História Temptations - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Hopemin, Jiseok, Namjin, Sugamon, Taekook, Vkook, Yoonjin
Visualizações 544
Palavras 2.786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Survival, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI meus amores, estou aqui adiantada para vocês eu só iria postar semana que vem, porém o cap seria muuuuuito mais longo, então decidi postar o que eu já escrevi e com o restante será um novo cáp... Espero que gostem beijo beijo

Capítulo 14 - Isso machuca


Fanfic / Fanfiction Temptations - Capítulo 14 - Isso machuca

Seus olhos se encheram de lagrimas ao notar a ausencia de Taehyung no quarto, ele estava sozinho novamente.

Ele estava cansado das pessoa lhe dizerem o que deveria fazer em sua vida, por conta de aceitar tudo calado ele perdeu a pessoa mais importante para si no momento, ele não deixaria mais as pessoas interferirem dessa forma novamente em sua vida, uma pena que ele demorou muito para pensar nisso, agora estava sozinho.

Ele se colocou no lugar de Taehyung tarde demais.

.

.

Seu cabelo já estava grudando na testa por conta do suor, ouvia os gritos incensantes das fãs e isso o fazia lhe sentir vivo, já que normalmente pouca coisas lhe faziam se sentir vivo de verdade, nos dois ultimos meses Taehyung não saia do quarto a não ser se fosse necessário ou para algum show, ele não era mais aquele carisma que contagiava a todos, as fãs começaram a perceber o quanto ele estava diferente, umas apostavam que ele iria sair do grupo, outras pensavam que ele só estava cansado e outras achavam que era somente uma fase, mas todas sabiam o motivo da mudança tão repentina, e esse motivo estava do outro lado do palco puxando o ar com força por conta do esforço de todas as danças.

Levou seu olhar até Taehyung e sorriu tristonho, se antes disso tudo eles não eram nem um pouco próximos, agora poderiam se considerar completos estranhos um ao outro, as vezes eles faziam interações minimas por conta da empresa, ficavam ao lado um do outro, as vezes acontecia de um se perderem no olhar um do outro, coisas de segundos, Jeon Kook não se sentia confortavel, Taehyung mantia a pose de indiferente, e isso machucava ainda mais o menor.

Jimin pulou nas costas de Taehyung, o mesmo sendo surpreendido sorriu cambaleando e logo após se estabilizando com o menor em suas costas, as fãs já não viam tanta graça de outros membros ao redor de Jung Kook e Taehyung, não era isso que elas queriam.

Embora o grupo estivesse cada vez mais bem sucedido e com reconhecimento de todos os lugares do mundo, eles não eram mais como antes.

Kook por sua vez odiava aquelas situações se ele se sentia incomodado ao lado de seu ex, era dez vezes pior ver o maior ao lado de alguém, por que com ele Taehyung agia indiferentemente e com os outros membros não, isso o machucava. Jung Kook não conseguia disfarçar suas caras de desapontamento.

.

.

-Chame Jung Kook, por favor. – Jin pediu para Hoseok chamar o mais novo, Taehyung levantou e se retirou da cozinha no mesmo momento, Hoseok olhou para Jin severamente. – O que foi? Não me olhe como se fosse minha culpa, eles ainda são do mesmo grupo.

Hoseok revirou os olhos se levantou indo até o quarto do maknae batendo na porta duas vezes, recebendo um “entre” como resposta, adentrou o quarto encontrando Jung Kook sentado no chão com o notbook em seu colo.

-Jin Hyung está te chamando para comer.

-Não estou com fome.

-Ontem a noite você também não estava, vamos, ele fez tudo o que você gosta de comer.

Jung Kook sorriu minimamente fitando a tela de seu computador.

Hoseok curioso olhou para a tela vendo um chat aberto.

-Com quem está conversando? – Perguntou curioso chegando mais perto, mas sendo impedido por uma almofada que estava do lado de Jung Kook, a qual o mesmo tacou no mais velho.

-Para de ser assim Hyung. – riu.

-Faz tempo que não te vejo sorrir, então quero saber ué.

-Ok. – Riu. – Estou conversando com o Hyukjin-hyung.

-E qual é o motivo para sorrir assim?

-Ele vem se mostrando um otimo amigo nas ultimas semanas.

-Acho que devo ficar ofendido com isso... – Disse franzindo as sobrancelhas.

-Você é otimo Hyung. – Riu – É que o Hyuk realmente está me ajudando sabe...

-Kook... Não quero me intrometer em sua vida, mas cuidado, isso pode machucar algumas pessoas. – Ele avisou, Jung Kook sabia exatamente que “pessoas”, era uma pessoa, para ser claro, Taehyung em questão.

Jung Kook acenou com a cabeça, então Hoseok o deixou sozinho com seus pensamentos, largou o eletronico e se pôs a pensar nas palavras do mais velho, mas ele chegou a conclusão que não teria tanto efeito assim pois fazia já quase cinco meses desde o ocorrido na empresa, Taehyung nem sequer o olhava, pouquissimas palavras foram trocadas durante esse tempo todo, e todas elas sendo curtas para evitar um dialogo, ele sequer demonstrava que estava sentindo falta do menor, ele não tinha reação para nada, no começo Jung Kook se machucava, mas depois ele aceitou que talvez aquele sentimento todo não era tão forte da parte de Taehyung, ele tinha certeza que o seu era realmente intenso e verdadeiro, mas já não tinha a mesma certeza dos sentimentos do outro.

Resolveu descer para ver se dispersava esses pensamentos.

Péssima idéia, deu de cara com Taehyung sentado ao lado dos outros na sala.

-Koooook. – Jimin gritou, estragando os planos do mais novo de girar seu corpo e voltar para o quarto, sorriu minimamente, no fundo querendo matar Jimin e desceu as escadas, olhou para Taehyung esperando qualquer reação porém o mais velho nem levantou a cabeça para si como os outros.

-Sente-se com a gente, faz tempo que não ficamos todos os sete reunidos. – Jin disse animado.

Assentiu e foi caminhando para o centro da sala, havia um lugar vago ao lado de Hoseok e outro ao lado de Taehyung.

Ele precisava saber se as palavras de Hope faziam sentido, se taehyung realmente não demonstrasse nada ele não deveria se prender a algo perdido não é mesmo? Por esse motivo e por esse subito de coragem caminhou até o sofá se sentando ao lado do motivo de sua mente estra tão confusa.

Taehyung deitou a cabeça um pouco para o lado olhando para Jung Kook, o mesmo ignorou e olhou para Jin como se implorasse para o mesmo começar a falar.

Percebendo o desconforto do mais novo, Jin começou animado a falar dos feitos do BTS nos ultimos meses, todos começaram a interagir um com o outro, menos Taehyung que se manteve quieto.

Ele não parecia estar desconfortavel, ele parecia totalmente indiferente e isso estava irritando Jung Kook, por que somente Taehyung conseguia se manter dessa forma? As vezes Kook queria agir como Taehyung somente para o machucar, como o mesmo estava fazendo consigo.

Jimin foi pegar algumas bolachas, voltou e deixou na frente de Suga que estava ao lado de Taehyung, o menor se jogou no colo de Hoseok, os dois já estavam totalmente habituados com aqueles gestos na frente dos outros.

Kook sorriu minimamente se lembrando da primeira vez que Taehyung lhe puxou o fazendo se sentar em seu colo após quando assumiram o namoro, ele olhou para V pelo canto dos olhos, ele se negava a acreditar que tudo foi algo passageiro e sem valor para o mais velho, mas se não foi como o mesmo conseguia agir daquela forma?

Olhou para as bolachas, e depois para Taehyung, ele poderia levantar e pegar as bolachas mas...

Taehyung franziu o senho quando Kook jogou seu corpo por cima do seu pegando uma bolacha, ele puxou o ar e continuou sério, Kook se apoiou na perna do mais velho para levantar seu troco. No processo seu rosto ficou de frente ao de seu ex, deu um sorriso grande para o mesmo e voltou para seu lugar, Taehyung franziu o cenho mais uma vez e jogou a cabeça para trás.

O que o mais novo estava fazendo?

Era tudo o que passava em sua cabeça.

-Nós temos que aprimorar o inglês de vocês. – Namjoon disse, fazendo os outros concordarem. – Agora estamos indo a vários lugares na América, e eu não posso falar tudo por vocês.

-Eu acho que pode sim. – Suga disse, fazendo os outros rirem.

Nenhum deles notaram a diferença no canto do sofá onde Jung Kook já havia passado três vezes por cima de Taehyung para pegar as bolachas.

-Kook. – A voz de Taehyung se fez presente pela primeira vez na sala, todos ficaram quietos e atentos olhando para o mesmo, o mais novo quase engasgou com Taehyung se diregindo a si depois de tanto tempo.

-Sim?

Taehyung pegou o prato com a bolachas.

-Se somente você está comendo, não vejo mal de ficar em seu colo. – Colocou em cima das pernas do mais novo.

Kook assentiu, o clima ficou tenso por um segundo até Hoseok começar a falar novamente.

Jung Kook quis chorar como criança naquele momento, ele se sentia ridiculo ao ter feito aquelas coisas para que Taehyung o notasse, deu certo porém Taehyung não parecia de fato ligar.

É talvez aquilo fosse a resposta pela qual precisava, seu celular começou a vibrar dentro de seu bolso.

O sacou sem muita vontade, mas ao ler o nome no visor sorriu.

-Alo? – Disse risonho, Taehyung cerrou seus olhos, olhando para baixo, ele não gostava daquele tom de Jung Kook. – Agora hyung? – Riu. – Okay, eu vou me arrumar então a gente vai. – Riu novamente.

A risada de Jung Kook estava realmente o incomodando.

-Claro que não hyung, pode vir, vou desligar, me mande uma mensagem quando estiver perto. – Riu novamente. – Okay, tchau.

Se levantou em um pulo.

-Você vai sair Kook? – Namjoon perguntou.

-Sim.

-Posso saber onde minha criança vai? – Jin perguntou curioso.

Kook olhou para Taehyung o mesmo olhava fixamente para frente como se tivesse algo  muito interessante lá, respirou fundo, o mais velho realmente não se importava.

-Vou dar uma volta. – Disse ainda olhando para Taehyung. – Com o Hyukjin.

O cerrar de Taehyung se cerrou e seus dedos apertaram seus jeans, Kook franziu os olhos um pouco, talvez ele estivesse vendo errado ou fosse coisa de sua cabeça. Ficou um tempo parado no mesmo lugar mas Taehyung não moveu um musculo, respirou fundo novamente e subiu.

Escolheu uma roupa, sua vontade de ir realmente tinha ido embora, se jogou na cama.

Seria coisa de sua cabeça? Taehyung realmente tinha feito aqueles gestos? Por mais minimos que fossem... Seu celular vibrou com a mensagem que Hyukjin estava saindo de casa, arregalou os olhos, quantos minutos teriam passado desde que começou a pensar em seu ex?

Suspirou e levantou rapidamente colocando as calças pretas, seus coturnos marrom e sua camiseta branca, estava simples mas estava bonito, pegou um casaco e passou bastante perfume, foi para o banheiro dar um jeito em seu cabelo.

Enquanto isso na sala, Taehyung permanecia da mesma maneira, suspirou cansado.

-Vou ir dormir. – Se levantou se dirigindo ao seu quarto, ouvindo um coro de “Boa Noite”, os outros membros sabiam que o mesmo não iria dormir em vista que eram sete horas ainda, porém Taehyung estava vivendo dentro de seu quarto, então não estranharam, ele sabia que não iria mais sair de seu quarto então foi até a cozinha preparar algo para comer.

Jung Kook desceu as escadas indo em direção a cozinha, péssima idéia pela segunda vez no dia.

Tentou ser o mais silencioso possivel para dar alguns passos para trás para que pudesse sair despercebido.

-Pode ficar, eu já estou saindo. – Taehyung fechava um sanduiche.

-Como sabia que eu estava aqui? – Perguntou adentrando o local.

-Pela quantidade de perfume que passou qualquer um saberia. – Se virou de frente para o mais novo. Andou parando na frente do menor. – Cuidado para não mata-lo intoxicado.

Então seguiu a seu destino, Jung Kook mordeu o labio com força. Seu celular vibrou, Hyukjin já estava na frente da casa o esperando, respirou fundo, mandou uma mensagem que já desceria, olhou para o visor de seu celular, ainda estava uma foto dele e de taehyung, revirou os olhos e entrou na galeria pegou qualquer foto e iria mudar, respirou fundo, não conseguiu, sua galeria era cheia de fotos de seu ex namorado, revirou os olhos, bobagem pensou guardou o celular no bolso, pegou um copo de água e em um só gole tomou tudo, então se dirigiu a porta de entrada.

-Oi. – Hyukjin sorriu.

Jung Kook sorriu timido. O mais velho abriu a porta do carro para si e depois deu a volta entrando no mesmo, deu partida e saiu.

Taehyung fechou as cortinas com um longo suspiro assim que o carro não estava mais a vista. Se jogou na cama e levou a mão ao seu rosto. Decidiu realmente tentar dormir, ele não queria pensar em nada.

.

.

-Obrigada. – Sorriu quando o mais velho abriu a porta para si.

Ele se sentia confortavel ao lado de Hyukjin, ele percebia as investidas do mesmo em si, mas ele não sentia nada com isso, somente achava engraçado.

Eles foram a um restaurante, tiveram uma longa refeição repleta de risos, embora o mais velho enchesse o mais novo com as suas cantadas, Jung Kook se esquivava delas com elegancia, sem parecer rude e constranger o mesmo.

Agora estavam em frente a casa do mais novo novamente.

-Você é realmente encantador. – O mais velho disse encostado no carro.

Kook riu e se encostou do lado do mais velho.

-Você não conhece nem a metade, se conhecesse tudo saíria correndo. – Riu.

-Tenho certeza que não.

.

.

Taehyung se debatia sem conseguir dormir, que horas eram? Olhou no relógio, meia noite e meia, escutou portas do carro batendo, se levantou preguiçosamente, abriu a cortina em uma fresta e viu os dois rindo, revirou os olhos.

-O que eu estou fazendo? – Respirou fundo e fechou as cortinas.

Sentou na cama, levou a mão na nuca e mordeu os labios, soltou um grunido e levantou indo novamente até a janela, vendo novamente os dois.

.

.

-Você não consegue né? – Sorriu triste.

-Me desculpa.

-Não, não, tudo bem...

-É que eu...

-Kook está tudo bem... – Sorriu se virando de frente para o menor levando sua destra até o rosto do mesmo. – Você vale a pena, eu espero.

Kook sorriu fraco.

-Eu acho que isso pode demorar um pouco... – Mordeu o lábio inferior. – Eu realmente...

-Realmente o ama? – Perguntou, o silêncio de Kook já respondeu por si próprio. – Entendo.

-Isso é complicado para mim.

-Sim, deve ser...

Hyukjin foi se aproximando de si, ele sabia o que o mais velho iria fazer, a imagem de taehyung cerrando o maxilar e os punhos vieram em sua mente, segurou a respiração conforme o outro se aproximava, fechou os olhos esperando, então o sorriso de Taehyung apareceu nitidamente em sua mente.

Levou sua mão ao peitoral do mais velho.

-Me desculpe, eu não consigo, eu tenho que entrar, me desculpe... – Saiu apressado.

Taehyung soltou um suspiro aliviado, por alguns segundos seu coração se esqueceu de como bombear o sangue.

Hyukjin sorriu fraco suspirou e entrou no carro.

Jung Kook entrou na casa e levou a mão até os fios de cabelo os puxando levamente, o que teria acabado de acontecer, tirou seus tênis, ele só queria tomar um banho e dormir e tentar esvaziar a mente, andou até as escadas subindo alguns degraus.

-Vamos conversar. – Aquela voz fez o arrepiar da cabeça aos pés, olhou por cima do ombro, Taehyung estava parado no inicio da escada.

-O que você quer?  Eu quero dormir, tive uma noite cansativa. – Sorriu, ele tentou parecer o mais indiferente possivel.

-Por favor não faça eu...

-Taehyung eu falo sério, estou morto, se realmente não for...

Taehyung subiu as ecadas parando um degrau abaixo de Jung Kook o fazendo parar com o que falava.

-Eu realmente fico muito feliz que tenha se divertido. – Sua expressão dizia outra coisa.

-O que você está fazendo Taehyung? – Respirou fundo. – Não é mais fácil fingir que eu não existo como você vem fazendo nos ultimos meses?

-Então por que você está fazendo de tudo para que eu note você? – Jung Kook abriu a boca para responder mas como a resposta não veio ele a fechou novamente. – Se você não fizesse essas coisas eu acho que seria mais fácil para mim e para você.

Desceu as escadas bufando, ele realmente havia perdido a vontade de conversar com o mais novo.

-Ainda somos do mesmo grupo, e diferente de você eu não consigo o ignorar por completo.

-Não estou pedindo para me ignorar, somente para me deixar em paz.

Jung Kook abriu a boca para responder mas novamente a resposta não veio, invés disso um soluço embargado de um choro sofrido. Taehyung arregalou os olhos e se virou fitando o mais novo que estava com a mão no rosto.

-Kook. – Deu um passo a frente, Jung Kook levantou a cabeça fitando o mais velho.

-Me desculpa, eu não consigo ser tão duro como você...

-Kook não...

-Mas eu prometo que daqui para frente eu tentarei ao máximo, espero não te machucar tanto quanto você me machuca agindo dessa forma.

 


Notas Finais


Não me matem... Só isso beijo beijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...