História Ten requests (Imagine Park Chanyeol EXO) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol
Visualizações 84
Palavras 1.486
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atenção!!!! Essa é uma pequena história, não durará muitos capítulos. Porém, é uma história para ser sentida, leiam em um lugar calmo e que não tenha ninguém. (Ou leia onde quiser ksksks). Enfim, espero que gostem. Beijos 😇

Capítulo 1 - First request


Fanfic / Fanfiction Ten requests (Imagine Park Chanyeol EXO) - Capítulo 1 - First request

As vezes o destino, nos da golpes tão fortes que são difíceis de superar, as vezes lutamos tanto por algo ou alguém e por mais que o tempo passe. Tudo continua a mesma coisa. Existem pessoas felizes com tão pouco, e outras que não sabem aproveitar as oportunidades e tem tudo a sua volta. Mesmo assim, não encontram a felicidade. Rebeca, era uma estudante do terceiro ano do ensino médio e sonhava em ser escritora. Porém seus sonhos foram por água a baixo, quando descobriu uma doença grave que fez seus pais se mudarem para um país que lhe desse melhores condições de tratamento ou seja Busan na Coreia do Sul. Pois a sua doença já estava se agravando. Rebeca teve seus sonhos roubados, mas a garota por más que tivesse poucas chances de vida. Nunca deixou de sorrir, e aproveitava cada dia como se fosse o último. Sua quimioterapia era intensa e os medicamentos também, o que fez seus fios curtos e castanhos caírem. Ela se afastou de seus amigos, e de seus parentes. E agora estava só com seus pais, que eram a âncora da garota, que sonhava em sair daquele lugar, feliz e curada.

- Eu sentirei saudade senhor Choi - Rebeca sorriu triste ao se despedir de Choi Youngjae.

- Não se preocupe, e não tenha saudades. Ok ? Continue firme e forte. Pois você irá conseguir - Falou o doutor que também estava se sentindo mal.

- Por favor, venha me ver. Não me esqueça. Quando eu estiver melhor irei pintar um quadro seu junto com seus filhos - Falou fazendo o doutor deixar cair uma lágrima.

- Claro - Sorriu passando a mão por seu rosto. - Mas, não se preocupe. Park irá cuidar muito bem de você e em pouco tempo. Estará curada.

- Eu tenho fé Doutor - Abraçou o mais velho muito forte.

- Tenho que ir agora. - Falou soltando lentamente o abraço e olhando no fundo dos olhos de Rebeca.

- Seja forte Rebeca - Falou saindo do quarto com o coração apertado.

Choi Youngjae iria se aposentar e se dedicar a sua família. Ele não queria deixar Rebeca. Mas precisava. Pois ele precisava de um descanso. Rebeca ficou extremamente triste. Mas ela continuaria lutando e iria conseguir.

Alguns dias se passaram, não muitos. Rebeca estava no quarto quando pela porta entrou um homem alto com seu jaleco branco e um estetoscópio em volta do seu pescoço. Ele tinha uma ficha em sua mão esquerda e seu cabelo estava aberto ao lado. Rebeca estava um pouco dopada por conta dos medicamentos, mas podia enxergar bem o ser de quase dois metros de altura ao seu lado.

- Olá, Bom dia - Se aproximou lentamente até ao lado de Rebeca que abria os olhos lentamente.

- Bom dia - Respondeu baixo e com um tom sonolento.

- Me chamo Park Chanyeol. E irei cuidar de você até você ficar bem. E isso não irá demorar para acontecer - Sorriu revelando seus dentes, que eram muitos.

- Você tem um sorriso bonito - Falou Rebeca fazendo o doutor ficar um pouco corado.

- Meus colegas me chamam de Happy vírus ou Teeth Rich - Falou fazendo a menor rir nasal.

- Por que? - Perguntou 

- Ah, eles me dizem que é porquê e do meu sorriso e de minha atitude sempre positiva - Falou 

- Agora entendo - Sorriu fraco.

- E você, tem algum apelido? - Perguntou 

- Minhas amigas me chamavam de pequeno pinguim - Falou 

- Por que ? - Park perguntou 

- Porque eu tenho menos de um e sessenta de altura - Respondeu.

Aquela conversa rendeu várias risadas e durou horas. Rebeca e Chanyeol conheceram um ao outro. E suas personalidades eram muitíssimas parecidas. Pareciam até almas gêmeas perdidas que finalmente se encontraram. Era o que a garota pensava em sua cabeça de leitora e com o tempo futura escritora.

- Você é uma pessoa forte Rebeca - Chanyeol Falou admirável com a força daquela garota. Que apesar de está com o mundo desabando em seu redor, ainda sorria feliz.

- Obrigada Happy vírus - Falou e os dois riram juntos.

- Doutor, gosta de ler ? - Perguntou 

- É um dos meus hobbies - Falou 

- E quais são os outros ? - Perguntou 

- Tocar violão, guitarra, piano e escrever musicas. Além de ler e fazer rap - Falou 

- Você sabe fazer tudo isso ? - A garota perguntou admirada.

- É... Acho que sim - Sorriu tímido 

- Eu sonho em ser escritora - Falou 

Chanyeol pegou nas duas pequenas mãos frias de Rebeca e as apertou olhando nos olhos da mesma.

- Você irá conseguir - Soriru

Os dois jovens se encararam por alguns segundos. Até serem interrompidos pelo barulho da porta que se abriu revelando os pais de Rebeca. Chanyeol fez reverência e logo cumprimentou os mesmo.

- Prazer, sou o novo hematologista da senhorita Rebeca - Falou 

- Prazer, somos os pais dela - A mãe da mesma se pronunciou 

- Como está filha? - O pai dela a perguntou 

- Estou bem pai, o doutor Chanyeol é um ótimo amigo - Falou olhando diretamente para Chanyeol. Que sorriu de lado ao ouvir as palavras de Rebeca.

1 semana depois 

- Bom dia! como se sente hoje ? - Chanyeol perguntou 

- Um pouco cansada. Mas estou bem - Sorriu fraco 

- Tem certeza senhorita Rebeca? Ou serei obrigado a lhe fazer cosquinhas para que em conte? - Perguntou fazendo a menina rir.

- Happy vírus, será que posso lhe pedi uma coisa ? - Perguntou fazendo o maior ficar confuso.

- Pode sim - Foi na direção da mesma sentando ao lado da cama.

- Será que tenho condições de ver o mar ? - Perguntou 

Chanyeol sabia bem que Rebeca não tinha condições de ao menos ficar em pé. Mas Park não queria negar um pedido da mesma.

- Rebeca... - A mesma o interrompeu 

- Porfavor... - Pediu

- Tudo bem, mas isso será um segredo entre nós dois - Falou

Rebeca sorriu de felicidade e sua vontade era de abraçar Chanyeol fortemente.

- Eu estou muito contente - Sorria 

- Iremos hoje no horário noturno. Pois mesmo que eu seja seu médico eles não me deixariam sair com você. - Falou 

- Pode contar comigo - Falou sorrindo.

22:46 Pm

Isso poderia ser uma coisa muito perigosa. Tanto para Chanyeol quanto para Rebeca. Mas ele não poderia dizer não para aqueles olhinhos tão fofos e brilhantes. Chanyeol estacionou seu carro nos fundos do hospital. Foi até o quarto de Rebeca e a garota estava acordada.

- Pensei que não viria - Falou 

- Eu não quebro uma promessa - Sorriu

- Pode me colocar nessa cadeira de rodas ao lado do banheiro - Disse Rebeca.

Chanyeol trouxe a cadeira até o lado da cama e com muito cuidado pegou Rebeca em seu colo. O que fez a garota se arrepiar um pouco. Ele a colocou na cadeira e ajudou Rebeca com um moletom que ele havia levado.

- Eu estou tão feliz Doutor - Falou enquanto Chanyeol andava com ela pelo corredor vazio e escuro.

- Eu também estou feliz por ver você feliz - Falou 

Eles chegaram atrás do hospital e Chanyeol guiou Rebeca até o seu carro. Abriu a porta do mesmo e tirou Rebeca da cadeira de rodas a colocando no assento do passageiro. Ele desmontou a cadeira de rodas a colocando na mala do carro. Logo Chanyeol foi até o banco de motorista e deu partida no carro. Com direção a praia "Haeundae Beach".

- Doutor. Pare o carro em algum lugar - Falou fazendo Chanyeol ficar confuso.

Ele estacionou.

-  O que aconteceu Rebeca ? - Perguntou 

- Eu não quero que as pessoas me vejam assim - Falou 

- Assim como ? - Perguntou 

- Sem cabelo... - Falou cabisbaixa.

- Tive uma idéia! - Falou dando partida no veículo.

- Idéia? - Perguntou 

Chanyeol dirigiu o veículo até parar ao lado de um comércio ainda aberto. 

- Fique aqui! Caso acontecer algo, o ambu está nos bancos detrás - Falou 

- Para onde está indo? - Perguntou confusa.

- Não irei demorar - Falou saindo do carro.

Rebeca ficou confusa. Mas permaneceu ali. Até que alguns minutos se passaram e finalmente Chanyeol havia voltado. E quando voltou. Estava sem um fio de cabelo na cabeça. Ele havia cortado todo seu cabelo. O que fez Rebeca abri a boca incrédula e supresa.

- Por que fez isso?!! - Perguntou 

- Ué, eu quis mudar o visual - Falou 

- Mas... Você é louco!!! ?

- Que mal tem dar uma pequena mudada no visual? - Perguntou irônico e Rebeca bateu no seu braço.

- Vamoooss ? - Perguntou 

- Vamos - Respondeu sorrindo

 - Isso... É tão... -  A garota estava admirada com a beleza da praia.

- É bonito né ? - Chanyeol estava sentado na areia ao lado de Rebeca que estava sentada na cadeira de rodas.

Rebeca apertou a mão de Chanyeol e esse retribuiu o ato. E eles ficaram juntos admirando uma das coisas mais bonitas da natureza. O mar.



Notas Finais


Bjs 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...