenten se afastou um pouco, mas não tanto para não ver a cena. Seus olhos castanhos captavam tudo o que era necessário para sair do seu tédio cotidiano.

Viu o movimento brusco de Jiraya ao pegar o garoto pelo o braço e, como se demonstrasse que a culpa de tudo aquilo era dele.

- Este garoto deixou o novo escravo fugir, ontem a noite.

Tenten estremeceu, arregalando os olhos, surpresa.


Notas Finais


É isto KKKKK
Foi bem de última hora mesmo esse capítulo
Até o próximo galera♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...