História Tempestades - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Visualizações 9
Palavras 694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tsc tsc, tenho que parar com essa preguiça pra postar.

Capítulo 2 - ;Antes da tempestade



Taeri era um garoto simples que vinha de uma família muito rigorosa. No entanto, o moreno tinha este amigo, Kang, dois anos mais velho que ele.

Havia o conhecido durante uma excursão de sua escola, que foi obrigado a ir e a fingir ter interesse. Os dois, eventualmente, viraram amigos próximos.

O moreno passou a visitar o mais velho todas as sextas-feiras, após a escola. e aos fins de semana também.Gastavam horas jogando video-game, conversando, rindo juntos, lendo. Uma amizade realmente inocente.

Naquele dia, não seria diferente, após a escola, taori foi correndo até a casa de Kang, ao adentrar a casa, estava um verdadeiro "vuco-vuco".

havia um menino esparramado no sofá lendo uma HQ.

O mais novo parou Kang, o mesmo arregalou os olhos gritando com Taori.

- MEU DEUS, TAORI! PENSEI QUE VOCÊ NUNCA CHEGARIA!

- O que está acontecendo?

- Vou ter que ficar olhando o meu primo, meus pais irão sair para aniversário de casamento.

queria que você viesse para me fazer companhia, meu primo é um chato.

- Hm, okay!

                     {12:47}

               [6 de setembro]

           (casa de Kang; sala)

O primo de Kang era realmente estranho, me sentia desconfortável com ele me olhando todo segundo.

ele se levantou dizendo que iria para o quarto, subiu a escada e ouvimos a porta batendo.

eu e Kang nos entreolhamos e demos de ombros.

- Ei, Taori. Quer ir jogar vídeo game no meu quarto?

- Claro, Kang.

subimos as escadas rapidamente entrando no quarto.

Jogamos vídeo games por 2 horas inteirinha, até que bateu a famosa fome.

- hey Kang, vamos comer algo?

- Tudo bem, que tal um lámen?

- Acho ótimo.

Descemos as escadas rindo por coisas aleatórias.

começamos a cortar os legumes e as carnes, separando e preparando todos os ingredientes.

Quando uma voz vinda da porta da cozinha os chamou atenção.

Uma fala totalmente sonolenta.

e, devido ao rosto levemente inchado e ao pijama que vestia, Kang concluíu que Dongyul estava dormindo e foi acordado pelas risadas altas deles.

- Kang?

-ah,olá Dongyul. Boa tarde.

- Tsc, será que tem como vocês falarem mais baixo? estou com dor de cabeça.

- está sendo arrogante, temos visita.

- Não Kang. ele tem razão. -Taori se curvou em silêncio, pedindo desculpas educadamente-.

- Anyway, façam silêncio.

Após o garoto sumir pelas escadas Kang mostro sua língua, me fazendo soltar um riso.

                      {13:20}

              [6 de setembro]

             (mesa de jantar)

Depois de um almoço realmente desconfortante, devido a presença de Dongyul.

Kang e taori foram para o andar de cima, sentaram-se lado a lado e voltaram a jogar videogame.

- O que eu fiz para o Dongyul me olhar o tempo inteiro?

- Você é muito mimadinho, deve ter te achado um chato.

- Ei!

- Tô brincando.

Ficamos mais uns minutos jogando, até que minha mãe me ligou dizendo para voltar pra casa.

falei para Kang que já estava indo me levantei e andei até a porta.

- Ahm, Kang? onde é o quarto do dongyul?

- O quarto no final do corredor.

- obrigada

Fechei a porta indo de encontro ao quarto de Kang, dei duas batidas leves e coloquei a mão na maçaneta gélida.

eu juro, nunca me arrependi tanto na minha vida por ter feito isso.

E com um reflexo fechei a porta totalmente envergonhado por ter o visto um momento íntimo.

- Desculpe.

- Aish, o que você quer?

- Só queria me despedir..e..perguntar se está tudo bem.

- pode entrar.

- Não, não quero te atrapalhar.

- E não já atrapalhou?

- okay...

engoli em seco. abri a porta devagar e vi ele vestindo a calça.

me sentei na beira da cama, fiquei uns minutos encarando a parede até ele quebrar aquele silêncio constrangedor.

- Você gosta do Kang, né?

- O-oque? EU NÃO!

- Não seja idiota. pensa que eu não vi você quase babando vendo ele comer na hora do jantar?

- EU NÃO ESTAVA BABANDO!

-ele soltou uma risada baixa, me deixando com um pouco de ódio desse garoto-. ridículo.

- Hum! já ouvi desaforos demais de um Pimpolho, vou embora.

- Só não chore, viu?

 - Cala a boca, seu cretino.- disse saindo do quarto vendo um sorriso nos lábios do menor-.


Notas Finais


OAL, descobrimos o nome do nosso protagonista tristonho e que talvez tenha uma paixão por seu amigo.

O QUE ESSE DONGYUL SAFADO VAI FAZER?

IREMOS DESCOBRIR NO PRÓXIMO CAPÍTULO, PEXUAL!

Qualquer dia eu coloco a parte dois de antes da tempestade.

Byeeee '³'

Desculpa qualquer erro (TT)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...