História Tempestade Particular - Capítulo 2


Escrita por: e Branca-chan

Postado
Categorias A Rainha Vermelha
Visualizações 17
Palavras 276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 2 - A arena


Davi Prov’s

   Eu é Sophia estamos na arena, como toda quinta, e ela está linda como sempre com seus cabelos de ruivos e pele com sardas. Confesso que sou apaixonado nela desde que a conheço, a uns oito anos atrás.

- Davi presta atenção!- ela me da um cutucão nas costelas.

- Tô prestando!- nesse momento o murmurador começa a agir, entrando na cabeça do oponente sem ele ter tempo de pensar em fazer algo.

- Aii!!- o oponente cai de joelhos na areia da arena com as mãos na cabeça  com uma expressão horrorosa. Ele está tentando não se matar pelo visto, fazendo força para não pegar nas facas que ele leva, cá entre nós qual o prateado precisa carregar facas?

- MISERICÓRDIA!!- não consigo ver o que aconteceu, só escuto as pessoas gritando surpresas, talvez ele tenha conseguido enfiar as espadas no outro.

- PARA FORA TODOS!!!- os agentes de segurança estão nervosos, pelo visto realmente aconteceu algo sério.

 

Sophia Pov’s

    Foi tudo muito rápido, quando vi ele já estava com a faca enfiada no peito com sangue prateado escorrendo pelo buraco

    - Como assim você não viu, Davi?!- meu deus, meu amigo é muito lerdo.

     - Eu não vi ué, estava com a cabeça longe!- tô falando que ele é lerdo

     - Quando chegarmos na minha casa eu explico. Agora eu quero saber se esse homem morreu mesmo.

     - Os agentes ficaram muito nervosos, acho que nem os curandeiros de pele vão conseguir dar conta.

    - Concordo- confesso que gosto quando um prateado morre, é menos um diabo no mundo.

     - Agora vamos, quero chegar logo na sua casa.

     - Abusado.

    - Hahahahhahahahhah 

 


Notas Finais


Podemos perceber que eu não consigo fazer capítulos muito longos, mas eu não consigo ler eles longos então não gosto deles assim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...